Cuba e STP analisam cooperação bilateral e as negociações em curso com os EUA

A Embaixadora de Cuba acreditada junto ao Estado são-tomense mas com residência em Angola, Gizela Garcia, reuniu-se na quinta – feira com o Presidente da República Manuel Pinto da Costa, para analisar as relações bilaterais.

Cuba é parceiro tradicional do Estado são-tomense, com destaque para o sector da saúde. A diplomata cubana, anunciou que o seu país decidiu oferecer a São Tomé e Príncipe 5 bolsas de estudo, para formação superior no domínio da medicina.

As actuais e históricas negociações entre Cuba e os Estados Unidos de América, com vista ao restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países, também mereceram destaque na conversa entre a embaixadora cubana e o Chefe de Estado são-tomense.  «Foi uma conversa muito interessante também pela oportunidade que tive de conversar com um líder, o Presidente Pinto que é um dos líderes históricos deste país», declarou a embaixadora.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Maria silva Responder

    De serteza que este é um líder , um democrata!!
    Faça mais sua Excelência , intervenhe mais, não nos deixe á deriva , a mercê destes PIRATAS.
    Deus proteja nos os ” santomenses “

    • img
      gramática Responder

      Releia o texto antes de publicar,assim evita massacrar os leitores com tantos erros ortográficos . Um bem haja.

  2. img
    CAMIÁ PE MON CU NHON! Responder

    Sé medicina não há mais?, outros ramos do saber, uma vez o MLSTP mandou 200 e tal agora é só 5? Que brincadeira é essa?

    • img
      Che Guevara Responder

      Meu caro não foi o MLSTP k mandou 200 estudantes para Cuba, foi iniciativa de Fradique de Meneses com Boca Balança como Ministro da educação. Ter memória curta é mau.

  3. img
    arelitex Responder

    nunca estive em cuba .mas pertence á cultura geral saber que cuba em certos ramos da medicina , é dos países mais desenvolvidos de todo o mundo , como por exemplo a visão .além de ter médicos com grande formação . dentro deste enquadramento qualquer cooperação em medicina só pode ser muito positivo para o nosso país .

Deixe um comentario

*