Eleições autárquicas : PCD, MDFM, PEPS, MS e o PTS já se manifestaram

Na última quarta – feira, o Partido da Convergência Democrática (PCD), apresentou ao Tribunal da Primeira Instancia a sua candidatura as eleições autárquicas de 12 de Outubro. O PCD entra na disputa para as 6 câmaras distritais da ilha de São Tomé, sem qualquer coligação. O mesmo acontece com o MDFM que depositou a sua candidatura no Tribunal da Primeira Instância.

PEPS e Rafael Branco também já oficializou a sua candidatura as eleições autárquicas na quarta – feira. PEPS concorre a todas as camaras distritais de São Tomé.

O Movimento Socialista de Gilberto Gil Umbelina, se manifestou no Tribunal da Primeira Instância na quinta – feira, tendo confirmado que disputa o poder local em dois distritos da ilha de São Tomé, nomeadamente Água Grande e Mé-Zochi.

PTS de Anacleto Rolim, também entrou na corrida pelo poder local em São Tomé.

Note-se que os partidos ADI E MLSTP, foram os primeiros a depositar as respectivas candidaturas para  poder autárquico no Tribunal da Primeira Instância.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    bintoudjalo Responder

    Gilberto Umbelina, espero que nesta tua “démarche”,faça um esforço(enorme), para ser HONESTO. É muito sério e de grande responsabilidade o assunto em questão . Força!

  2. img
    Lúcio Xavier de Ceita da Graça do Espirito Santo Responder

    huuuu opêpó cá da posón cua pia…

  3. img
    joão Kibonda Responder

    Temos que acordar deste sono profundo, que só nos leva ao abismo. Todos querem poleiro, por isso, fingem ser honestos e fieis ao país e a coisa pública antes de lá irem. Depois de lá estarem, conquistam mundos e fundos ao seu belo prazer, à custa desse povo que parece não saber pensar nem analisar. Os mesmos que na campanha prometem honrar as suas palavras, rapidamente se esquecem de as pôr em prática, depois da vitória conquistada.Ó povo de Deus, cuida-te! Nem tudo que vem na rede é peixe! Nem tudo que brilha é ouro! Faça a retrospectiva e tire a conclusão. Devemos recordar o passado para sabermos como planificar o futuro. Não podemos estar sempre a tapar o sol com a peneira.

Deixe um comentario

*