Economia

Oranto Petroleum analisa com o Governo o estadio de pesquisa do bloco 3

O presidente do Conselho de Administração da petrolífera Nigeriana Oranto Petroleum  foi recebido esta terça-feira pelo primeiro ministro São-tomense Gabriel Costa. O encontro serviu para as apartes  fazerem o ponto da situação sobre os trabalhos de exploração  do bloco três  da zona económica exclusiva adjudicado a esta empresa em Outubro de 2011.

«Nós viemos para junto a Agência Nacional de Petróleo fazer a interpretação dos dados que conseguimos adquirir e já gastamos cerca de cinco milhões de dólares» disse Prince  EZE, Presidente do Conselho de Administração da Oranto Petroleum.

Price EZE garantiu que a sua empresa tem vários anos de experiência e está muito determinada nos trabalhos de pesquisa. Ainda durante o encontro a empresa recebeu da Agência Nacional de Petróleo a permissão para prosseguir com a outra fase do trabalho que devera ter o seu inicio no segundo trimestre deste ano.

Para alem do bloco três da zona económica exclusiva a Oranto Petroleum é operadora do bloco numero cinco  da zona conjunta São Tomé e príncipe e Nigéria.

Sonia Lopes

    7 comentários

7 comentários

  1. nora

    28 de Fevereiro de 2013 as 12:31

    NADA COM KOSOVO, GUNVOR E MAFIA RUSSA.
    TEMOS PARCEIROS VIZINHOS E COMUNS, VÁ EM FRENTE O XV GOVERNO.

    BEM HAJA!

    • Não disite

      10 de Março de 2013 as 11:17

      Abrem os olhos só vem reclamar o Gasto para pagar ou não e aonde que está petroleo?
      Cuidado com essas aldrabices o petroleo pode estar a ser extraido e vendido clanistinamente sem o conhecimento de STP, é necessário que haja uma fiscalização, porque os Santomenses são muito fácilde ser engados quando são abonado uma determinada quantia. Se não existe o petroleo no local não tem que realizar qualquer operação.

  2. Preocupado com Povo Pequeno

    28 de Fevereiro de 2013 as 15:36

    Estamos preocupados com o povo pequeno e receber os nossos salários inteirinhos, mesmo não pisando a sala de parlamento, nós os Kosovares (máfia) mesmo não trabalhando queremos, o nosso salário… Se não, vai ser caos, caos e mais caos.
    Librevillie Gabon……

  3. Africano

    28 de Fevereiro de 2013 as 23:45

    Mais um capitulo da novela “Ouro Negro Santomense”

  4. Tchintchintcholò

    1 de Março de 2013 as 10:30

    Ó Abel, desculpa-me mas, teem que escrever sem erros, escrevem e voltam a ler para correção, pois o jornal é espelho, é escola.
    ainda o Tchin tem direito de errar porque é bicho.

  5. Barão de Água Ize

    1 de Março de 2013 as 23:20

    A exploração petrolifera em STP, sempre esteve e está envolvida em nevoeiro, e só alguns “iluminados” sabem o que se passa e não têm a coragem e obrigação de esclarecer e informar permanente mente o País. E mais grave, é que após tantos anos não se conhece – existe? – um plano estratégico para a aplicação dessas receitas quando surgirem. Vai-se construir um novo Hopital Central em S. Tomé e outro no Principe? A rede rodoviária vai ser toda renovada? E as redes de água pública? A energia eléctrica vai ser finalmente optimizada? A ligação maritima e aérea S.Tomé – Principe, vai ter novas condições? Todas as crianças vão passar a ter alimento condigno?Etc… Senhores gestores da ANP e Governo onde está esse plano estratégico?

  6. dhaniel Pires

    6 de Março de 2013 as 0:54

    Obrigado pelas informações! so gostaria de alertar para os erros ortográficos!
    força!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo