Política

Delfim Neves, Director Administrativo e Financeiro da STP-Trading, defende-se esta manhã perante a primeira comissão da Assembleia Nacional no âmbito do pedido de levantamento da imunidade parlamentar

delfim-santiago-das-neves.jpgO Téla Nón não tem memória de alguma situação desde 1991 em que a Assembleia Nacional tivesse retirado imunidade parlamentar a algum deputado para se apresentar a justiça como arguido. Apesar dos inúmeros escândalos financeiros que o país já conheceu envolvendo nomes dos deputados. O desvio de fundos do Gabinete de Gestão da s Ajudas – GGA, é um exemplo. O Ministério Público tudo fez para que fosse levantada a imunidade parlamentar de alguns deputados mas sem sucesso. Pelo que o Téla Nòn apurou o deputado só pode ser constituído arguido quando o processo transitar em julgado, ou seja, quando as provas de crime são contundentes.

Até que isto aconteça o deputado são-tomense, só pode comparecer diante ao tribunal como declarante. Pode ser que o caso STP-Tradind, represente a reviravolta. Depois das declarações proferidas pelo advogado e deputado do MLSTP/PSD Adelino Izidro na RDP-África, tudo pode acontecer hoje na audição de Delfim Neves pela primeira comissão da Assembleia Nacional.

Sobre o deputado do PCD, e secretário-geral do partido, Delfim Neves, recai a acusação de co- autoria material e em curso real de 3 crimes, nomeadamente Administração Danosa, Burla Qualificada, e Alteração de Géneros Destinados ao Consumo Público. Delfim Neves é director administrativo e financeiro da STP-Trading a empresa que importou produtos do mercado brasileiro, no âmbito da linha de crédito de 5 milhões de dólares, aberta pelo governo de Lula da Silva, a favor de São Tomé e Príncipe em Dezembro de 2007.

Delfim Neves, já anunciou publicamente que a STP-Trading foi enganada e burlada pelos fornecedores brasileiros, uma vez que os produtos que chegaram ao país, são contrários aos encomendados pela STP-Trading, com destaque para o leite e a manteiga.

O mesmo deputado, havia anunciando também que entrou no negócio da STP-Trading, pelas mãos do governo de Rafael Branco.

Esta segunda – feira, o deputado em causa deverá defender-se junto a primeira comissão do parlamento, que está a preparar o parecer sobre o pedido de levantamento da imunidade parlamentar, apresentado pelo juiz Silva Gomes Cravid.

Note-se que em declarações a RDP-África no último fim-de-semana, o advogado e deputado do MLSTP/PSD, Adelino Izidro, garantiu que existem provas suficientes de crime para que seja retirada a imunidade parlamentar a Delfim Neves. O deputado do partido do Primeiro Ministro, disse ainda que o povo já está cansado deste lamaçal de corrupção em que o país está mergulhado e que é altura do próprio parlamento dar o ponta pé de saída no sentido de facilitar o trabalho da justiça.

Sendo Adelino Izidro conhecido advogado da praça são-tomense, com influência reconhecida no seio do MLSTP/PSD, mais concretamente no grupo parlamentar do partido, o Téla Nón conclui que tudo pode acontecer hoje e nos próximos dias nas actividades do parlamento com vista a entrega de Delfim Neves a justiça sem ou com imunidade parlamentar.

De recordar que outros dois responsáveis da STP-Trading, nomeadamente Armando Correia e Osvaldo Santana, estão a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Abel Veiga    

Recentemente

Topo