Começou a primeira reunião magna da CEAST no território são-tomense

O Presidente da Conferencia Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, D. Gabriel MBilingue, fez abertura na quarta – feira da primeira Assembleia deste ano da CEAST com a presença de Núncio Apostólico, 25 Bispos e o Arcebispo de São Tomé e Príncipe e Angola, Novatus Rugambula.

D. MBilingue afirmou que se nota uma inflação de confissões religiosas, com convivência nem sempre pacífica e um testemunho de vida muitas vezes não conforme com valores do Evangelho.

Muitos, em nome de Deus, vêm com palavras dóceis para confundir a verdade no seio da igreja católica, escondendo o verdadeiro objetivo; chegando a enganar as populações com falsas promessas ou curas, fazendo que elas percam tempo e dinheiro.

A mentalidade mágico-feiticista e suas nefastas consequências para a convivência social. «Não duvidamos que seja também uma grande alegria para os santomenses este partilhar a vida eclesial, social, económica, politica de Angola na pessoa dos seus pastores, presentes, fisicamente, em São Tomé», precisou.

O líder da CEAST, deixou ficar bem claro que: este encontro com a igreja de Cristo em São Tomé e Príncipe por parte dos Bispos angolanos, irá reforçar ainda mais os laços que unem na fé, esperança e caridade e, pastoralmente, contribuirá para uma maior cooperação, solidariedade, comunhão e unidade, apesar da diversidade dos contextos de Angola e São Tomé e Príncipe.

Colaboram para ações pastorais conjuntas para a elaboração de planos pastorais trienais para os dois países. «A presente Assembleia da CEAST, é a primeira de 2014 e fora de Angola, servirá, igualmente de ocasião para fazermos um balanço do passado pastoral, que foi dedicado ao tema da Família 2011-2013 e iniciarmos o novo triénio, centrado sobre a Nova Envangelização, após a rica experiência do Ano da Fé, encerrado na Festa do Cristo Rei do Universo a 24 de Novembro de ano passado», concluiu D. Gabriel Mbilingue.

Inter Mamata

  1. img
    Pe Telmo Responder

    Don Novatus é Núncio Apostólico, que seria equivalente a embaixador de Santa Sede para Angola e STP (como outros plenipotenciários).
    Don Mbilingue é Arcebispo de Lubango(Huila). Tb Presidente da CEAST (“Associação” dos bispos)
    Don Manuel Bispo de São Tomé.
    Não existe Arcebispo de Angola e STP

  2. img
    OCADONGO Responder

    Nessas conversacoes utilizam que diploma? a Biblia ou que?

    ou só discursos “lindos”, como os politicos?

    • img
      Dias Responder

      O que é isso de Ocadongo? Em S. Tomé não existe foro com este nome, Só se for Gabão. Muita mistura na terra pá

  3. img
    Zé Kitumba Responder

    Cuidado, escondam as criancinhas!!!

Deixe um comentario

*