Economia

Consórcio francês vai investir 50 milhões de USD em projectos de produção de óleo de palma

  O consorcolioginosas.jpgio francês SOCSINCO vai construir numa fabrica de óleo de palma na Roça Sundy, na Ilha do Príncipe, e ao mesmo tempo reabilitar a oleaginosa de Ribeira Peixe, situado no sul de São Tomé. Um  investimento de cerca de 50 milhões de dólares.

No quadro desse investimento o estado são-tomense concedeu a sociedade francesa 900 hectares de terra para a plantação de palmeiral. É um projecto de desenvolvimento rural integrado da zona sul de São Tomé e da zona norte da ilha do Príncipe que segundo  Jean-Marie Ecrepont , representante da empresa SOCSINCO esse projecto tem dois financiamentos.»Um financiamento para investimento em projectos de execução da componente industrial que será feito através de uma sociedade de direito são-tomense e outro financiamento será proveniente da cooperação internacional da Bélgica, Alemanha e França»

Com e execução deste projecto mais de 1000 pessoas terão trabalhos directamente  e talvez a mesma quantidade em trabalhadores indirectos.

O projecto já foi apresentado ao governo são-tomense e  a SOCSINCO quer assinar com o Estado santomense um contrato para 25 anos renováveis.»Entre a geminação do palmeiral e a primeira produção vão passar pelo menos três anos. Digamos que as primeiras produções vão começar a sair dentro dos próximos três anos a cinco anos», sublinhou  Jean-Marie Ecrepont.

O Ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Xavier Mendes  considerou que esse projecto se enquadra no esforço do governo visando a luta contra a pobreza e a garantida de segurança alimentar.» se trata de um projecto que gera empregos, gera rendimento, melhora as condições de vida dos trabalhadores. Estão previstos construir centros de saúde, escolas, estradas e alojamentos para os trabalhadores»

Segundo os estudos feitos pelos investidores franceses a necessidade actual de abastecimento do mercado interno é de 2 a 3 mil toneladas de óleo de palma por ano. De acordo com a projecção, nos próximos três a cinco anos as fabricas de Sundy e de Ribeira Peixe estarão a produzir cerca de 25 toneladas de óleo de palma refinado anual para abastecer o mercado interno e exportar para os países da sub-região.

Ectilsa Bastos

Recentemente

Topo