ASPEA prepara missão a São Tomé e Príncipe para produção de um Manual de Educação Ambiental

No próximo dia 28 de março a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA) inicia uma missão de cooperação em São Tomé e Príncipe, em parceria com a ONG Mar, Ambiente e Pesca Artesanal (MARAPA). A ação integra-se no Projeto de Abordagem Ecossistémica Integrada para a Conservação e Gestão da Biodiversidade em S. Tomé e Príncipe, executado pelo Programa de Apoio a Agricultura Familiar e Pesca Artesanal-PAPAFPA e financiado pelo Fundo de Ambiente Global (GEF).
O objetivo deste trabalho é a produção de um Manual de Educação Ambiental direcionado a alunos do ensino secundário tendo na sua estrutura de base um enquadramento teórico e científico de temas ambientais de relevância local; fichas de recursos humanos, físicos e materiais e de projetos de Educação Ambiental; fichas de atividades práticas.
O trabalho no terreno de 28 de março a 4 de abril consiste numa avaliação diagnóstica participativa de recursos e equipamentos para a Educação Ambiental e a identificação de prioridades sócio ambientais internas em articulação com os parceiros e diferentes entidades que colaboram com a equipa.
A metodologia a seguir é orientada por reuniões com o parceiro local (MARAPA), realização de entrevistas a diferentes interlocutores, levantamento de dados sobre os equipamentos e projetos de sensibilização ambiental em curso, para além da formação de técnicos locais em fotografia de natureza.
Em São Tomé colaboram com a equipa do projeto, a Direção-Geral do Ambiente; Direção das Florestas; Coordenação do Projeto Escola +; Associação dos Biólogos de São Tomé e Príncipe; responsáveis por equipamentos;
No Príncipe colaboram, o Presidente do Governo Regional; o Diretor do Parque Natural, responsável pela Associação das Tartarugas Marinhas; responsável pela Rede Biosfera; responsável pelo programa de certificação da HBD.
A colaboração requer duas missões: a primeira centrada na recolha de dados e a segunda na apresentação do Manual e formação de um grupo de técnicos e professores para a divulgação e aplicação do manual.
No decurso da primeira missão contamos com a parceria local por parte da MARAPA e o apoio de duas organizações: “HBD – Bom Bom Island Resort” e “A Gravana”.

Para mais detalhes ou entrevistas contactar o Presidente da ASPEA – Joaquim Ramos Pinto: joaquim.pinto@aspea.org

  1. img
    Pagué sagi nontudaxi Responder

    somos uns burros!
    deixamos que os fundos sejam lançados mão pelos estrangeiros por mera desinteligência e preguiça mental crónica nossa!

    • img
      Preto e Racista Responder

      É o ‘Léve-Léve’ meu irmão….. Os outros (os Estrangeiros)que façam os Projectos e apresentem os seus trabalhos. Porque ‘Trabalhar’ ,dá mesmo muito ‘Tabalho’….E o Santomense gosta muito do …. “Lévé-Levé só ê” , sun Pagué ….

  2. img
    BRB Responder

    Não é verdade. Este é um trabalho em parceria coordenado pela equipa da MARAPA de São Tomé e Príncipe.

Deixe um comentario

*