Desporto

Alpinistas dos EUA escalaram o pico Cão Grande

663 metros é a altura do Pico Cão Grande localizado na região sul da ilha de São Tomé. A elevação rochosa é um cartão de visitas da ilha. Poucos homens ousaram escalar o Cão Grande. Os que tentaram foram sempre cidadãos estrangeiros, e o Téla Nón não tem registo de algum homem que tenha conseguido atingir o cume do pico.

3 mulheres norte americanas, assumiram há 6 meses o desafio de escalar o Cão Grande. Numa reportagem da Televisao São-tomense, a jornalista São Lima, deu a notícia. «A famosa alpinista norte-americana Sasha DiGiulian e as suas compatriotas Angela Vanwiemeersch e Sav Cummins tornaram-se as primeiras mulheres a escalar a icónica elevação rochosa de 663 metros. Estiveram 18 dias na parede e um dia na Praia Grande. Atingiram o cume do pico no dia 11 de Agosto».

Sasha DiGiulian, alpinista norte americana de renome internacional, confirmou o feito histórico. «Chegamos ao topo são 663 metros».

Pela primeira vez mulheres, conseguiram chegar ao ponto mais alto do sul da ilha de São Tomé. «Foi preciso tomar decisões difíceis enfrentar o rolamento de pedras, constante mau tempo, ao ponto de termos pensado em desistir», afirmou a alpinista.

Boa parte da escala ao Cão Grande, foi feita debaixo de chuva. As alpinistas disseram que nunca antes tinham estado na selva. O Cão Grande é rodeado pelo obô de São Tomé, o parque natural. «Havia vida selvagem, cobra preta, foi uma experiência nova…Cão Grande foi um obstáculo de envergadura mundial», explicou a alpinista Angela Vanwiemeersch.

O cansaço foi recompensado com a deslumbrante paisagem da ilha de São Tomé, que só as 3 americanas puderam ver, a partir do cume do pico Cão Grande. As três alpinistas realçaram a beleza da ilha, a força imponente da natureza que adorna São Tomé, e o calor acolhedor do povo da ilha.

Aliás, as três alpinistas partilharam o mérito da operação histórica ao Cão Grande, com as populações do sul da ilha, que colaboraram como guia, e deram todo apoio possível durante a missão na floresta.

Sasha DiGiulian, disse a TVS, que pratica alpinismo desde os 6 anos de idade. «Tenho agora 26, portanto são 20 anos de alpinismo».

Desde os 17 anos que é alpinista profissional. «Tenho sido patrocinada desde os 12 anos, e tenho percorrido o mundo vivendo a custa disso desde os 17 anos», assegurou.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. Púmbú

    30 de Agosto de 2019 as 16:19

    Mas será mesmo verdade que elas chegaram ao cimo do pico????? Tenho imensas dúvidas!!!!! Gostaria de ver mais fotografias testemunhando essa conquista. Será que algum dos guias locais pode testemunhar esta história?
    Obrigado

  2. Gentino Plama

    31 de Agosto de 2019 as 10:35

    Este feito não poderia ter tido lugar antes, pelo facto da disponibilidade de meio.
    Hoje em dia, os obstáculos são transponíveis e, os conhecimentos são provados.
    O Mitos a Lenda e, muito mais, são desvendados pelo homem a partir do seu propósito e do meio disponível. Escalar 663 m de altura.
    Admito que seja um lapso da minha parte: isto porque; era suposto o pico Cão Grande ter 2.024 metro de altura.
    Mesmo assim, fico grato pela contribuição em projetar este pequeno País ao mundo, pela discrição da sua floresta e do seu Povo. Espero que de volta tragam os vossos namorados que São Tomé e Príncipe agradece.

  3. Adeliana Nascimento

    2 de Setembro de 2019 as 14:22

    Caro Gentino Plama

    2024 é o pico de São Tomé. Acho que o cão pequeno é ainda mais complicado

  4. Frederico Ferreira Major

    16 de Setembro de 2019 as 2:17

    Lá no pico é um ponto estratégico militar, o governo devia treinar homens como soldados com técnicas para escalar naquele ponto e recadar receitas através da viagem ao pico….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo