Autoridades são-tomenses condoídas com a morte de Mário Soares

O Presidente da República Evaristo Carvalho considerou Mário Soares como herói da liberdade.

Evaristo Carvalho que numa nota de imprensa reagiu a morte de Mário Soares, diz que foi com tristeza e consternação que tomou conhecimento do passamento físico, do homem que segundo o Chefe de Estado são-tomense foi pai da democracia, herói da liberdade e europeísta convicto.

Para o Presidente de São Tomé e Príncipe, Mário Soares deixa um grande vazio na esfera política e social de Portugal.

Por sua vez o Primeiro-ministro e Chefe do Governo de São Tomé e Príncipe, também enalteceu a figura de Mário Soares como democrata e lutador pela liberdade do povo português e do espaço lusófono. Patrice Trovoada recordou que Mário Soares esteve exilado em São Tomé no ano 1968.

O MLSTP, maior partido da oposição, definiu Mário Soares como combatente da luta pela liberdade e pela democracia. O MLSTP diz num comunicado, que Mário Soares esteve exilado durante 8 meses em São Tomé, devido as suas actividades revolucionárias contra o regime de então em Portugal.

Abel Veiga

  1. img
    MIGBAI Responder

    Que me desculpem, mas por vezes até custa a engolir a atitude dos nossos atuais políticos do Governo e Estado.
    Tanto dinheiro gasto pelo PT em viagens de efeitos muito duvidosos, e contudo, agora, ninguém se faz representar em Portugal nas cerimonias fúnebres do ex-presidente português e grande político que foi.
    Espero que os portugueses respondam á letra e com atos a este insulto das autoridades de STP ao povo português.
    Que vergonha este pais de BRINCADEIRA.
    É nestes momentos que eu tenho muita vergonha, de ser são-tomense.

    • img
      rapaz de Riboque Responder

      concordo plenamente com o seu comentário

  2. img
    Original Responder

    Ontem assisti o noticiário de RTP África e só vi o Evaristo Carvalho a gesticular a boca e sem som.Quem passou a faler foi o Patríce Trovoada.É triste esta situação um falar pelo outro mesmo estando presente.

    • img
      rapaz de Riboque Responder

      desculpa amigo de lhe chamar ignorante mas o artigo refere-se a morte do Drº Mario Soares ou ao senhor Evaristo de Carvalho? porque não sabem distinguir as coisas ?

  3. img
    rapaz de Riboque Responder

    os meus profundos sentimentos aos familiares e ao povo portugueses o homem que lutou pela democracia e a libertação das colonias paz a sua alma

  4. img
    zé maria cardoso Responder

    Mexi no tabuleiro da política são-tomense e as amizades contraídas pelos homens, nem tive dúvidas de que ao exemplo de muitos países, Miguel Trovoada seria o representante do Estado são-tomense na despedida do seu amigo.
    Nem que a “família política” no poder estivesse de costas voltadas ao antigo chefe de Estado são-tomense, seria de louvar a atitude. No actual cenário são-tomense não consigo vislumbrar qualquer justificação.
    Nas “conversas de Mário Soares” o tempo de antena que a televisão pública portuguesa, em dada altura, oferecia a essa figura, gozei do prazer de assistir a sua entrevista ao presidente Trovoada.
    A nossa pequenez. Enfim!

Deixe um comentario

*