Economia

 Mallorca e Ibiza terão 100% de energia renovável até 2050

As badaladas ilhas de Mallorca e Ibiza, no Mar Mediterrâneo, terão um charme adicional até a metade do século: elas deverão fazer uso de fontes de energia 100% renováveis até 2050. A mudança faz parte da nova lei climática apresentada hoje pelo governo regional das Ilhas Baleares em Palma de Mallorca, que prevê 10% de renováveis em 2020, 35% em 2030 e 100% em 2050.

“Com esta lei, queremos tornar o que é frequentemente o nosso maior desafio – a nossa natureza como ilhas – numa oportunidade. Passar para 100% de energia e mobilidade limpas deve ser mais fácil aqui do que no continente, por isso é nossa responsabilidade começar a trabalhar para alavancar o avanço”, destacou Joan Groizard, diretora de energia no governo das Ilhas Baleares.  “Esperamos que esta lei nos ajude a sermos reconhecido como um destino com baixas emissões de carbono, onde os turistas possam não só desfrutar de suas férias, mas também aprender algo que pode ser aplicado às suas próprias transições de energia”, acrescentou.

Inspirada no UK Climate Change Act, a nova lei inclui detalhes interessantes, como a exigência de instalação fotovoltaica em estacionamentos com mais de 1000m2 de superfície até 2025, bem como a meta de 100% de veículos elétricos na frota de aluguel até 2035. Para Ramón Reus, presidente da AEVAB, a associação balear de empresas de aluguel de carros, “Se todos estivermos fazendo isso juntos, com o apoio do governo, apresentará uma boa imagem externa de nossas ilhas como um destino turístico verde”.

Depois das Ilhas Baleares, a expectativa é que Madri venha a lançar uma lei climática para todo o país, já que a Espanha não tem objetivos de mudança climática em nível nacional além dos estabelecidos pela União Europeia.  Atualmente as ilhas Baleares se encontram no final da lista das regiões espanholas com maior percentual de geração de energia renovável, com menos de 3% de sua energia obtida a partir de fontes renováveis.

“Parece tão óbvio que um lugar tão abundante em luz do sol deva aproveitar seus recursos e aproveitar os benefícios de um ar mais limpo, mais emprego local e emissões reduzidas, especialmente agora que a energia solar é tão competitiva e muitas vezes mais barata do que os combustíveis fósseis. Graças a Deus, isso é exatamente o que o atual governo está tentando fazer “, comemorou Sarah Oppenheimer, Energy Campaigner da GOB Mallorca, uma ONG ambiental local.

FONTE : UNFCCC

# # #

 

    1 comentário

1 comentário

  1. Ralph

    27 de Fevereiro de 2018 as 6:24

    Que boa história, mostrando o que é possível quando se compromete a algo. O meu estado de South Australia também está a avançar, comprometendo-se a ter 75% da sua energia produzida por fontes renováveis até 2050. O único problema é o amarzenamento da energia produzida, mas soluções a este problema está a ser desenvolvidas muito rapidamente. Em breve, histórias como esta vão ser normais em vez de novidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo