Sociedade

Carta dos Estudantes em Pombal-Portugal para o Primeiro Ministro

Nós estudantes santomenses em Pombal, alunos da ETAP (Escola Tecnológica Artística e Profissional de Pombal), vimos por este meio informar ao Sr.º Primeiro-ministro que no dia 7 de Julho de 2011 pelas 11horas, tomamos conhecimento na reunião com a Direcção Geral da escola, que a partir do próximo ano lectivo2011/2012 não teremos direito a qualquer tipo de subsídio.

Portugal-Pombal 11 de Julho de 2011

Exmo.

Senhor Primeiro Ministro de São Tomé e Príncipe

Patrice Emery Trovoada

Assunto: Concessão de Subsídio de Alojamento

Nós estudantes santomenses em Pombal, alunos da ETAP (Escola Tecnológica Artística e Profissional de Pombal), vimos por este meio informar ao Sr.º Primeiro-ministro que no dia 7 de Julho de 2011 pelas 11horas, tomamos conhecimento na reunião com a Direcção Geral da escola, que a partir do próximo ano lectivo2011/2012 não teremos direito a qualquer tipo de subsídio seja ele de alojamento como também de alimentação, uma decisão do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) e do Fundo Social Europeu.

Dado a gravidade da situação e por não termos a quem recorrer se não ao governo Santomense, achamos conveniente informá-lo a fim de nos ajudar a resolver esta situação.

O nosso maior desejo e objectivo é terminarmos este curso na ETAP uma vez que já estamos inscritos na referida escola. Não seria do nosso agrado regressar ao nosso país sem qualquer formação, visto que, este por sua vez precisa de formadores aptos em diversas áreas para ajudar a melhorar as condições do nosso país.

Aguardamos brevemente uma resposta.

Assinado: Estudantes Santomenses da ETAP

Os alunos:

Liliana  Afonso

Regina Nascimento

Brigitt Martins

Gelça Fernandes

Daniela Moniz

Fáuria Vera Cruz

Griso Dias

Versiley Vera Cruz

Cileina Fernandes

Adilma Gabriel

Marizana Paquete

Arlete Tavares

Ana Dennise Soares

Claudia Martins

Vadiley Santiago

Vandiley Carvalho

Ester Medina

Alberico Castro

Hilde Silvestre

Mauricio Santos

Beldu Santos

Admilsa Alamo

Valdineia Santos

Jucelina Gomes

Lúcia Lima

Celisa Glória

Marlene Satller

João Carlos

Óscar  Sousa

Erculano  Costa

Animidaze Nascimento

Brice Cunha

Hondiley Nascimento

Estanislau Tavares

Wander Castro

Larissa Carvalho

Nilton Rosario

Helder Jesus

Com os melhores cumprimentos dos alunos  de Pombal

    23 comentários

23 comentários

  1. Bloco operatório do principe

    14 de Julho de 2011 as 13:02

    A vossa situação e mesmo lamentavel.. segundo o Senhor ministro da Educação e formação diz que os estudantes de portugal encontram-se em melhores condições de que os outros paises mas é de lamentar esta situação…Mas só pra informar-vos de que o maior culpado nisto é a fundação FAMA que fez os contactos e assinou protocolo com a tal escola de pombal e até a data presente nunca honraram com os seus compromissos assumidos.. porque segundo a ETAP a fundação teria de ter dado uma ajuda de custo em que seria de 100Euros mensal, ainda mas quando ja se sabia que a economia portugues estava a ser sufocada e precisava de fazer ajustes e contenção nas despesas.. por isso espero que o governo junto a instituição que vos enviou pudesse encontrar uma saida porque se não como referiu um comentador deste jornal de que ha miudas que ja começaram prostituir e se não houver decisão urgente isto vai piorar porque ningué vai te dar um prato nem dinheiro sem receber o retorno… haver vamos ..viva STP dos coruptos

    • OOo

      14 de Maio de 2012 as 19:32

      Se não têm o dinheiro das propinas,então, arranjem um emprego e estudem à noite…
      não sejam preguiçosos

  2. lino

    14 de Julho de 2011 as 14:30

    Ai está, Sr. Primeiro Ministro!
    Uma bela batata quente.
    Resolva isto para a sua credibilidade.
    Fez muitas promessas…e agora!?
    Se o estado não tem dinheiro…, o sr. tem.
    Ajuda esta gente por favor.
    Obrigado.

    • Medusa

      14 de Julho de 2011 as 16:55

      Isto é assim ? Resolver , de imediato? É isso que as pessoas para o mal esperam….Deixem o Goverbno trabalhar, de acordo com as condições e possibilidades o Governo de certeza fará qualquer coisa por estes estudantes.Isto n pode é ser assim , agora e de imediato quando as pessoas querem!!!!

  3. Digno de Respeito

    14 de Julho de 2011 as 14:54

    Após o período de campanha (momentos finais), não me parece que haja dinheiro que ajude quem mais precise contribuir com o conhecimento para o País. Não se ainda esses meninos e meninas vão à tempo de conseguir algo. Se colocassem essa questão durante a uma das reuniões que aconteceu na zona de Damaia-Amadora (em Lisboa talvez, houvesse alguma solução. Mas não sendo pessimista, talvez ainda reste algum para ajudar aos nossos estudantes…

  4. Lucas

    14 de Julho de 2011 as 15:10

    Isso Mesmo Sr. 1º Ministro. Cumpra a promeça de campanha.

  5. Nelson Madaleno

    14 de Julho de 2011 as 15:30

    Meus caros acho que o vosso problema deve ser resolvido com o Sr. Aurélio Martins pois foi ele que vos meteu nisso então que vos tira ele anda para ai a dizer que deu bolça apertem com ele ok

    • libano

      28 de Julho de 2011 as 13:57

      meu caro senhor mereces um óscar… mas sendo alunos sãotomense tambem o senhor 1º ministro tem tudo haver com isto.

  6. para os governantes

    14 de Julho de 2011 as 15:53

    Ataquem Aurélio Martins que deu muitas bolsas profissionais sem o pais ter recurso financeiro para pagar, UM PAIS POBRE DESTE COM SECA DE MAIS DE 1000 ESTUDANTES, Portugal esta em Crise acabou o apoio de Borla

  7. para os governantes

    14 de Julho de 2011 as 16:06

    É certo que muitos jovens no pais só pensa em sair do pais e procurar uma vida melhor mas estudar fora do pais não é fácil, O QUE Governo Santomense deve fazer é criar o mesmo critério que o governo de CABO VERDE ADAPTOU AS BOLSAS RENBOLSAVEIS, querem estudar nos estrangeiros! nada mal mais o pais tem escola superior e também profissional, então o governo é que deve reforçar estratégia para dar mas formação interna. E PARA OS ALUNOS QUE ESTÃO NO ESTRANGEIROS QUANDO TERMINAREM A FORMAÇÃO DEVEM DEVOLVER AO ESTADO A METADE DO DINHEIRO DA BOLSA, isso sim também é um ponto de partida

  8. GUGU

    14 de Julho de 2011 as 19:58

    esses sao bolseiros de Aurelio Martins

  9. zeme almeida

    15 de Julho de 2011 as 1:10

    Muitos ali receberam bolsas fantasmas.Estas bolsas muitos vieram a portugal nao com objectivo de estudar,so para fugirem da situacao dificil que se vive no nosso Pais.Mal entram em portugal alguns abandonam a bolsa e vao a procura de emprego para conseguirem uma vida melhor.O tempo da vaca leiteira acabou e portugal esta em crise neste e vem crucificar um governo que nem sabe como eles foram la parar.Sejemos claroS meus compatriotas estamos numa campanha e muitos tem estado aproveitar esta situacao para tirarem os seus devidendos.Viva RDSTP

    • libano

      28 de Julho de 2011 as 14:03

      muitos confudem.
      deixe-me esplicar isto não é uma bolsa isto é uma vaga que as escola dispunibliza aos estados estrangeiros… bolsa de estudo só são para os alunos que vão faser superior..

  10. mano vava

    15 de Julho de 2011 as 1:34

    Infelizmente a resposta do Sr.Aurélio Martins para estes alunos é que está na hora dos mesmos retribuirem com seus votos e votos dos seus familiares ao seu favor e só assim os ajudará quando ganhar.E se não ganhar?Isto que se chama oportunismo.Isto dá que pensar.

  11. ponderação

    15 de Julho de 2011 as 8:26

    Caros compatriotas, sinto profundamente este problema, como se fosse ter lá um filho ou filha nessa situação que tendes neste momento. Desejo-vos coragem e só coragem, porque é difícil ser estudante sem bolsa, fui estudante no estrangeiro, embora com bolsa do país onde estudei, mas fui de igual modo, colegas de estudantes que também tinham dificuldades que agora vocês têm, e via na pele deles quanto sofriam na altura, portanto Santo Tomé Poderoso e Santo António de Principe, dará este governo força e dinheiro, em lembrar de vos apoiar com a bolsa, assim seja…
    Agora nas eleições presidências o sr. Aurélio Martins está mandando bocas em dar bolsas para depois acontecer essas situações derisórias, enfim que Deus vos proteja e ter fé Nele e no governo de STP

  12. santa catarina

    15 de Julho de 2011 as 8:48

    Que País até Aurelio Martins dá bolsa e as pessoas acreditaram e agora é ao governo que exigem.
    Que situação!
    Devem exigir o FAMA para honrar os seus compromissos.

  13. João

    15 de Julho de 2011 as 8:51

    Entendo a preocupação dos meus irmãos, mas francamente. As coisas não podem ser tratas desta forma.
    Abraços e muita sorte,
    João

  14. Anonymous-stp

    15 de Julho de 2011 as 11:05

    Esses são bolseiros de Aurélio Martins!
    Não importa o importante é ajudar o povo, mas eu digo uma coisa culpa não é vossa Governantes a culpa é nossa que permitimos sofrer calado DESSA MANEIRA, amanha depois somos reconhecido por 1 Nação por ser o melhor, lá vem vc tentar usufruir 1 pouco da situação, quando não hora da verdade como esta que estamos a passar agora, em vez de procurar solução estão a procurar culpados.
    Quem foi aquele que desse o nosso Primeiro-Ministro que aqui em Portugal nos estamos melhor que em todos países diga-me? Pois eu sou 1 estudante em Portugal e não me vejo melhor só porque estou cá, alguns comentários são de louvar outros são desnecessário, com que base e com que estudo se verifico isso? Permita-me expor a situação real:
    0- Os estudantes não podem trabalhar.
    1- 1€ Cá vale quase 10dbs a 20 mil dobras ou mas em São Tomé
    2- Os pais não têm meios para sustentar 1 ou 2 filhos e a ele mesmo, estando em São Tomé
    3- Nas universidades vão aumentar o valor das propinas para o ano lectivo seguinte as propinas serão de mil euros por alunos, matérias escolares rondam entre 250€ a 300€ cá para não dizer as casas que variam de 150€ a 250€.
    4- Os estudantes arranjam maneiras para se safar sem apoio de São Tome, sendo assim apoiado muitas vezes ou a maioria das vezes pelo governo de outro Pais e não o seu “Lamentável” .
    5- Esta situação de bolças atrasadas aumenta dívidas, nas escolas, nas vivendas, e prejudica o orçamento familiar de qualquer parente que queiras nos ajudar, pois ninguém vai ajudar o outro quando a sua própria casa a situação tende agravar.
    6- Portugal, aperta o sinto e nos estudantes não temos sinto para aperta seja estes estudantes em Portugal, Brasil, cuba, Marrocos etc.… Não tendo o sinto enforca-se
    Nota: Acredito que 1 dia isso possa mudar quando o Povo começar a ver que nenhuma Politica faz-se por promessas falsas e baratas e por ser amigo do povo ajuda aki ali, mas sim o melhor Politica é aquele que sabe a situação, falando, conversando, pesquisando e não ouvir de 2 e 3 pessoa e age.
    Sentimento:
    Só se pode saber o sentimento de sofrimento e de sacrifício feitos pelos estudantes e pelos pais se 1 dos filhos ou filhas dos nossos políticos estaria a passar fome ou mesmo se prostituir como muitas aqui fazem sem ter por onde virar, pois como que alguém que recebe seu salário em dia sentando relaxado sabe e entende o que a gente, estudantes em todo mundo passa, cada cabeça sua sentença, e não desejaria o mesmo para o meu pior inimigo isso é desumanos ver o meus colegas sofrerem eu ajudar, eu ajudar e mesmo assim não ser suficiente não desejo esta situação para os meus governantes esse texto é para vos alertar a ver melhor o que se esta a se passar.
    A realidade é que Governo esta pouco importando pelo sofrimento do estudantes e do Pais como é possível Pais nunca tem dinheiro mas quando é chega a hora da campanha a banho a cantores a serem pagos etc… todos vemos isso mas fazer o que nada. Pois nada podemos sem se unirmos MALDITO HOMEM QUE CONFIA NO OUTRO.
    ESTAMOS A SOFRER UMA ESCRAVATORA NOVAMENTE

  15. pai do ceu

    15 de Julho de 2011 as 22:05

    caros compatriotas
    A situação é grave não vale a pena estarem a procura do culpado mas sim resolver a situação porque todos que ca estãos pertecem a uma só nacçõa são todos filhos da ilha igual aos outros que estão no poder…
    Este são governantes de (DVD)diversão Viajem e Dinheiro,

  16. BMW

    16 de Julho de 2011 as 10:42

    da” banho” aos estudantes que realmente precisam.na epoca da campanha há dinheiro por tdos os lados,mas para fazer que é bom,como,educação,saúde nada.aqui se faz,aqui se pagaéééé

  17. AMILCAR SANTOS

    17 de Julho de 2011 as 23:00

    é isso força caros companheiros, é disso k precisamos “força”

    Esses curuptos não querem saember de nós,,,,,eles querem-nos distante de São Tomé e Principe para eles poderem ter mais facilidade na CURUPÇÂO…..mas nós vamos voltar porque é nossa TERRA…..

  18. aderito loureiro

    18 de Julho de 2011 as 12:21

    sou estudante em Leiria,muitos pesam que estamos bem só Deus é que sabe como nos estamos há sofrer aqui em PORTUGAL,os alunos estão a estudar para o desenvolvimento do pais e esses governantes só pensam em corrupção e mais nada é assim que querem votos!

  19. MALDINHA

    27 de Setembro de 2011 as 9:41

    É muito triste a vossa situação,mas enfim é o País que temos,este ano então está Pior se nen as vagas para o aluno entrar na faculdade e pagar as suas propinas com os seus bolsos o MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO não quer ajudar os alunos,porque eles já são formados e têm dinheiro pra pagar pra seus filhos,dinheiro esse tirado do Povo,mas o que é bonito nisto é que todos morremos um dia e nada levaremos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo