Economia

Entrega de Tractores pelo Ministério da Agricultura.

O Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural fez a entrega de 6 tractores às diferentes cooperativas de produção agrícola. Uma ajuda para a agricultura no âmbito de cooperação com a Embaixada da Líbia acreditada em São Tomé e Príncipe.

As cooperativas de produção do cacau e do café biológico, da baunilha e da pimenta pelo mérito alcançado nos trabalhos desenvolvidos, receberam esta quinta-feira ,dia 14 do ministério da agricultura, pescas e desenvolvimento rural seis (6) tractores com objectivo de melhorara a qualidade de produção e exportação dos produtos.

« Esse gesto do governo não deve ser visto como uma finalidade, se o governo faz este gesto as cooperativas também em contrapartida queremos resultados por essa razão no que concerne ao CECAB o objectivo devera ser de atingir mil toneladas de cacau, no que concerne a CECAQ 11 objectivo será de atingir 250 ou 300 toneladas de cacau no que concerne a CEPIBA o objectivo será de 80 a 100 toneladas de pimenta e no que concerne a CECAFEB o objectivo será de 150 a 200 toneladas de café biológico logo é uma responsabilidade acrescida que vocês têm» disse o António Dias ministro de agricultura, pesca e desenvolvimento rural.

Os produtores das cooperativas agrícolas reconheceram o gesto do governo e comprometeram  por em tudo fazer para preservar o bem ofertado e aumentar a produção agrícola no país.

«Gostaria em primeiro lugar agradecer o governo por este grande gesto em nos conceder este apoio, trata-se de meio rolante que tanta falta nos fazia, estamos incentivados em trabalhar para contribuir na melhoria do nosso país» disse Aureliano – Gestor de CECAB

O ministro da agricultura aproveitou a ocasião  para encorajar os pequenos agricultores. «No que concerne ao governo de que faço parte e além disso se calhar não vale a pena dizer palavras é só uma questão de tempo, eu acho que nós estamos em muito boas condições para poder fazer um bom trabalho com os pequenos agricultores e eu estou muito optimista que no mínimo dentro de um ano nós vamos poder contribuir para a melhoria de vida sócio-economica dos pequenos agricultores» prometeu António Dias  Ministro da agricultura, pescas e desenvolvimento rural.

A cooperativa de pimenta e baunilha da ilha do príncipe CEPIBA também vai beneficiar  de um tractor, bem como 2 tratores ao Centro de apoio e Desenvolvimento Rural CADR.

Sónia Lopes

    6 comentários

6 comentários

  1. Milagrosa

    18 de Fevereiro de 2013 as 10:30

    Tractor não aumenta produção por si só.
    Boa iniciativa mas é preciso inovação. Um Bom projecto seria a recuperação de tratores espalhados, no lixo.
    Quantos tractores existiam quando o STP, foi 1º produtor mundial de cacau?
    Na decada de de 80, cada empresa tinha no minimo 5 a 6 tractores, qual era a produção?
    Tractores eram para levar jogadores para partida de futebol, Agostinho Neto e Uba budo, Milagrosa etc eram transportados em Tractores .
    Resultado este equipamento destinado a grande esforço, anda no alcatrão, o tempo de vida reduziu. Façam apelo para o bom uso desde equipamento, sobretudo a manutenção.
    Parabens!!

  2. PCDISTA

    18 de Fevereiro de 2013 as 12:17

    Tractores veljos que os líbios usaram e deixaram com problemas.

    Esses tractores trabalham e param. Não conseguem trabalhar um dia sem parar acusando assim varios problemas que já têm.

  3. Mario da Costa

    18 de Fevereiro de 2013 as 13:10

    Tractor não faz milagre.

  4. Milagrosa

    18 de Fevereiro de 2013 as 13:12

    São tome e principe foi 1º Produtor mundial de cacau, certo?
    Quantos tractores existiam?

  5. Mandinho

    18 de Fevereiro de 2013 as 13:28

    Afinal quantos tractores? sejam mais objectivos e real sobre vossas noticias.

  6. Porto Real & Sundy

    19 de Fevereiro de 2013 as 13:03

    Para aumentar a produção agricola em STP, basta acabar com a “INDISCIPLINA”no trabalho.
    Para isso, leva tempo. Mesmo que dê a cada agricultor um tractor agricola, apetrechemos até aos dentes o CIAT, a produção e a produtividade não aumenta devido o problema acima exposto, INDISCIPLINA.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo