Política

“Podem contar com um Presidente da República focado nos reais problemas da sociedade e das pessoas”

Na mensagem à nação por ocasião do ano novo, o Presidente da República, realçou a recente crise política, da qual o Chefe de Estado espera que se retirem lições necessárias para se aprender com os erros. “Pôr em causa a democracia é colocar em causa o futuro, porque não há alternativa à democracia”, frisou Manuel Pinto da Costa. 

Caros Compatriotas

O nosso país atravessou, neste final do ano de 2012, uma crise política, cujos contornos são conhecidos por todos e sobre a qual já muito foi dito.

De tudo o que se passou é, no entanto, possível retirar algumas conclusões que gostaria de partilhar convosco.

Em primeiro lugar, e desde logo, o civismo e a tranquilidade exemplar com que a população em geral encarou a crise, artificialmente criada, o que nunca é demais enaltecer.

Em segundo lugar, o sinal de maturidade de um regime democrático com instrumentos suficientes para ultrapassar as suas próprias vicissitudes, no respeito pelas leis da república e pelo princípio da separação de poderes.

Infelizmente estas são conclusões que alguns persistem em ignorar, mesmo que para tal tenham que prolongar, no tempo, incertezas e angústias desajustadas no presente e os desafios que, certamente, teremos que enfrentar neste ano de 2013.

A esse propósito queria dizer o seguinte:

– Não há interesse político ou pessoal que justifique abalar a credibilidade do país e do seu regime democrático, sem medir as consequências económicas e sociais que daí possam resultar, sobretudo, para as condições de vida da imensa maioria da nossa população que continua a viver no limiar da pobreza e que legitimamente anseia por uma vida melhor;

Não existem interesses que justifiquem que se ponham em causa o bom nome do país;

Não há interesse que justifique a incapacidade para o diálogo, a intolerância ou o desrespeito pelos mecanismos democráticos previstos constitucionalmente para resolver todas as divergências;

Não há interesse que justifique a continuação de uma greve de deputados, imprópria de um órgão de soberania;

Antes pelo contrário, o interesse nacional exige que se respeite a democracia e a sua credibilidade, interna e externa, num país que em África foi pioneiro na transição para o multipartidarismo.

Compatriotas,

O interesse nacional exige que se olhe para o futuro, respeitando o passado e agindo no presente para que o país, mais uma vez, dê exemplo de capacidade para vencer qualquer crise, seja ela de que tipo for.

O interesse nacional exige ainda, que se preserve, sem hesitações, a coesão e a tranquilidade social, imagem de marca de um povo, de importância capital para que São Tomé e Príncipe, apesar de todas as dificuldades inerentes a um pequeno estado insular, mantenha e preserve o respeito da comunidade internacional.

Que ninguém tenha dúvidas sobre qual é a importância que tem a credibilidade do nosso regime democrático para o desenvolvimento do país e, mesmo até, para a sua sobrevivência enquanto estado-nação.

Pôr em causa a democracia é colocar em causa o futuro, porque não há alternativa à democracia.

É por isso que a situação política, económica e social difícil que atravessámos, exige ainda mais responsabilidade, sentido de Estado e valores patrióticos para que seja, restaurada o mais rapidamente possível, a confiança dos cidadãos nas suas instituições.

O país tem um novo governo cuja sustentabilidade parlamentar deve permitir levar a cabo o seu programa até às próximas eleições legislativas.

É preciso que todos tenham consciência que vai ser preciso trabalhar arduamente e com muita disciplina para ultrapassar as dificuldades com que o país se depara.

Concidadãos,

É possível seguir em frente desde que se retirem as lições necessárias para aprender com os erros e melhorar o nosso regime. O próximo ano será, neste aspecto, fundamental para que sejam dados passos seguros nesse sentido.

É preciso, para isso, que todos os que escolheram servir o país através da política tenham a humildade necessária para, de uma vez por todas, reconhecerem que a instabilidade tem consequências concretas na vida das pessoas, sobretudo das mais desfavorecidas.

A instabilidade faz com que o encontro do nosso país com o desenvolvimento seja permanentemente adiado e esse adiamento não é abstracto, traduz-se em sofrimento, sobretudo, daqueles que não conhecem mais do que a pobreza no seu dia-a-dia.

A instabilidade adia as reformas estruturais nos sectores-chave, para que o país avance. Atrasa o arranque dos projectos estruturantes. Retrai o investimento estrangeiro, o crescimento económico e a criação de emprego. Defrauda as expectativas dos nossos jovens. Impede que a justiça se torne mais eficaz, o ensino mais capaz e os cuidados de saúde melhores e mais acessíveis a todos, independentemente da sua condição económica.

Em suma, faz com que o país continue a marcar passo enquanto outros, com menos recursos, avançam em marcha rápida rumo ao futuro, ao desenvolvimento e à melhoria das condições de vida dos seus povos.

Esta é uma realidade com que não nos podemos conformar e que exige de todos responsabilidade, seriedade, trabalho, disciplina, solidariedade, confiança e esperança para recuperar o tempo perdido.

Da minha parte, podem contar com um Presidente da República focado nos reais problemas da sociedade e das pessoas, nas necessidades dos mais desfavorecidos e nas expectativas de todos os cidadãos.

O sucesso de cada cidadão será sempre um contributo decisivo para que o país avance e é por isso, que a terminar, quero deixar juntamente com os tradicionais votos de um bom ano novo, uma palavra de confiança, assente na firme convicção de que de mãos dadas, seremos capazes de avançar rumo ao desenvolvimento.

Aos nossos concidadãos na diáspora desejo para o ano de 2013 muitas felicidades.

Aos cidadãos estrangeiros residentes no país desejo um ano novo cheio de prosperidade.

A todo o povo de Caué a Pagué bom ano novo.

Boa noite a todos e muito obrigado pela vossa atenção.

    49 comentários

49 comentários

  1. Verdade dói

    2 de Janeiro de 2013 as 11:48

    ISSO É BOM, PROVA QUE O SR. PRESIDENTE ESTÁ BEM ADAPTADO A DEMOCRACIA. BEM-HAJA

  2. Nova Ordem

    2 de Janeiro de 2013 as 12:10

    Meus Caros
    Analisemos a fundo a mensagem do Presidente da Republica Dr. Manuel Pinto da Costa.

    É de facto o momento de analisarmos a nossa situação económica e financeira, como realçou o Sr. Presidente, mas também é o momento de fazermos políticas concretas sobre as verdadeiras necessidades do país, e não estarmos a atacar uns aos outros como se fôssemos inimigos.

    Como diz o velho ditado, devemos aprender com os nossos erros, burro é aquele que comete o mesmo erro duas vezes.

    O maior erro de STP é que os nossos líderes ou ditos líderes, são pessoas casmurras, não estão despostos a criar outros líderes, não estão abertos a críticas.

    Outra coisa, quem disse que um adepto faz crítica contra o seu próprio club ou partido? Será que em STP há críticos isento dos ramos políticos para darem contribuição coerente a população?
    Devemos ter noção da nossa real situação, fala-se tanto da instabilidade, pergunto, quando foi que STP esteve estável? “Desde que em 1991 se realizaram as primeiras eleições livres e multipartidárias, São Tomé e Príncipe teve catorze primeiros-ministros. Quais foram as cousas drásticas destas mudanças de ministros? Se ouve tanta mudança de ministros, significa que nunca ouve estabilidade.

    Desenvolvimento nunca passará por desavenças pessoas, mas sim pela troca de ideias, diálogo comum, respeito pelo pensar de cada um, etc.

    Bem aja a todos

    Nova Ordem

    • Estou farto disto

      2 de Janeiro de 2013 as 15:34

      Meu caro amigo”nova ordem”
      Apras-me saber que tudo quanto foi dito por si ,recai ,de facto na pessoa do sr Patrice Trovada,e o seu partido ADI,se foi com o proposito de atingir os outros,esta não sirviu,pois gostaria de agradecer-te
      Acho que vcs deveriam aconselhar o vosso lider a ser mais coerente na politica que faz. se não ele tera serios problemas …..

      • Nova Ordem

        3 de Janeiro de 2013 as 14:10

        Apraz-me voltar a dar a minha contribuição.

        Estou pasmo com a fraca capacidade oratória e analítica dos meus carros compatriotas.

        Devemos ser coerentes e ver a verdade e não aquilo que a mete quer ver, todos, mas todos nós temos a capacidade de vermos mais além daquilo que estamos a ver no momento……

        Sejamos coerentes, sabemos que o país está mal, anteriormente, estava mal deste o colonialismo porque os nossos antepassados eram escravos, e ate a data presente, continuamos mal porque não fazemos nada de concreto para o melhor do nosso país/ desenvolvimento.

        Ate o momento, não vi ninguém que deu contribuição concreta, simplesmente, o país está mal, muita instabilidade, mas de facto quais são as verdadeiras soluções do problema, já se passou no palácio do governo várias personalidades, e pela ironia, são todos glorificados o empossamento das suas atribuições, basta cometer um deslize para serem/ sermos crucificados.

        Como diz o ditado, o homem nunca será saciado/ satisfeito, feliz, realizado, isto é facto comprovado numa das passagens bíblica descreve que o homem será a causa da sua vitória ou derrota.

        De facto, nos santomenses temos fraca capacidade de análise, devemos ser capazes de tirar lições boas e menos boas nas mensagens que nos são passadas pelos nossos líderes.

        Bem-haja a todos
        Nova Ordem

      • Nova Ordem

        3 de Janeiro de 2013 as 14:41

        Apraz-me voltar a dar a minha contribuição.
        Estou pasmo com a fraca capacidade oratória e analítica dos meus carros compatriotas.
        Devemos ser coerentes e ver a verdade e não aquilo que a mete quer ver, todos, mas todos nós temos a capacidade de vermos mais além daquilo que estamos a ver no momento……
        Sejamos coerentes, sabemos que o país está mal, anteriormente, estava mal deste o colonialismo porque os nossos antepassados eram escravos, e ate a data presente, continuamos mal porque não fazemos nada de concreto para o melhor do nosso país/ desenvolvimento.
        Ate o momento, não vi ninguém que deu contribuição concreta, simplesmente, o país está mal, muita instabilidade, mas de facto quais são as verdadeiras soluções do problema, já se passou no palácio do governo várias personalidades, e pela ironia, são todos glorificados o empossamento das suas atribuições, basta cometer um deslize para serem/ sermos crucificados.
        Como diz o ditado, o homem nunca será saciado/ satisfeito, feliz, realizado, isto é facto comprovado numa das passagens bíblica descreve que o homem será a causa da sua vitória ou derrota.
        De facto, nos santomenses temos fraca capacidade de análise, devemos ser capazes de tirar lições boas e menos boas nas mensagens que nos são passadas pelos nossos líderes.
        Bem-haja a todos
        Nova Ordem

  3. male pocon

    2 de Janeiro de 2013 as 12:12

    OBRIGADO

  4. Biboss

    2 de Janeiro de 2013 as 12:20

    Chega de bla,bla,bla,bla..!
    o povo quer resolução dos seus problemas,olha que desde que assumiste o poder a percentagem continua a baixo do zero.

  5. Barão de Água Ize

    2 de Janeiro de 2013 as 12:21

    Bom discurso, tão longincuo dos tempos da sua ditadura marxista que levou STP para a desgraça que ainda!! hoje vivemos.
    Este discurso vale pelo reconhecimento público dos erros cometidos e pelo pedido de desculpas à Nação Sãotomense, que já há muito deveria ter pedido, desse periodo iniquo.
    Sr. Presidente, faça tudo em seu poder para revitalizar uma Economia que ser quer produtiva e livre dos teóricos do Estatismo. A probreza, miséria e mediocriade devem ser afastados para bem longe de STP.

  6. Biboss

    2 de Janeiro de 2013 as 12:22

    Discursos lindo, não mata a fome do povo.

    • Cassuma - P..C..D...F-G

      2 de Janeiro de 2013 as 13:23

      Agora que sabes que o discurso lindo ñ mata fome “Biboss” dente aberto depois da visita de negócios(pessoais) do 1º Ministro anterior(PT) nem fazia procurar jaca e fruta pão para matar fome mas sim era absolutismo que foi abolido(PT), arrogância com um rei, monarca pela Revolução Francesa que deu lugar ao Constitucionalismo. Isto é o que devíamos dizer ao S.r Pat Trov.

      • Farinha do mesmo tacho

        2 de Janeiro de 2013 as 15:15

        Covarde. Porque não disseste antes?. Es mesmo como o Pinto da Costa que está sempre a lembrar do passado para se vingar das suas amargas derrotas. Voces não estárão a vingar o PT nem ao pai dele, mas sim, ao povo. Ditadores cegos

  7. congratulation

    2 de Janeiro de 2013 as 12:28

    o povo vota e não vale nada é assim : Em primeiro lugar, e desde logo, o civismo e a tranquilidade exemplar com que a população em geral encarou a crise, artificialmente criada, o que nunca é demais enaltecer.

  8. Afonsinho

    2 de Janeiro de 2013 as 12:45

    Espero bem que ADI analize este EXCELENTE discurso de S.Excia Sr Presidente Dr Manuel Pinto da Costa.
    Aí sim dá para ver ” O QUÊ ADI PRETENDE REALMENTE PARA S.TOMÉ E PRÍNCIPE”.
    Povo não quer CAOS. Quer:
    Pão,Medicamentos,Paz,Tranquilidade,Emprego. ISSO SIM.
    Obrigado Pinto da Costa.

    • V.S s.t.p

      2 de Janeiro de 2013 as 14:37

      afoncinho ja tens novo governo, deixe ao ADI em paz e peça ao governo pão, medicamento, paz tranquilidade emprego….
      DEIXE DE ATACAR O ADI, PALHAÇO

    • Farinha do mesmo tacho

      2 de Janeiro de 2013 as 15:31

      Afonsinho é um ignorante e palhaço. Vas ter tudo aquilo que pediste ao ler isto:
      Natália Umbelina foi a única passageira a viajar no Dornnier 228, avião de fabrico Alemão pertencente a um empresário holandês alugado a companhia STP-airways companhia de Bandeira São-tomense, quando neste momento dezenas de pacientes com alta hospitalar aguardam desesperadamente por uma oportunidade de regressaram à casa.
      Cálculos feitos, os 3 mil dólares gastos com a onerosa viajem da Ministra chegavam para garantir uma cesta básica de Natal a cerca de 300 idosos e carenciados da ilha do Príncipe que, até ao momento, não tiveram tal sorte.
      Uma atitude que contraria o discurso do Primeiro-ministro Gabriel Costa de que fariam apenas os gastos necessários. Alugar um voo exclusivo numa altura em que afirmam que os cofres do estado estão vazios não parece um gasto necessário e urgente.

      São pessoas como tu que eles querem que continuem na ignorancia porque só assim poderão fazer aquilo que querem. O assalto ao poder vai dar-te pão, água e miseria meu palhaço.

      • joao pereira

        2 de Janeiro de 2013 as 18:23

        Muito obrigado caro compatriota,boa intervenção.Esses gajos são mesmo ignorantes.

      • Coerente

        3 de Janeiro de 2013 as 9:16

        Bem, pq q falam do vôo da Natália Umbelina para o Príncipe? Apresentem provas de q o avião foi mesmo alugado por ela. Quantas vezes Angela alugou avião para o Príncipe? Vamos é falar da melhor forma q deveremos ajudar o país a crescer económicamente.

        • Farinha do mesmo tacho

          3 de Janeiro de 2013 as 15:40

          A Natália Umbelina deve fazer o mesmo que a Angela fez? Voces vivem com o passado e não conseguem projectar o futura para o crescimento económico de STP. É típico de gentalhas de Pinto da Costa. Gente BURRA!

      • TOny de MATO BRAVO

        3 de Janeiro de 2013 as 11:10

        A Senhora Minístra Natália Umbelina realmente foi passageira do avião, porque ela teve a viagem marcada e o avião a deixou por terra, por ter chegada ao aeroporto alguns minutos atrazado, apesar da mesma ter pedido aos agentes que a aguardasse alguns minutos, porque se encontrava numa reunião. Sendo assim, chegou ao conhecimento da Dircção da STP Arwais sediada em Portugal que a Ministra dos Negócios Estrangeiros teria ficado na
        terra, dai a companhia reconheceu que a mesma deveria viajar a Região e orientou a Delegação em S.Tomé que informasse a
        mesma que a aeronave estaria na disposição de a transportar para a Região Autonoma do Príncipe pelas 12h00, sem nengum custo para o Governo Santomense, mais sim as despesas foram assumidas pela Companhia.
        E mais, caso queira ter mais informações acerca disto, dirija-se a Secretaria da STP Arwais em S.Tomé, e será bem esclarecido, de modo a envitar criar instabilidade Governamental e deixar de intrometer-se nos assuntos que não lhe competem.

        • Farinha do mesmo tacho

          3 de Janeiro de 2013 as 15:46

          Lembre-se que os custos assumidos pela empresa faz parte de custos do Estado santomense ja que o mesmo é acionista da STP-Airwais. Em termos contabilisticos os custos serão deduzidos no final contra o accionista Estado. Deixe de meter dedos nos olhos deste povo que ja vem pagando muito a custa dos desbanjos dos governantes sem escrupulos.

        • leucadio

          3 de Janeiro de 2013 as 16:30

          É assim que se fo..e as empresas públicas em países africanos. Claro que directamente o Governo não pagou. Mas se é verdade que a empresa realizou um voo apenas para uma pessoa, claro está que todo voo acareta despesas; e estas despesas, a não terem sido pagas, sobrecarregam as contas da companhia, que como todos sabem é tambem do Estado Sãotomense. Portanto o Estado acaba por pagar indirectamente`estas despesas e como é obvio todos os contribuintes.

      • Afonsinho

        4 de Janeiro de 2013 as 9:28

        COITADINHOS!!!É uma pena ver em que situação moral,psicológica etc—voces venderam tudo!Até a vossa própria alma.
        UM CONSELHO:
        Dirija à Rádio Nacional e peça uma cópia da Agenda de Informações úteis de ontem dia 03/01 ÀS 18H30.A STP-Airway já veio desmentir todo este vosso PANFLETO sobre a viajem da Ministra ao Príncipe.É uma vergonha o que o ADI está fazendo no País.Assistiram o TELEJORNAL de ontem? VIRAM o que estes vossos PALHAÇOS fizeram e como se apresentaram no Plenário da Assembleia? Isto fez-me lembrar o “CIRCO DE MOSCOVO” que passa no Canal France.Pena que um dos maiores PALHAÇOS já não existe- o NIKULIN. Daria um bom mestre e juntar a estes Palhaços.Como não há BUTER por vezes,mas,não misturando IMAGENS SÉRIAS do parlamento “ATÉ QUE DÁ PARA DIVERTIR E RIR UM POUCO” ao ver DITOS “intelectuais” do país pessoas que ocupam cargos conhecidos comportarem-se como NIKULIN.É pena.

      • Roberto Carlos

        4 de Janeiro de 2013 as 9:44

        SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA!
        SENHOR PRIMEIRO MINISTRO!

        Meus Senhores não resolvem problema lá daquela TVS? Seria bom se soubessem um pouquinho só do que eu sei!!!!!!!!!!

        Mais tarde nao reclamem! Será tarde demais. ESCREVEM ISTO. e SE VOCES RECLAMRAEM eu vou estampar cópia deste testo aqui mesmo no TELANON.DELAPIDAÇÃO MUITO ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ

  9. Cassuma - P..C..D...F-G

    2 de Janeiro de 2013 as 13:08

    De facto o povo precisa de sair do marasmo que se encontra Sr. Presidente da República desejo que o Sr. justifique a população coerentemente diante da lei, bem como sempre alcançar meios, acima de tudo Saúde! Que depende de uma alimentação que depende de acordos e atraiçoes do bem exterior e rigor na partilha de bem interior porque somos todos filho da terra.
    Em delongas o Sr. Presidente tem um Governo de pouco tempo se não der conta ao recado( caso não satisfazer as necessidades do povo) Mas se der conta ao recado nas próximas eleições ñ será preciso temer que o ganho será de quem trabalhou ou então acertou na luz verde, esperança, desenvolvimento de S.Tomé & Príncipe!
    Neste caso espero bem que as mensagens da sua Excelência seja ela um apelo para os que têm pasta ministerial ao seu poder em esforçar e trabalhar coerentemente principalmente os que têm pasta que refere o pontos focais do Desenvolvimento deste lindo país Negócios Estrangeiros e Comunidade,Educação, Saúde, Agricultura, Turismo caso for?????????? e dentre outros ministérios Mas ainda é de realçar que em localidade de Cassuma fica numa entrada ao Direita depois de Batepá ao subir para monte Café nunca conheceu a luz eléctrica e o que dói mais em pleno século XXI custa informação de carácter público ser da alçada destes moradores que lá habitam noite serrada e chuvosa é o costumo da mesma localidade mesmo com cerca de 31 casas com cerca de 200 eleitores que foram engajados e prometidos que o governo iria colocar luz. Mas nada se fez que azar? Vem mui respeitosamente pedir que a EMAE junto ao governo seja solidário em prever esta necessidade básica (Energia)no programa deste Governo liderado pelo Sua Excelência 1º Ministro Gabriel Costa,Director da EMAE, Ministro de Plano e Desenvolvimento,Recursos Nat e Energia que nos dê uma atenção apenas dista 300 metros para a nossa localidade eu subi-escrevi estas palavras porque é lamentável esta necessidade Queiramos que 2013 seja melhor para todos e que seja um ano de Luz eléctrica em Cassuma zona perto de Batepá ao de ir da estrada principal à Monte Café.Mé-zochi S.tomé.

  10. Quase lá

    2 de Janeiro de 2013 as 13:13

    Falando assim e agindo como tem feito até então, poderemos dizer:
    “Temos Presidente” ou “O Presidente”.

    Que o governo, os tribunais, partidos políticos e os deputados possam aproveitar a leva e nos brindar com atitudes dignas das suas funções e nos encher de orgulho de vos ter na liderança e nos órgãos decisórios.
    Bom ano.

  11. quem nasceu primeio, o ovo ou a galinha ?

    2 de Janeiro de 2013 as 13:45

    O ADI já disse que não está em greve, mas sim de férias sine die, até que o Pinto ponha um ovo. Se o galo não põe ovos, será que o pinto póe ?

  12. viva pinto

    2 de Janeiro de 2013 as 13:56

    viva Pinto da Costa, assim é que é.

  13. rodrigo cardoso cassandra

    2 de Janeiro de 2013 as 14:01

    queria dizer ao senhor Manuel Pinto Da Costa que Pagué acabou que agora é Região Autonoma do Príncipe ,o senhor deve aprender que isso mudou já acabou o tempo das prisões arbitrarias que ele comandava

    • AMARELO

      2 de Janeiro de 2013 as 15:40

      podes falra só se que a liberdade permanence em STP

    • TOny de MATO BRAVO

      3 de Janeiro de 2013 as 20:00

      amigo Rodrigo não entra em stress tenha mais calma o vosso tempo ja passou agora assiste e contribui. ok?

    • Bobuwabo

      7 de Janeiro de 2013 as 16:45

      hépa! respeita quem sabe mandar esse é o don q Deus deu a presidente Pinto da Costa,ele sera o presidente de STP até Deus abrir a porta do seu descanso.
      Força meu Presidente

  14. malebobo

    2 de Janeiro de 2013 as 14:33

    quando o sr.pr, precisava de votos ,andou por todo canto do pais pedindo votos, mas agora o povo não vale mais nada ok

  15. malebobo

    2 de Janeiro de 2013 as 14:35

    porque este ano, não houve melhor figura do ano, alguem possa me comentar isto

    • TOny de MATO BRAVO

      3 de Janeiro de 2013 as 20:02

      Era para ser voçê mais…..em fim.

    • TOny de MATO BRAVO

      3 de Janeiro de 2013 as 20:11

      Amigo justino, o tela non tem responsabilidade, e não está disposto a aceitar comentários sem respeito pelos leitores. Alias os comentários que nada abonam para STP não faz sentido estar nos nossos olhares.

  16. justino couto

    2 de Janeiro de 2013 as 15:18

    Caro “malebobo”, aqui está a figura do ano: Juven. Fora com os Pintos, Costas… sinonimos de atrasos e retrocessos. Bom ano de 2013.

  17. antónio monteiro

    2 de Janeiro de 2013 as 15:19

    és uma besta, ó malebobo! há coisas mas importantes para preocuparmos. comentarios futeis que nao ajudam em nada. um bem haja ao sr presidente.

  18. AMARELO

    2 de Janeiro de 2013 as 15:37

    malebobo. Pinto não é Patrice que fala não faz. e andou a falar do orçamento de cidadão, enquanto que orçamento ja estava feito falo porque eu trabalho na direcção competente.

    • Argenezio Antonio Vaz

      2 de Janeiro de 2013 as 18:52

      Uma coisa não tem a haver com outra. O presidente é primeiro ministro?
      Se trabalhas na direcção competente , tu deverias apoiar os orçamentos eleborados assim ou pelo menos dar inicio. Os santomenses quando estão habituados a uma coisa, mesmo ma nunca aceitam a mudança. Eu penso que foi um bom exercicio. O problema é que as pessoas não querem aceitar o facto de que o antigo primeiro ministro tem visão e é um derigente moderno e não os aqueles que ficam debaixo dos aparelhos de ar condicionado e nem conhecem os reais problemas do Pais. Aprendam isso não é desprezo, aceitam aquilo que é bom para o Pais deixemos de levantar problemas futeis.

  19. P-NG.STP

    2 de Janeiro de 2013 as 17:43

    O Senhor Presidente nesse descuro a nação, fala muito em desenvolvimento e pobreza da população, é de frisar que sem desenvolvimento a pobreza se mantivera no seio da população, faço votos que nesse novo ano que acaba de entrar a pobreza dê passos para traz e que o tão falado desenvolvimento , passo em frente.

  20. P-NG.STP

    2 de Janeiro de 2013 as 20:11

    Nos Santomenses, Povo da Terra abençoada que nus viu nascer, e que muitos de nos almejamos um dia viver nela falo de mim e particular que sou emigrante.
    No Téla Nón, nos somos comentaristas, acho isso pouco, muito pouco, ficar escondidos por de traz dos computadores a criticar ou louvar decisões tomadas pelos santomenses como nos, filhos dessa maravilhara terra.
    muitos de nos tivemos oportunidade de estudar um pouco mais, (muito mais que muitos dos políticos que vigoram e conduz o nosso AMADO PAIS, sugeria que invés de só criticar e elogiar as assoes feitas por eles, também décimos as nossas contribuições ou seja gostarias que os estimados comentarias pudessem por nu lugar dos políticos, se vocês estivessem no lagar deles o que fariam??????? o que achas que eles deveriam fazer para que o almejado desenvolvimento esteja presente em STP.

  21. Mario da Costa

    3 de Janeiro de 2013 as 11:59

    Presidente da republica, merece respeito. Mas nestes ultimos dias de 2012, permitiu que quem não ganhou eleições fosse ao poder. Tal qual como acontece na Guine Bissau.
    Não temos o normal funcionamento das instituições, o Parlamento, desta forma não tem pernas para andar. Temos um Presidente que criou um governo de sua iniciativa. Tal como tinha feito com Dr Celestino Rocha da Costa, ja falecido, anos antes da Abertura politica.
    De facto assim, se resolveu uma crise? Não foi adiado a crise, cuja consequencias são imprevisiveis.
    Quem faz negocio serio com este governo? Quem vai investir seriamente?
    Quem confia nos diplomas aprovados no Parlamento?
    Deus nos acuda!!
    Quero viver aqui na zona de Ponta Furada, Lembá.

  22. congratulation

    3 de Janeiro de 2013 as 13:04

    Bidão esta nuito magoado e triste. Pede de Joelhos e de forma rogada que o PM, Gabriel Costa deixe de ler sentenças avulsas e fantasmagóricas sobre o estado da sua Naçã, e que passe rapido e rapidinho a acção, dizendo tudo,tudo mas tudo sem tabuszinhos,fofocando tudo o que se passa dentro do Palacio e atras dele, não escodendo nada, nem as conversitas que tem tido com o seu governo que surgiu do céu de paraquedas. O Bidão quer ainda mais, quer que o PM explique qual a a fabrica azul que produziu o 13º Mês que acabou nas praias com a lavagem do bendito 2012. E para Finalizar quer que o novo executivo promova mais debates politicos na TVS e acabe com as beijokas das Telenovelas, porque ele já não tem idade para andar aos beijos, mas sim para fazer coióis rapidos. e Como se não bastasse quer que o governo explique da forma como o anteriror governo passou as pastas. Afinal o Povo não sabia que elas foram passadas no chão, e o Gabriel Costa tem é mesmo de explicar ao País tudo, para brevemente não ser apelidado de arrogantinho…

  23. Nom scá pia

    3 de Janeiro de 2013 as 16:04

    Bidão é um palhaço que quer tomar conta da TVS.

  24. malebobo

    3 de Janeiro de 2013 as 16:06

    Sr.Amarelo, me diga o que pinto ja fez de concreto, durante este primeiro ano do seu mandato, so discurso lindo, isto não interessa o povo desta ilha maravilhosa

  25. malebobo

    3 de Janeiro de 2013 as 16:11

    é verdade porque que pr, insista para que os deputados do adi, vão ao parlamento, sabendo, que já são maioria no parlamento,

  26. justino couto

    3 de Janeiro de 2013 as 17:44

    Tela non, voces sao advogados do presidente da republica? Voces acabam por ser os maiores ditadores. Porque censurar os meus comentarios. PR Pinto da Costa nao pode ser criticado, seus imbecis!!!

  27. justino couto

    3 de Janeiro de 2013 as 17:58

    “Podem contar com um Presidente da República focado nos reais problemas da sociedade e das pessoas”… conversa pra fazer o BOI dormir. Durante os 20 anos de hibernação o sr PR não se preocupou com nada deste pais. O sr PR so se preocupa ou contribui quando é presidente da republica? Por favor, esperavamos mais de si sr PR.

  28. Fala pouco

    4 de Janeiro de 2013 as 0:30

    Obrigado meu Presidente Manuel Pinto Da Costa chegou a vez de cuidar deste pais e tomar medidas quando sao necessárias e nao perduar nenhum membro do governo quando entrar nos esquemas . Senhor Presidente o povo confiou e vai acreditar porque o que resta neste povo e a esperança de uma vida melhor neste seu mandato . Senhor Presidente olhe para os tribunais e Procuradoria Geral que estão de rasto . Desejo-lhe um ano novo cheia de vida, muita saúde e viva S Tomé e Príncipe viva Democracia

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo