Política

Guterres destaca cinco prioridades para parceria com continente africano

 PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU 

Secretário-geral falou na Conferência da União Africana em Adis Abeba, Etiópia; paz e segurança; mudança climática.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU participou neste domingo da 30ª Conferência da União Africana, em Adis Abeba, capital da Etiópia. António Guterres começou seu discurso afirmando que no último ano, as Nações Unidas entraram numa nova era de parceria com a União Africana, baseada nos princípios de direitos humanos e da boa governança.

António Guterres acredita que a África é uma das maiores forças para o bem do mundo. Na conferência, ele destacou cinco áreas onde a parceria precisa de reforço. Uma delas é no combate à ameaça da mudança climática.

Oportunidades

“Os países africanos contribuem muito pouco para o aquecimento global, mas são os que pagam o preço mais elevado. As alterações climáticas prejudicam os processos de desenvolvimento, têm implicações sérias em matéria de paz e de segurança e infelizmente estão a avançar mais rapidamente do que nós. Há sinais de esperança. Os mercados de carbono estão a crescer, há um amplo reconhecimento de que a economia verde proporciona oportunidades vantajosas, que devem ser disponibilizadas aos países africanos.”

Guterres explicou que é preciso “um enorme salto de financiamento e de investimentos para implementar o Acordo de Paris”. Ele destacou que os países desenvolvidos precisam cumprir o compromisso de mobilizar US$ 100 bilhões em financiamento climático por ano até 2020.

Paz & segurança

O chefe da ONU anunciou que convocará para setembro de 2019 uma Cimeira Climática, com o objetivo de “aumentar a ambição” neste campo.

Paz e segurança é outra área para o reforço da parceria, setor em que Guterres vê como essencial que se confronte as causas dos conflitos na raiz, além da prevenção por meio da diplomacia.

Sobre as missões de paz na ONU presentes no continente africano, ele disse ser insustentável que o número de soldados de paz mortos continue a aumentar e pede que as missões sejam mais fortes e seguras.

Migrantes

Desenvolvimento inclusivo deve ser outra área de prioridade para a África, com eliminação da pobreza e garantir educação de qualidade para todos. Para António Guterres, mulheres e jovens precisam liderar a agenda do desenvolvimento.

A quarta área para reforço da cooperação é migração, um “fenômeno global positivo”, segundo o secretário-geral, já que aumenta o crescimento econômico, reduz desigualdades e conecta sociedades diversas.

Ao mesmo tempo, Guterres condena o abuso e a exploração de migrantes e diz ser impossível aceitar novas formas de escravidão. Ele quer que os benefícios para a migração sejam ampliados, combatendo ao mesmo tempo abusos e preconceitos.

Corrupção

Corrupção é a outra área prioritária, sendo que este é inclusive o tema da Conferência da União Africana neste ano. O secretário-geral explica que a corrupção contribui para o tráfico de pessoas e de drogas e prejudica a vida selvagem.

Para combater a corrupção, a evasão fiscal e fluxos ilícitos de dinheiro, Guterres lembra ser essencial enormes compromissos em prol da transparência e da prestação de contas.

Ele afirma que juntos, União Africana e Nações Unidas podem acabar com o mal da corrupção e garantir que o dinheiro público seja utilizado onde realmente é preciso.

Notícias relacionadas:

Secretário-geral indica quatro prioridades para combater terrorismo em África

 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo