Ex – Ministro Vila Nova nega que tenha assinado contrato com a Stena Oil

Reagindo a leitura pelo Primeiro Ministro no parlamento da carta que a empresa Stena Oil, endereçou ao actual Governo, o ex-ministro das Infraestruturas e Recursos Naturais, Carlos Vila Nova, disse que não assinou nenhum contrato com a Stena Oil. No entanto reconheceu ter assinado um memorandum de entendimento com um consórcio nórdico.

Na carta que a Stena Oil, endereçou ao Primeiro Ministro Gabriel Costa e que foi lida no parlamento, o nome do ex-ministro Vila Nova é citado pela empresa sueca Stena Oil, como tendo sido um dos arquitectos de um contrato para desenvolvimento de negócios de petróleo nas águas são-tomenses e na zona conjunta com a Nigéria.

O ex-Ministro desmente. «Não há absolutamente nenhum acordo ou contrato que eu tenha assinado em nome do Governo, e que se prende com os negócios da Stena Oil. Seja Stena Oil, seja os negócios ligados às embarcações que se encontram aqui, ligadas a mesma empresa», declarou Carlos Vila Nova.

Com cara de poucos amigos, Carlos Vila Nova, acrescentou que o Primeiro Ministro Gabriel Costa na leitura da carta da Stena Oil, faltou com a verdade. «E assim o que posso fazer é lançar um desafio para que torne público todo e qualquer documento de acordo  ou contrato que eu tenha assinado nesta matéria ligado a Stena Oli», frisou. .

No entanto o ex-ministro, diz que visualizou um documento com a sua assinatura, no momento em que o Chefe do Governo lia a carta da Stena Oil no parlamento. Carlos Vila Nova reconhece que assinou o referido documento que visualizou. Foi assinado em Março do ano 2011. «Trata-se de um memorandum de entendimento que assinei com uma empresa nórdica, isto porque durante o exercício do décimo quarto governo constitucional, tentamos transformar São Tomé e Príncipe numa plataforma de serviços», confirmou.

Afirmou que o consórcio nórdico é sueco e norueguês. Na carta lida no parlamento a Stena Oil fala do consórcio em causa, e faz saber que a parte sueca tem ligações consigo.

Por sua vez Carlos Vila Nova, fez saber que o memorandum que assinou em 2011, não é secreto. «O memorandum depois de assinado, baixou para o gabinete técnico do ministério. O guiché único também sabe do memorandum, a agência nacional de petróleo também sabe do memorandum, e mais há membro do actual governo que na altura opinou e trabalhou sobre o contrato. Estranha-me que se fala de um memorandum secreto», reclamou.

O ex-ministro se manifestou triste com o conteúdo da carta da Stena Oil, que foi desvendado no parlamento. Para Carlos Vila Nova foi uma forma baixa para sujar o seu nome. «Deixar desta tentativa baixa de manchar o bom nome das pessoas. Eu tenho família tenho amigos, e sinto-me triste.  É lamentável a forma como se tenta envolver o meu nome numa coisa na qual não tive a mínima participação», concluiu.

Abel Veiga

.

Notícias relacionadas

  1. img
    Boca Balança Responder

    Tenha vergonha,Vila Nova.

    • img
      Seu bom amigo Responder

      Não fala das coisas que não sabe…. ele pode ate ser inocente…. tem que ter oportunidade para provar….. espero por isso

    • img
      MICOLÓ Responder

      VILA NOVA DISSE e Abílio Neto tem muito que explicar sobre isso:
      «Trata-se de um memorandum de entendimento que assinei com uma empresa nórdica, isto porque durante o exercício do décimo quarto governo constitucional, tentamos transformar São Tomé e Príncipe numa plataforma de serviços»

      Até o Vila Nova nisso e a querer confundir-nos.
      Coitado, ele tinha que assinar, senão o Patrice que lhe tinha dado prémio como Ministro, por causa das dívidas que este tinha com Mistral Voyage e Vila foi protelando até que fosse Primeiro Ministro, pagasse as dívidas e o premiasse com a pasta de Obras Públicas e Petróleo.

      Vila nova pensa que não sabemos o que significa um CONSÓRCIO?
      Foi o que Gabriel leu e que o Okito disse na carta.
      Brincadeira tem hora!
      Que pouca vergonha, Vila Nova!
      Eu estou ansioso que o Abel Veiga anexe a tal carta para vermos com os nossos olhos e depois cuspir-te nos teus (vossos) olhos.
      Mas, estás a pagar o que muito sorrateiramente fizeste aos outros.
      Tu não és santo nenhum e sabes que sei.

      Olha…olha…olha!!!!
      O ABÍLIO NETO esquece-se que não sei que ele é o principal ideólogo desse negócio?
      É ele, o “CONSELHEIRO PRINCIPAL” do Patrice.
      Foi o Abílio quem montou tudo. Ele disse com a sua própria boca no Debate Africana do dia 27 último. Ficou claro qual era a estratégia que estava a montar com Patrice para era do petróleo.
      Disse com boca cheia que Stena Oil é um gigante na área do petróleo e não só e que era bom que fosse dos principais, ou mesmo,o principal cliente do nosso petróleo. GRANDE ESTRATÉGIA, Abílio.
      Basta ler o Memorando de Entendimento que previa garantir as futuras operações na ZEE de STP e JDA com a Nigéria, para confirmar o que digo.
      Estava tudo arranjado para haver exclusividade do nosso petróleo.
      Abílio Neto, o País é só do Patrice Trovoada?
      O Elíso Teixeira já está com diarreia. Aaaaaaaaaaa!

      MAS QUE POUCA VERGONHA ABÍLIO. O tiro saiu-te pela culatra.
      Toda gente ouviu da boca do Abílio Neto no Debate Africano, dizendo que o processo de venda do combustível não foi legal, porque não houve concurso público:
      Abílio Neto disse:
      {…UMA EMPRESA QUE EU REPRESENTO, PODIA ESTAR INTERESSADO, EVENTUALMENTE, NA AQUISIÇÃO… DAQUELE… DAQUELE… DAQUÊ…DAQUÊ LOTE DE COMBUSTÍVEL…E ISTO NÃO FOI DADO ACESSO A TODAS AS EMPRESAS PARA O FAZER}.
      Já viram? Vocês não ouviram isso da boca dele?
      Abilio ê…bô me ku boca bô. Bom vida bô ni putuga!
      Depois de teres dito que a Guarda Costeira é Pirata, querias ganhar comissão na venda de combustível que eles prenderam para dividir com Patrice? Aaaaaaaaaaaa! Bô cu lôpa péssado mece cume jaca? Bô buiá!
      Ainda por cima vem dizer que os da Guarda Costeira são analfabetos impreparados porque não sabem falar línguas estrangeiras. Ooooooo….ABUSO DEMAIS!
      Espero bem que os militares tenham ouvido isso da tua boca.
      Pergunta ao Sterlyne do MNE…Ele viu fogo e até urinou nas calças.

      Depois do Levy “LUPUIÉ” ter chorado no Parlamento porque não houve concurso e Posser ganhou dinheiro, que ele também poderia ganhar se tivesse havido concurso, agora vem o Abílio Neto também chorar.
      O que ele ganha com EMAE, não chaga ainda?
      MAS QUE POUCA VERGONHA, minha gente!
      O vosso problema não é o País, mas sim, o dinheiro que não ganharam.

      Coitado do Abílio Neto. Estava a contar com o Cargo de Ministro Secretário Geral do Governo ou Ministro do Petróleo. Quem sabe!

      Estou a espera do momento justo para falar-vos do outro larápio insonso do ADI e do XIV Governo [VÁBÚ!!!].
      Ele chama-se AGOSTINHO FERNANDES.

      O dinheiro é capim, não vinha somente dos barcos petroleiros…há outras minas também.
      O Agostinho Fernandes sabe do que estou a falar. PREPARA-TE.
      O teu momento está quase a chegar. Tonomu pa bô pia! Um ga moça bô!

      AFONSO VARELA, SALVADOR RAMOS, AMÉRICO, ELÍSIO E STOK… preparem-se.
      Vou por boca no trombone brevemente.
      QUISERAM COMER SOZINHO…TÓMA!

      Bala, tas a gostar?
      Tudo que andamos a falar, vou desbobinar.
      Falta o que andamos a conversar em casa do Patrice na praia da conchas
      O problema é teu e do Levy LUPUIÉ.
      FUI…

      • img
        Celeste Responder

        Devia ter vergonha das acusações que faz.corrupto e mentiroso ou melhor lambe botas

      • img
        Abençoado Responder

        Essa é uma prova de imparcialidade do Abel. Como publicaste para MICOLO, espero que publiques o meu comentário também. A ver vamos!!!

        Indicado por Pinto da Costa para segurar um poder que não conquistou nas urnas, Gabriel Costa tem sido o mais ridículo, desatinado, incompetente e mentiroso dos Primeiros-ministros que a República já conheceu, talvez até, que um país alguma vez conheceu.
        Nas suas já habituais manifestações esquizofrénicas no Parlamento e dotado de uma gesticulação discursiva epiléptica e, como forma de atirar poeiras aos olhos dos mais desatentos, Gabriel Costa veio afirmar, no último debate de urgência, que o XIV Governo Constitucional tinha assinado, pelo punho do ex-Ministro Carlos Vila Nova, um acordo secreto com a STENA OIL, na base do qual operações ilegais estavam a ser desenvolvidas nas nossas águas, com ganhos financeiros que nunca entraram para os cofres do Estado. Ridículo em que se transformou, Gabriel Costa até se esqueceu que se houvesse acordo com o Governo anterior, as operações jamais poderiam ser consideradas de ilegais. Mas a verdade é que nem sequer há, nem nunca houve, acordo algum com a STENA OIL.
        O ex-ministro das Obras Públicas, Carlos Vila Nova, veio desmentir publicamente Gabriel Costa, desafiando-o a apresentar, também publicamente, o tal contrato secreto com a Stena Oil a que fez alusão na Assembleia Nacional ou a carta da Stena Oil onde se diz que o Governo cessante tem com esta empresa algum acordo.
        Carlos Vila Nova afirmou ainda, em conferência de imprensa que, enquanto membro do Governo cessante, apenas assinou um memorandum de entendimento (cópia em anexo) com um consórcio nórdico (L&J Invest AB e Acona Wellpro AS), que nada tem a ver com a Stena oil, AB, visando a constituição de uma parceria público/privada para apoiar as futuras operações petrolíferas na Zona Económica Exclusiva de São Tomé e Príncipe e na Zona de desenvolvimento Conjunto. Nada mais era visado do que a criação da tão almejada plataforma de serviços petrolíferos, tirando partido do desenvolvimento da indústria na nossa sub-região e a crescente procura de serviços dessa natureza.
        Nada de novo, numa República onde vários memorandos de entendimento já foram assinados pelos sucessivos governos, como é o caso por exemplo do MoU com Abu Dabi, celebrado pelo Governo de Rafael Branco em 2009 (cópia em anexo), sem que tal fosse motivo de tanta esquizofrenia. A diferença é que nenhum dos anteriores primeiros-ministros se prestou a este ridículo e palhaçada que só Gabriel Costa sabe fazer. Mas, compreende-se, pois, Gabriel Costa é o único humano na nossa República que conseguiu ser primeiro-ministro duas vezes sem que em nenhuma delas tivesse legitimidade para o efeito. Como um abutre, Gabriel Costa come sempre da caça alheia, pois tanto quanto se sabe a UDD nunca ganhou eleição alguma nem alguma vez teve alguma representação parlamentar ou mesmo distrital.
        Gabriel Costa, na sua avidez de sujar o bom nome de pessoas, para escamotear a incompetência e o insucesso da sua governação, e na sua habitual obsessão pelo seu predecessor Patrice Trovoada, nem deu-se ao trabalho de certificar que uma coisa é o consórcio nórdico onde está a L&J Invest AB e outra é a Stena Oil, AB. Gabriel Costa, qual um ignorante, fixou-se no sufixo AB constante da parte final das duas sociedades e concluiu ridícula e cafrealmente que se tratava da mesma empresa. O que Gabriel Costa ignora é que o sufixo AB (AktieBolag), nas sociedades nórdicas, mais não é do que o correspondente ao sufixo “Limitada” nas sociedades portuguesas. Gabriel Costa agiu de forma comparável a um banal atrasado que vendo “Lda” na parte final do nome das sociedades portuguesas concluiria que é tudo a mesma empresa. Mais ridículo não podia ser.
        Mas, importa aqui dizer em abono da verdade e da seriedade que o referido memorandum não só não foi assinado com a STENA OIL, como não dizia respeito a barco nenhum e muito menos à uma eventual autorização para a realização de operações ilícitas nas águas territoriais de São Tomé e Príncipe.
        Mas, foi lançado ao Gabriel Costa um desafio: Tornar público o contrato que o ex-Ministro Carlos Vila Nova teria assinado com a Stena Oil. Os são-tomenses aguardam com grande ansiedade a divulgação deste acordo, sob pena de imputarem a Gabriel Costa, para além da alcunha de flassóoo que já ostenta, o rótulo de “ser mentiroso e de uma baixeza atroz”.
        Mais ainda, os são-tomenses aguardam que Gabriel Costa apresente à Assembleia Nacional os documentos comprovativos de que o dinheiro da venda do combustível perdido a favor do Estado, juntamente com os navios Marida Melissa e Duzguit Integrity, já entrou nos cofres do Estado, pois, fontes oficiais, já deram conta que na data em que afirmou na Assembleia Nacional que o dinheiro já havia entrado no cofre do Estado tal não tinha de todo acontecido. Razão pela qual, aliás, no debate de urgência Gabriel Costa não fez qualquer alusão ao montante, como se tal não interessasse aos deputados e ao povo.
        Sinceramente que, se não tivesse sido transformado por Pinto da Costa numa República das bananas, o país nunca teria um primeiro-ministro destes. Um indivíduo que em vez de governar e resolver os graves problemas que o país enfrenta, passa o seu tempo a destilar o seu ódio doentio por Patrice Trovoada, como se o país todo tivesse algo a ver com os seus desentendimentos do passado e demais recalcamentos de que padece atrozmente.

        • img
          Cabo Verde Responder

          É extraordinário que alguém que acuse o outro de destilar ódios e rancores faça exatamente a mesma coisa nesta extensa escrita sem conteúdo importante. Enfim…

      • img
        Celeste Responder

        Graças a deus o sr vila nova nunca precisou de ser ministro para viver bem e sabem porque ?
        Porque sempre é trabalhador.nao é nem nunca será proficinal de política como muitos por aí que quando deixam o governo não tenham emprego porque a fonte de rendimento destes é o dinheiro do povo tenhem que fazer de tudo para derrubar um governo democraticamente eleito para que a fonte não seque ?um exemplo apenas dos senhores proficionais da política ,os minis autocarros velhos do sr alcino pinto exposto na nossa avenida 12de julho enquanto este esteve forra do governo estavam aí amontoados ,depois de retornar a política já os pode mandar arranjar (dinheiro de quem,POVO.abram os olhos mas o povo sabe) a ver vamos

    • img
      Hito Vila Nona Responder

      Primo,desculpe lá.
      Depois de entrar na lama,queria ser o quê?
      Demos conselho,para não misturar com estes bandidos de Patrice,Varela e ADI,não nos deu ouvido.E agora?
      Também tornou igualzinho à eles.
      Primo era exemplo de honestidade(minimamente)em s.tomé.Agora tornou SÍMBOLO de ……

      • img
        Celeste Responder

        Hito vila nova!,,,,,,
        Se conhece o ex ministro vila nova, não devia duvidar da sua honestidade,porque sabe que ele e honesto e integro.
        Em 38anos de independência o pais sempre esteve mergulhado na lama e em dois anos de governação do Patrice o pais baixou no índice de corrupção ,concretizou-se obras que durante esses anos foram se arrastando (por desvio do dinheiro público dos ditos correctos que assaltaram o poder sem mesmo ter dado ouvidos ao povo que saiu a rua implorando ao presidente da república que o governo democraticamente eleito cumprisse o seu mandato,por fome de poder)o povo não e burro a de lhes dar a devida resposta no momento certo.

        Só lamento que sujem assim o nome de um pai de família quem sabe por invejaaaaa

    • img
      Celeste Responder

      Vergonha de que!!!!!!!!.
      De ter sido um bom ministro ,como você nunca foi.
      De nunca ter usado o carro de estado em proveito próprio .
      De ser honesto.
      De ter feito tudo pelo bem do povo de s tome e príncipe.
      Gentalha com fome de poder

    • img
      ASSASSINO Responder

      è só para ver. O ex-ministro Vila Nova, a quem eu saúdo com muito respeito, fala de um memorandum assinado e que varias entidades têm conhecimento, o Grabriel não mencionou o memorandum,falou de contrato e disse que só teve conhecimento porque a empresa E. Oil abordou na sua crta este contrato. O Vila Nova diz que viu com Gabriel, este memorandum assinado por ele. Estão a pereceber a manobra deste Primeiro Ministro. Ele se comporta como um advogado sem escrúpulo, maquilhando os factos a seu favor. Será que pode-se acreditar neste sujeito? Pode-se acreditar num Primeiro ministro que vai ao Parlamento falar de índices criminais contido num relatório de auditoria realizado na TVS, imputando a responsabilidade da Gestão a Oscar M., quando não se tratava do relatório de auditória da sua gestão. Será que Gabriel pensa que os santomenses são burros? Ele não vê que se está a ser ridículo?
      Age como um PM e não como um advogado sujo e porco, que só sabe jogar baixo para ganhar uma causa. Está causa de STP, de voltar a governar este país, de perpetuar o Pinto da Costa, de fazer o MLSTP ganhar as eleições, de fazer o país regredir em termos de democracia, não vais conseguir, porque os juízes que vam julgar esta “causa” é um juíz popular, é o povo santomense, que já te conhece como fla sóóóóóóó. Os Angolanos, ou melhor o AMGO DO PINTO DA CONTA, teve razão de vos oferecer burros. Vocês estão mesmo a demonstrar que são.
      Um primeiro ministro que não é capaz de falra verdade, de desenvolver um programa para o país que está amarrado num odio Patrício Trovoada. Tens razão Gabi, a única coisa que o Pinto da Costa viu no teu currículo para te dar este cargo, foi o teu odio pelo Patrício Trovado que somando com o do Pinto, vocês estão a se afundar e afundar STP convosco.

      Deixe de se comportar como advogado sem escrúpulo e comporta-te como um PM para o teu bem pessoal, o bem da tua família e deste país. Mucucu ka fé xnte mata sun dessso elê zó cá poto ni son plimeloê.

  2. img
    Barão de Água Izé Responder

    Mas os Ministérios não têm controlo documental, sejam contratos, memorandos acordos, cartas de intenção e outros?
    É normal um Governo, por vezes, por diversas conveniências, e desde que não cause dano ao País, ser secretivo em alguns actos, mas tudo, incluindo esses actos deve estar/ficar registado e guardado de forma segura nos arquivos de cada Ministério, até para memória futura.
    O que comprometer o Estado e não estiver nos registos do Ministério, deverá implicar procedimento criminal contra quem
    assinou ou tem em seu poder os documentos.

    • img
      Cabo Verde Responder

      Mas como é que pode ficar tudo claro se não houve passagem de pastas nos vários ministérios porque o senhor primeiro-ministro não autorizou. É este, infelizmente, o país que temos.

  3. img
    Vugu vugu Responder

    Agora estão a tentar lavar a cara da sujeira que houvera feito?
    Tenha decencia e seja homem, já deu mal, mas assuma. Forrrrro também pá.
    … Plataforma de negocio ou plataforma das sujeiras, trafico, pirataria..?

  4. img
    Albertina Trovoda. Responder

    o sr vilanova tinha muita admiraçao por si. o patrice trovoada é desonesto,bandido e sempre foi.nunca quis o bem pra este povo,coitado. o sr devia ter vergonha na cara, e ajudar a desmascarar o patrice bandido. o patrice lhe enganou, agora aguenta, pra aprender que nao se mete com bandidos. agora o seu bom nome está na lama, bem feito.

    • img
      Celeste Responder

      Minha cara albertina.
      Aprenda uma vez por todas,as pessoas não são enganadas,podem-se deixar enganar.
      Conhecendo o sr. Vila nova como conheço é homem suficiente a abandonar o navio à ter que assinar um contrato que projudique os santomenses.
      Pelos vistos deves ter algum problema pessoal com o Patrice trovoada e aconselho-a resolver-lo

  5. img
    armando Responder

    É do conhecimento de todos a tática espetacular que os homens do MLSTP agora coligados têm para sujar e derrubar os outros (sem tirar a responsabilidade do ADI) seria bom nāo fazerem do ADI um cavalo de batalha parecendo uns santinhos salvadores da pátria e daí tirarem proveitos politico da ignorancia deste povo mas… juntamente a isso pedirem ao procurador da Republica que investigue e leve a julgamento outros casos como antigo GGA, caso Arroz camaronês de Delfim Neves e inumeros outros que estes bons gestores e donos de STP têm cometido impunemente. Um dia haverá justiça neste país. Acreditem. É muito triste a figura destes nossos governantes. Que pena!!!

  6. img
    bruto Responder

    És mesmo BRUTO. Memorando de entendimento é um contrato, pergunte isso ao Varela. Como ´é que o país pode desenvolver, se os ministros não sabem nada.Jorge Miranda disse publicamente em São Tomé que desvio de documento do Estado é crime. Voces estão a espera do quê para processar esses malandros.

  7. img
    Carlitos Responder

    Corja de piratas,VENDE-PÁTRIA.É o que nós Santomenses consideramos todos vocês de ADI.
    Pena é que agora estão a esconder e a pôr estes coitados deputados de ADI do príncipe a frente de câmera de televisao para falarem; Coitado de Carlos Cassandra e o Cornudo Pinheiro.
    Vocês deveriam é olhar para Príncipe e ajudar Toze Cassandra e Governo Regional.
    ADI de piratas.

  8. img
    Lazaro Lambane Responder

    Em este pais há um problema simples. existam dois grupo de pessoas, um que tem vergonha de dizer la fora que é santomense e procura de toda forma desenvolver este pais e outro interessado em desenvolver o seu bolso, asar para o resto. tratando este caso como se fossem o mas honesto. em qualquer pais onde todos trabalham rumo ao desenvolvimento esse tipo de acordos o moldurando não são divulgado mas sim apadrinhados por todos. temos pais amigo que alcançou o rumo de desenvolvimento com negócios como esses na todos porque entenderam desde principio que só com o trabalho (Agricultura, pesca e ajuda externa nunca, sem recurso naturais)nunca atingiam o objectivo.Abrem um buraco e deixa passar tudo que chamam de segura, e quanto a trocai suspeita e alerta nos faixemos esse e abrimos outro. convido a todos a lerem um pouco como as grandes potencia mundiais atingiu o seu desenvolvimento. o principal objectivo da criação de Labrega(cidade norte americana onde tudo é permitido), porque persegue o homem que divulgou documento secreto dos estados unidos acusando de traidor, e isto leva a pena de morte. O mundo é feito para esperto, e não por pessoas tacanha, medíocre, orgulhosas, sem amor propício e sem ambição

  9. img
    Rui Barros Responder

    Caros compatriotas,
    Na minha opinião o Carlos Vila Nova com a sua tentativa de desmentir o impossível afundou-se muito mais juntamente com o Patrice Trovoada e claro o ADI no seu todo, senão vejamos:
    A declaração do Vila Nova só por si já era matéria para o Ministério Publico solicitar a sua prisão preventiva e emitir mandato de captura à Patrice Trovoada, porque quando os barcos foram descobertos nesta operação criminosa, todos os dirigente do ADI e membros do governo do Patrice fingiram que desconhecer o negócio mantendo-se calados.
    Um dos comandantes do navio na plena sessão de julgamento nos tribunais disse que a operação tinha sido autorizado por alto dirigente do governo Patrice mas preferiu não dizer o nome, Consta nos autos).
    Depois do Levy com a sua esperteza solicitar um debate de urgência sobre a soltura dos comandantes do navio e autorização para que um dos navios zarpasse do nosso poro, veio a declaração do PM fazendo menção a uma carta da empresa dona dos navios de que havia um contrato assinado pelo governo Patrice neste caso Vila Nova.
    Agora aparece o Vila Nova dizendo que não assinou contrato nenhum mais sim um memorando o que significa dizer que na verdade estes bandidos corruptos dos dirigentes e alguns membros governo do ADI sabiam perfeitaente do negócio. Então pergunta-se onde que se encontra o Ministério Publico para agir de imediato?
    Quanto a assinatura do contrato pelo Vila Nova ou não ou por algum dos seus colegas do XIV Governo em seu nome é ou não matéria para investigação? Ainda se lembram do caso Kosovo, assunto que não foi sequer discutido em Conselho de Ministro mas foi emitida uma nota e enviada as autoridades Kosovais, assinada pelo Elísio Teixeira ex Ministro da Justiça, ao invés do Salvador dos Ramos ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, dando conta que o Estado santomense aprovou o estabelecimento de relações diplomáticas com aquele país, quando tudo foi feito a calada da noite sem sequer dar a conhecer a aquele que é o mais alto representado o estado santomense – PR.
    Quanto dinheiro o Patrice recebeu desta negociata? voltando aos barcos acham que o vivaço Patrice deu estes pontos sem nó, sem receber algo em troca?
    Só tenho pena de estes inocentes do ADI que estão a tentar lavar a cara já suja com tinta indelével com óleo sujo saído dos barcos, mas desta vez ou o Levy e os seus comparsas fecham a boca a sete chaves ou podem dar a boca manivela esclarecendo o povo que ele diz defender o paradeiro de dinheiros recebidos com as operações dos barcos na zona económica exclusiva de STP. Contrariamente a exigência do Deputado do ADI ” Queremos o nosso Barco” o Povo quer sim o dinheiro recebido pelo Patrice e alguns dos seus membros do governo. Fui.

  10. img
    Seu bom amigo Responder

    Meu caro amigo, nestas coisas para se salvar o bom nome que tanto prezamos, temos apenas duas saídas:
    - Reunir provas e explicar publicamente, no final deixar copias com a comunicação social.
    - Não responder nada, contratar Advogado e processar os difamadores, exigindo lhe indeminização dos danos morais e colaterais.

    Não adianta alongar muito porque quanto mais fala, mas será prejudicado. Se optar pela primeira opção deve frisar as datas em que ocorreram os factos e os despachos em que outras pessoas tomaram conhecimento, bem como nome das pessoas que tomaram conhecimento bem como a forma como foram comunicadas.

    • img
      Celeste Responder

      Era bom que assim fosse,
      Então vejamos,
      O caso do arroz, StpTrading…….. E por aí fora ….a acusação do Jorge amado de que todos os ex. Ministros tinham droga em casa …….o que fez o menisterio público nesse sentido,…… Nada estão impunes e serenos…… Enquanto a justiça não funcionar neste pais ,infelizmente vamos assistindo episódio ,onde os corruptos do mlstp, pod, vão sujando e aprontando com impunidade .nao lhes bastaram 38 anos enganando e enriquecendo a custa deste povo ,querem sempre mais….e mais

  11. img
    Má Plá Miná Responder

    Isso tudo é politica gente.

  12. img
    Observador Responder

    CAROS COMPATRIOTAS, SÃOTOMENSES, se repararem bem o Sr. ABÍLIO NETO, está a fazer do debate Africano, o seu negócio político. O Sr. ABÍLIO NETO, não tem condições de estar por ai a fazer parte desse DEBATE, devido a sua parcialidade. Se repararem também, o seu nervosismo interpretado tudo nele. Ele está ai nesse debate, apenas com o objectivo único, de chegar ao PODER sem sacrifício. O Sr. Abílio terá que entender, que a época de IMPORTAR POLÍTICO para o PODER, enquanto, passam a vida no exterior e regressar ao País apenas para vir cair no poder, já acabou. Venham à S.Tomé trabalhar dar prova de aquilo que sabe fazer e depois ir ao poder. Porque FALAR BEM; NÃI SIGNIFICA CAPACIDADE. Pode falar bem enquanto está fora do poder. No entanto depois de estar no poder, ser um grande DANINHO. O PATRICE TROVOADA, apesar com um pouco de deficiência, até sai muito bem nas suas explanações. Mas é tudo uma FALÁCIA. Sabe enganar bastante. E todo o seu jeito, é de característica DANOSA. Portanto o Sr. ABÍLIO NETO, que não tem essa dificuldade na língua, fala bastante bem, mas é da mesma característica. DANOSA.

  13. img
    Alberto Fernandes Responder

    Caros compatriotas
    Já fomos enganados o suficiente por Patrice Trovoada e o Abilio Neto.
    Hoje tudo fica provado que o famoso porto flutuante que o Patrice falava para transbordo de contentores, era sim contrabando de petróleo no nosso mar, mais grave é que o Vila Nova vem assumir a relação do Patrice Trovoada e o Governo do ADI com este negócio sujo, que só sujou o bom nome do país.
    O Vila Nova ao invés de se explicar, compromeut-se ainda mais.Devia ficar calado

    • img
      Farta de Tudo isto Responder

      Diabo leva vocês para o inferno. Deixem o meu primo em paz. A nossa família sofreu muito no regime anterior comandado pelo vosso chefe. O Abílio que era mais novo sofreu pior do que todos. Agora ele também tem o direito de falar e dar opnião dele sobre a política que se faz no país. Se ele defende Patrice Trovoada eu não vejo mal nenhum nisso. Vocês também não fazem o mesmo para os vossos partidos. Malditos, gente sem carácter. Só Deus sabe o que sofremos naquela altura. O Abílio deve continuar sim neste debate porque ele também tem o direito de dar a sua opinião. Só o MLSTP é que pode dar opinião no nosso país?

  14. img
    António Menezes Responder

    Deixem de enchovalhar as pessoas. Faça publico as coisas. Como é possivel que um governo só sabe é sujar as pessoas. Vamos ver quando sairem então veremos… vão sujar.

  15. img
    António Silva Responder

    É por estas e outras que já disse aqui que este país não tem futuro. Que palhaçada!
    Que irresponsabilidade!
    Como é que um ministro de um país pode assinar um memorado com uma empresa estrangeira? Memorando é ofício, uma comunicação e parece-me que este tratamento é mais a nível interno, por exemplo dentro de uma determinada empresa.
    Se o senhor foi ministro, penso eu que deveria ter consciência das suas responsabilidades ao ponto de não assinar um documento desta espécie.Porque um memorando e não um contrato? Seria com a intenção de ficar tudo camuflado? Estou confuso com tudo isto. Porque assinar uma coisa que envolve um estado e uma empresa de forma leviana?

  16. img
    3 macucu Responder

    Vamos fazer como Polcia (AMERICANO ) depois de pegar um bandido ou ladrao ,mesmo se ele for inocente ,polcia dis para ele (cala-te porque tudo que podes diser serà contra ti) força Gabriel vamos chegar até aonde està as verdades total

  17. img
    Odair Costa Responder

    Senhor VILA NOVA porque que o senhor não explicou ao povo há muito tempo que existiu um memorando?tendo em conta que muita gente teve muito interesse em saber sobre o barco,agora que o cerco está apertar para o senhor BOCA ESTÁ COMEÇANDO Á ABRIR.

  18. img
    Democrata Responder

    Dizem de que nao ha fumo sem fogo, pois ai esta, aos poucos o caldo esta a detonar e a verdade sempre vencera.

  19. img
    malebobo Responder

    de tudo isso, quem estará a falar verdade, por isso sr.pm, exibe o documento para que tudo fique claro

  20. img
    silvestre Responder

    Sr. ex- Ministro, Vila Nova é bom entender que o Memorandum de entendimento engajou o Estado com aquela empresa, anto é que os barcos estiveram cá. Fui

  21. img
    Ana Costa Responder

    Sr Palema antes de produzir um contrato os compromissos que serão corpo do futuro contrato e posto num memorando ele não tem força jurídica , mas serve como registo de um eventual contrato se as partes engajarem, vai estudar ahahaha

    • img
      Cabo Verde Responder

      E se as partes ainda não engajaram como é que os barcos apareceram nas nossas águas? E esta eheheheheh?!

  22. img
    a barca do enferno Responder

    seua esperta deixe de usar a boca como quer
    (Ana Costa)

  23. img
    sotavento Responder

    Pessoalmente conheco o Vila Nova desde os tempos do liceu.Sempre o vi como uma pessoa integra, séria.Hoje já nao defendo essas qualidades suas porque estamos a falar de dinheiro e dinheiro muda as pessoas.Mas o que aconselho ao Carlos é que reuna provas daquilo que afirma e que as apresente publicamente.

    • img
      Celeste Responder

      Já o fez meu caro amigo.ja o tornou público agora cabe a Gabriel Costa fazer o mesmo e aceitar o debate público para sabermos quem está a dizer a verdade.(e pelos vistos vamos esperar sentados porque tudo isso e uma manobra deste governo)

  24. img
    Védé! Responder

    Só podes ser Caboverdiano ó Cabo Verde! E destes nascidos cá! De inteligência não tens nada! Coitado! Servo eterno!

  25. img
    Faty Responder

    Meu marido não come dinheiro de estado.
    Pergunta Varela.

  26. img
    H. COSTA Responder

    Apelo a Direção do TELANON, a criar um link de abaixo-assinado sobre a petição dos visitantes do jornal para efeitos de que o valor resultante da arrecadação do crude seja depositado nos cofres do Estado, bem como a prestação de contas sobre a sua eventual distribuição. Pois considero este um assunto de interesse público, tendo em conta o aumento de comentários solicitando o paredeiro do dinheiro.

  27. img
    jadi Responder

    Ser corrupto,é normal neste país.Não vejo mal nenhum.

  28. img
    STPindignados Responder

    Corrupção também é uma forma de democracia.
    Força Dr Vila Nova.
    Quando não há dinheiro,não é importante como conseguir.
    Deixe falar os nossos opositores.
    Estamos consigo.

Deixe um comentario

*