Economia

Príncipe acolheu seminário sobre comércio

No âmbito da execução do Projeto de apoio ao Sector do Comércio, financiado pela União Europeia, através do seu programa de atividade, teve lugar na região do Príncipe durante 3 dias um seminário integrado sobre o processo de negociação comercial.

A integração de São Tomé e Príncipe, na Organização Mundial do Comércio, acordo de parceria económica com a União Europeia, e o processo de integração regional em curso, foram questões centrais do seminário.

Trata-se de um projeto de reforço das capacidades do Ministério do Comércio e Instituições ligadas ao Comércio, incluindo o sector privado e a sociedade civil, que visa a elaboração de uma estratégia comercial ao longo termo.

Para além do reforço técnico e institucional, outras vertentes como a promoção da qualidade de normas, a segurança alimentar, a modernização do quadro regulamentar particularmente do comércio e os esforços de integração regional, animam o Projeto que tem como objetivo, sensibilizar e informar as autoridades Regionais estatais e não estatais sobre a problemática das negociações do Acordo de Parceria Económica (APE), de acessão de São Tomé e Príncipe a Organização Mundial do Comércio (OMC) e do fortalecimento da integração de STP na sub-região.

«O governo propõe transformar o País, num centro de negócio da região através da sua conveniência, inserção nas economias regional e internacional», frisou Jorge Bonfim, Diretor Nacional do Comércio.

Modernização da estrutura produtiva, melhoria da qualidade e competitividade, são passos a seguir, para que São Tomé e Príncipe seja membro da OMC, cuja solicitação paa adesão formal foi feita em 2005.

Fredibel Umbelina / Príncipe.

    1 comentário

1 comentário

  1. Mario da Costa

    14 de Fevereiro de 2013 as 13:42

    Comercio??
    Não sabemos vender apenas comprar o que é do Outro!!
    Chocolate!!
    Sabão di Lisboa, FUBA di Matola, etc
    Sabão kua vagin, dizemos de LISBOA, basta ser azul.
    Farinha de Milho, kua vagin, farinha de matola” Moçambique”.
    A nossa mentalidade deve mudar os politicos que temos não servem para nada, são contra a suas proprias vidas.
    Cacau é exportado em bruto, desde 1882, data sua introdução como cultura, até hoje, veja como é exportado!!!!
    pena, muita pena!!
    Basta ser negro, cabeça dura, mas o que fazer ?
    Esta geração de politicos, ultrapassado, sem escola, sem brio profissional.
    Aleluia.
    Boa iniciativa, mas ferida de pecados.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo