Ministros de Agricultura de STP e Cabo Verde assinaram protocolo de cooperação

Eva Ortet de Cabo Verde e Teodorico Campos de São Tomé e Príncipe, assinaram esta quarta – feira no Ministério da Agricultura na capital São Tomé, o protocolo de cooperação e prometeram tudo fazer para a sua efectiva implementação.

São Tomé e Príncipe quer beneficiar da experiência cabo-verdiana na utilização do sistema de irrigação gota a gota. Por isso quadros do ministério da agricultura, vão ser formados por Cabo Verde, sobre as novas tecnologias utilizadas para o aumento da produção agrícola, nomeadamente a irrigação.

O Ministro Teodorico Campos, salientou o facto de o seu Governo, (o décimo sexto governo constitucional liderado por Doutor Patrice Trovoada, como o ministros sempre anuncia), ter definido a agricultura como uma das suas principais prioridades.

As trocas comerciais entre os dois países é outra prioridade do acordo. Cabo Verde abre portas para importar excedente da produção agrícola de São Tomé e Príncipe.

A ministra Eva Ortet, recordou que os dois países já assinaram o acordo fitossanitário com vista a facilitar a exportação de produtos nacionais para o mercado cabo-verdiano. No entanto adiantou que são necessários alguns ajustes, que serão feitos imediatamente.

Eva Ortet, deu conta que os agricultores são-tomenses, encaram a agricultura como uma oportunidade de negócio, facto que por si só facilita as trocas comerciais entre os dois países.

Após uma semana de visita a São Tomé e Príncipe, a Ministra do Desenvolvimento Rural, de Cabo Verde e o seu homólogo Teodorico Campos, lançaram novas sementes, que deverão dar frutos a curto a prazo.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Blaga Pena Responder

    Um conselho ao dito Teodorico Campos ja que de ministro ele nao tem nada.
    Por favor Teodorico nao nos envergonhe quando receber visitas limpando nariz e cataros com a manga da camisa. Francamente! .

  2. img
    Tony de cá Responder

    É da facto muito importante este tipo de cooperação .mas tendo em conta que não existem produções agrícolas de quase nada não sei o que vão enviar para CV.

    Como deve ser do entendimento das pessoas, existem dificuldades para escoar produtos , seja pela falta de ligações, no caso marítimo para CV não existe e por via aérea estão muito condicionados.

    Assim vejo, espero sinceramente estar enganado, que foi receber a Sra Ministra de CV dar uma recepção simpática e novamente nada vai acontecer. Não é somente deste governo é de todos dado que as regras internacionais para produtos agrícolas mudaram muito e Stp não tem condições para garantir as mesmas.

    Mais uma vez fala se do telhado e esquece se as fundações do edifício.

    Obrigado

Deixe um comentario

*