Cultura

UNEAS premiou o melhor Paço Fiá Gleza

É uma tradição que resiste à ameaça de extinção. O Paço Fiá Gleza, ou seja, o presépio natalício, é construído nas bermas das estradas e caminhos de São Tomé e Príncipe anunciando o natal, ou seja, o nascimento do menino Jesus. Face a ameaça de desaparecimento dos Paços que com tochas de óleo de palma iluminavam as noites de natal no interior da ilha de São Tomé, a União dos Escritores e Artistas de São-tomenses, pelas mãos da falecida poetisa Alda do Espírito Santo, tomou a iniciativa de promover o concurso Paço Fiá Gleza. Este ano o Paço construído por um menino do distrito de Mé-Zochi foi o vencedor do concurso. Alguns emigrantes são-tomenses radicados em Angola, apoiam a realização do concurso, sobretudo após o desaparecimento físico de Alda Graça do Espírito Santos.

    8 comentários

8 comentários

  1. DA e DOI

    30 de Dezembro de 2011 as 8:46

    parabens mé-zóchi. Foi e será sempre local onde poderemos encontrar melhores passos desde o tempo dos colonos portugueses. Quem conheceu e viveu na trindade sabe isso,os beons passos feitos pelos irmão Rita, em piedade onde todos os anos eram premiados. Resta agora os nossos jovens e crianças continuarem com esta iniciativa.Até proximo ano.

  2. opiniao realistica em geral!!!

    30 de Dezembro de 2011 as 11:42

    tradicao mórbida e anti-biblica.

  3. Baga Tela

    30 de Dezembro de 2011 as 17:30

    Venho lembrar as nossas autirodades de que a nossa cultura é a nossa identidade. É ela que nos identifica por este mundo fora.

    • opiniao realistica em geral!!!

      30 de Dezembro de 2011 as 21:29

      isso nao é cultura, se nao que idolátria pagan instituida há séculos em africa sobretudo, e no mundo todo em geral.

      • santolav

        5 de Janeiro de 2012 as 14:12

        como assím? expli-me bem isso…k significa e k representa

  4. José Luís

    31 de Dezembro de 2011 as 0:31

    É bom que seja preservado a nossa cultura.

  5. Galera

    5 de Janeiro de 2012 as 12:16

    Me-zochi é o berço da civilização sãotomense.

  6. BRUNO DAS NEVES

    6 de Janeiro de 2012 as 16:25

    Tambem concordo contigo Galera, e fasso votos que em vez de ser pessoas de fora a cotribuir para valorizacao da nossa cultura, que nos mesmo os santomense sejamos capazes de promover as nossas culturas tendo em conta que E ela que nos edentifica em qualque lado onde estivermos!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo