Economia

Governo entrega OGE para 2013 ao Parlamento após visita de responsável do FMI

Ricardo Velloso chefe da missão do FMI para São Tomé e Príncipe, avaliou a situação macroeconómica do país, e considerou que em 2013 o arquipélago vai conhecer crescimento económico sustentado. Esta tarde, o executivo entrega ao parlamento o projecto de Orçamento Geral do Estado para 2013.

O responsável do FMI reuniu-se na última semana de Janeiro com as autoridades governamentais, para análise da situação macro-económica do país, a luz do novo programa de redução da pobreza, que está a ser implementado com o financiamento do FMI.

O novo programa de luta contra a pobreza, tem duração de 3 anos. O FMI garante 4 milhões de dólares semestrais, para estimular o crescimento e reduzir a pobreza.

O coordenador do FMI considera que o nível das reservas externas é bom. Reforço da assistência técnica ao banco central e ao sector das finanças, é uma das prioridades para  2013.  «As autoridades do novo Governo compreendem plenamente a importância de se manter a disciplina fiscal como forma de dar credibilidade ao regime de câmbio fixo e para ajudar no processo de redução da inflação», declarou Ricardo Velloso.

Segundo o FMI, o projecto do Orçamento Geral do Estado para 2013, «deve ser guiado pelas metas fiscais no âmbito do programa com o FMI e com base em premissas conservadoras, dado que o ambiente externo provavelmente permanecerá desafiador», advertiu o Chefe da Missão do FMI para São Tomé e Príncipe.

O FMI, aconselhou o executivo de Gabriel Costa, a evitar empréstimos comerciais e «ao invés disso buscar doações e empréstimos altamente concessionais para financiar os programas de desenvolvimento do país, tendo em conta a posição ainda frágil da dívida externa», sublinhou Ricardo Velloso.

Esta tarde o Governo entrega ao Parlamento o Projecto de Orçamento Geral do Estado para o ano 2013. Um projecto que deverá ter em conta as recomendações feitas pelo Chefe da Missão do FMI em finais de Janeiro.

Abel Veiga

    12 comentários

12 comentários

  1. Põe boca não tira

    11 de Fevereiro de 2013 as 16:33

    Esperemos que este OGE traduza em acções práticas em benfício da população que ja vem sofrendo bastante…..

    • A FE CU DESO

      12 de Fevereiro de 2013 as 14:53

      A final ADI so esta espera de salario de contribuiçao desse povo que vive de bunziu que paga tudo crede esse representante do povo.

  2. AMC

    11 de Fevereiro de 2013 as 16:56

    O país está parado por causa OGE. Até quando? Elaborar um OGE custa tanto assim?

    Mesmo sem OPOSIÇÃO o governo demora uma eternidade em apresentar OGE!?

    Se o ADI estivesse a fazer uma oposição séria o Orçamento Geral nem seria apresentado.Disso tem a certeza!!
    Boa oportunidade para o ADI. Mas, eles só querem saber do dinheiro na conta bancaria… trabalhar para povo que os elegeram nada…

  3. Figura Pública

    11 de Fevereiro de 2013 as 16:58

    Como pode um país ficar parado por todo esse tempo? Até quando? Elaborar um OGE custa tanto assim?

    Mesmo sem OPOSIÇÃO o governo demora uma eternidade em apresentar OGE!?

    Se o ADI estivesse a fazer uma oposição séria o Orçamento Geral nem seria apresentado.Disso tem a certeza!!
    Boa oportunidade para o ADI. Mas, eles só querem saber do dinheiro na conta bancaria… trabalhar para povo que os elegeram nada…

  4. ZÉMACÚLÚ

    11 de Fevereiro de 2013 as 18:32

    Minha gente não sei se é do vosso conhecimento: FMI é o famoso TROIKA. Desde que entrou no nosso país ainda recordo com o Governo do Engº Norberto Costa Alegre (PCD) e nunca mais saem dali. Os senhores da Troika emprestam dinheiro e em troca trazem austeridade e muita pobreza, é uma espécie de dar um chouriço e ir buscar um porco. As autoridades nacionais têm que ter em conta a isto. Não é somente receber dinheiro viver a grande e a francesa e depois não ter como os pagar. Recordo dessa negociação em que o 1º Ministro naltura tinha somente que responder… YES, YES, YES

  5. kada kua VIP

    12 de Fevereiro de 2013 as 8:32

    carrascos bandos dos ladroes deixa Santomense em paz vcs são ricos o suficiente para quererem mais

  6. Wilson

    12 de Fevereiro de 2013 as 8:58

    governo sem norte, mesquinho, preocupado em persguir pessoas e nao governar.

    • Patrice Trovoada

      13 de Fevereiro de 2013 as 18:17

      Wilson cala-te!!!
      Tas contra todos, ate contra si estas. Cala-te cala-te

  7. Surpresa

    12 de Fevereiro de 2013 as 9:39

    kkkkk, isto parece brincadera do FMI,se calhar ele já preceberam que em stp não tem analista ou seja todos neste país são burros penso eu,,é rediculo e ipocrita este senhor Ricardo Velloso chefe da missão do FMI, dizerque nosso país irá ter um crescimento económico sustentado,kkk com que indicadr este senhor faz esta anlise brincadeira.kkk país com um goverdo sem direção cheio de conflito politicos, sem investidores, não produz nada, estudantes no estrageiro a morrem de fome cheio de dividas, país vai em breve as eleições, a politica fiscal não funciona, que indicadores esse tipo fizeram esta analise, se eles la no seus países não estão a conseguir porque estão em crise, stp é que ele estão a inventra progeções para ver se eles consegem juntamente com os nossos politicos pedir emprestimo ao banco mundial para ele depois pegarem a massa e fazer o ki quezer esse macacos é que metem o país na divida externa.obrigado palermas do FMI por serem mais espertos ok.

  8. Gata Borralheira

    15 de Fevereiro de 2013 as 11:23

    Neste momento o que precisamos é acção e não apontar a dificiencia do outro sr PM. Ja estou farta do seu Bla Bla.

  9. Cassuma-sofredor

    16 de Fevereiro de 2013 as 13:18

    Que Deus tira um bocado da verba por espirito dos dirigentes possam em nome da tutela de energia faz chegar energia a Comunidade de CASSUMA com uma população absolutamente de um numero que carece das diversas necessidades básicas como um centro recreativo, como prioridade energia continua ser novidades para Cassuma perto de Batepá e cerca de 40, quarenta habitações onde não estimulam haver permanência criando êxodo rural nas cidades condicionando a Gestão e aglomeração dos indivíduos em Agua-Grande.

  10. Verdadeiro

    19 de Fevereiro de 2013 as 9:02

    O PM fala, fala, queremos ver o arroz a cinco Mil dobras, queremos ver ele a fazer melhor pelo nosso País, ele é o escolhido do Pinto para comandar o STP uma pessoa neutra, mais a pressão é tanta que ele já nem sabe aonde esta, Desculpa PM eu tive uma visão deferente da sua pessoa, O Sr. Não se esqueça que foi o mentor que contribuiu para tirar todos os Poderes que o Tribunal de Contas tinha, quando lhe convinha no momento, sabendo ele que la era sede própria para por todos dirigentes a prova, o Actual PM não é melhor que o Patrice talvez ate pior que ele, o Sr. Fradique lhe disse eu vi Homem, não vi o seu coração estas palavras foram sabias PM.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo