Política

Estudantes finalistas em Cuba já têm voo garantido para regresso ao país

Os estudantes que terminpm.jpgam este ano os seus estudos em Cuba vão regressar ao país no mês de Agosto próximo. Para o efeito o governo conta com o apoio do governo líbio que vai alugar um avião em Havana para trazer os recém formados ao país. A garantia foi dada pelo primeiro-ministro, Joaquim Rafael Branco, que regressou ao país proveniente de Portugal. Para além de Lisboa o chefe do governo esteve em Líbia onde abordou com as autoridades locais questões que se prendem com a cooperação entre os dois países.

Logo a chegada, o primeiro-ministro, que saiu do país em tratamento médico, garantiu a imprensa que os exames médicos realizados em Portugal correram bem e que encontra-se de boa saúde. No entanto, Rafael Branco, disse que foi obrigado a interromper os tratamentos em Lisboa para responder a um convite para deslocar-se a Líbia para resolver alguns aspectos relacionadas com a cooperação entre os dois países. “Tínhamos um acordo de ajuda alimentar com a Líbia que este governo assinou, mas que cobria produtos como arroz, leite e sal que abundam no nosso mercado e o acordo não tinha muita utilidade prática. Portanto, nós negociamos e emendamos esse acordo no sentido de abranger outros produtos alimentares”, explicou o chefe do governo.

Por outro lado, havia um pedido feito pelo chefe do estado as autoridades líbias que era necessário concretizar. “ Trata-se do fornecimento de oito tractores para os nossos pequenos agricultores. Tractores que serão comprados. A manutenção será feita pelos representantes líbios que vão estar cá. Os combustíveis, tudo será assumido por eles e o Ministério da Agricultura nosso terá que fazer uma programação dos trabalhos que esses tractores irão realizar”, realçou.

Tendo em conta a preocupação do governo no que concerne a situação dos estudantes que terminaram os seus estudos em Cuba, o governo conseguiu um acordo com a Líbia que garante o regresso desses quadros ao país. “Nesse sentido obtivemos portanto a aceitação e o apoio da parte líbia que vai alugar um avião em Havana. Avião esse que trará os nossos estudantes até aqui. Estamos a pensar que na primeira semana de Agosto, o mais tardar, esses estudantes estejam aqui. Portanto vai ser criada uma comissão de estudantes para junto a embaixada líbia em Havana fazer os detalhes desse regresso dos estudantes”, explicou o chefe do governo que este sábado regressou ao país.

Fernando Ramos

Recentemente

Topo