Política

Miguel Gomes demitiu-se da liderança do MDFM-UL

Sem lugar no parlamento, e sem Presidente. Assim fica o partido MDFM-UL, após as eleições legislativas, autárquicas e regionais de 25 de Setembro.

Criado por inspiração do ex-Presidente Fradique de Menezes, o partido MDFM-UL integrou vários governos de coligação, e no ano 2006 ganhou as eleições legislativas em coligação com o partido PCD.

No mês de Março do ano 2022, no congresso sob o lema “Renascer da Esperança”, os militantes do MDFM-UL elegeram Miguel Gomes, ex-Padre da Igreja da Conceição na cidade de São Tomé, como novo Presidente do partido.

6 meses depois, e após participação nas eleições legislativas, autárquicas e regionais, Miguel Gomes, decide abandonar a liderança do partido.

«Os resultados eleitorais não foram satisfatórios, e representam sinal claro de que o partido precisa de um novo folego», declarou Miguel Gomes.

Numa conferência de imprensa na sede do MDFM-UL, o Presidente disse que os objectivos concretos da campanha eleitoral não foram alcançados.

«E se não foi possível, hoje o partido precisa claramente de um novo líder. Estou convicto que o processo para o escolher deve começar já. Na política ninguém é indispensável», pontuou.

Miguel Gomes, sai mas acredita que o MDFM-UL tem futuro. «Mesmo que as coisas parecem negras agora, o futuro do MDFM-UL é dourado e promissor», garantiu.

O Presidente demissionário aproveitou o momento para felicitar o partido ADI e Patrice Trovoada pela vitória e a maioria absoluta obtida nas eleições de 25 de Setembro.

Abel Veiga

1 Comment

1 Comment

  1. WXYZ

    6 de Outubro de 2022 at 16:34

    Esse Pinta Cabra faz coisa. Padre Miguel deve ta a dizer:

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top