Política

Crise interna no MDFM-PL, provoca o afastamento definitivo do tenente-coronel Victor Monteiro membro da comissão política do partido

Militante avictor-monteiro-civl.jpgctivo, que deu provas disso mesmo na luta política do MDFM-PL no ano 2006, para conquista do poder em coligação com o PCD, o tenente-coronel na reserva Victor Monteiro que é também assessor do Presidente da República para questões de defesa, anunciou a sua demissão do MDFM-PL numa carta enviada ao partido antes da realização do conselho nacional especial do último fim-de-semana que dissolveu a anterior direcção. Segundo o militante e membro da comissão política o MDFM-PL, as situações de extrema desonestidade, de hipocrisia e falta de lealdade que vem testemunhando entre os membros da estrutura superior do partido, acabaram por lhe indicar a porta de saída.

A retirada do tenente-coronel Victor Monteiro das estruturas do MDFM-PL, pode ser o início da debandada, que se poderá verificar na força política de inspiração do Presidente da República, se os líderes não controlarem a tendência conflituosa reinante no seio do partido.

Após a dissolução no último fim-de-semana da liderança do partido saída do congresso extraordinário, mais pessoas poderão abandonar o barco, disse ao Téla Nón, uma dos membros da comissão política que tomou parte na reunião do último fim-de-semana.

Victor Monteiro que foi o primeiro a saltar para fora antes da dissolução da liderança, justifica sua decisão com a desonestidade, hipocrisia, e falta de lealdade que alegadamente terá tomado conta do partido. O ainda assessor do Presidente da República para questões de defesa, diz na carta que o Téla Nón publica abaixo, que pela forma como o comboio liberal está a andar «não quer ser cúmplice de eventuais momentos inglórios que o partido possa vir a conhecer», alusão clara aos desafios eleitorais que se avizinham, enquanto os recursos políticos do MDFM-PL são esgotados para tentar sanear as crises internas.

Abel Veiga

Senhor Presidente

do MDFM / PL

– S.Tomé –

ASSUNTO: Pedido de afastamento definitivo de todas as estruturas do Partido MDFM/PL.

EXCELÊNCIA:

Após anos de serviços relevantes prestados de forma indirecta e desinteressada ao MDFM/PL, o Signatário, em 2006 decidiu pela militância activa e directa, sob solicitação expressa do então criador carismático do Partido em menção, chegando mesmo a ocupar posições de relevo neste, mormente, a de membro do Conselho Nacional, da Comissão Política e de Deputado Suplente à Assembleia Nacional.

Considerando que os pressupostos que condicionaram tal decisão, não persistem mais;

Considerando que o Signatário, pelas características peculiares, sempre se regrou por uma postura de servir o Partido, sem nunca aspirar em servir-se do mesmo, condicionando-o por isso, a avultadas despesas de natureza caritativa e social junto dos militantes mais carenciados do Partido, e não só, durante e após as campanhas eleitorais;

Considerando que o Signatário ficou extremamente chocado com situações desagradáveis que descambaram com a queda do Governo de Coligação MDFM/PCD, por conseguinte, do Primeiro-ministro Tomé Vera Cruz, então Secretário Geral do seu próprio Partido;

Considerando que o Signatário julga ser indispensável preservar a estabilidade interna do Partido, evitando por isso, ser cúmplice de eventuais momentos inglórios que o Partido possa vir a conhecer;

Considerando que o Signatário tem testemunhado situações de extrema desonestidade, de hipocrisia e falta de lealdade entre os membros da estrutura superior do Partido;

Considerando que a carreira profissional que o Signatário seguiu, o condicionou a adopção de uma postura inflexível de fidelidade, de orgulho e de honra, por conseguinte, a defesa firme e consequente da própria honra;

Nestes termos, ponderados que foram todos os pressupostos atinentes à uma decisão mais digna, por conveniência pessoal e política, vem o Signatário mui cortesmente apresentar a Vossa Excelência, o seu pedido de afastamento definitivo do MDFM/PL e consequentemente, de todas as estruturas nas quais ocupa cargos enquanto militante do Parido.

S.Tomé, 18 de Novembro de 2008.

                                                                                       O SIGNATÁRIO

_____________________

Victor Tavares Monteiro

– Membro da Comissão Política

– Deputado Suplente à Assembleia Nacional

C/C:

– Ao mui digno Presidente Honorário do MDFM/PL, Fradique Bandeira Melo de Menezes

Recentemente

Topo