Sociedade

Estudantes são-tomenses no norte de Portugal, recebem apoio solidário do responsável da FAMA

O presidenam.jpgte da recém criada Fundação Aurélio Martins(FAMA),  que esteve de visita recentemente a Portugal, onde assinou um protocolo de Cooperação com a Câmara Municipal de Pombal, reuniu-se com os quarenta alunos estudantes santomenses que frequentam cursos técnico profissional no Município de Pombal, na zona norte de Portugal. O encontro, foi proposto pelos próprios estudantes.

Durante a sua estadia em Portugal, depois de ter assinado o protocolo de cooperação com a Câmara Municipal de Pombal, empresário e presidente da FAMA, encontrou-se com os estudantes são-tomenses. O encontro proposto pelos próprios estudantes, serviu para que os jovens pudessem dar ao conhecer alguns confrangimentos que os mesmos têm enfrentado desde que chegaram a Portugal.

Genaldo Monteiro, estudante de Electrónica Automação e Computadores desde Novembro de 2008, é um dos muitos casos de estudantes que se encontram numa situação de ilegalidade por terem viajado para Portugal sem o passaporte ordinário cujo período de permanência já expirou. Por isso, o Serviço de Migração e Fronteiras, SEF, tem mostrado dificuldades de varias ordens aos jovens estudantes que se encontram nesta situação.

Entretanto, fora desta situação relacionada com os passaportes de serviços, outros consideram que os cursos têm sido uma mais valia, por quanto, têm o mínimo, quer em termos de alimentação, transportes, alojamento e subsídios, mas este último, os estudantes suplicaram Aurélio Martins para servirem-lhes de porta-voz junto ao ministério de educação no sentido de reforçar um pouco mais os subsídios de estudo.

Denilze Montoia, estudante do segundo ano de Construção Civil, disse que não há motivos de queixa, tudo esta a correr bem, não têm falta de quase nada, a direcção da escola tudo e tem havido um bom relacionamento entre os estudantes de nacionalidades diferentes.

A estudante, considerou ainda, que a necessidade de haver no colectivo dos santomenses uma maior solidariedade para com os próximos colegas das ilhas que serão integrados brevemente.

A cultura santomense esta adormecida, por isso, segundo Denize Montoia, tudo tem sido feito na promoção da cultura santomense na referida Escola com a realização de uma semana cultural, semana esta, que é realizada anualmente.

No entanto, depois de ter auscultado os estudantes o responsável máximo da FAMA, deu garantias aos jovens que vai colocar essas preocupações as autoridades nacionais nomeadamente o Primeiro-Ministro Chefe do Governo,

Joaquim Rafael Branco, o ministro da Educação e Cultura, e o próprio embaixador de Portugal acreditado em S.Tomé e Príncipe, Fernando Machado. Com o diplomata português, Aurélio Martins proferiu que vai tentar encontrar uma forma concertada para que os estudantes bolseiros da sua fundação não venham se deparar com a crise da não concessão dos vistos, já que nos últimos anos, dezenas de jovens santomenses têm deparado com problemas burocráticos junto desta instituição diplomática no País.

Dos 240 euros de mensalidade que cada um dos estudantes recebe da Escola, serve apenas para custear o pagamento da moradia, enquanto que para alimentação e o transporte os estudantes circulam livremente, por isso, os jovens esperam que o ministério da Educação possa reforçar um pouco mais o subsídio que recebem.

O Téla Nón, apurou que a Direcção da Escola tem feito todos os esforços possíveis junto a SEF para tentar resolver estas situações.

Entretanto, o certo é que a direcção da ETAP, deu notas positivas em termos de aproveitamento e assimilação dos estudantes santomenses, apesar do facto de muitos deles terem ingressado na escola tardiamente.

Uma coisa é certa, se nada for feito o quanto é tempo, segundo ao que apurou o Téla Nón, caso o problema dos estudantes que entraram em Portugal com passaporte de serviço, não for resolvido os mesmos, poderão vir a ser repatriados.

De salientar que, o empresário Aurélio Martins está radicado em Angola a mais de duas décadas, é deputado a Assembleia Nacional pela bancada do MLSTP/PSD, eleito pelo círculo eleitoral de Lobata,

Jasí Ramos-Portugal

Recentemente

Topo