Política

ADI acusa MLSTP de malvadez na reacção ao negócio de Porto Petrolífero com a Gunvor

O partido no poder, considera que o MLSTP demonstrou ter uma mente pacata, mesquinha e provinciana, na sua reacção ao anúncio do Primeiro-ministro Patrice Trovoada de acordo de intenção com a Gunvor para construção de um porto petrolífero na zona de Espraínha.

«Este Secretariado nacional do MLSTP, ultrapassou todos os limites da normalidade e da sanidade, quando pretende relacionar este governo do ADI, e prestigiosos investidores com a inclusão do país na lista negra relativa aos riscos de branqueamento de capital, tentando marchar o bom nome do país e das empresas multinacionais de primeira linha com as quais trabalha e cuja reputação não padece de qualquer dúvida», diz o comunicado do ADI.

Segundo o Comunicado, é sem comparação a elevação ética e o prestígio internacional granjeado pelo Governo do ADI, liderado pelo Doutor Patrice Emery Trovoada.  Acrescenta que a visão dos parceiros de desenvolvimento e de toda a comunidade internacional em geral sobre São Tomé e Príncipe, mudou «radicalmente e o Governo apoiado pelo ADI não poupará esforços para agir no sentido da melhoria da nossa imagem no plano externo e a vista dos nossos cidadãos», refere o ADI.

O partido no poder, avisa que nos próximos tempos serão anunciadas mais parcerias e realizações. Pede a todos os jovens e quadros da administração pública, calma, optimismo, esperança e bastante firmeza. «A proposta de regresso ao passado já não é válida», declara o partido de Patrice Trovoada.

No comunicado subscrito pelo Secretário Geral Levy Nazaré, o ADI não poupa palavras, contra o MLSTP. Diz que a reacção do MLSTP em relação ao negócio com a Gunvor, reflecte que o partido de Aurélio Martins, está numa situação de quase demência. «Queremos e temos a certeza de que até 2014, entraremos na senda dos países que caminham triunfantemente para o progresso e o bem-estar, rota da qual o país foi inadvertidamente desviada com as políticas anteriores feitas de lutas pessoais, oportunismo, corrupção, e a ausência de democracia, boa governação e transparência», reforça o ADI.

ADI, considera por outro lado que o MLSTP está descontente com o facto do Governo estar a mobilizar investimentos estrangeiros « sem os quais o nosso país não saíra do fosso em que foi mergulhado».

Patrice Trovoada anunciou que assinou acordo de manifestação de interesse com a empresa Gunvor, durante a sua estadia na Suíça. Acordo avaliado em 200 milhões de dólares para construção de um centro de negócios na zona da Espraínha. ADI, garante que o acordo alcançado é resultado de um longo e titânico esforço do Governo, «no sentido de transformar São Tomé e Príncipe, numa importante praça financeira no centro de uma região que produz para o mercado mundial, mais de 5 milhões de barris de petróleo por dia», justificou.

ADI diz que a Gunvor, é uma prestigiada multinacional. Explicou que os contratos definitivos com a empresa de capital russo, serão assinados «tão logo os estudos técnicos, financeiros e ambientais já em curso, sejam aprovados pelo venerando conselho de ministros», sublinha o ADI.

Abel Veiga

    19 comentários

19 comentários

  1. flasóóóó

    5 de Março de 2012 as 14:21

    Vivi 10 anos na Rússia.Conheço bem a “Máfia Russa”.E ligação com quem? – Patrice Trovoada!!!

  2. o estado a que o Estado chegou

    5 de Março de 2012 as 14:44

    Eu não costumo participar neste fórum, porque infelizmente há muito que os comentários construtivos deixaram de ser sobre o bem do país, e mais sobre a oportunidade de “escrever qualquer coisa” que vai na cabeça de quem lê estas notícias. Mas esta notícia escandaliza-me por alguns motivos, e quem os souber responder, que me responda: já não há um contrato administrativo com a SONANGOL, cuja construção é da mesma natureza que esta? a produção de petróleo será tanta que justifique dois centros petrolíferos, quando ainda a ZEE é partilhada com a Nigéria? O país é tão grande que justifiquem dois centros iguais, quando um desastre natural nos barcos de petróleo facilmente inundariam o mar daquela pequena ilha, quanto mais um infortúnio em dois centros? Por outro lado, essa construção não poderá servir como fundamento para uma indemnização à SONANGOL caso esse porto “suiço-russo” tiver mais prestígio que o centro daquela, quando a SONANGOL poderá ter a exclusividade na exploração? sinceramente…..são essas as justificações que qualquer cidadão minimamente capacitado pergunta, e o que se ouve desta gente é crítica que o outro está de ma fé…que raio pá.

  3. Homem

    5 de Março de 2012 as 14:52

    Voces andam a brincar e o pobre é que sofre.
    Vocem têm dinheiro e vivem bem. O probre não tem o que comer. Esta é a vossa luta pelo poder. Acima de tudo querem o dinheiro e o poder.

  4. Pedro Cravid

    5 de Março de 2012 as 14:53

    Bem,este comunicado não traz nada de novo a não ser sempre as mesmas desculpas…o se quer saber é se defacto existe branquiamento de dinheiro e de apoio ao terrorismo.Se existe qualquer tipo de contrato deve em primeiro lugar criar grupo de estudo para o facto,não basta ir a Suiça e assinar por la acordos ou intenção,este primeiro ministro deve saber que o país não é dele nem do seu pai,por este e mais factores deve-se em primeiro lugar criar equipa de trabalho só assim pode-se criar condições para melhor traparências da coisa publica.

  5. Miss janes

    5 de Março de 2012 as 15:20

    A.D.I esta a brincar com povo… assina contratos as escondidas… depois diz k é a favor de povo…. Deus faz justiça… deste falsos dirigentes,,,, fui

  6. The Politics

    5 de Março de 2012 as 15:35

    Sr. Levy,
    Estou convencido que ninguém estará em contra que o governo (e faço enfase GOVERNO) assine acordos que possam tirar o pais do fosso sempre e quando o governo discuta com outros membros do governo e tenha bem transparente para a população os projectos que pretende levar a cabo. Agora quando uma personagem qualquer que seja faça uma viagem ao extrangeiro e ao seu regresso anuncia que assinou um acordo com A ou B empresa isso não é transparencia nem siguer trabalhar em prol do povo. O Pais necessita projecto SIM mas vamos faze-lo correctamente e transparente.

    • vogovogo

      7 de Março de 2012 as 9:12

      Este ser Lavy. nao tem moral de dar esplicaçoes oa povo, este tem muita riqueza veiu donde, so com trabalho das finança, e adevogacia, tem predio em lucumim,tem vivenda em saltom, tem que fazer pouco do povo dizendo esta barbadeira, pelo meno conselho que propoi e ele fala nao ele. fui e

  7. ADELINO DOS SANTOS

    5 de Março de 2012 as 15:43

    Desculpa la o sr.secretario não é você que tem que dar explicação,quem tem que dar explicação aos santomenses é o governo e nesse caso 1ºministro,não misturemos as coisas.

  8. joana costa

    5 de Março de 2012 as 15:52

    Levy Nazaré, cuidado com o Patrice!!! VARELA escreve e voçê assina. Cuidado rapaz.Juízo!!

  9. Zzzzzzzzz

    5 de Março de 2012 as 18:19

    Esta notícia está tão mal escrita que se vê que foi um exercício (de imparcialidade) muito difícil para o Téla Non.

    Esta sim, foi escrita pelo Téla Nón e não por propagandistas de partidos de oposição. Pois apresenta erros mesmo nas transcrições do comunicado da ADI.

  10. Barão de Água Izé

    5 de Março de 2012 as 18:21

    É dever do Governo e da ADI, informar de forma pública e rigorosa toda a negociação com a Gunvor e o que se passa com os acordos (existem?) estabelecidos com a Sonangol.
    Governo que governa com secretismo premanente assuntos vitais para a Economia, não merece a confiança do povo de STP.

  11. Governo das loladas

    5 de Março de 2012 as 19:00

    Quem é Lavy Nanzaré…esse é um bom oportunista… esta a enriquecer a custa do povo… Governo tem k assinar contrato com empresas serias em beneficio do povo…e não empresas ligadas a mafias… Governo tem que ter uma visão estratégica bem definida para desenvolvimento do país… Governo tem que trabalhar com coerência e coesão… Falta de transparecia na administração de bens publico esta destruindo nosso País.

  12. alegado

    5 de Março de 2012 as 22:56

    ADI ta cheio de projectos, cada dia um novo com mais dinheiro. Porque que nao resolvem os problemas pequenos que n requerem muito dinheiro? Nao se percebe tantos projectos e nenhum arranca.

  13. Mimi

    6 de Março de 2012 as 12:41

    Mais um comunicado para entreter. Sera que o PM acha que somos parvos?

  14. Põe boca não tira

    6 de Março de 2012 as 16:06

    Povo…. Cuidado para não nos estar a vender aos poucos……..
    A bili uê ôooooooooooooooooooooooooooooooo

  15. pierre

    7 de Março de 2012 as 12:19

    Mais uma vez estou desepcionado com estes comportamentos até parece que o secretario do A.D.I entra na mesmo barco do P.S.D partido que diz ter feito muito mais a tantos anos de independência ainda se estradas que temos qualidade de água que temos energia que temos acordo assinado eu repodio porque não bate bem tramprencia é uma coisa e um ministro sai sem sabermos a onde vai e no regreço vem dezer que assinou um acordo estamos a ver até onde vai tudo isso

  16. Carlos Ceita

    7 de Março de 2012 as 13:36

    Meus amigos
    Como disse nas doutras vezes gostei do plano do desenvolvimento estratégico da ilha irmã do Príncipe. Estruturado fundamentado e exequível. Governo Regional do Príncipe tem um rumo bem definido sabe o que quer tem uma mensagem clara e inequívoca o que só pode ser conseguido mediante uma articulação/comunicação entre os vários membros que compõem o executivo Regional. Parabéns.
    Do Governo Central é a trapalhada/confusão total. O Governo confunde-se com o partido. Porta-voz do partido confunde-se com o porta-voz do Governo. O Governo preocupa excessivamente com a oposição do que para governar. Por sua vez a oposição que não parece ter alternativa mas apenas o desejo de criar crises artificiais para chegar ao poder a qualquer preço. Aos saotomenses de todas as cores e credos e convicções políticas patriotismo precisa-se.
    Não tendo este governo um ministério da economia agricultura pesca turismo pilares fundamentais onde o país poderia produzir bens e serviços para consumo interno e para exportar consequentemente obter um crescimento real e robusto. Escusado seria perguntar a este governo que pensa fazer o que pretende fazer que ideia planos e planos de pormenor que estratégias tem para o desenvolvimento sustentável do País.
    É uma pena. Não posso subescrever algumas opiniões muito personalizadas a volta da família Trovoada (pai e filho). Julgo que a abordagem familiar não é para aqui chamada. O que eu quero isto sim é ver críticas construtivas ao governo a oposição ao presidente da Republica aos Tribunais independentemente de pessoas indivíduos que la estejam.
    Como patriota que sou desejo ardentemente que este governo tenha sucesso mas não fico triste se o ver a cair como castelo de cartas o que a acontecer será da sua inteira responsabilidade.

  17. Mutante de bem

    7 de Março de 2012 as 17:08

    Estamos entregues as bicharada…
    Livrai-nos senhor
    Fuiiiii…

  18. hilario lopes renner

    20 de Maio de 2012 as 20:05

    Povo de stp minhas saudaçoes ; em primeiro lugar quero sinceramente vos pedir de todo coraçao que sejamos mais optimistas a aranjar o nosso pais que esta degradando cada dia que passa ;é muito triste a situaçao que voces se encontram metidos hoje .O pais é pobre sem nunhum recurso financeiro.e as mesmas pessoas continuam sempre lutando para aconquista do poder para nao ficarem pobres e cairem na desgraça;Se o primeiro ministro durante a sua visita privada ou de trabalho nos trouxe um projeto na carteira e o publicou eu nao vejo nenhum mal e isso acontece tambem em muitos outros paises do mundo ;isto é logico;agora temos que acentar e discutir com a empresa que se vai instalar para a concretisaçao do dito projeto. Voces nao leem o sofrimento nas caras do nosso povo? Ate quando?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo