Instituição africana de luta contra branqueamento de capitais elogia STP

São Tomé e Príncipe participou na décima nona reunião do comité técnico do GIABA,e foi elogiado por ter aceite submeter-se a avaliação sobre o branqueamento de capitais. A reunião que decorreu em Acra-Gana, contou com a participação do Banco Mundial e do FMI.

GIABA(grupo intergovernamental de Acção contra o branqueamento de capitais, encorajou as autoridades são-tomenses a implementarem sem demoras as recomendações do seu comité ministerial, no sentido do país debelar as vulnerabilidades, no âmbito do combate ao branqueamento de capital e ao financiamento do terrorismo.

Os países da África Ocidental reunidos na décima segunda reunião ministerial do GIABA, que decorreu em gana de 6 a 10 de Maio, analisou o relatório de avaliação mútua sobre São Tomé e Príncipe, e « recomendou a sua aprovação ao comité ministerial, por considerar que São Tomé e Príncipe fez algum progresso em matéria de Combate ao Branqueamento de Capitais, devendo apresentar no próximo plenário da organização, a ter lugar em Maio do próximo ano o seu primeiro relatório de seguimento», diz a nota do Ministério do Plano e Finanças, enviada a redacção do Téla Nón.

Após a realização da primeira avaliação mútua, será implementado um cronograma de trabalhos, que visa garantir a harmonização das leis, regulamentos e demais procedimentos de acordo com os «standards internacionalmente aceites, e conforme as recomendações da GAFI-Grupo de Acção Financeira», refere o comunicado do Ministério do Plano e Finanças.

São Tomé e Príncipe, obteve em Maio de 2008 o estatuto de país observador do GIABA, tendo sido admitido como membro de pleno direito da organização em Dezembro de 2012.

Abel Veiga

  1. img
    inteligente Responder

    Gostaria que téla non publicasse o relatório de avaliação mútua sobre São Tomé e Príncipe que foi apresentado ou nos informasse em que período o mesmo foi elaborado.

  2. img
    Carlos triste Responder

    qual o período que o mesmo foi elaborado?

  3. img
    Luis Dondoia Responder

    Caramba …
    Quem elaborou o documento ?
    Será algum pau mandado ?
    Apesar dessas dúvidas pergunto:Será com o salario dealguns senhores que fizeram com que estes passeassem ostenciamente ?

    Vejamos: Tribunais não funcionais . Assembleia Nacional de muito baixo nivel,governos corruptos , e de repente já somos um País tornado sério .
    Vão mais é catar água com cesto .
    Engana-nos que nós gostamos .
    P.S. – Quantes documentos o Téla Non já publucou sobre a corrupção e lavagem de capitais ?

Deixe um comentario

*