Eleições presidenciais

Pinto da Costa novo Presidente de São Tomé e Príncipe a partir deste sábado

Ganhou as eleições de 7 de Agosto último com 52,88% dos votos expressos nas urnas. 20 anos depois regressa ao cargo que deixou em 1991.

Luta contra a pobreza, combate a corrupção e promoção da Unidade Nacional, são os três eixos da proposta eleitoral de Pinto da Costa, que mereceu aprovação da maioria do eleitorado são-tomense, tanto no país como na diáspora.

Com 74 anos de idade, Pinto da Costa, foi o primeiro Presidente de São Tomé e Príncipe.

Doutor em economia pela Faculdade de Berlim, antiga República Democrática Alemã, Manuel Pinto da Costa, membro fundador do Comité de Libertação de São Tomé e Príncipe, primeira organização independentista são-tomense, acabou por ser figura de consenso no seio dos nacionalistas radicados no estrangeiro, para dirigir a nova organização política o MLSTP e consequentemente o novo país independente.

A sua influência na luta pela libertação de São Tomé e Príncipe começou a ser exercida ainda como estudante. Na década de 60 foi eleito secretário para informação e propaganda da União Geral dos Estudantes da África Negra, sedeada em Rabat Marrocos.

Durante 15 anos presidiu os destinos de São Tomé e Príncipe, de 12 de Julho 1975 à 3 de Abril de 1991.

Foi um dos primeiros líderes africanos a implementar reformas com vista a mudança do regime mono partidário para a democracia pluralista. Em 1989 sob Presidência de Pinto da Costa o povo foi chamado para referendar a nova constituição política.

Em 1996 concorre às eleições Presidenciais e foi derrotado pelo seu arqui-rival Miguel Trovoada que disputava o segundo mandato.

Em 2001, concorreu às eleições Presidenciais. Miguel Trovoada que estava no final do segundo mandato, lançou Fradique de Menezes como candidato para o suceder. Pinto da Costa sofreu mais uma derrota.

Acto contínuo Pinto da Costa, sofreu pressões no seio do seu partido o MLSTP/PSD para deixar a liderança, face a derrota nas presidenciais de 2001. Assim o fez pouco tempo depois. Passou a ser simples militante de base do MLSTP.

Distante do partido acabou por atrair gentes de várias tendências políticas, que em 2011, pedem a sua comparência como candidato às eleições presidenciais de Julho. Agora é chamado pelos seus apoiantes de Pai Grande.

Vencedor da primeira volta das eleições presidenciais com mais de 35% dos votos expressos, Pinto da Costa teve como adversário na segunda volta, o Presidente da Assembleia Nacional, Evaristo de Carvalho apoiado pelo Governo de Patrice Trovoada. Ganhou com 52,88% dos votos contra 47,12% de Evaristo de Carvalho. Resultado eleitoral que foi confirmado pelo Tribunal Constitucional.

Uma vitória eleitoral, que vai de encontro a proposta de unidade nacional, apresentada ao eleitorado pelo então candidato. Tudo porque na segunda volta as propostas de Pinto da Costa, convenceram a maior parte da classe política são-tomense. Dos 10 candidatos que foram derrotados na primeira volta, quase todos uniram-se as ideias de Pinto da Costa na segunda volta das eleições presidenciais.

Abel Veiga

    10 comentários

10 comentários

  1. maiker

    2 de Setembro de 2011 as 15:49

    Viva, dr.Pinto da Costa, boa sorte

  2. Francisco Ambrósio

    2 de Setembro de 2011 as 16:03

    Ainda andas com o historial da vitória do Pinto? Isso já pertence ao passado.
    Qual é o seu programa para os 5 anos como o presidente? O que intenciona fazer para o bem do povo?
    Uma vez desfeito o bloco socialista, a queda do murro de Berlim, quem são os seus parceiros para fazer face a cituação do País?

  3. JOSE TORRES

    2 de Setembro de 2011 as 16:40

    A campanha ja acabou meus amigos. Pintgo da Costa agora e o Presidente de todos os Santomenses. Quem quer candidatar deve esperar pelos proximos cinco anos

  4. j'aime STP

    2 de Setembro de 2011 as 16:46

    “Durante 15 anos presidiu os destinos de São Tomé e Príncipe, de 12 de Julho 1975 à 3 de Abril de 1991”.
    question d’une ignorante : et il s’est maintenu au pouvoir pendant 15 ans parce qu’il a éré démocratiquement réélu ????

  5. Rio de Ouro

    3 de Setembro de 2011 as 11:58

    Parabéns Dr. Manuel Pinto da Costa.
    Muita saúde e vida longa.

  6. hernane dos prazeres ferreira

    3 de Setembro de 2011 as 21:09

    Meus paabens , ao pai grande , snhor merecedor dessa esmagadora vitoria, ganha justamente, e espero la do fundo do meu corção, muito trabalho, muita unidade, muita solidariadade, e acima de tudo muito amor pra o povo , Doutor o senhor é a nossa eperança… vivi em cabo verde onde atualmente estudo, numa unverssidade publica, cora quem quise cora morre quem quiser morrer pinto é agora presidente de todos , viva a justiçaaaaaaa…

  7. Francisca Cara Linda

    3 de Setembro de 2011 as 22:33

    Atenção! – erro na percentagem do segundo candidato Evaristo Carvalho (42,12%?)

  8. carlos moreno

    4 de Setembro de 2011 as 8:17

    parabens mais o importante é o desenvolvimento de S.Tomé e Peincipe isto é que queremos daqueles que assumem a liderança do país.

  9. Afonso - fiá luxinga

    4 de Setembro de 2011 as 17:46

    Todos podem opinar, falar aquilo que quiserem, mas mais importante é conhecer regra que gere a Democracia e principalmente da nossa ilha maravilhosas, porque muito expressam sem saber, o que estão a falar e os ignorantes igual a eles fazem o mesmo.
    Que bem haja, e que todos órgão de soberania conduza o país ao bom porto

  10. lino

    4 de Setembro de 2011 as 23:27

    o que agora interessa é o homem mostrar trabalho.
    não vale a pena estar sempre a contar história da sua vida de doutor ou outra coisa que ja todos sabemos.
    “TRABALHO”….Isto é que esperamos que mostre.
    trabalho como deve ser.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo