Anúncios

Prorrogação de prazo para ofertas

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE 

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, INFRAESTRUTURAS, RECURSOS NATURAIS E MEIO AMBIENTE

 

 

A Comissão de avaliação das propostas do Concurso Público Internacional nº1/2014 para execução de empreitadas de Obras Públicas para a concepção e execução das edificações das infraestruturas do loteamento na zona de expansão Urbana da Cidade de São Tomé, Sector Norte, entre Gongá-Santo amaro-Aeroporto por razões de natureza operacional e dado a importância de que se reveste o referido concurso, vem pela presente informar que o prazo para a entrega e abertura das propostas fica prorrogado por mais uma semana.

Informe-se desde já que a entrega das propostas será até as 14:30 da próxima segunda feira dia 8 do mês em curso, e a abertura até 14:35 na sala de reuniões do Ministério das Obras Públicas, Infra-estruturas, Recursos Naturais e Meio Ambiente.

Sem outro assunto de momento queira aceitar os protestos da nossa mais alta consideração.

São Tomé 01 de Setembro de 2014 

 

A Presidente da Comissão

 

Maria da Conceição d´Almeida

    6 comentários

6 comentários

  1. PALHAÇADA

    2 de Setembro de 2014 as 15:26

    Mais uma invenção para comer dinheiro. Porquê tanta pressa, a escassos dias para se proceder definitivamente ao enterramento deste governinho fraquinho!!!!! O Gabriel ainda não encheu suficientemente o saco? Ou será que faltam os outros que entraram a pouco tempo para o governo??!! Aproveitem!!

  2. Barão de Água Izé

    3 de Setembro de 2014 as 23:07

    Este projecto significa que há muitos, mas mesmo muitos sãotomenses, serão 100 000?,
    com um rendimento anual de pelo menos
    EUR 36 000.00.

  3. Eterno Madiba

    4 de Setembro de 2014 as 7:22

    Como é possível num país onde não tem dinheiro para reabilitar uma estrada terra – batida; não tem dinheiro para pagar mensalmente os seus funcionários públicos;uma simples ameaça de uma doença os politicos ficam em doidos; um país que não consegue dar água a maioria da sua população; a energia de qualidade ainda continua a ser uma miragem; os politicos não conseguem criar uma verdadeira economia; pode dar-se ao luxo de criar uma cidade? A não ser que seja uma cidade dos géneros que temos hoje: cidade de Angolares, cidade de Guadalupe, cidade de Santana, cidade de Neves, cidade da Trindade, cidade de S. Tomé, cidade de Santo António. Isto só pode ser coisas de brincadeira de crinças.

  4. Dobra 24

    4 de Setembro de 2014 as 12:25

    “Eterno Madiba” vê se deixa de pessimismo, e comentários banais!
    Aprende a buscar informações antes de escrever asneiras!
    Este projeto é público privado. Todo o investimento ao nível dos edifícios e as respectivas infraestruturas até onde fui informado será da responsabilidade dos investidores interessados em investir do projeto. O Governo santomense apenas concebeu o projeto da nova cidade, vai disponibilizar o terreno para a materialização das obras e fará também todo o monitoramento/seguimento junto aos investidores para que de fato o projecto seja respeitado do ponto de vista da sua execução.

    Bem haja a todos que fazem comentários da forma desapaixonada!

  5. Xuxanti

    4 de Setembro de 2014 as 21:15

    Meus senhores a obra ja tem financiamento do BAD sera que voçes nao entemdem

    • Mé Zemé

      5 de Setembro de 2014 as 8:40

      Em quantos milhões de euros, pois uma cidade não são 3 ou 4 vivenda, é muito, mas muito mais que isso e para o fazer tem que ter pelo menos uns 100 milhões de euros para uma micro cidade. O BAD garante isso?

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo