Política

Elsa Pinto já foi exonerada do cargo de Procuradora Geral da República

13 dias depois de ter sido investida no cargo de Procuradora Geral da República Elsa Pinto, foi exonerada esta quarta – feira através do  decreto presidencial número 2/2013, publicado esta noite(quarta – feira) pelos órgãos de comunicação social estatais. O Decreto Presidencial não apresenta qualquer justificação para a exoneração da Procuradora Geral que na história de São Tomé e Príncipe, menos tempo exerceu tais funções.

O leitor tem acesso ao conteúdo integral do decreto que pôs fim as funções de Elsa Pinto. CLIQUE – Dec2PGR

    112 comentários

112 comentários

  1. Fala verdade

    20 de Fevereiro de 2013 as 21:38

    O poder não deve ser conquistado a todo custo. Foste aconselhada pelos teus pares à pedir demissão. Ignoraste e agora queimaste.

    • Yuelio

      21 de Fevereiro de 2013 as 18:06

      O Pinto voltou atras por causa do comentário que Humbah Aguiar fez no youtube… Acho que duas pessoas foram muito importantes nesta decisão: a Deus Lima Bastonaria da Ordem do A. e Humbah Aguiar. O bom aqui é ver que duas pessoas da nova gerações, mostram a cara e apontaram o dedo sem medo…não sendo elas claro do ADI…. Humbah Aguiar há de ser o nosso Presidente

      • Yuelio

        21 de Fevereiro de 2013 as 18:07

        Sem duvida é o surgimento da Nova Ordem e de moralização dos maiores cargos da soberania nacional

  2. Rogerio da silva

    20 de Fevereiro de 2013 as 21:42

    fla vede ca dochi kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ve ja o seu comentario passado nao fala a tua tua

  3. David Martins fo Nascimento

    20 de Fevereiro de 2013 as 21:45

    Na minha sincera opinião, melhor seria se ela não tivesse empossada a este cargo de tamanha importância; porque com a justiça não se deve brincar, sendo que a justiça não é para cumprir ordens de forma anárquica.

  4. zeme Almeida

    20 de Fevereiro de 2013 as 21:54

    Uma tomada de posicao muito bem acertado por Manuel Pinto Costa.Esta senhora tem que se conformar e refletir que STP nao é sua propriedade.O povo de STP agradece.

    • E. Santos

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:22

      Antes tarde do que nunca. Ao “Camarada Presidente” o nosso obrigado. Não obstante não tenhamos que agradecê-lo por cumprir com responsabilidade e zelo as funções que lhe foram por nós confiadas.

    • E. Santos

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:32

      Acho que este é o momento de louvar não os GOVERNANTES ou PARTIDOS POLÌTICOS, mas sim a sociedade civíl e ao POVO São-tomense.
      Se todos nós nos tivessemos calado diante desta atrocidade cometida pelos três (PM,PR e exPGR) muito provavelmente este caso não teria tido este desfecho.
      Estamos em 2013, numa conjuntura em que qualquer sinal ditatorial é despresado quer interna quer externamente, numa altura em que necessitámos de dar mostras de que de facto somos um país de direito democrático, um país que pretende passar para o exterior uma imagem de seriedade.
      Neste sentido, não nos podemos deixar subjugar por decisões erradas, decisões de interesses partidários ou pessoais que em nada contribui para a dignificação do nosso país. O PAÌS de todos nós.
      As meus colegas cibernautas que aqui deixaram as suas opiniões, aos nossos compatriotas que dentro e fora do país expressaram com veemência o seu desagrado, a todos de uma forma geral, um bem haja. A luta continua e a vitória é certa.

  5. Nelson Leite

    20 de Fevereiro de 2013 as 21:54

    E agora…!? Quero ver o que vao dizer os que andarao a criticar o PM e o PR. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk…

    • Helves Santola

      20 de Fevereiro de 2013 as 22:20

      Amigo, eh por causa deles que a decisão foi tomada… esse eh o trabalho da oposição… e oposição não eh só política….

    • Bragança

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:36

      Meu caro,
      Não fizeram mais do que a sua obrigação, alias a pessoa em questão nem podia ter sido nomeada para tal cargo tendo em conta a sua recente carreira política, nas sociedades onde se norteiam pela imparcialidade e isenção e acima de tudo a ética, que muita das vezes colide com aquilo que é a própria lei.

    • Razão

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:57

      Seja inteligente! Esta foi uma DECISÃO MAFIOSAMENTE TARDIA! Jogo de cintura! O bom para o Pinto era que o seu primeiro decreto mantivesse. Ele não é nunhum inocente nem burro. Disperte, meu caro!
      Pinto e Gabriel sabiam que Elsa Pinto não servia para esse cargo. Pois, não era preciso que ela tivesse um processo no Tribunal para que eles dispertassem!… É truque! O mesmo truque que Pinto usou para afastar um primeiro ministro. Sabem muito!!!…. Cabrões!…ma decisão

    • Lévé-Léngué

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:04

      ALELUIA… A justiça tarda mas não falha!!!
      Pouco a pouco a corda da dita Interpartidária xtá ficando bamba… Os próximos recuos estão por vir…

    • Dlima

      21 de Fevereiro de 2013 as 10:13

      Meu caro, o PR e o PM apenas concertaram a burada que fizeram ao nomear esta Srª ao tal cargo. Não nos fizeram qualquer favor…

  6. John Smith

    20 de Fevereiro de 2013 as 21:59

    Até que enfim. Pinto da Costa decediu bem. A Lic. Elsa Pinto podía ter saído pela porta grande si tivesse pedido a sua demissão antes, isso é o que dá quando se está agarrado ao poder.
    Parabens Presidente.
    J.S.

    • Razão

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:32

      Pinto e Gabriel não aão nenhuns inocentes. Sabiam que Elsa Pinto era a todos os títulos imprestável para esse cargo. Pois, não era preciso que ela tivesse um processo no Tribunal para ter que que sair!… Sabem muito!!!…. Cabrões!…

      • Ze Assuncao

        21 de Fevereiro de 2013 as 8:45

        Se me permitam, o PR dececionou muito povo deste Pais. Mas ainda vao a tempo de corrigir muita coisa. Afinal este Pais ainda pode ter um rumo.

  7. Sacode puera

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:15

    Viva o Pinto da Costa mas uma vês mostrou a nação que quero por este pais em ordem . E isso que o povo espera .

    • Bragança

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:52

      Meu caro,
      Eu concordaria consigo, se no momento em que houve a proposta do nome da senhora Elsa Pinto (ao meu ver errónea), esse rejeita-se o nome alegando a imparcialidade e isenção, eu nem iria pela questão do presumível processo judicial movido contra a cidadã. Aí sim o PR estaria a agir dentro daquilo que se espera de um chefe de estado.
      O PR agiu com base em pressões externas, enganem-se aqueles que pensam que essa é a vontade dele.
      Mas o que é inegável é que as duas instituições saem extremamente fragilizada desse cena triste lamentável em que se envolveram, e a senhora Elsa Pinto pior do que essas, isto porque deveria ser ela a pedir a sua demissão e não esperar que fosse escorraçada passando treze dias ao da sua nomeação.
      Bem – Haja

  8. zeme Almeida

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:16

    Saiu pela porta muito estreita{com esta gordura que tem,acho que nem vai poder dormir.

  9. zeme Almeida

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:19

    Tomou esta decisao depois de muita contestacao,quando nao esta senhora, crescia ainda mais.

  10. Dario

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:29

    Peca por tardio!!!

    • Dlima

      21 de Fevereiro de 2013 as 10:18

      Nem devia ter sido nomeada…

  11. Tatá

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:43

    Parabéns Sua Excelência o Presidente da República Dr. Manuel Pinto da Costa. Abaixo os corruptos, ladroes e malabaristas?

  12. ze maria gomes

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:55

    Pinto decidiu bem? Por favor… Decidir bem era não ter nomeada essa perua. Essa exoneração só demonstra o “caos” em que presidência e o governo se encontram. Para que servem os conselheiros e os assessores? Só para “show off”? Deviam todos seguir o mesmo caminho. Rua.

  13. zeme Almeida

    20 de Fevereiro de 2013 as 22:58

    Senhor {Sacode peira}por favor nao venha ca com demagogias, isto nao justifica tanto como o senhor diz que o presidente mostrou que quer do PAIS como toda gente quer?Foi necessario o povo gritar em voz alta e o Pinto da Costa auscultou!Foi preciso muita luta.O que o senhor presidente deveria fazer é dar alguns dos seus conselheiros juristas que andam no Palacio,um grande puxao de orelha,porque estam ali para lhe orientar e tambem o senhor primeiro ministro Gabriel Costa.

  14. Obama

    20 de Fevereiro de 2013 as 23:01

    Esta decisao so peca por ser tardia. Acho q fica demonstrado que o PR anda confuso, desnorteado e sem rumo.
    Num estado de direito democrático, nunca se entende como é que um cidadao filiado numa força politica, neste caso o MLSTP, poderia servir de forma isenta as funçoes de Procuradora-Geral da República??!!
    Só mesmo na cabeça dessa gente é q isso podia acontecer.
    N se trata de competencias mas sim de incompatibilidades de funçoes.
    Um bem haja ao povo de STP!

  15. Barão de Água Ize

    20 de Fevereiro de 2013 as 23:32

    A dignidade do Estado foi restaurada.Pessoas como esta senhora não podem estar na vida Pública e em cargos de tamanha importância, mesmo só com uma leve suspeita. Oxalá esta demissão, seja um sinal que STP está a mudar de caminho.

  16. Desgraçado

    20 de Fevereiro de 2013 as 23:49

    Muito bem, é uma lição para outros que veêm poder como sua propriedade.não podemos ser oportunistas… aprende ADI

    • Ze Assuncao

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:55

      Oh caro amigo, tens um nome que combina com o k fala. Ninguem possui um nome tao combinavel com as atitudes. Pelas suas palavras vejo que e’ um recem-chegado ou sabe pouco do pais. Quem agarra verdadeiramente no poder, e’ quem nao consegue viver fora dele e enquanto nao estiver no puder vive fazendo confusao. Embora eu nao tenha prferencia partidaria, o ADI e’ k nao e’ agarrado ao poder. Abra os olhos e meça as suas palavras antes de as proferir

      • Os Leonenses

        21 de Fevereiro de 2013 as 16:37

        Filho de uma figa. ADI nao esta agarrado ao poder? Vem me dizer que nao e do ADI? Convenhamos. Senhor esta no ceu? Quem nao esta agarrado ao poder nunca ameaca o seu povo caos, caos, e caos. Quem nunca esta agarrado ao poder deve em que circunstancia for fazer entrega de pasta. Bandidos.

      • Os Leonenses

        21 de Fevereiro de 2013 as 16:38

        Filho de uma figa. ADI nao esta agarrado ao poder? Vem me dizer que nao e do ADI? Convenhamos. Senhor esta no ceu? Quem nao esta agarrado ao poder nunca ameaca o seu povo caos, caos, e caos. Quem nunca esta agarrado ao poder deve em que circunstancia for fazer entrega de pasta. Bandidos e nao fazer desaparecer os dossiers importantes do estado.

    • Bragança

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:20

      Meu caro,
      A política é feita disso, a oposição vive de erros e gafes de quem está na governação e cabe estes cometerem o mínimo de erros possíveis ou não tão grosseiros e amador quanto este.
      Se fosse o MLSTP/PSD ou outro partido qualquer na oposição tiravam proveito da situação, por isso não sejamos hipócritas em cá vir trazer o nome do partido ADI e, ou dos seus membros, porque até onde eu sei eles não são assessores das respectivas instituições envolvidas, logo não têm a mínima responsabilidade na nomeação e na exoneração.
      Quando se refere a aqueles que vivem agarrado ao poder, isso nas minhas palavras, não se coaduna com o assunto em questão, visto que quem mostrou-se agarrada ao poder foi a senhora Elsa Pinto não apresentando a sua demissão, ou melhor por ter aceitado o convite, isso porque conhecia a sua situação e não me estou a referir ao processo judicial, mas antes a sua carreira politica activa, e a isenção e imparcialidade que se exige nestes cargos.
      Por outro lado, quem hoje está na oposição é o partido ADI, não pela vontade popular mas sim por actos democraticamente aceites, quando estes não ferrem, nem beliscam a constituição.
      Se tivessem tão agarrado ao poder, simplesmente acatavam as “ordens” do PR, para a indicação de uma figura para o cargo de PM, independentemente de se lhes agradar ou não, ou seja teriam que como se diz na gíria “teriam que engolir o sapo”.
      Eu acho que este é um acto demonstrativo de que estes não estão agarrados ao poder. O seu comentário neste sentido não tem sentido, é descabido, e incoerente.
      Um bem – haja

  17. TAYSON

    20 de Fevereiro de 2013 as 23:54

    TIMBORALA TERRA

  18. Zuchi Dletu

    21 de Fevereiro de 2013 as 1:18

    O Decreto Presidencial e de louvar por ser o exercício de uma competência que deixa intocada a figura de uma Grande Mulher Santomense e repõe ao mesmo tempo a dignidade do cargo de PGR.
    Andou muito bem o nosso PR ao citar unicamente a lei que justifica o exercício dos seus poderes.

    • Fernando

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:21

      Mas qual grande mulher, meu Deus!!!????

  19. Jose Rocha

    21 de Fevereiro de 2013 as 3:25

    O Presidente nao fez nada mais do que nao fosse o seu dever. Exoneracao sob proposta do governo, ate apetecer dar uma gargalhada. E agora quem ira assumir as responsabilidade por nao ter exercido com profissionalismo o seu papel ao seleccionar para um cargo dessa respondabilidade alguem indiciada da pratica de crime e com processo correr nos tribunais?

  20. Wilson

    21 de Fevereiro de 2013 as 5:46

    sao teimosos até que foi exonerada. Agora se a Dra Elsa nao tem condiçoes para ser PGR como é que ela pode continuar a ser membro do conselho de Estado? Que conselhos ela vai dar ao PR sobre assuntos do Estado? Ainda ha muito pano para manga

    • João Martins

      21 de Fevereiro de 2013 as 10:35

      Temos que pedir coerência ao PR

  21. fica atento

    21 de Fevereiro de 2013 as 6:12

    aonde estava o PM e o PR quando nomearam a Elsa como PGR? Estavam no ceu?
    Estavam cegos?
    Assim, voces os governantes nao sao sérios.
    A exoneracao da senhora nao é corente com a racionalidade do Estado.
    Uma decisao é racional, quando ela nao é contestada ao longo do tempo nem sequer se volta a traz.
    Por isso, nós estamos perante a iracionalidade e incoerencia do PR e do PM.

  22. Manga pada

    21 de Fevereiro de 2013 as 6:16

    Não havia necessidade para esse feiasco. Pinto da Costa quiz experimentar o terreno, pensando ele que o povo ainda continua burro. Mas antes tarde do que nunca. O P.M deu topada e cortou o dedo grande, aguentou a dor e nem um ui gritou, ainda bem que ele se descalçou, quando não o seu sapato de marca Murate teria se danificado. Elsa estava consciente dessa inconstituicionalidade, mas como a ganância fala mais alto aceitou na mesma. E agora? Será que os 13 dias como procuradora farão parte do seu curriculum? Ou ñ era essa a intensão? Vai com calma. Blublublu na sá lutafa.

  23. JOSE CARLOS

    21 de Fevereiro de 2013 as 6:20

    Coitada da Dra. Elsa Pinto, essa foi a maior humilhação por que já passou…. e agora heim ??????

  24. Lede di alame ça ua

    21 de Fevereiro de 2013 as 6:38

    Que vergonha…………..tudo por ganancia de poder

  25. inem tlaxa ê

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:16

    De vezes em quando é necessário uma tareia desta para saber o que queremos ser afinal!
    Assim servirá de lição para outros oportunistas. Obrigado Dr. Pinto da Costa.

  26. original

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:29

    Elsa nem teve tempo de aquecer ovo debaixo de cadeira mas antes tarde do que nunca.Presidente agiu bem e fica um aviso para todos políticos que queiram assumir qualquer funções desta natureza que se cuidem e que vejam espelho antes de vir à rua.A mentalidade da população está a evoluir e já não quer ser governado por gente que esteja envolvido em cssos polémicos.Elsa já viu dela e ainda existe muitas Elsas por aí, que tem dias contado.

  27. Maria Ricardo

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:31

    Viva a democracia santomense. Decisão correcta e na hora certa. A experiência e maturidade de um presidente que muitos chamam de ditador. Camarada Presidente Pinto da Costa está de parabéns.

    • Razão

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:37

      Pinto e Gabriel não são nenhuns inocentes. Sabiam que Elsa Pinto não servia para esse cargo. Pois, não era preciso que ela tivesse um processo no Tribunal para que eles dispertassem!… É truque! O mesmo truque que Pinto usou para afastar um primeiro ministro. Sabem muito!!!…. Cabrões!…

  28. Patriota

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:45

    Essa Elsa pensa que o mundo gira so em volta dela, pensa que tem tudo, ja que pensa assim, agora vai criar seu proprio negocio, e encosta barriga no balcao e trabalha, ja ganhou dinheiro suficiente pra isso. Pinto e Grabriel, nunca é tarde, agora estou ao vosso lado e do governo. isto sim é humildade parabens.

  29. tchuna baby

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:46

    Muitos chamam, e as vezes parece… não fosse as críticas… a decisão já estava tomada(e ele acordou),se ele tem tantos juristas na presidência o que andaram a fazer a 14 dias atras… esses erros são inadmissíveis…para estas instâncias…
    Em todo caso é de louvar ainda que tarde a decisão acertada, Parabéns PR

  30. Sun Carvalho

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:52

    Esse espetáculo todo era perfeitamente evitável. Não era preciso ir tão longe, tanto para Drª Elsa como para o PR e PM. A ver vamos que é a próxima vitima.

  31. Féde ká Dóxi

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:53

    Porque razão, antes da nomeação ter sido feita, todas as situação não foram minuciosamente analisadas? Ao invés de fazer esse fiasco?
    Enfim, todos cometemos falhas.
    Eu até apoiei a nomeação. Mas, os argumentos aprersentados pela Bastnária, justifica esta tomada de posição do Presidente da República.
    Esperemos que a pessoa a ser colocada, não seja outro Roberto Raposo vs Adelino Isidro. Corrupto e pobre e querer enriquecer com o cargo.

  32. Motxí

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:53

    Isso sim eu chamo atitude sensata da parte do Presidente e dos conselheiro, nem estava em questão a sua competência, mas sim a sua posição mais alguns aspectos, que como frisou a Selisa, não eram compatíveis com o cargo que ela…nem chegou a exercer penso, nem chegou a aquecer a cadeira, todo S. Tomé está de parabéns, é vergonhoso e triste nem um mês….!!??, mas Deus escreve certo em linhas tortas…..Elsa concelho de uma amigo, deixe da Ganância ao poder, e faça como muitos de nós, contribua para o desenvolvimento desse pobre pais, mas de outra forma.

  33. toresdias

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:54

    Acho que, Elsa Pinto deveria se comportar como um humilde camponês, quando na sua lavra, depara que a mesma depois de muito produzir ficou esgotada, sem força para um novo plantio, abandona-a de forma descreta, dá um tempo regressa depois ao sitio. Aconselhei a minha amiguinha que desse uma retirada a francesa. Assim nem se dava conta. Entretanto não acatou, enfim…, a vida continua haverá mais oprtunidade.
    Espero que este cargo tão sublime é merecido a alguém humilde, idóneo, e que não tem nada a perder. Pessoa quem esteja imbuída de uma caracteristica responsável e inibida de precnceitos sociais de modo a exercer este cargo com isenção qualificada.
    A ver vamos. Força S.Tomé e Príncipe

  34. Tchintchintcholò

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:55

    Gosto da sua posição, da sua competência mas, que fazer, normas são normas!

    • Fernando

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:23

      Mas qual competência, meu Deus!!???? Esta mulher é competente em quê, meu Deus????

  35. Aristides Barros

    21 de Fevereiro de 2013 as 7:57

    Ela podia ter evitado isto, pedindo a sua demissão a tempo. Fez fincapé e toma.

  36. Elias Diekum

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:15

    Agora é mesmo oficial, este nosso país não existe!

  37. ê ta cuiá mesmo

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:18

    chiêêeeeee juvenal rodrigues consiguiste o direito de transmissão do jogo de ontem?
    és rápido gente assim é que queremo

  38. rizeza

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:23

    emfim,a voz do povo significou.

  39. Moço Lazon

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:24

    Decisão bem tomada.

    • Razão

      21 de Fevereiro de 2013 as 8:54

      Qual decisão bem tomada? Seja inteligente! Esta foi uma DECISÃO MAFIOSAMENTE TARDIA! Jogo de cintura! O bom para o Pinto era que o seu primeiro decreto mantivesse. Ele não é nunhum inocente nem burro. Disperte, meu caro!
      Pinto e Gabriel não são nenhuns inocentes. Sabiam que Elsa Pinto não servia para esse cargo. Pois, não era preciso que ela tivesse um processo no Tribunal para que eles dispertassem!… É truque! O mesmo truque que Pinto usou para afastar um primeiro ministro. Sabem muito!!!…. Cabrões!…ma decisão

  40. santa catarina

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:25

    Pinto da Costa está a perder 4 VS 1.

    Agora falta Gabriel!

    O PR tem que ter a mesma posição não pode haver dois pesos e duas medidas. Somos todos santomenses.
    Elsa saiu da porta muito estreita por ganancia do poder, poderia ter elevado mais para quem já ocupou varios cargos neste país que uns chamam pais de banana.

  41. Flávio

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:25

    Parabéns senhor primeiro-ministro e senhor Presidente da República. São estes exemplos de que o país precisa e não aqueles que o senhor Patrice Trovoada deixou entre nós. Obrigado pela vossa missão. Vamos trabalhar para o país crescer.

    • E. Santos

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:46

      Que exemplo meu caro. Este exemplo que se o povo se tivesse calado o acto macabro se teria consumado? O nome do Patrice Trovoada não é para aqui chamado. Não nos interessa neste momento.
      Um grande exemplo demos nós POVO são-tomense que manifestamos veemnetemente a nossa repulsa por este comportamento quer do PR e quer do PM.
      Agradecemos terem reconhecido o erro e terem feito marcha ré, para a dignificação do país e para limpar a imagem de ditadores que estavam a angariar.
      Viva todos os São-tomenses de bem, que com o suor do seu trabalho procuram levar a sua vida com dignidade.

  42. PATRIOTA DA NAÇÃO

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:27

    É de louvar a decisão do PR, para aqueles que andavam a dizer que o NOSSO PR é um ditador e comunista, recalcado etc. ai esta a prova de um homem democrático, maduro politicamente, conhecedor do homem santomense e humilde o que muito de vos não são soube ouvir a voz da oposição e agir em conformidade MUITO OBRIGADO DR.º MANUEL PINTO DA COSTA é assim que se constrói uma nação e se dispõe ao serviço de um povo
    Neste momento em que temos vários processos de alta importância para a nação pendente no MP dentre eles as actuais denuncias feitas contra o governo cessante é de louvar essa postura do PR e do Governo actual, agora meus senhores « espero que não venham dizer depois que o futuro procurador é também da ala B ou C e que não será imparcial. Preparem-se vos que tendes contas a prestar com a justiça porque eu vos garanto que ela será feita custe o que custar» Que Deus abençoe e continue a dar aos actuais governantes deste pais sobriedade suficiente para continuarem a agir assim.

  43. Telavive

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:37

    Incrível. Antes de nomear esta senhora para tão importante cargo, os proponentes não conheciam o perfil e os defeitos da senhora? Qual foi a reação dos magistrados? E já agora se não fosse a oposição e a persistência da bastonária? Esta sim merece todos os elogios deste mundo, e não aqueles que cegamente a colocaram num cargo sem se preocupar com suas qualidades pessoais. A continuar assim tenho muita pena de S. Tomé e dos santomenses!

  44. ze maria gomes

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:38

    Pinto decidiu bem? Por favor… Decidir bem era não ter nomeada essa perua. Essa exoneração só demonstra o “caos” em que presidência e o governo se encontram. Para que servem os conselheiros e os assessores? Só para “show off”? Deviam todos seguir o mesmo caminho. Rua.

  45. Felisberto Bandeira

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:44

    ISTO e mas uma demostracao de maturidade do PR.Dr.M.P.da Costa, pessoa que quer bem deste PAIS e do POVO ,que DEUS nos abencoe que dias melhor virao, tenhamos fe ,nenhuma Nacao nenhum povo isufrui do bem e do bom sem passar por grandes dificuldades sejamos paciente.estamos no bom caminho,a estrada e estreita com muito precipicio,buracos mas vamos alcancar a paz

  46. Josué Gomes Fernandes

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:44

    A decisão Presidencial peca por ser tardia. Mas é também um tiro nos pés do próprio Pinto da Costa que não soube atempadamente avaliar com profundidade a nomeação de uma pessoa tão colada a um partido (MLSTP/PSD) e que tem rabo-de-palha ou como queiram: telhados de vidro. Porquê que os assessores do Presidente, o primeiro-ministro, que é jurista e foi bastonário da Ordem dos Advogados, e os partidos políticos, que apoiam este governo ilegal e inconstitucional, como diz a ADI, não fizeram bem o trabalho de casa? Porquê que não investigaram bem o percurso político e social de Elsa Pinto? Porquê que não ouviram a opinião de outras personalidades da sociedade civil? Pela primeira vez, na história política santomense, acontece uma demissão deste género. Pelo que penso, este caso irá ter consequências mais cedo ou mais tarde para o próprio Pinto de Costa e para Gabriel Costa. Elsa Pinto conhece bem e por dentro o seu partido MLSTP/PSD e não vai ficar calada e sossegada a ver os outros a rebaixá-la. Ela conhece bem, porque faz parte dela, a mafia e as politiquices que enfermam a nossa classe política e social. Elsa Pinto é uma pessoa muito orgulhosa, ambiciosa e com sede de Poder, pelo que esta é para ela uma DERROTA muito grande e humilhante. A ver vamos o que isto ainda vai dar.
    Outro assunto que demonstra a falta de coordenação política global no país. É o seguinte: o presidente da Assembleia Nacional, Alcino Pinto, está fora do país e indicou José Diogo, deputado da ADI e 1º vice-presidente da Assembleia Nacional para o substituir. José Diogo já veio dizer que não aceita o cargo porque não reconhece este Parlamento nem Alcino Pinto como seu presidente. Como José Diogo não aceita assumir o lugar, quem deveria avançar é o 2º vice-presidente da Assembleia Nacional, Maria das Neves. Ora, Maria das Neves também está fora do país. Por seu lado, o presidente da República, Pinto da Costa, parte hoje para a Guiné-Equatorial a fim de participar numa cimeira de Chefes de Estados africanos e latino-americanos. Portanto, São Tomé e Príncipe vai ficar temporariamente sem a presença no país do Presidente da República, sem o Presidente da Assembleia Nacional. Portanto, será o primeiro-ministro, Gabriel Costa, a assumir os três cargos? Pergunto: constitucionalmente é legal? O que diz a Constituição sobre este caso?
    Saudações fraternas de Josué Gomes Fernandes.

    • E. Santos

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:58

      Hehehe, CAOS, CAOS, CAOS em que o país se encontra realmente. E estavam todos a pensar que Caos seria Golpe de Estado por parte do PT.
      Acham pouco este Golpe de Estado que Gabriel Costa e o Presidente da República estão a dar a si próprios? E a prejudicar o POVO e o País.
      É admissível que neste momento o país esteja entregue a bicharada?
      Não teria sido de facto melhor parao o POVO a realização de eleições antecipadas para dignificar e legitimar os governantes e o país, como insiste o ADI? Caso para pensar. De facto, é preciso começar-se a fazer uma análise do custo-benefício de cada decisão que se toma. o se impacto a longo prazo.
      A decisão do PR que em Dezembro parecia a mais acertada está hoje a revelar-se um autentico CAOS, e bastante prejudicial para o País.
      O PM em vez de Governar, de apresentar programas de trabalho sérios, de ir buscar dinhiro e atrair investidores para o país, optou por se fixar no ADI para cima e para baixo. Comete Gafes, dá informações públicas que prejudicam a imagem do país, não consegue controlar a sua equipa e os que o suportam…enfim.
      E enquanto isso, nós ficamos a espera que eles terminem os seus teatros para continuarmos com o País que também é nosso.

      • Arroz de Polvo

        21 de Fevereiro de 2013 as 11:45

        Mas qual golpe de estado, meu Deus!!?? O ADI saiu do governo por sua inteira incompetência. O que é que querem mais???? Instabilizar o país???? Deviam estar a trabvalhar, mas é. O que é que esta gentinha quer, afinal??? Uma cambada de preguiçosos.

    • DC

      21 de Fevereiro de 2013 as 13:31

      O assunto é sério! Os titulares dos cargos em apreço têm um conjunto de poderes – deveres, poderes funcionais, cuja observância não depende dos próprios. Portanto, o vice-presidente (porque existe e, aparentemente, não sofre de qualquer impedimento ao exercício das suas funções) está obrigado a assumir as funções, ou seja, o mesmo tem assumir a presidência do parlamento, ou da presidência da república – consoante o caso – na ausência dos titulares destes cargos / órgãos, sob pena de ser responsabilizados por isso.

      Não se pode ser vice – presidente do parlamento e não pretender assumir as suas funções / responsabilidades! Se o vice – presidente do parlamento não quer, não pode ou não sabe assumir / exercer as suas funções, então resta-lhe apresentar a sua demissão, conservando unicamente a sua qualidade de deputado!

  47. feijoada

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:46

    O decreto presidencial sobre a exoneração/expulsão da Elsa Pinto não agradou de forma nenhuma o tela nom. O texto foi bastante curto. Devia ter dito que a esposa do Presidente de Assembleia e prima do PR e PM so sentou na cadeira da PGR a menos de 15 dias. O resta solicitar é o seguinte: Sairá com todas as regalias ou nem por isso?

    • Mé Pombo

      21 de Fevereiro de 2013 as 15:22

      Senhor ou senhora feijoada boa tarde
      Gostaria de chamar a sua atenção para o facto seguinte:
      Os santomenses que têm o mesmo apelido não são todos parentes, mesmo se a sigla (STP)tende a nos fazer crer o contrario.
      Assim, gostaria de deixar bem claro aqui que o PINTO e o COSTA do PR nada têm a ver com o PINTO do presidente da assembleia assim como o COSTA do Primeiro ministro. Não são, nem de perto nem de longe, parentes.
      Não é que isto constitua um problema, que sejam parentes ou não do PR, são todos santomense,e pela experiencia que têm, dignos de representar STP na alta esfera politica.
      Obrigado pela paciencia que teve em me ler.

  48. OBSERVADOR

    21 de Fevereiro de 2013 as 8:51

    Essa decisão foi muito bem tomada e servirá de lição para muitos que realmente andam perna de barro. A partir de agora, seria conveniente, antes de ter que nomear ou ser candidato para qualquer CARGO PÚBLICO, dever-se-á de ter que fazer uma filtragem sobre o perfil da pessoa. Por exemplo, paira por aí, de que o SENHOR GAUDÊNCIO COSTA FARÀ PARTE DO NOVO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÂO DA EMAE. Convenhamos! É necessário que se faça uma boa filtragem, sobre perfil do mesmo senhor. Pois, o mesmo é marcado como um dos grandes delapidador dos bens público. Passa a vida a passar cheques sem cobertura; marcadamente nas bombas de gasolina, e muito recentemente no novo supermercado CKD, na passadeira. O mesmo extorquiu ao Estado, um trator mais o seu atrelado, novo que se encontra na sua propriedade. Que exemplo o Sr. GAUDÊNCIO COSTA, poderá dar na instituição em que o mesmo estará como responsável. É muito triste! Sr. Ministro da tutela, o Sr. Osvaldo Abreu; Sr. Primeiro- ministro, Dr. Gabriel Costa, e o Sr. Presidente Dr. Manuel Pinto da Costa, por favor, demonstrem que querem mesmo por ordem em casa “São Tomé e Príncipe”. Será mais uma providência que deverão tomar nas nomeações neste País. Voltando a Sr. Dra. Elsa Pinto, confesso, a Senhor deveria ter evitado de ser brutalmente enxovalhada, quando, deveria ser a Sra., a pôr o cargo a disposição, alegando, de que não avia condições para manter-se no referido cargo. E agora, é muita vergonha perante a sociedade. VIVA PINTO DA COSTA, o Sr. mais uma vês, demonstrou a sua prudência, na resolução de mais um Problema do País. Muita força para si.

  49. C. Semedo

    21 de Fevereiro de 2013 as 9:04

    Foi a decisão mais correcta possível, alías em condições normais a Srª. nen deveria ter sido nomeada. Esperemos que o novo figurino seja alguém sem nódoas e que antes de tudo seja feito um checkup.

  50. de Ceita

    21 de Fevereiro de 2013 as 9:05

    O PR e o PM, foram pressionados pelas críticas aquando desta nomeação, foram sensatos e a melhor decisão possível tinha que ser esta.

  51. para rir ou chorar - explicar sem complicar

    21 de Fevereiro de 2013 as 9:10

    ADI,
    Aprendam com Dr Pinto da Costa e Dr Gabriel Costa.
    Governar é assim PALHAÇOS.

    • João Carlos

      21 de Fevereiro de 2013 as 9:16

      Apreder com com quem????
      Palhaço ainda está para cehgar….Deus não dorme!!!

  52. maguita tatuá

    21 de Fevereiro de 2013 as 9:53

    Sr Presidente P. Costa: Muito obrigado pela tamanha coragem que teve a bem da democracia. Estes politicos cuerem misturar e por tudo no mesmo saco. Qual o passo a seguir? Por favor pare e o Sr. que se acautele. Não se esqueça que s Srª foi sua rival nas presidenciais. É mais una inimiga. Mas o Sr. não é culpado!…..
    Marchar sempre em frente……É varer e limpar a casa.

  53. inteligencia

    21 de Fevereiro de 2013 as 10:10

    gostaria alertar a todas que ela foi eleita pelo Presidente da República Dr. Manuel Pinto da Costa para tomar assento no Conselho de Estado, órgão de consulta de Presidente da República,. Recorde que este órgão aconselha o Presidente a tomar decisão, em casos complicado e especiais.

    Pergunto, será que esta senhora está em condições em aconselhar a sua Excelência Presidente da República a imparcialidade na tomada de decisões?

  54. pantufas

    21 de Fevereiro de 2013 as 10:49

    Dr.Elsa…..Que vergonha!!!!
    foste candidata a camara de agua grande:0
    ……………..à Presidene da republica:0
    e agora ….

  55. Bragança

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:02

    Eu tenho lido muitos comentários de pessoas a enaltecerem o Sr. Presidente da República e o Sr. Primeiro-ministro, como se salvadores da pátria se tratassem.
    Perante esta situação só vejo duas explicações.
    Por um lado, as pessoas só vêm aquilo que querem ver, ou seja por defenderem partido A ou B, então independentemente das asneiras ou gafes que cometerem serão sempre considerados os benfeitores, ignorando aquilo que é o correcto procedimento, ou seja estaria a falar em fanatismo partidário, é do tipo das mulheres, com todo respeito e sem ofensas as mulheres “quanto mais me bates mais eu gosto de te”.
    Ou por outro lado as pessoas são desprovidas de capacidade mental e intelectual de um raciocino lógico, coerente, íntegro.
    Ora vejamos, o Sr. PM indigita uma cidadã e o PR nomeia, até então nada de anormal.
    Mas a cidadã em questão, não é uma cidadã qualquer. A pessoa em questão até dias antes de ser empossada, era militante de um partido político, onde já exerceu cargos políticos de alta relevância, nomeadamente como ministra da justiça, foi candidata as últimas eleições presidenciais, perdendo para o actual PR, que a nomeia e por acaso, é o fundador do partido política que a cidadã milita. A mesma é casada com o actual Presidente da Assembleia Nacional, subscritor da última moção de censura apresentada ao XIV governos constitucional, que culminou com e eleição deste para o cargo do PAN, e a nomeação do actual PM, que indica a esposa do subscritor da moção e PAN para as funções de PGR. Aí sim, não se levanta a questão de ilegalidade, porque a lei não proíbe a mesma de ser PGR, por cargos ocupados, pela cor política, ou pelo grau de parentesco, mas levanta uma grande dúvida sobre os dois pilares da justiça que são os da isenção e o da imparcialidade.
    È com base nisso que os intervenientes pecaram, porque a esse nível não se exigia uma avaliação profunda da mesma, isto porque os factos acima relatados são visíveis, sem que houvesse uma minuciosa e criteriosa investigação antes da indigitação e nomeação.
    Eu sou daqueles que acho que enquanto seres humanos somos passíveis de cometer erros, mas há erros propositados que roçam ao dolo, e neste caso está patente a vista de todos que foi um erro, se assim lhe podemos chamar, foi doloso.
    E o retrocesso não foi porque refizeram a avaliação e viram que incorreram em erros, mas sim pela pressão da oposição, da bastonária de da ordem dos advogados, e da opinião pública.
    Eu aplaudiria o PM, se tivesse indigitado uma figura mais consensual, alias como fez na formação do governo, salvo algumas excepções, e ao PR, como não houve esse cuidado da parte do PM, que recusa-se o nome proposto, aliás como fez quando o partido agora na oposição ADI, enviou o nome do seu líder para chefiar o XV governo constitucional, quando a figura não era consensual aos olhos dos partidos que estavam na altura na oposição.
    Era esse o comportamento desejável, eu não estou a servir-me do advogado do diabo, nem a tomar partido para ninguém.
    O.B.S: Reparem que no meu comentário em momento algum me referi a impotência técnica, porque a moral implicitamente aí esta, nem ao crime pelo qual a mesma foi acusada.
    Eu espero não ter ferido sensibilidade de ninguém, só quis “dar ao Deus o que é do Deus, e ao César o que é do César”
    Obrigado

  56. Henry

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:06

    Esse pais está de pernas para o ar!!!
    Um caso caricato não há do momento com a saida do Presidente da República, Presidente da Assembleia Nacional e a 1ª Vice Preseidente da Assembleia para o exterior, ninguém que interinamente assuma o Cargo de Presidente, visto que o 2º Vice Presidente recusou categoricamente essa missão!!!! C’est le pays que nos avons. Esse é pais que temos, pais que izemos, mas a pergunta será esse pais que queremos??
    Bem haja São Tomé e Prícipe!!!

    • DC

      21 de Fevereiro de 2013 as 13:45

      Se o vice não está impedido de exercer as funções, a sua recusa é irrelevante. Ou é vice ou não é. Se é, há que assumir, sob pena de ser responsabilizado! Alternativa é apresentar a demissão!

  57. TONHA

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:17

    vcs não sabem o que querem,pode ter ela os seus defeitos do seio partidario,politico,mas que no exercicio do seu poder faz alguma coisa em beneficio dos trabalhadores, ela faz,não como os outros que só comem e roubem e aparentemente pra vcs está tudo,é mesmo dos politicos simular k esta tudo bem,sacarnas

  58. paula borges

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:32

    Agora falta o Sr. Alcino Barros de Pinto, este homem não tem perfil nem competências para execer o Cargo de Presidente da Assembleia.

  59. Põe boca não tira

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:49

    Que pena!!!!!!!!!!!

  60. Maria

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:51

    Caros concidadãos
    É de lamentar como nós o chamado povo ajudamos os nossos chamados dirigentes a fazer politiquices. Acho que devemos defender os nossos interesses, apoiar o nosso governo quando estiver no bom caminho e também fazer muito “barulho” quando as coisas vão mal, pedir prestação de contas na gestão da coisa publica, concordar com a oposição quando ela está certa, discordar quando está errada e por ai em diante. Neste caso concreta, chegou-se a conclusão que foi uma decisão errada, fez-se “barulho” e resolveu-se, embora segundo os conhecedores da lei a sra nem deveria ser nomeada para tal cargo, mesmo por uma questão de etica, que eu concordo plenamente. Mas a conclusão que chego é que o povo realmente ajuda muito os dirigentes a serem politiques, porque ao invés de estarmos atentos ao que se passa perdemos tempo a insultarmos uns aos outros e eles vão tirando os seus dividendos. Cada um tem o direito de se manifestar sem ter que insultar o outro e mostrar que é mais intelectual. Vamos nos preocupar agora por exemplo em saber e entender porque que é que os tribunais não funcionam como deve ser, e no fundo da questão está muita politica a mistura, todos os partidos envolvidos, é o cidadão comum que também tira a sua vantagem e assim ninguem tem moral para fazer e agir com ninguem. A corrpção hoje é generalizada a todos os niveis da sociedade. Tudo é só cunha, só suborno, só malandrices. Vamos ser sinceros connosco mesmo. É só “passar de pernas” e defende-se que o mundo foi feito para esperto, mas não isso, o mundo se transformou num mundo em que o homem perdeu a dignidade, o bom senso,… e tudo é só por causa do dinheiro

  61. Maria

    21 de Fevereiro de 2013 as 11:56

    Uma chamada de atenção particular aos acessores juridicos do país, são homens da lei !!!!! Atenção

  62. Negro STP

    21 de Fevereiro de 2013 as 12:01

    Isto e um abri olhos para o atual Governo e o presidente , no tempo do partido unico essas falcatroas passavao mas agora com a democracia e multipardidarismo A REACAO NAO FALTARA .
    A LUTA CONTINUA A VITORIA E CERTA .

  63. Mafioso

    21 de Fevereiro de 2013 as 12:17

    Temos de refundar a Republica de novo. Foi melhor assim, agua mole em pedra dura bate ate que fura!!
    Quem vai ser o Novo PGR!!!
    ja sei !!

  64. Victor Ceita

    21 de Fevereiro de 2013 as 12:32

    Com o devido respeito, não posso deixar de expressar que parece que sociedade santomense (ou pelo menos uma boa parte dela) vive neste momento de uma clara patologia sociológica relacionada com uma falta de orientação colectiva. Por um lado, contesta-se. Por outro lado, se da contestação resultar alguma alteração, qualquer que ela seja, contesta-se também. Basta ver e acompanhar (para quem reserva algum tempo para isso) os comentários que circulam nos sistemas de internet a propósito de qualquer coisa/decisão/opinião política/administrativa/pessoal, etc. sobre o que quer que seja relacionado com a vida pública santomense.
    Seja como for, vou salientar aqui dois aspectos que considero essenciais neste processo todo:

    1.º Em qualquer país/sociedade, com maior ou menor democracia, existe sempre o risco de confusão entre aquilo que é o exercício formal de uma competência e o exercício responsável/consequente desta mesma competência. Nesse pressuposto, a indigitação de Elsa Pinto para o cargo foi legal, do ponto de vista meramente formal, na medida em que foi indicada por quem detém competência constitucional para o efeito e indigitada/empossada por quem a Constituição e a Lei igualmente reconhecem competência. A questão coloca-se apenas ao nível da responsabilidade/consequência no exercício dessa competência. Ou seja, a indicação e empossamento da figura de Elsa Pinto para o cargo de PGR equivale a um exercício responsável/consequente da competência do PM e PR? Aqui, também sou de opinião de que tal competência foi exercida de forma, no mínimo, desleixada, pelo facto de a incompatibilidade da figura em causa para o cargo quase que saltar à vista de qualquer leigo. Mas esta incompatibilidade, do meu ponto de vista, não resulta tanto do facto de a pessoa em referência ter passado um cheque sem cobertura, como sustentam alguns, ou, pelo menos, não será o factor determinante (todos somos inocentes até prova em contrário), mas tal incompatibilidade resultará do evidente e incontornável comprometimento político da figura em causa. Não se trata de alguém que, no decurso da sua vida profissional pública terá ocupado uma vez ou outra um cargo político. Não. Trata-se de alguém que desde que nasceu para a vida pública sempre exerceu cargos directivos no partido a que pertence e no Estado, mas sempre por indicação do partido a que pertence. Haveria um sério e comprometedor perigo de promiscuidade política que não seria ultrapassável apenas pelo formalismo do juramento de que exercerá o cargo com isenção e imparcialidade. Vista a coisa deste prisma, a alegada passagem do cheque sem provisão é um mero episódio que poderia ser debelado não fosse a tamanha promiscuidade política de onde resulta, verdadeiramente, a incompatibilidade de Elsa Pinto para o cargo.

    2.º O facto de o PR, sob proposta do PM, ter exonerado Elsa Pinto das funções que exerceu por 13 dias, não pode ser visto como um acto de fraqueza ou de desorientação política como pretendem alguns fazer crer, mas como um verdadeiro acto de exercício responsável da política, na medida em que a emenda de um erro é uma virtude que não se encontra ao alcance de muitos. Com efeito, Pinto da Costa poderia fazer o que muitos Estadistas Africanos fazem, ou o que muitos em S. Tomé, no seu lugar, teriam feito, incluindo aqueles que o têm vindo a acusar. Poderia o PR simplesmente deixar a caravana passar “enquanto os cães ladram”, como o fez por diversas vezes um recente Estadista Nacional em relação à prestação de contas ao Parlamento. Não. O PR preferiu ouvir a voz da sociedade, e, neste caso concreto, contrariando a última intervenção pública de Elsa Pinto a propósito das opiniões a respeito da sua nomeação, demitiu-a do cargo. Uma vez mais, Pinto da Costa demonstrou que não é aquilo de que tem vindo a ser acusado/criticado, ou seja, trocou as voltas aos seus confessos perseguidores. Isto, independentemente destes último teimarem em passar a ideia de que não entenderam a mensagem.

    Bem hajam a todos.
    Victor Ceita

    • JBrown

      21 de Fevereiro de 2013 as 15:07

      O Vitor é categórico, deve saber do que vai na cabeça do PR…. deixe-se de graxa.

  65. Porta dos fundos, nunca batas com a porta, porque poderás querer regressar...

    21 de Fevereiro de 2013 as 12:42

    O P.Reg Tó Ze Cassandra e O PM G.Costa respiraram de alivio, a disco de platina das eleições presidenciais com a sua musica mais tocada neste período, já esta fora do do palco e já não tem como desferir mais ameaças(recordemos o coro): Elsa Elsa, ela é séria
    Elsa Elsa, Ela é competente…

  66. pagaguno

    21 de Fevereiro de 2013 as 12:42

    Muita vergonha, devido muita ambição. Acho que a Sra deveria ir mais divagar… coselho de amigo, pelos vistos o tempo das barras inesperadas voltou.

  67. Porta dos fundos, nunca batas com a porta, porque poderás querer regressar...

    21 de Fevereiro de 2013 as 13:00

    Victor Ceita, a moda agora é : explicar sem complicar…
    Explicar sem complicar, é escrever pouco, escrever o fundamental… e evitar explicações desesplicadas e graxas.

    • Moço Lazon

      21 de Fevereiro de 2013 as 13:45

      É isso, bom comentário, a mania que os santomenses têm de escrever muito para falar pouco em vez de escrever pouco para dizer muito. E o que acaba acaba por acontecer, é que a maior parte dos leitores nem se quer lê o comentário por ser demasiado extenso. Sejamos directos e objectivos.

    • Taquimoê

      21 de Fevereiro de 2013 as 14:14

      Cada doido que aparece a falar cada coisa… Eu não percebi nada que esta pessoa quer dizer. Deve ser um frustrado ou frustrada que está a rasca. As coisas estão muito mal cá no pais.

  68. Argenezio Antonio Vaz

    21 de Fevereiro de 2013 as 13:11

    Então esses camaradas diziam que o povo so esta ai para votar. E então? O povo, a sociedade civil falou e o Presidente teve , sim que fazer o que o povo queria, tirar essa mulher. Mas todos sabemos que o trabalho não terminou. Primeiro, esse é um tiro no pé dentro dos planos do PCD e do MLSTP. Agora se os nossos dirigentes fossem serios, como podemos ver essa senhora ainda no conselho de Estado, como deputada e mais coisas? Pois temos a certeza que muito brevemente essa senhora vai ser nomeada para mais um outro alto cargo do pais. Vocês vão ver…

  69. feijoada

    21 de Fevereiro de 2013 as 16:07

    Caros concidadãos; cuidado e muito cuidado com a estratégia do PR. Quem será próxima vítima. Ele vai acabar com os verdadeiros delapidadoras da nossa praça.
    Haver veremos….muita agua ainda vai sair nessa panela furada….

  70. Santomé Plodôsu

    21 de Fevereiro de 2013 as 16:14

    Ao décimo terceiro dia fez-se a luz. A isto se chama coragem , vontade política e transparência.
    VIVA STP!!!
    VIVA MAIS VELHO!!!

  71. Mafioso

    21 de Fevereiro de 2013 as 16:16

    Quem não trabalha, não comete erros.
    Erro é humano. A falta de reconhecimento do erro, isso é um problema do PRETO.

  72. Dondô

    21 de Fevereiro de 2013 as 16:55

    O político não tem resto; porém, lhe interessa ocupar cargos para rechear o seu curriculum.
    Não interessa mais opinião, se não apresentar hipótese que de alguma forma poderá ajudar a credibilizar o sector. Na plateia judicial, está provado que rostos conhecidos estão corroídos, dai que, torna-se necessário encontrar nome que exibe competência, e que nada tem a ver com a politiquice. Posto isso, proponho que seja o Jurista Carlos Semedo a pessoa a ser nomeada para o tão importante cargo.
    Com o devido respeito pelo nome proposto, o sector da justiça nos tem brindado com tamanha vergonha, que nem a beleza do País, seria suficiente usar como o disfarce.

    • Bodji Vé

      24 de Fevereiro de 2013 as 10:43

      13 dias com a faca e queijo nas mãos, se o processo contra ela ainda existe, deve estar mais que viciado.

  73. Pema Pema

    21 de Fevereiro de 2013 as 20:28

    subiste o trono sem medir as consequences, e nem aqueceste a cadeira; e como nao deu certo jogaram_te fora, agora vc vai para casa cuidar da tua familia. vc nao tens geito para ser politica. Come dinheiro que teu marido rouba, vc tem que roubar tua parte tambem….. numa familia nao pode ter dois ladroes!!!!!! voces querem comer toda boca?????????

  74. BOCA PINTO QIUE PINTOU ELSA PINTO

    21 de Fevereiro de 2013 as 20:48

    Kredo tambem onde ta Elsa pinto para ser procutradora???????????
    por favor……….. pais de brinquedo.
    quando ela estava ministra da justica a sua filha foi para frança sem terminar liceu com bolsa de militares…… como procuradora eu nem sei o k ela ia fazer.

  75. moncó

    22 de Fevereiro de 2013 as 8:42

    ouó ê vogguiám qui non passa ni procuradoria geral de república,pide ganancia,pide orgulho,pide ladran de podê ele manda qui non passa voguiam sê….

  76. Engenheiro

    22 de Fevereiro de 2013 as 15:28

    Os Políticos desse país cansa a gente com as borradas que fazem…
    Enfim… Mas não vamos nos resignar,vamos sim lutar pelo nosso país até que brevemente ele torne um CANTINHO ONDE DÁ GOSTO VIVER E PASSAR UMAS FÉRIAS…

    GOD bless us. We together, we win S.Tomé and principe…

  77. AntóniaQuintas

    22 de Fevereiro de 2013 as 17:10

    Ai vai a minha contribuição para desenvolvimento de STP

    Atitude do PR em exonerar a PGR sob proposta do PM é correta. Força PR. È necessário atitudes como estas independentemente de ser agradaveis ou não aos políticos para fazer avaçar o País.Falta-nos saber como que o governo fazer resolver o problemas dos taxos que tanta “guerra” intrapartidaria esta gerar. Não esqueçamos que os partidos que agora formam o governo, antes criticavam a partidarização da administração Pública. O governo tenciona nomear para ENAPORT um C.A. em que os seus membros já lá estiveram antes e certamente devem antes esclarecer ao povo seus eventuais envolvimentos nos casos como STP TRADING(5.000.000 de Dolares), AQUISIÇÃO DO FAMOSO NAVIO PRÍNCIPE(cujo o valor para seu pagamento foi feita uma transferencia da conta de Tesouro Público para conta da ENAPORT), e dai só Deus ou Diabo sabeo que aconteceu.
    Esteja alerta SR. PR, SR. PM. O povo conta convosco. VIVA DEMOCRACIA, VIVASTP, ABAIXO APROVEITADORES POLÍTICOS.

  78. Paulo.Portas

    22 de Fevereiro de 2013 as 17:55

    Puxa pá dama é feia pa caraças

  79. butauê

    24 de Fevereiro de 2013 as 4:35

    O actual governo tem que começar a governar o país e não governar apenas para mostrar e relatar os erros cometidos pelo anterior governo.Hánesta governação uma tentativa clara de substimar e adormecer os santomenses para poderem cometer erros gravíssimos adiando o país e as aspirações dos santomenses.
    Bem hajam

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo