“Não há mínima hipótese material para o senhor António Santos reaver o terreno”

Convicção do advogado Adelino Izidro que defende os interesses do grupo Pestana e do Presidente Fradique de Menezes no caso do terreno Vila Maria. Segundo Adelino Izidro, admitiu no entanto a abertura de diálogo entre as duas partes para resolver o caso.

O advogado  Adelino Izidro que liderou a defesa do Presidente Fradique de Menezes, no caso do terreno em disputa, considera de nula a decisão do Supremo Tribunal de Justiça de 14 de Setembro último, que obriga a devolução da parte do terreno onde o grupo Pestana construiu o condomínio Vila Maria. «Este recurso não tem efeito nenhum. Não influencia em nada porque o tribunal já tomou outras decisões», referiu.

Por sua vez o advogado do cidadão António Santos, discorda. «Não vou comentar o que ele disse. Digo é que isso parece um comentário que ele terá feiro e que não merece qualquer comentário. Ele sabe que uma decisão judicial se impõe a toda gente, e a todo o território nacional», afirmou Filinto Costa Alegre.

No entanto, Adelino Izidro reconhece que a decisão do Supremo Tribunal de Justiça é recente, mas não altera a sua posição, e avisa que o cidadão António Santos, não tem qualquer hipótese de recuperar o terreno. «Não há mínima hipótese material para o senhor António reaver o terreno. Nem desta e nem de muitas outras. Não haverão hipóteses técnicas e material para que o senhor António seja o próximo titular do terreno», pontuou.

Mesmo assim, o advogado reconhece que as duas partes têm direitos sobre o terreno. Por isso admitiu a abertura de negociações para resolver o litígio, apesar da decisão clara do Supremo Tribunal de Justiça.

Caso contrário Adelino Izidro disse que vai recorrer da decisão do supremo. É a última instância do edifício judicial são-tomense, mas nada impede que «se faça outros recursos», precisou.

Para Adelino Izidro, a acção do advogado do cidadão António Santos, tem contornos políticos. «O advogado do senhor António está mais interessado em criar factos de natureza política do que matéria de direito essencial para a causa», frisou.

Adelino Izidro sai também em defesa do Presidente Fradique de Menezes. Apesar do nome de Fradique de Menezes, estar escrito no acórdão do Supremo Tribunal de Justiça como sendo uma das partes envolvidas no litígio do terreno, o advogado desmente. «Não está em causa o senhor Presidente da República. É uma questão que envolve o senhor João Menezes e o Grupo Pestana. Mas de vez enquanto por ele ser Presidente da República, algumas pessoas teimam em não esquecer dele», defendeu Adelino Izidro.

Uma novela com mais episódios, e que o Téla Nón vai continuar a detalhar.

Abel Veiga

  1. img
    N.C Responder

    A nossa justica,o nosso tribunal parece mas sim como um jogo de xadrez.O mais engracado e que a grande maioria dos casos de julgamento em s.tome involve o Artista Advogado Adelino Isidro,quer seja na defeza quer seja na acusacao.Ele diz que isso nao da em nada.Haver vamos quem sera vencedor dessa batalha judicial

  2. img
    RS Responder

    Um advogado dizer uma coisa destas sobre um acordão do Supremo Tribunal de Justiça é surreal…

    • img
      Bengui doxi Responder

      Como é possivel? Esse homem tirou mesmo um curso de direito? Recorrer para quem, se o supremo tribunal é o orgão judicial maximo em São tomé?
      Sabem quais são os outros recursos que o senhor Adelino Está a referir-se? Aconselho os juizes a esconderem o processo, senão será mais um que será fanado, na calada da noite….

  3. img
    pumbu Responder

    Brincadeira de mau cheiro. Basta de fingir viver na cloaca! Viva o poder da justica santomence!

  4. img
    a Responder

    Advogado que fez tiro contra ministro, que espancou um juiz num lugar publico, na presenca do procurador geral da republica e outros advogados, um advogado que agrediu uma senhora com arma na mao e sempre com apoio de seus capangas, o que se espera dele?

    • img
      Jose Pires Duarte Responder

      Esse Isidro so defende casos terriveis. Ele e muito estranho.

    • img
      Alice Responder

      Este Adelino Isidro é um cancer na sociedade e na justiça santomense, deveriamos fazer com ele, o que se faz com o cancer na medicina.

  5. img
    Macarofe Responder

    Vamos admitir duas hipóteses: Ou Adelino Isidro tem todos magistrados e juizes na mão, ou ele é muito inteligente. Pelo historial das suas defesas em casos meiramente complicados cito: Arroz a piqui ( Manuel san zinha), Os ninjas, caso Dedinha, GGA ( Maria das Neves ), caso Carlos Quaresma, dentre outros por ai…. Não obstante envolvimento fisico: Fez tiro contra ministro ( Delfim Neves), espancou um juiz ( Gegé ) num lugar publico, na presenca do procurador geral da republica e outros advogados, agrediu ( esbofeteando)uma senhora com arma na mao, participou no encerramento do Banco de Investimento de Fradique Menezes, etc. Por outro lado também fez despertar a sociedade civil sobre a venda de ENCO ( 900 mil USD)sem explicação, desafiou o seu presidente e outros elementos ( camaradas)do partido em praça pública como corruptos, ladrões etc. Neste momento defende um caso ( Pestana) que julgo ser polêmico. Conclusão: O tipo é bom e merece respeito. Por tudo isto, como não se fez absolutamnte nada estamos perante um indivíduo que merece tirar chapeu ou estamos na república das bananas. Haver vamos

    • img
      E. Santos Responder

      O “tipo” se enquadrou bem no país que tinha até então ( ou se calhar ainda tem). Ou seja, como se costuma dizer…”na terra de cego, quem tem olho é rei”. Mas, se fizeram o que fizeram aos ex-Búfalos e aparentemente sem razão, quem é o Adelino Izidro? Mas enfim, ele consegue meter medo a toda gente, e todos se retraem. Vamos lá ver até quando. Porque os seus actos, mesmo os de boa intenção, não são merecedores de respeito…antes sim de indignação e repúdio.

    • img
      N.C Responder

      Concordo plenamente consigo,por isso lhe chamo de artista.Na verdade nao sei se e artista,chefe bandido,ou se os nossos juizes e que sao uma corja de imcapacitados

  6. img
    DLima Responder

    Até ja cansa ouvir este cidadão a falar e o ver a sua figura. É incrível como este sujeito não sabe perder. O Sr. Adelino Isidro tem que aprender a acatar a ordem do tribunal (porque ele não sabe). Penso eu que quando há um acordão do tribunal da 1º instância e a confirmação do Supremo tribunal de justiça, quem é este sujeito para dizer que esta decisão é nula??? Deve estar é a ganhar tempo para conseguir fazer o que ele mais sabe fazer com as pessoas que estão envolvidas no processo, que prefiro não dizer porque todos que o conhecem sabem do que estou a falar.
    Lamento dizer-lhe Sr. Adelino mas, o tiro saiu-lhe pela colatra… APRENDA A PERDER, que a degnidade também faz-se por isso.
    Que a justiça seja feita.

  7. img
    Alberto Nascimento Responder

    Uma vez nao havendo justiça nessa terra, alguem que queime as casas a esses FDPs.

  8. img
    António Veiga Costa Responder

    Adelino está tentando plantar semente com essa conversa atravessada.

    Contradição: se não existe hipótese de se cumprir o Acórdão do STJ, tampouco do Sr. António reaver o terreno, então o por quê de haver espaço para a negociação???
    Muito pelo contrário, para o Grupo Pestana e seu Adv essa é a única alternativa restante, podem recorrer que vão perder novamente.
    “Me engana que eu gosto!!!”
    Adelino é esperto “ma non troppo”.

    • img
      pumbu Responder

      Parole vere!!!

  9. img
    soba Responder

    os teus deveres nao fazem deixar existir os teus direitos.

  10. img
    Afonso Responder

    Será mesmo este o Homem da justiça? Ou o homem da máfia da justiça santomense?Quem é ele para contrariar o STJ?

Deixe um comentario

*