Direcção do ambiente em parceria com a FAO prepara implementação da convenção de Roterdão

São Tomé e Príncipe é desde o ano 2013 o 153º país do mundo que ratificou a convenção de Roterdão sobre os produtos químicos. A Direcção do Ambiente em parceria com a FAO, está a executar um programa de implementação da convenção, que começa pela formação de quadros nacionais de diversos sectores.

São no total 25 quadros de diversos sectores do país, que estão a ser formados e informados sobre a convenção internacional de gestão dos produtos químicos.

São Tomé e Príncipe ratificou a convenção e agora está a ser preparado para cumprir com as suas responsabilidades em matéria de gestão dos produtos químicos. «São as medidas a serem implementadas para a aplicação da convenção de Roterdão. O objectivo final é a criação de um plano de acção nacional, para os próximos anos», explicou o quadro da FAO, que está a ministrar a formação com duração de 4 dias .

Por razões económicas e sociais São Tomé e Príncipe, é importador de produtos químicos, para uso na agricultura e na luta contra o paludismo. « São úteis na agricultura, na saúde por exemplo na luta contra o paludismo. Mas é preciso gerir da melhor forma para que não represente problemas para a saúde humana, para os animais domésticos ou para o ambiente de forma geral», acrescentou o quadro da FAO.

Tudo para haja harmonia entre a utilização de produtos químicos e a protecção do ambiente.

Abel Veiga

  1. img
    Lito Responder

    A imagem que se apresenta é do Príncipe, gostaria de saber se foi alguém de Príncipe para esta formação. Obrigado!

    • img
      Forro Responder

      Raios pah! O país é único. Deixem disso… Sempre na mesma conversa…

      • img
        Lito Responder

        Raio uma ovas seu vagabundo, o País é um só mas não te esqueça que temos o mesmo direito, se se dependesse de mim, esse País se transformaria em 2…

    • img
      ddd Responder

      Foi sim Tozé Cassandra.

  2. img
    acredito Responder

    Espero que não venham dar cabo das nossas frutas, do nosso solo ,temos uma tera fertil, sem poblemas ambientais nenhum , mas sempre aparecem com estas historinhas,com interresse exclusivo (dinheiro), para dar cabo da terra e depois apresentam soluções de reparação gente, cuidado com esses acordos de fantuxada, eles atuam de diversas formas , repara na Libia, no Iraque, uns com guerra outros de uma maneira disfarçada e da cabo da tuas cenas zente é bili wee. Podem ate dizer, mas este gajo não fala coisa com coisa, só espero que vocês antes de julgarem-me por-se a pensar um bocado afinal é pra isso que Deus nos deus a cabeça… fui

Deixe um comentario

*