Desporto

São Tomé e Príncipe marca presença nos jogos olímpicos de Londres nas modalidades de atletismo e canoagem

Até agora sem apoio financeiro ou logístico do Governo, a selecção olímpica são-tomense, treina para os jogos de Londres em Julho próximo, graças ao suporte do Comité Olímpico São-tomense.

Numa cerimónia realizada no último fim-de-semana, para inauguração das novas instalações do Comité Olímpico São-tomense, e para apresentação do equipamento oficial da equipa nacional nos jogos Olímpicos de Londres, o Presidente do Comité Olímpico São-tomense, criticou a falta de investimento no desporto. «Temos que acreditar que é possível, e que podemos oferecer aos jovens e crianças de São Tomé e Príncipe, condições para se içarem a cimeira do desporto onde, os mesmos terão a hipótese de mostrar ao mundo as suas maravilhosas capacidades», afirmou João Costa Alegre.

O Comité Olímpico São-tomense, conta doravante com uma biblioteca e as suas instalações foram informatizadas. Investimento exclusivo do Comité Olímpico, que mostrou também os equipamentos que a selecção nacional olímpica, vai exibir em Londres.

João Costa Alegre, Presidente do COS, disse que a participação nacional nos jogos olímpicos, não tem merecido grande atenção das autoridades. «É necessário uma conjugação de esforços entre todos os fazedores do desporto, remando todos na mesma direcção, imbuídos todos de boa-fé», pontuou.

A participação nacional se resume a canoagem com um atleta e o atletismo com dois atletas. Os jogos olímpicos de Londres começam no dia 23 de Julho, dia em que a semelhança de outros países do mundo, a bandeira de São Tomé e Príncipe vai percorrer a pista do Estádio Olímpico de Londres.

Abel Veiga

    11 comentários

11 comentários

  1. Zeme SOOO

    26 de Junho de 2012 as 9:05

    O Comité Olimpico est´
    a no edificio de Estado, não paga renda. A biblioteca esta instalada no edificio do Instituto da Juventude.

    Meus senhores, o que é ajudar? Ajudar é so dar dinheiro?

    O comité Olimpico existe porque o Estado reconhece.Se o Estado disser que a Sua bandeira não desfila em Londres, o Comité Olimpico não poderá o fazer.

    Vamos nos Unir. Num país pobre querem medicamentos, querem dinheiro para desporto, querem estrada, querem agua, querem luz, Bolsa de estudo.

    Tudo isso é justo. Mas devemos ser realista. Nunca vimos os outros comités do mundo a criticar tanto o seu governo, o seu estado como o Comité Olimpico de STP.

    • leucadio

      27 de Junho de 2012 as 10:25

      Zeme soo; concordo plenamente consigo. Todos reconhecemos a importancia do desporto na vida do homem e da sociedade. Todos reconhecemos que o Desporto Nacional tem contado com muito pouco apoio do Governo. Mas, como pode alguem defender que num pais onde falta o básico se entenda o desporto como prioridade. O Comité Olimpico nacional faz parte da sociedade e, graças ao apoio internacional deve incrementar o desporto nacional. O Comité Olimpico, como ja disse alguem, funciona graças ao apoio recebido do COI, e so recebe este apoio porque é reconhecido pelo Estado como sendo C.O.NACIONAL. Portanto deve apoiar o Governo naquilo que o governo não pode. O dinheiro que recebem deve ser para isto e não para proporcionar modormias VIP à sua direcção, nomeadamente ao seu Presidente.
      Por vezes nós os santomenses criticamos por criticar. Isto faz-me lembrar um comentário feito por alguem que, numa das redes sociais de actualidade, criticando o facto do Governo supostamente não ter concordado em gastar 6 milhoes de Dolares para que o Cabo Submarino passasse pela Ilha do príncipe mas prefiriu gastar 3 milhoes numa estrada em São Tomé e outros 3 milhões na reabilitação do Banco de Urgencias do Ayres de Menezes. Que comparação??? É o caso de se perguntar àquele cidadão quantas pessoas correrão o risco de morrer se o Cabo Submarino não passar por príncipe, e quantos ficariam privados de meios de diagnóstico e tratamento sem a modernização do Banco de Urgencias do Hospital de referencia!!!
      Minha gente, o dinheiro quando é pouco, ha que haver prioridades!!!
      Com isto, não quero dizer que os sucessivos (des)governos que tivemos estão isentos de culpa pelo facto de até hoje não termos, por exemplo um polidesportivo. Estou em crer que somos o único país a não ter uma infrastrutura desportiva do genero, onde se resolveria o problema de várias modalidades, como Basket, Voleibol, andebol, futebol de salão, ginástica ritimica, etc…

      • leucadio

        27 de Junho de 2012 as 10:43

        Mas é também justo “dar ao Cesar o que é do Cesar”: o actual presidente do Comité Olimpico Nacional tem feito um trabalho que considero positivo. Por exemplo, a introdução da Canoagem em STP, pelo que julgo saber, é uma ideia dele. E os resultados estão a vista: a canoagem é uma das 2 modalidades a estar presente, julgo eu, porque estão ao nivel para tal e não pelo facto de o Presidente do C.O.N. ser também Presidente da Federação de Canoagem!!!

  2. Leopaldo

    26 de Junho de 2012 as 9:35

    Sinto muito triste em saber, que apenas duas modalidades vão participar nos jogos olímpicos. Precisamos de infra-estruturas desportivas no Pais para incentivar a pratica de Desporto.
    João Costa Alegre, o Senhor jogou muito basket no campo de SNECIA, O Sr. como Presidente do Comité olímpico, através dos seus contactos e conjuntamente com o Secretario de Estado, Juventude e Desporto, devem encontrar uma forma de recuperar o campo. Temos que incentivar a pratica do desporto em S.Tomé e Principe.

  3. STP@

    26 de Junho de 2012 as 10:10

    Caros são-tomenses, penso eu que alguma vez já terão questionados,tal como eu:-Porque que ainda estamos assim,na cauda do mundo e nunca mais de lá saímos? São 37 anos da Independência mas,quase tudo ainda está por fazer e muitas que foram destruidas.
    Mas alguém sabe dizer-me em que País estamos?!!!

    Como se admite num país com tantos recursos minerais,terra fértil,clima tropical,e com uma população calorosa e trabalhadora,com tantos apoios financeiros e técnicos recebidos dos parceiros internacionais, OGN’s etc.
    Assunto:-
    Um paciente dirigiu-se ao hospital central de S.Tomé e príncipe,para fazer uma Radiografia de carácter urgente,alegadamente terão lhe tido que não era possível fazer exames destes, porque o médico técnico em radiologia não se encontrava no País.-Sinceramente se isso for um facto,só pode ser mesmo em S.tomé.

    Mas uma coisa é certa,o pior que s.tomé,só mesmo o hospital central,onde a qualidade para uma intervenção médica é = a 0(Zero).O hospital central está doente no estado de coma.Também não só hospital central como quase todas as instituições .Como é o caso das alfandegas,onde o contentor de ajuda doado pelos emigrantes stp, para o hospital central, teve que ficar retido nos portos por falta de pagamento de um valor incalculável para sua expedição.os emigrantes STP não têm como enviar os seu pertences,devido a elevada taxa praticada naquele sector.

    Solução: Mudança de Leis, atitudes,ideias,pensamentos.,saneamento hospitalar de raiz,demonstrar profissionalismo e bom senso desde P.R até o cargo mais humilde deste País,para o bem estar de todos os são-tomenses.
    Um Bem haja !!

  4. helmerdias

    26 de Junho de 2012 as 11:48

    O problema do nosso desporto não é falta de qualidade,talento,praticantes,potencial e de farramente humana.Mais sim a falta de derigentes,governantes e sociedade civíl em geral apoiar dedicar,querer,lutar e apostar forte nos nossos jovens,nos desportos escolar e de rua.Porque dinheiro ha só falta é uma boa aposta gestao do mesmo e partilha para todos nós.Eu acredito que nós santomense somos bons em tudo desde que haja empenho vontade e crer.Eu desejo boa sorte a todos os participantes santomense e sucesso.Mais temos que falar sempre de desenvolvimento desportivo não só nos grandes enventos.

  5. The Politic

    26 de Junho de 2012 as 12:55

    Esse João Costa Alegre, pensa que o dinheiro do Comite Olimpico Santomense é dinheiro dele. É certo que o Governo deveria fazer mais pelo desporto, mas o dinheiro do comite olimpico e dado pelo COI ao governo indirectamente ao CO santomense. A quanto tempo leva o João como presidente do CO santomense, deveria dar lugar ao outro, mas não o faz porque sabe que esta a viver do dinheiro dado pelo COI. Bandido Ladrão.

  6. Mimi

    26 de Junho de 2012 as 13:19

    Penso que é bom participar e se o Ateltismo e a canoagem nos dignificam, porque nao? Parabens aos que insistem em fazer valer o desporto em S.T,P. com accoes diarias, poucas palavras. Viva o desporto!

  7. Filipe Samba

    27 de Junho de 2012 as 11:00

    Os VIII Jogos da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que se disputam de 7 a 15 de Julho, em Mafra (Portugal),
    Com a presença de 800 desportistas com idades até aos 16 anos, os VIII Jogos CPLP congregará, além de Angola e do país anfitrião (Portugal), representações do Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São-Tomé e Príncipe e Timor-Leste.
    Geograficamente, Mafra, o local dos jogos, é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa, com cerca de 18 mil habitantes, limitado a norte pelo município de Torres Vedras, a nordeste por Sobral de Monte Agraço, a leste por Arruda dos Vinhos, a sueste por Loures, a sul por Sintra e a oeste pelo oceano Atlântico.

  8. bbb

    27 de Junho de 2012 as 15:28

    O governo não pode participar. Se participar, como é que o Sr Patrice Trovoada consegue fazer estas viagens de passeio pelo mundo, muitas vezes sem informar ao Presidente da Républica nem ao povo Santomene. O Sr Patrice Trovoada viajou na semana passada e nunca a comunicação social estatal fez referência. Até hoje muitos sectores do Estado não receberam o salário, mas o Sr PT está sempre viajando. Como é que é possivel?

  9. nora

    28 de Junho de 2012 as 11:01

    Mas uma lição ao Governo do Patrice Trovoada. O quê que Abnildo Oliveira anda a fazer? Nem com a mensagem do Presidente da República o Governo é capaz de contribuir pela participação de São Tomé e Princípe no exterior.
    Força João Costa Alegre, seras o proximo Ministro dos Desportos do Governo do MLSTP/PSD.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo