Política

MDFM-PL diz ter convicção de que brevemente será Governo

A convicção do partido de Fradique de Menezes foi manifestada por ocasião do décimo aniversário do partido, celebrado no passado dia 17 de Novembro. O MDFM-PL, considera que o clima de crispação política e social que tende a crescer no país, deve ser combatido com diálogo permanente.

Segundo o Presidente do MDFM-PL, a força política nasceu de uma vontade de mudança que ganhou expressão com a sua eleição em 2001 para o cargo de Presidente da República. O partido rejeita as versões que o indica como tendo nascido para satisfazer o capricho do então Presidente da República de ter um partido político para o dar suporte. «Ou ainda como alguns também quiseram fazer crer que era um movimento de defesa de Fradique de Menezes. O MDFM era já um pensamento antigo, discutido e analisado com os amigos próximos, tendo em conta a situação política e económica que então se vivia em São Tomé e Príncipe», diz o Presidente do MDFM-PL.

Ao desenvolver a história política do partido que completou 10 anos de existência, Fradique de Menezes, recorda que o MDFM-PL ganhou as eleições legislativas antecipadas de 2002 em coligação com o PCD.

Vitória que de acordo as palavras de Fradique de Menezes, voltou a sorrir ao MDFM no ano 2006, «de novo em coligação com o PCD».

As eleições legislativas de 2010, foram como um teste para o MDFM-PL, acrescenta o Presidente do partido. Um teste de sabor amargo. «E como era de prever o MDFM-PL foi um dos grandes derrotados nestas últimas eleições», confirma Fradique de Menezes.

Derrota que trouxe ensinamentos para o partido. «Agora procura posicionar-se na cena política são-tomenses como era originalmente o seu propósito, isto é com honestidade, verdade, convicção e transparência», relata a liderança do MDFM-PL.

Críticas ao Governo de Patrice Trovoada, também marcaram o discurso do décimo aniversário do MDFM-PL. «Na actual conjuntura política e social, marcada fundamentalmente por descontentamentos nos vários sectores de trabalho, da selecção de cores políticas de conveniência para determinados cargos da estrutura do Estado, que se traduz numa clara marginalização de quadros de outras esferas políticas do nosso cenário democrático, urge alertar para os riscos que a sociedade possa vir a correr», sublinha o MDFM-PL.

O partido apela a criação de um clima de diálogo permanente e de entendimento, para promover a estabilidade e evitar os sinais de crispação política e social, cada vez mais crescente.

Com Fradique de Menezes a testa, o partido que está numa fase de reorganização e reestruturação das suas bases de apoio, que ficaram dispersas nas eleições legislativas de 2010 e nas presidenciais de 2011, considera que tem pela frente um longo caminho a percorrer. No entanto tem a convicção que brevemente será Governo. «O MDFM-PL acreditando na viabilidade deste país, nas suas potencialidades, na capacidade dos seus homens e mulheres, acredita que é possível melhorar as condições de vida do Povo e reafirma a sua convicção de que brevemente será Governo, para à esse nível mais e melhor contribuir», concluiu Fradique de Menezes.

Abel Veiga

    23 comentários

23 comentários

  1. XXX.

    21 de Novembro de 2011 as 15:51

    ….Mas que pouca vergonha!!!

    Acham possivel isto??

    • zuza

      21 de Novembro de 2011 as 16:15

      Não se trata de pouca vergonha.
      Acho que foi o jornalista Abel Veiga que deturpou a informação. Ou seja, refere-se á Fradique de Menezes como se ele tivesse dito aquelas coisas, mas o Comunicado que também foi tornado publico à outros níveis, é assinado pelo Secretário Geral do partidio e não pelo seu Presidente Fradique de Menezes.
      Permirta-me no entanto dizer que assim é que é fazer oposição em democracia. Não criar confusão, apelar para o diálogo e concertação social para justamente evitar crispações politioas e sociais.
      Mais ainda, ouso dizer que assiste-se e um trabalho muito responsávbel do MDFM em termos de reorganização e tem sabido levar uma mensagem de esperança ao Povo . Claro que como qualquer Partido político, o MDFM/PL almeja também ser governo. Porque não?
      De recordar ainda que foi o MDFM que decidiu colocar a vitória das legislativas de 2010 nas mãos da ADI, numa espécie de apoio à outra força da mudança, caso contrário ganhariam essas eleições de 2010 o MLSTP.

      • Téla Nón

        21 de Novembro de 2011 as 16:59

        Não houve deturpação. Se tem uma cópia do comunicado em causa, veja com atenção o que diz no fim. Pelo menos a cópia que chegou a redacção do Téla Nón diz ” Pelo Presidente do Partido Fradique de Menezes”. Portanto o conteúdo do comunicado é claramente assumido pelo Presidente do Partido. Em baixo está a assinatura do Secretário Geral Adelino Lucas, dando talvez autenticidade ao documento, com carimbo do partido.

    • Quem é a verdade?

      24 de Novembro de 2011 as 23:39

      Fiquei curioso com o seguinte parágrafo do comunicado.

      Derrota que trouxe ensinamentos para o partido. «Agora procura posicionar-se na cena política são-tomenses como era originalmente o seu propósito, isto é com honestidade, verdade, convicção e transparência», relata a liderança do MDFM-PL.

      Estava a tentar engolir essa pílula dourada quando senti ainda na boca um sabor um tanto amargo e surgiu então umas dúvidas.
      O amargo:
      A palavra era, sugere que já não é ou que tenha deixado de ser por algum período.
      As dúvidas:
      1- A honestidade, verdade, convicção e transparência já não são o propósito do partido MDFM-PL ou terá o parido o perdido de vista só por um período?
      2- Terá o partido MDFM-PL perdido esses valores por algum período que o pretendem retomar agora?
      3- Por hipótese de o terem perdido, como sugere a palavra era do comunicado do MDFM-PL, qual terá sido o motivo da perda desses valores?
      4- Pelo comunicado pode-se depreender os motivos da promessa de retoma dos importantíssimos valores perdidos. Terá sido as várias subidas ao poder a causa da perda da honestidade, verdade, convicção e transparência?
      5- Terá o partido mudado de liderança que o tenha levado se descaracterizar tanto?
      6- A próxima subida ao poder, será mais um motivo para se perder de vista essas qualidades?
      Que tenhamos melhores dias.

  2. Comentador

    21 de Novembro de 2011 as 15:54

    …ESPECTÁCULO!!!

  3. boca calada

    21 de Novembro de 2011 as 16:08

    nunca mais ,jamais sera governo!!!

    • Bartolomeu Gomes

      21 de Novembro de 2011 as 16:22

      Senhor Boca calada, eu respeito a sua opinião.
      Sou um quadro récem chegado ao país, vindo do Brasil, mas considero de bom tom o comunicado do MDFM.
      O Partido foi completando 10 anos e manifestou seu posicionamento de querer ser governo.
      Tua reacção diz que voc~e é da ADI. É normal, mas tem que respeitar a expressão de opinião de outros partidos de politica nacional.
      Olha que o Partido de Fradique de Menezes ten tido muita aceitação com sua nova direcção e o povo está a gostar ao contrário da ADI que está com sérios problemas.
      O senhor Fradique como Presidente fez muitas coisas que deveria ser os governos a fazer, mas estou em crer que o Partido dele pode vir a ajudar no futuro, porque ele é um homem trabalhador, fala verdade e directamente, e…não é muçulmano!.

      • m

        21 de Novembro de 2011 as 19:43

        Abel,
        Por favor retire este comentario porque esta carregado de mencao de indole religioso. Sao Tome e Principe e um estado laico e pacifico. Na miha opiniao essas mencoes a religioes criarao mais crispacoes quando forem aproveitadas por politicos.
        A nossa instabilidade politica ja nos chega e nao queremos instabilidade religiosa.

        • Afinal

          21 de Novembro de 2011 as 20:42

          Santo Deus! Como tens a cabeça vazia “m”, basta referir muçulmano, para que o comentàrio seja “carregado de mençao indole religioso”? Seja democràtico! Com Humildade!

          • m

            22 de Novembro de 2011 as 7:55

            A minha cabeca tem um cerebro, e a tua o que tem? Nao conheco ninguem com a cabeca vazia. Se conheces, entao es um genio e deves receber um premio novel por descobrir que ha um ser humano com a cabeca vazia.SEI O QUE FALO SOBRE CONFLITO RELIGIOSO.Tenha um dia maravilhoso, sr Afinal.

      • Voz da razão

        22 de Novembro de 2011 as 8:40

        Sr. Bartolomeu Gomes
        Não envergonhe os quadros formados no brasil com preconceitos religiosos. O que ta a dizer em relação a orientação religiosa dos outros não lhe fica bem. Como homem culto que é procura fazer mais leituras e descobrir melhor o mundo que anda a sua volta.

      • Emilio Freitas

        22 de Novembro de 2011 as 12:44

        Vieste do Brasil, és recem formado mas pelos vistos continuas tapado do mesmo jeito, oque tem a ver a religião com isso tudo!? E muitos hipocritas que andam ai dizendo sou católico , vai a Igreja aos finais de semana, mas basta uma frebrezinha para irem ao curandeiro ao invés do medico.

        Por isso estamos muito bem foram os ditos catolicos que nos governaram ate hoje, nossa assembleia so tem os ditos cristãos, mas no entanto so ações diabolicas se vêm por ai.
        Se mantivesses calado serias um poeta, essa que é a verdade.

  4. Filho das ilhas maravilhosas

    21 de Novembro de 2011 as 16:39

    Será que não foi suficiente os 10 anos? Só espero que em STP tenhamos aprendidos com os erros. Ainda agora deixou a presidência e já fala em poder. O Sr devia dedicar-se aos seus negócios porque segundo afirmou numa entrevista,tinha ficado mais pobre devido os anos de presidência. É sempre a mesma “lenga lenga”, quando estão na oposição, são amigos do povo, querem o bem e o melhor para o povo, mas, depois de ganhar as eleições esquecem das promessas e enchem os bolsos. Chega de maus políticos em STP, queremos homens sérios, competentes e acima de tudo com amor ao nosso STP…

    • Paracetamol 500mg

      21 de Novembro de 2011 as 22:15

      Fradique ganhou mais ao ser Presidente. Vejamos, é o sócio do hotel pestana, que beneficiou das isenções fiscais durante a sua estadia como Presidente. O mesmo se diga quanto ao seu negocio de importação de cimentos e não só.

    • Calibre-12

      22 de Novembro de 2011 as 9:04

      Dentre as virtudes do cidadão Fradique, é de destacar o seu caracter trabalhador.
      Ele é um homem de trabalho, de iniciativas empresariais. Ele não é como o Pinto da Costa que fez sorna duranrte dez anos para regressar ao poder. Ele não é como Miguel trovoada que esperou Fradique lhe colocar como presidente da comissão do golfo depois para ir à luanda trabalhar. Ele não é comop Patrice Trovoada que prefere “negócios(?)” nas repúblicas vizinhas em troca de favores do país para conseguir ser primeiro ministro.
      Convenhamos meus senhores.
      É que alguns dos senhores tem assumido posições que até brigam com a personalidade de cada um.
      Fradique não disse que quer poder. se recordarem bem na sua ultima grande entrevista disse e ficou claro que regressaria ao sector privado e que queria apenas por parte do Estado a necessária abertura e tranapar~encia para dar sequência aos seus trabalhos do secrtor privado. Ou vocês pensam que ele é do tipo de esperar pelo OGE e depois se lançar ao trabalho?
      Francamente. Saibamos construir com honestidade a nossa personalidade não emitindo pon tos de vista patéticos.
      Falou-se do hotel pestana de que Fradique é sócio. E qual é o mal disto. Qual dos senhores pensou em ser sócio de alguma coisa que trouxesse de facto lucros, imágem e visibilidade para o país? O Pestana Hotel foi construido em S.Tomé e há-de ficar em terras santomenses, ao menos é um hotel de cinco estrelas de que dispõe o país.
      Vão mas é trabalhar e evitar de comentários barratos!

  5. MÉ SOLO

    21 de Novembro de 2011 as 17:34

    Caro Amigo(a)Filhos das Ilhas Maravilhosas,

    Será que existe bons políticos, sérios, competentes e com amor a STP?

    Já viste ou ouviste que alguém para fazer uma conquista fala ou mostra os seus defeitos ou o seu lado mau? NUNCA

    O que o povo de STP deve fazer é não acreditar nas promessas feitas nos periódos eleitorais, devemos sim é contar com os nossos braços, a nossa inteligência para a nossa subrevivência.

  6. ESMERALDA

    21 de Novembro de 2011 as 19:19

    A VER VAMOS

  7. Engenheiro

    21 de Novembro de 2011 as 21:46

    Caro leitores de Télá Nom, espero que tenham entendido o meu comentário respeitante a notícia relativa ao MDFM.
    Hà algumas falta de concordância, mas o ambiente onde redigi o comentário não me permitiu rever o que escrevi.
    Entretanto:
    _Onde se lê ” ma” deve ser ler “mas”
    Onde se lê “caro” deve-se ler ” claro”
    ” ” precisam” ” precisa”
    Onde se lê” dom passado” deve se lêr ” do passado”
    Onde se lê” são muito” deve se ler ”
    são muitos”
    E é provável que encontrem outras discordâncias mas, fico por aí e espero ter feito entender e cansado como sinto neste preciso momento e cheio de fome ,é uma santa paciência ter que comentar discurso dos ditos políticos de meia
    tigela,numa hora destas,depois de um dia de grande esforço intelectual.
    Abraços a todos e bem haja!

  8. zeme Almeida

    22 de Novembro de 2011 as 2:51

    Ambicao e frebre do poder!Porque nao pensam em fazer uma oposicao forte e construtiva, em vez de pensar em governar?O MDFM-PL deve ter compromissos com alguns militantes!Procura de tacho Que tristeza!…

  9. elnis

    22 de Novembro de 2011 as 10:48

    Viva o MDFM, para um STP melhor…

  10. realista

    22 de Novembro de 2011 as 15:24

    ja fui do pcd cai na lama
    tive a esperanca no mlstp sujei
    apostei no fradique perdi
    agora tenho medo de confiar mais sim acredito que o pais vai tomar um novo rumo
    com PINTO DA COSTA e ADI NO GOVERNO deicha o governo trabalhar durante 4 anos depois fazemos o julgamento compatriotas com isto o pais vai sempre sofrer cada um vai ali 6 a 9 meses so pra faz as suas vida e que se lixa o povo

  11. FIJALTAO

    23 de Novembro de 2011 as 0:43

    Desde que saiu da presidência, não se ouviu falar do mesmo!

    Normalmente os SOCIOPATAS não se sententem bem quando há estabilidade política! Querem ajitação, disses e não disse, enfim se fazem despertar atenção dos tranzeuntes gritando: Nós estamos aquí…

    Esqueçam estas atitudes, criam desenvolvimento tais como: Empresas, Remodelação das casas das roças para turismo rural, ensinam o povo a viver em cooperativas, dê ideias ao país de modo a contribuir para o denvolvimento. Não façam da política profissão!
    Dieixem de ser agitadores políticos.

  12. Helio Nazaré

    23 de Novembro de 2011 as 8:58

    Quem duvida na renovação do MDFM, espera prá ver. Com o assumir da presidencia pelo Sr. Fradique de Menezes, vamos ser poder.O partido esta se organizando e bem. subscrevo tudo que disse o nosso lider porque com ele seremos capaz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo