Peritos taiwaneses avaliam projecto da pesca semi-industrial em São Tomé e Principe

No quadro da cooperação entre São Tomé e Príncipe e a República da China, Taiwan está no país uma equipa taiwanesa através de uma solicitação do governo são-tomense, para avaliar a viabilidade de um projecto de pesca semi-industrial da Ilha do Príncipe.

É o primeiro encontro de trabalhos entre peritos do sector da pesca da republica da China Taiwan e técnicos nacionais do  referido sector  no quadro do projecto de pesca semi-industrial  que o governo da republica democrática de São Tomé e Principe  solicitou o financiamento da republica da China Taiwan.

O encontro   presenciado pelo ministro do Plano e Desenvolvimento demissionário  Agostinho Fernandes serviu para a apresentação sucinta do projecto  aos técnicos  taiwaneses e quadros do departamento de cooperação internacional da Republica da China Taiwan. « Sabemos da riqueza do mar  de São Tomé e Principe e a maior parte deste recurso  esta no principe e queremos conhecer  a situação actual e  acreditamos que com este recurso com os dados que já temos acho que é possível desenvolver um bom projecto nessa área de pesca para que São Tomé possa tirar melhor proveito» Hui-Hen Hsu – Directora de departamento de Coop. Inter. da China Taiwan

A equipa taiwanesa devera deslocar-se esta segunda feira a região autónoma do principe para avaliar as condições  do local indicado elos técnicos nacionais para instalação de infra-estruturas de apoio ao projecto. Para além do  complexo para tratamento e  conservação do pescado o projecto contempla também a aquisição de cerca de dez  embarcações  de pesca que  vai assegurar a captura do pescado na plataforma continental São-tomense. « Este projecto de desenvolvimento de pesca semi-industrial no principe é um projecto que tem  uma infra-estrutura de conservação , tratamento e congelação do pescado tem unidade de produção  para desenvolver essa pesca semi-industrial, como sabe  como sabe o Principe tem uma plataforma continental  três vezes superior a São Tomé, o recurso aleutico é superior a de São Tomé» disse João Pessoa – Director das Pescas

O preferido projecto vai ser financiado no quadro de uma linha de credito  de um milhão de dólares que o governo taiwanês  colocou a disposição do pais, que poderá ser alterado  na medida em que forem identificadas  novas necessidades .« A ideia do projecto é começar-mos o projecto com uma linha de credito de  um milhão de dólar mais tudo depende do estudo e o tamanho do projecto» disse Hui-Hen Hsu – Directora de departamento de Coop. Inter. da China Taiwan

« nós ainda não definimos o montante exacto do projecto mais é um projecto ambicioso  que poderá rondar  entre dois a três milhões de dólares» disse João Pessoa – Director das Pescas.

Se tudo correr como previsto o projecto da pesca semi-industrial da ilha do príncipe que devera ser instalado na praia Burra começara a ser implementado no inicio 2013.

Sónia Lopes

  1. img
    meu namorao Responder

    e espero que corra não como previsto mas acima do previsto. temos muitos recursos natural para estimular a económia…

  2. img
    Emilio Pontes Responder

    TRÈS milhóes, talvez. A qualquer coisa que esta mal calculado. Um bom barco para pesca simi industrial preferivel que tenha 16 metros minimo, equipado ronda os 350 mil dolares incluindo o custo de transportaçáo ate Stome e Principe.

    Uma camrara de conservaçáo de 1000 metros cubicos ronda os 450 mil dolares incluindo montagem local.

    Artes de pesca, cartóes para embalar o pescado nos primeiros seis meses de actividade, geradores, combustivel. formaçáo da tripulaçáo, caixas para tratamento do pescado no alto mar, instalaçoes de apoio logistico em terra inclui escritorios, emplilhadoras, carinhas frigorificas num minimo de très, com capacidade para 4,5 toneladas cada.

    Que mercado pretendem atingir para comercializaçáo. Como pretendem levar para esses mesrcados o pescado.

    Falam em dez barcos para très milhóes. Talvez em Taiwan uma barco destes fica duas vezes mais barrato, camaras idem, mas mesmo assim náo é possivel.

    Na minha opiniáo podemos fazer e desenvolver um projecto desses se existem très milhóes com menos enbarcaçoes e ser masi viável. Quantidade de barcos náo garante viabilidade.

    • img
      Mário Freitas Responder

      Boa análise meu caro, é impossível viabilizar um projecto daquela dimensão com 1,2 ou mesmo três milhões USD. Esse valor, não é o suficiente para as 10 embarcações, quanto mais o resto.

Deixe um comentario

*