Cultura

Auto de Floripes da ilha do Príncipe perde 19 figurantes

A delegaçauto.jpgão do Auto de Floripes da Ilha do Príncipe que brilhou nas actividades culturais realizadas em Odivelas-Portugal, sofreu uma baixa de 19 elementos. Assim que terminou a exibição da era medieval entre mouros e cristão, na hora do regresso para a ilha do papagaio, a delegação de 29 elementos, ficou reduzida a 10 elementos. A maior parte dos membros preferiu ficar em Lisboa. Segundo Carlos Gomes, secretário do governo regional do Príncipe que chefiou a delegação, os figurantes do auto de Floripes, disseram que pretendem passar mais alguns dias com os seus familiares em Lisboa. O visto tem prazo de validade até 5 de Abril, altura em que pretendem regressar as ilhas verdes. Desconfiado que a promessa dos figurantes não seja cumprida, Carlos Gomes, disse esperar que as autoridades portuguesas, sobretudo a embaixada em São Tomé não venha no futuro a penalizar as acções culturais da ilha do Príncipe, por causa deste episódio em que de figurantes do auto de Floripes 19 pessoas poderão se transformar em imigrantes ilegais em Portugal.

Recentemente

Topo