Política

Familiares do Coronel Óscar Sousa emitiram uma nota de esclarecimento urgente

Ex-ministro da Defesa e Ordem Interna, o coronel Óscar Aguiar Sacramento e Sousa foi exonerado das suas funções por um decreto do Presidente da República Evaristo Carvalho publicado na passada segunda feira, 16 de Agosto.

O decreto do Presidente da República, deu resposta à proposta de exoneração apresentada pelo Primeiro-ministro Jorge Bom Jesus. O chefe do governo justificou a sua proposta de exoneração do ministro da defesa e ordem interna, com o facto de o Coronel Óscar Sousa, «ter revelado, nos últimos dias, alguma incapacidade para o exercício pleno das suas funções…».

No entanto, antes da proposta de exoneração apresentada pelo Governo, no dia 13 de Agosto, o ainda Ministro da Defesa Óscar Sousa(na foto à esquerda), foi acusado pelo partido ADI, de tentativa de orquestração de uma intentona golpista, que alegadamente deveria ser executada no passado dia 8 de Agosto.

Após várias peripécias políticas e sociais, que culminaram com a transferência do ex-Ministro da Defesa e Ordem Interna para tratamento médico num hospital em Portugal, os familiares do coronel decidiram publicar no Téla Nón uma nota de esclarecimento urgente com 7 pontos:

A nota de esclarecimento urgente é assinada em nome dos familiares, pela esposa do coronel Óscar Sousa. O documento em formato PDF, pode ser consultado na íntegra –  Nota à Imprensa fv

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. FCL

    21 de Agosto de 2021 as 19:59

    melhoras coronel…
    a quem fala em queima de arquivos, tanta maldade

  2. Enerstino

    21 de Agosto de 2021 as 20:01

    Quando tínhamos as tropas ruandesas o pais era mais seguro

  3. Onório Almeida

    22 de Agosto de 2021 as 16:55

    Senhor Coronel Óscar Sousa, tendo em conta que a saúde e a vida são as coisas mais importantes para o ser humano, eu tomo a liberdade de desejar-lhe rápida recuperação e que ignore todas falácias que escrevem ou falam ao seu respeito.

  4. A Pátria

    22 de Agosto de 2021 as 20:43

    Lamento pela situação do estado de saúde do coronel. Desde já também desejo as melhoras. A situação não deveria chegar a este ponto se o governo da coligação tivesse descoberto antes o problema. Tinha que ser um partido da oposição fazer esse anúncio ao país diante de um crime tão grave? Afinal a ADI tinha razão. Onde anda o Jorge B.J?
    Se ele não fosse ministro da defesa, iria a Portugal sem prestar algum depoimento a justiça? Mas o primeiro ministro deve ficar calado perante este e outros problemas graves como o do shr Delfim Neves, para não ser derrubado. Mas se preparem porque o pior está para vir. Deixe o tempo passar e depois das eleições presidenciais com o Vila Nova a coisa vai dar uma reviravolta. Esse governo tem dias contados.
    O governo tem cometido erros atrás de
    erros.
    Estamos a viver num país sem futuro.
    Governantes corruptos, incompetentes, interesses pessoais a frente dos interesses do país, justiça politizada, introdução do clima de ódio na sociedade e negligência nas responsabilidades.
    Vão pagar caro.
    Um bem haja.

  5. Madiba

    23 de Agosto de 2021 as 9:20

    Seja lá o que aconteceu de facto, com o senhor coronel, só Deus sabe. E ele proverá. Verdade ou mentira. Que lhe dê vida e saúde.

  6. Pascoal+Carvalho

    23 de Agosto de 2021 as 13:32

    É penoso e de lamentar o aproveitar ou a tentativa de aproveitamento em praça pública de tudo quanto ao outro diz respeito.
    nisso, não se respeita nada nem ninguém, vindo depois reclamar esse mesmo respeito em causa própria.
    Votos de rápidas melhores ao cidadão em causa e muita força e coragem aos familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo