Política

Ofensiva do Governo junto a EMAE demorou 3 horas

O Primeiro Ministro Gabriel Costa acompanhado pelo Ministro dos Recursos Naturais Osvaldo Abreu, visitou demoradamente a empresa de água e electricidade. O constante corte de energia eléctrica, está na base da ofensiva governamental.

O Chefe do Governo reconheceu que existem dificuldades, e anunciou que esforços têm sido feitos no sentido da melhoria da situação. No entanto aviosu que o Governo está atento a situação dos cortes de energia. Gabriel Costa pediu paciência à população. «Pude constatar que os trabalhos estão acelerados, relativamente à manutenção de alguns grupos de geradores. Pedimos a população a ter mais um pouco de paciência», referiu Gabriel Costa

O chefe do Governo acrescentou que a situação de corte de energia «não é nada agradável».  Alertou que a situação actual « é resultado da falta de manutenção dos grupos de geradores, que não foi feita atempadamente de forma a que se evitasse essa situação».

Note-se que para além da falta de manutenção dos grupos de geradores, com ênfase para a central térmica de São Tomé, onde os geradores funcionaram nos últimos 2 anos, até a exaustão, o governo de Gabriel Costa, teve que suportar dívidas com o funcionamento da central térmica privada de Bobô Fôrro.

Desde a sua activação em 2012 com 9 geradores, nenhum tostão foi pago pelo fornecimento de energia a rede nacional. Só em Janeiro de 2013, o governo de Gabriel Costa, pagou  10% dos 700 mil euros de dívida contraída pelo anterior executivo.

Abel Veiga

    24 comentários

24 comentários

  1. zeme Almeida

    28 de Maio de 2013 as 0:48

    Podimos a populacao a ter mais um pouco de paciencia!O senhor paciencia já morreu.O senhor primeiro ministro Gabriel Costa acha que a popolacao tem moral para aceitar estas constantes incertezas e o seu futuro voltar a ser ainda mais adiados?Assaltaram o poder para darem o vosso melhor,estamos a espera de solucoes urgentes.Antes de assaltarem o poder,voces já sabiam da saude financeiras do País!Só em Janeiro de 2013 o governo do Gabriel Costa,pagou 10/ porcentos dos 700 mil euros de dividas contraídas pelo anterior governo.Que trapalhadas. Como é possivel assaltarem o poder em finais de dezembro de 2012,este governo ter condicoes financeiras para suportar estas depesas,sabendo que o cofre se encontrava {VAZIO}!Atirar areiaS aos olhos dos outros, é muito Bom.O povo nao quer saber de nada, queremos solucoes urgentes.

  2. zeme Almeida

    28 de Maio de 2013 as 0:49

    Pedimos,quiz eu dizer[desculpas}

  3. desta terra

    28 de Maio de 2013 as 7:57

    Brincadeira, Gabriel COSTA!

    O senhor Gabriel Costas mais a sua corja de ministros que não prestam absolutamente para nada deverão DEMITIR-SE URGENTEMENTE!

    Vocês estão a adiar o desenvolvimento do nosso país.
    BASTA DE INCOMPETÊNCIA NESTE PAÍS!

    Os incompetentes que procurem outra coisa para fazer e não destruir o futuro de cerca de 200 mil habitantes.
    Não queremos desculpas de MORCEGOS que provacam APAGÕES.

    FAÇA-NOS UM FAVOR, DEMITA-SE!

  4. toresdias

    28 de Maio de 2013 as 8:13

    Só cego ou ingénuo não percebe que o passa na EMAE é uma sabotagem. Os relatórios dos apagões é uma farsa que só convence ao macaco.
    E que palhaçada o Ministro fez ontem na TVS? Foi mostrar que entende bem de Energia?
    Porquê que o povo tem que entender da GESTÃO da EMAE? O povo quer energia! E se a empresa é definitivamente ou sistematicamente é deficitária porque justifica aos salários chorudos aos órgãos de gestão em média 60Milhões de dobras por pessoa. E ainda dá ao luxo de criar órgão de conselho de administração (C.A) que não tem conta nenhuma para aprovar.

    • Cautela

      28 de Maio de 2013 as 12:44

      Podes crer, de energia o Sr. Ministro entende bem. mas o problema não é o ministro entender ou não de energia, a solução passa por nova forma de produção de energia. Não é fácil encontrar financiamento para tal de um dia para outro, mas si não começarmos agora, nunca vamos conseguir dar a volta a este problema. Temos que pensar a longo prazo e isso não se faz num pais em que os Governos só duram dois anos… É preciso traçarmos metas para termos soluções sustentáveis e duradouras, basta de remediar

  5. Malditos Assaltantes do Poder diz

    28 de Maio de 2013 as 8:24

    Assaltaram o poder para piorar desgraçar este povo. Há cortes de energia, mas o valor da factura sempre a subir.O POVO JÁ ESTÁ CANSADO. Pedem a vossa demissão. Caso não pedirem a demissão o POVO vai agir. Não querem marcar eleições para dar palavra ao povo, não querem resolver o problema do povo. O POVO VAI SAIR A RUA para saberem como este POVO está revoltado. Diabo vos leva.

  6. tchuna baby

    28 de Maio de 2013 as 8:47

    blef, já estamos habituados… Povo pequeno não espera mais nada de vcs a não ser a marcação da data das eleições…

  7. Cautela

    28 de Maio de 2013 as 8:52

    Foi tarde, mas antes tarde do que nunca. Essa visita deveria ter sido feita a duas semanas. Entendo que a EMAE é um cancro para o nosso desenvolvimento e justamente por isso deve ser uma prioridade nacional. Soluções a curto (remediar), médio e longo prazo devem ser encontradas para resolver de uma vez por todas esse problema.
    Sr. Ministro Osvaldo Abreu, é certo que tem que se resolver pontualmente essa questão a curto prazo para fornecer energia a população, mas como disse dentro de dois anos o problema voltará. Neste dois anos tem que se encontrar uma solução a médio prazo para evitar essas crises cíclicas de energia. O Sr. é capaz de o fazer, sei que não é fácil e que muitos Governos vêm-se debruçado neste problema e atá a data não temos soluções, mas o Sr. é um Jovem bem preparado e com competências suficientes para fazer diferente. Este reconhecimento não é só meu, é também de vários sectores onde o Sr. já trabalhou, por tanto não defraude aqueles que confiam na sua capacidade de resolver os problemas.
    Vá em frente e confie nas suas capacidades

  8. Mestre do costume juridico

    28 de Maio de 2013 as 8:58

    PM Gabriel Costa visitou a fabrica dos apagões e explicou, ou se quisermos não complicou com explicações os problemas da Emae, apercebeu-se “in loco” que os probleminhas têm a ver com a procrastinação dos outros, e que dão muito dor de cabeça aos consumidores, incluindo Ele que deveria ter um geradorzinho Não-Top de Gama em 2ª Mão, pois não é necessário passar-se a ideia dos políticos espertos que adoram luxo…, até porque nem é necessário entrar em pânico para assistir em indeferido os trinta minutos de conferências de imprensa que os seus Ministros dão com caras de santos nos Telejornais, porque como a luz falha e regressa dentro de alguns minutos depois, ainda vai-se a tempo de ver a 2ª , 3ª parte, e a parte final das promessinhas. Em casos mais prolongados de ausência de energia, e se a ela já não aparecer durante a noite, então temos que ter a coragem comunicativa de avisar ao Povo que é só ir ao sitio “You Tube”, que lá estão promessas de anteontem, de hoje e se de calhar de amanhã e dos dias que virão, com ou sem energia…
    O Povo está cansado dos apagões, e já começa a concluir que o actual governo é megawtscompetente…este Governo é aberto, afirmou-se parlamentarmente como decidido em fazer avançar o País, que diz a verdade ao País, e o PM pediu paciência a População (Humildade) e falou sem nervos (Habilidade politica de fazer boi dormir), mais tarde O Min. dos Petróleos por quase 30 minutos no Telejornal, em vez de apresentar perspectivas para soluções que deverão passar necessariamente pelas energias renováveis, veio falar de barragens micro-eléctricas numa panóplia de rios das ilhas, que alguém politicamente já se encarregou de mamar 3 Milhões de uma moeda em crise. Faltou dizer quem foram os espertinhos que fizeram isso???
    Soluções, precisa-se !!! e precisa-se saber quais os projectos ? as metas, com datas… e não com os habituais vamos fazer, vamos fazer, vamos fazer …vamooooooooooooooooooooooos fazerrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr…

  9. O Revolucionario

    28 de Maio de 2013 as 9:17

    É sempre a mesma coisa! Desde a sua fundação que a EMAE tem vindo a ter esses problemas, e a população é que sempre sai prejudicada, mas a solução não está apenas na manutenção dos geradores, mas sim no investimento de outros tipos de energias como por exemplo solar que STP tem em quantidades consideraveis… Oportunidades de resolver esses problemas energeticos e investirem nos recursos renováveis o Governo ja teve e muitas, muitas das empresas estrangeiras ja fizeram proposta ao governo de forma a optarem por recursos renovaveis mas o governo recusou-as todas, porquê? Todos estamos cansados de saer que a EMAE não quer a concorencia por isso o problema ainda não foi resolvdo.. E não é apenas com a nova eleição que esses problemas serão resolvidos pois sabemos que outros que entrarem farão as mesmas coisas ou piores que os atuais, todos os governantes apenas querem poder e prestigio.. Abramos os olhos Santomenses.. Basta das eleições, basta de novos ladrões, basta de curruptos…

  10. Cova Agua 2

    28 de Maio de 2013 as 9:18

    Mas se o cofre de Estado estava vazio, onde é que Gabriel Costa viu 70 mil euros para fazer esse pagamento? Ele, ainda em fevereiro, no Estado da NAção, estava a chorar a não existência de dinheiro.

    GAbriel Costa. Esse povo não é burro. Inventa outra mentira.

  11. Cova Agua 2

    28 de Maio de 2013 as 10:44

    Osvaldo Abreu, você saiu-se muito mal na entrevista.

    Você está numa batálha para ver quem ganha. Mas, vai-se queimar.

    A batalha que falo é a seguinte:

    MLSTP contra PCD
    Osvaldo Abreu contra Antonio Dias.

    Voces são os ponta de lance dos respectivos partidos. MAs as coisas estão a sair pelo torto.

    Evitem a propaganda e comece a trabalhar. PAra deixares obras para que outros venham enaugurar.

  12. Me Pombo

    28 de Maio de 2013 as 11:01

    Eu me lembro perfeitamente como de fosse ontem na aula de Historia quando o lecionador da diciplina teve uma ideia unica que visava por fim a este ciclo vergonhoso que persiste en nos familiazar fazendo parte do nosso quotidiano -a ideia era esta :E se juntaruiamos cinco mil pessoas(5000) vandalizariamos a EMAE todos juntos um por todos todos por um,proferindo palavras de ordem”Chega de abuso e falta de respeito”-O povo quer ter um minimo de dignidade” obviamente que este gesto embora pouco civilizado em algo valeria no ponto de vista logico.
    Numa primeira analize nao temos prisoes para cinco mil pessoas,o que implicaria que ninguem seria preso e “julgado”,e num segundo ponto daria em ultimo caso uma boa questao de “fofoca”a nivel da impresa internacional o que sem sombras de duvidas algo mudaria .
    E tempo de comecar-mos a pensar no progresso e desenvolver amor e respeito pelo nosso pais,porque a questao eletrica ja esta a atingir outros paradigmas de desleixo “cronico”-ninguem quer pensar para fazer”

  13. Mamadou Trindade

    28 de Maio de 2013 as 11:10

    Estou um pouco confuso com tantas guerras de informacoes vindas de todo os lados.
    Pude constatar de que agora todos tem vozes e cada um destila a asneira que quer e como quer,ora vejamos na semana passada houve um elemento”Boss” da E.M.A.E que pode ter a coragem de atribuir a culpa ao “Morcego” e agora vem o senhor Ministro falar de atrazo nas obras obras e um eventual aceleramento no sentido de melhorar a situacao? Haja paciencia para tanta aldrabice.

  14. Bota

    28 de Maio de 2013 as 11:55

    Gabriel, quando tomou posse,ele não tinha um bom fato, o homem ainda tinha fato dos anos 70, a dois dias o homem já apareceu com um safar na TVS e ainda ontem o mesmo figurão pois outro fato novo, e o povo a viver mal.

  15. esses gorverno

    28 de Maio de 2013 as 12:10

    resultado de pai grande

  16. bostoner

    28 de Maio de 2013 as 18:28

    a electricidade a base de conbustivel ja nao fonciona meus senhores como e que um pais vai desemvolver se o mal nao e cortado desde rais os geradores nao e para ser utilisado e feio

  17. Barão de Água Izé

    28 de Maio de 2013 as 20:08

    Mais paciência!!??? O Sr. Gabriel Alves vive onde? Como é possível tantos anos após a independência, STP não ter energia estável e vem V. Exa. pedir mais paciência?? Tem o seu geradorzinho, como o Sr. Presidente tem, e o POVO!!!! Infelizmente o POVO de STP está refém de muitos políticos acham que se deve viver na miséria e pobreza com paciência!!!!

  18. Barão de Água Izé

    28 de Maio de 2013 as 20:14

    O Povo de STP merece saber se é verdade: É ou não verdade, que as receitas da EMAE são desviadas para outros fins que não da manutenção e investimento na Energia?
    Onde estão as auditorias financeiras feitas à EMAE? O dinheiro da EMAE servirá para pagar viagens em executiva de políticos? Reparar viaturas de governantes?
    STP nunca se poderá desenvolver sem energia eléctrica.
    Discursos bonitos em dias feriados, feitos por políticos, não geram energia eléctrica.

  19. povô bili wÊ

    29 de Maio de 2013 as 9:38

    se fosse uma empresa privada vcs, exigiam suas obrigações. como tudo faz parte de estado, é ter calma né? calma até quando, já estamos calmos demais……..abrem concurso de maneira que outras empresas com capacidades fazem melhor para stp. nos queremos desenvolvimento.

  20. augusta quaresma

    29 de Maio de 2013 as 11:30

    Voltamos a era pinto da costa. Então já se esqueceram? Este só quer o povo na escuridão, em todos os sentidos.Sempre foi assim e agora não ia ser diferente.Assaltaram o poder para nos meter nesta situação.Pinto é inimigo do povo de S.Tomé.Diabo que o leve ao inferno e seus comparsas

  21. Família pinto da costa no poder

    29 de Maio de 2013 as 16:20

    sr mistro , tenta ver se coloca pessoas capacitadas a trabalhar nos balcões da EMAE , porque a situação que encontrei lá ou seja, a forma de atendimento está péssimo…e isso num local publico é mau… e vê lá se não vai colocar palaiê lá, só porque é tua prima

  22. Gualter Almeida

    29 de Maio de 2013 as 17:27

    foram fornecer gaiolas para a captura dos morcegos para acabar com os apagões

  23. madalenas

    29 de Maio de 2013 as 23:47

    Nem ousava em falar em sabotagem, EMAE empresa deve gerar lucros, ponto final.
    Assim deixa e ser empresa sustentável. O Governo deve afastar da gestão da EMAE, logo que nomeia um PCA. Certo.
    Rua TOdos!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo