Cultura

Núcleo naval da marinha do Brasil enriquece biblioteca “Cecília Meireles”

A biblioteca “Cecília Meireles”, no Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe (CCBSTP), foi alvo na terça-feira de mais uma acção benevolente do Núcleo Naval da Marinha do Brasil (NNMB) em São Tomé e Príncipe, com recepção de um lote de livros diversos, entre académicos, técnicos e literários, angariados no quadro da cooperação entre o NNMB e a Academia Brasileira de Letras (ABL), com o propósito de levar a literatura brasileira por outros pontos do planeta.

O acto de muito simbolismo para o CCBSTP, em especial a biblioteca “Cecília Meireles”, que completa este ano, o 10º aniversário da sua inauguração, foi testemunhado pelo embaixador do Brasil em São Tomé e Príncipe, Vilmar Rogeiro Coutinho Júnior, que agradeceu o Núcleo, frisando que esta doação irá engrandecer o acervo da sala de leitura, e ser de igual modo muito útil para o trabalho do CCBSTP.

“Esses livros aqui vão enriquecer o acervo da biblioteca do Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe (…) vai ser muito útil para o trabalho do Centro Cultural. Os mesmos vão ser também de grande benefício para os usuários da biblioteca e para os estudantes santomenses que têm o privilégio e a oportunidade de conhecer a literatura brasileira”. 

Por sua vez, o chefe da Missão Naval Brasileira no arquipélago, Capitão da Fragata, Rafael Zeca Monteiro, enalteceu  a cooperação existente com a Academia Brasileira de Letras, que no quadro da mesma, foi possível angariar esses livros, que fazem parte da filosofia do NNMB, em contribuir para expansão da cultura brasileira.

“Constantemente a marinha tem participado em actividades junto com a Academia Brasileira de Letras, e conseguimos agora é receber doações de livros e levar a literatura brasileira e um pouco mais da Língua Portuguesa por outros continentes. É uma satisfação muito grande poder levar mais da cultura do Brasil para os outros países da CPLP, bem como fora da comunidade lusófona”. 

 Mal entraram e já têm lugar na programação do CCBSTP, avançou a directora do centro, Leila Quaresma.

 “Para nós é muito gratificante, agradecer a Marinha do Brasil e a Academia Brasileira de Letras, porque os livros que estão aqui, a maioria já vão entrar na nossa programação cultural. Nós temos uma programação para o ano que vem na área da Literatura. Para o centro é super satisfatório recebê-los justamente neste momento em que tínhamos que ir atrás dos mesmos para o nosso trabalho”.

 De recordar que esses livros foram trazidos pelo Navio Amazona da Marinha do Brasil, que veio em Março deste ano para São Tomé e Príncipe.

Martins dos Santos

    1 comentário

1 comentário

  1. Eliane Oliveira

    11 de Fevereiro de 2021 as 21:20

    Que coisa boa!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo