ADI desmente boatos de crise política em STP

O partido ADI no poder desmentiu as informações postas a circular, sobretudo no estrangeiro, que apontam para uma crise política no país. O partido que se reuniu com o Presidente da República esta manhã no Palácio do Povo, considerou a reunião como tendo sido frutífera e esclarecedora.

Dois deputados da ADI, nomeadamente Abnildo d´Oliveira e Idalécio Quaresma, acompanhados pela presidente da Câmara de Mé-Zochi, Isabel Domingos, também membro do partido, reuniram-se com o Presidente da República no quadro da auscultação solicitada pelo chefe de estado.

Saída da reunião, Idalécio Quaresma, líder da bancada Parlamentar da ADI, falou aos jornalistas, tendo começado por desmentir os boatos e informações deturpadas que eclodiram após a decisão do Presidente da República em auscultar os partidos políticos. «Foi um encontro bastante frutífero, tendo em conta que o senhor Presidente manifestou as suas preocupações e nós fornecemos-lhe as informações que tínhamos disponíveis. Portanto tudo tudo está da melhor forma, e não há nenhuma situação de crise como andaram a propalar por aí», declarou.

Reunião frutífera, que para a delegação da ADI, ajudou a esclarecer também alguma falta de comunicação e informação entre o Governo e demais órgãos de soberania a volta da Mesa Redonda de Londres. «O Presidente da República falou concretamente da Mesa Redonda que nós designamos STP – IN 2015, que vai ser realizado em Londres de 14 a 15 de Outubro. Creio que a informação ainda está a ser trabalhada, e assim que estiver terminado vamos colocar o documento a disposição de todos os órgãos de soberania incluindo a Presidência da República», explicou Idalécio Quaresma.

Os membros do partido ADI que se reuniram com o Presidente da República, disseram que não estavam interessados em saber os motivos que levaram Pinto da Costa a não participar na Assembleia Geral das Nações Unidas. «Não era do nosso interesse saber desta situação», pontuou o líder parlamentar da ADI.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Eu também sou filho da terra Responder

    Acho que Sua Excelência Senhor Presidente da República Dr. Manuel Pinto da Costa devia esclarecer o povo do motivo de cancelamento da sua participação na Assembleia Geral das Nações Unidas de modo a evitar especulações. Essa atitude reiterada do Senhor Presidente da República de não explicar claramente a população o motivo de algumas das suas decisões tem levado o povo santomense a cometer erros sucessivos na escolha de dirigentes, pois na ausência de esclarecimento do dirigente máximo da nação, este povo continuará a dar benefício de dúvida aos políticos que fazem-se de vítimas. E, por conseguinte, o Presidente da República continuará sempre refém desses mesmos políticos.
    Com a instituição da democracia no país, já é o momento para o Dr. Manuel Pinto da Costa deixar de esconder a verdade aos santomenses.

    • img
      Ralph Responder

      Muito bem dito. Uma das medidas mais importantes de democracia é transparência, algo que parece ser à falta nesta situação. Qualquer governo rege apenas com a boa vontade dos eleitores que os puseram no poder e deve ser responsável a eles.

  2. img
    Raposao Responder

    Meus amigos…diz_se propagar ou propalar? …isso na lingua de camoes.

    • img
      Carlos do Carmo Responder

      Raposão, meu caro existe sim o termo propalar, falar AOS QUATRO VENTOS!!

    • img
      Ya Responder

      É mesma coisa. Mas vá ao assunto e deixa essas dúvidas para o google.

    • img
      felisberto espirito santo Responder

      Prezado leitor
      as duas palavras existem em portugues. propalar pode ser visto como o ato de fazer barulho ou espalhar rumores sobre uma determinada informacao.
      propagar nao passa de ato de difundir, comunicar, transmitir.
      espero ter ajudado.

  3. img
    jorge de jesus Responder

    O grande problema é que existem pessoas com dentes afiados a espera de conflitos, banho, poderes na secretaria etc.
    Pessoas que habituaram a viver de crises. Quando existe crises, eleições, governo conquistado na secretaria, as pessoas ficam com queixos, bezu bezu chei parece que estão na engorda.
    Quando estão fora e que têm que trabalhar, o queixo emagrece, ficam doentes e transtornados.
    Por isso inventam crisis pois é da crisi que viveram os 4o anos da independência e fizeram a sua vida
    O povo irá dar sempre a maioria ao partido que achar conveniente, de modo a manter a estabilidade e acabar com este tipo de parasitas no nosso país.
    Força STP
    JJ

  4. img
    MIGBAI Responder

    Senhoras e Senhores que estão no governo.
    O povo de STP deu-vos a maioria nas eleições.
    O povo expressou-se pelo voto.
    Assim, façam o favor de governar este país o melhor que sabem e possam.
    Por favor não liguem aos desestabilizadores que não respeitam a vontade do povo.
    A vontade do povo é para ser respeitada por todos sem exceção, quer se goste ou não, do partido vencedor!

  5. img
    Vedé sá uã só Responder

    É mesmo isso.

  6. img
    Descamizado Responder

    Saibam fazer comentário
    Para quem vive neste S. Tomé e Príncipe mesmo fora dele (Diáspora)é conhecedor e sabe muito bem que o nosso governo não passa cartão ao nosso Presidente da República. O nosso Primeiro Ministro não reúne com o nosso chefe de Estado semanalmente para discutir os problemas do País de modo a traçar directrizes e orientações programadas para o Desenvolvimento do nosso S.Tomé e Príncipe. O governo faz tudo sozinho com a orientação do nosso Primeiro Ministro, senhor Patrice Trovoada. O ódio e o rancor existentes no seio da família Trovoada para com a família Pinto da Costa, faz com que o Primeiro Ministro não consiga nem se sinta à vontade sentar-se frente à frente ou ao lado do senhor Presidente da República e cega-o dizendo sempre que tem a maioria que o povo lhe deu para governar e isto é o mais importante e suficiente. Mas, o nosso Primeiro Ministro sabe mesmo com maioria absoluta, depende do senhor Presidente da República tudo pode acontecer . É só apresentar as causas que o motivou para tomada desta posição.Não se trata da queda do governo, mas sim, mudar a figura do Primeiro Ministro que tem como objectivo principal ser Presidente da República à todo Custo. Não respeita os outros órgãos de soberania em particular o senhor Presidente da República. Vejam o que se passa na República irmã da Guiné Bissau.Tem maioria absoluta. O Presidente daquele País achou por bem em não querer trabalhar mais o senhor Primeiro Ministro indigitado e mandou apresentar outra figura. O nosso governo ao preparar uma mesa redonda em benefício do País e do Povo Santomense em Londres deveria reunir com todos os órgãos de soberania Nacional em particular com o Presidente da República para traçar objectivo e programas concretos na discussão com os doadores falando apenas numa sõ voz.Logo como o Senhor Presidente não foi tido nem achado não tem sentido algum de ir para as Nações Unidas falar em nome do povo santomense, se o nosso Primeiro Ministro já lá está para discursar. Afinal, quantos Presidentes da República existem em S.Tomé e Príncipe?Logo aí, já se vê que a estabilidade existente neste País é farsa questão que a própria Comunidade Internacional sabe e conhece. A Mesa redonda em Londres vai ser um fiasco, porque começou mal.Se eu fosse Presidente da República ao ser convidado na última Hora não estaria presente. Temos que saber respeitar as pessoas, sobretudo para uma envergadura desta natureza. Se o nosso governo sabe que é para bem do nosso País e não tem nada a se esconder, cabia informar à todos nós. Caro leitor. Ao chamar todos quadrantes políticos e confecções religiosas mais a sociedade civil organizada é informar a população.Mesmo assim, depois de ausculta todos estes órgãos, o Presidente da República irá dar uma conferência de impressa.

  7. img
    Malé File Responder

    Exc.
    Bem espero que isto termine por aqui e já não voltemos a falar dessas coisas.
    Com todo respeito,

  8. img
    amor a patria. Responder

    caros camaradas! ate o presente momento, nao consigo saber a razao que levou a presidente da republica a desistir da tal viagem. gostaria que fosse mais claro para que a populacao entedesse bem.

    transparencia, dialogo, entedndimento e coesao para o desenvolvimento de Sao Tome sao os meus votos.

    muito obrigado!

  9. img
    02-10-2015 | NR.05/2015 |Olhos vivos | Responder

    Olhos vivos-
    (Caros Leitores do Telá Nón)
    Concordo perfeitamente com os comentários que antecedem o meu, sublinho e assino em baixo. ´Na verdade verifica-se uma grande falha de comunicação deste Governo no que concerne as grandes questões. Eu a tempos referia-me a isto na intervenção anterior,pois a falta de diálogo compromete a credibilidade nas acções de boa Governação e não ajuda a opinião pública avaliar se a governação é transparente e digna de registo,o que não significa dizer que esta Conferência de Doadores e Investidores que vai ter lugar em Londres não seja oportuna e carregada de boa intenção. Oxalá não seja mais um fracasso para não frustrar as expectativas de todos. Que Deus acompanhe O País, neste grande desafio do futuro na grande montra internacional.A ver vamos! Olhos Vivos.

  10. img
    Tony por cá Responder

    O que se passa é simples….

    Os políticos, em relação a outras zonas do Mundo até não ganham muito a nível de salário, e como são sempre os mesmos desde há muito tempo, estão cheios de casa na Capital e roças para as quais não gastaram nada e recebem as rendas. Aqui já começam a ter um bom rendimento… Mas isto não chega porque não têm acesso a outros dividendos, claro está, os que não estão no poder.

    Infelizmente Stp tem sido governado, alternadamente , por este tipo de gente, que quer é o bolso cheio, e que se dane o resto. Aqui temos o resultado deste País após 40 anos de Independência, já disse isto vejam os outros que têm os mesmos ou menos anos de Independência.

    Sei que escrevo para nada , mas é o que penso.

Deixe um comentario

*