Política

Reino Unido interessado em apoiar São Tomé e Príncipe na segurança marítima

São Tomé e Príncipe vai beneficiar da ajuda e cooperação do Reino Unido da Grã Bretanha, no reforço da segurança marítima e na protecção da reserva de pescado na zona económica exclusiva do arquipélago.

Garantia de Glyn Cartmell, cônsul da embaixada do Reino Unido com residência em Luanda  Angola. O diplomata que se encontrou com o Primeiro Ministro Gabriel Costa na quarta – feira, faz-se acompanhar por uma equipa de especialistas britânicos, que está a fazer o levantamento das necessidades do país em termos de segurança marítima e de protecção da reserva piscícola.

Segundo o cônsul Glyn Cartmell, a equipa técnica britânica vai avaliar com as autoridades nacionais, outras áreas em que os dois países poderão desenvolver cooperação bilateral.

Abel Veiga

    11 comentários

11 comentários

  1. observador

    26 de Setembro de 2013 as 15:40

    Há que abandonar a politica de mão estendida, ao invés, preparar o País para investimentos estrangeiros….

  2. Paracetamol 500mg

    26 de Setembro de 2013 as 22:28

    Quais são os verdadeiros interesses por detrás desse interesse?

  3. Barão de Água Izé

    26 de Setembro de 2013 as 22:37

    Em Portugal dizia-se em relação a Espanha: De Espanha, nem bom vento, nem bom casamento.
    Os ingleses diziam: Esclavagistas são os outros, nós não.
    Os interesses nacionais, no passado e no presente, mascaram-se muitas vezes de hipocrisia e oportunismo.

  4. Jose Silva

    27 de Setembro de 2013 as 1:17

    Desculpa, mas vocês sao mesmo muito ingênuos. Sao Tome e Principe ja nao esta’ em condições para negsr ajudas e nem desconfiar dos Ingleses,, franceses, americanos ou qualquer outro pais desenvolvido.

    Essa mentalidade comunista de nao fazer nada para desenvolver Sao Tome mas ficar desconfiando de todos os países capitalistas e’ coisa cubana e antiga União Soviética. isso so leva um pais a desgraça e pobreza total.

    Eu entendo que maioria de jovens formados so’ conhecem Cuba e de la’ ganharam esse tipo de educação comunista na mente, mas vamos abandonar a mentalidade comunista de uma vez por todas para deixar avançar o nosso pais que por si ja e’ minúsculo e insignificante no mundo internacional. Deixa os inglês, franceses, americanos, Japoneses virem para Sao Tome e Principe e proporem os modelos deles. O pais deles esta’ muito avançado e nos precisamos aprender muito.

    O importante e’ a nossa capacidade de saber negociar com eles, e ser honestos com o que ganhamos nas negociações. O comunismo já morreu, minha gente

    • Barão de Água Izé

      28 de Setembro de 2013 as 9:11

      Caro José Silva: Estou genericamente de acordo consigo, mas note, penso que estaremos de acordo, não queremos que STP continue a ser um País Assistido, em que quase tudo que se faz, depende da mão estendida, da falsa cooperação (o que damos em troca?) e até do oportunismo de alguns países que “ajudam”. Queremos o nosso Pais de facto Independente e autónomo e que as fantasias marxistas sejam definitivamente colocadas na prateleira.

  5. lede di alami

    27 de Setembro de 2013 as 5:35

    Atencao nossospoliticos; aprendem e compreendem o mundo, cuidado, hoje o iraque; a libia, todo petroleo e de quem?, cuidado com casca de banana, cuidado com o imperialismo,eles nao tem coracao, so pensa em ter e pra isso nao importam de assasinar inocentes e destruir, tudo esta postado na net, na televisao, so nao sabe quem nao quer

  6. carlos

    27 de Setembro de 2013 as 9:00

    Melhor k coperacao com angola

  7. servo de Déus

    27 de Setembro de 2013 as 9:17

    Diria que de qualquer forma conhecimento (inteligência) é que estaria a cima de tudo, se soubermos negociar com estes parceiros negociar podemos sair bem, se não …..huuuuu, auâ uê só êêêêê…..

  8. Preto Esperto e Burro

    27 de Setembro de 2013 as 13:03

    É por isso que S. Tomé está cada vez pior. Com o complexo de inferioridade, que alguns, e eu repito, alguns, comentadores aqui ‘vomitam’, não vão longe. Até a ajuda dada é sempre criticada. Se é dos Países Ocidentais, de Portugal, dos EUA ou do Japão, então nem se fala. Qual é para vocês a ajuda boa ?? A daqueles que nunca ajudaram S. Tomé ?? África do Sul, Zimbábué, Congo, Camarões, Guiné Equatorial, Guiné, Gabão….Eu lembro qual a ajuda que receberam destes Países, que alguns insistem em chamar ‘Irmãos’. África do Sul..uma pequena casa de madeira a um cidadão Santomense, porque chamou Nélson Mandela ao filho. Guiné Equatorial, Camarões … Bonés, Tshirts e camisolas de propaganda eleitoral, quando há eleições. Gabão … de vez em quando ‘escorrega’ com algum dinheiro para os ‘Dirigentes’, repito, para os ‘Dirigentes’, e umas motos para os Partidos, em época de eleições. Tirando Angola, que realmente ‘ajuda’ S. Tomé, os outros ‘irmãos’ são muito pouco ‘irmãos’. E mesmo Angola, lembrem-se, que durante 20 anos (10 anos do Miguel Trovoada e 10 anos do Fradique), esteve de costas voltadas. Agora com o P. da Costa, voltou em força. Que raio é que vocês querem ??? Ponham os olhos em Cabo Verde, que aceita e aproveita bem toda a ajuda. Pelo menos aprendam alguma coisa, e não estejam sempre a ‘cuspir’ nas mãos dos que realmente vos ajudam…..

  9. Luis

    29 de Setembro de 2013 as 14:38

    O Reino Unido nao precisa de Sao Tome para nada, portanto nao cofundam as coisas, se vem para dar a mao, e mesmo para dar a mao. Porque nada temos para dar em troca a Paises como UK, porque para Africa tenhem eles as suas ex colonias, mas ricas que STP. Portanto deixem de comentarios ridiculos. Por isso STP esta como esta.

  10. Caluluas

    29 de Setembro de 2013 as 14:52

    So temos e que aceitar as ajudas de paises desemvolvidos como Reino Unido, porque para falsas promessas dos que dizem ser nossos irmao ja basta. Reino Unido e dos Paises que nunca ca vieram prometer nada, se agora mostrou interesse so temos e que estender a mao, e deixemos de ingnorancia barata. qua cu non te? Tudo o que temos em mineiros ate agora e so em tioria, na pratica nada temos. biliueeee!!!!!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo