Sociedade

Centro de formação profissional de Budo – Budo já preparou 3500 pessoas para o mercado de emprego

Criado há 8 anos o centro de formação profissional localizado no bairro de Budo-Budo, arredores da capital – São Tomé, colocou esta semana mais 310 profissionais no mercado. O curso em diversas áreas de actividade profissional inclui também apoio a criação de pequenos negócios.

Gestores de espaços verdes, artesãos, electricistas, carpinteiros, marceneiros, canalizadores, etc, etc, são as áreas profissionais que o centro de formação profissional de Budo-Budo tem preparado milhares de jovens são-tomenses.

Esta semana mais 310 novos formandos receberam o certificado de formação. O governo considera o centro financiado pela cooperação portuguesa como parceiro importante no programa de luta contra a pobreza.

Nos últimos 8 anos, o centro deu capacidade profissional a cerca de 3500 são-tomenses. Alexandre Rosa, Vice-presidente do Instituto de Formação Profissional e emprego de Portugal, manifestou-se orgulhoso com o trabalho que está a ser feito no centro de formação profissional de Budo-Budo.

Para preparar milhares de São-tomenses para o mercado de emprego a cooperação portuguesa, já investiu cerca de 2 milhões e 500 mil euros. Criação de pequenos negócios é outra valência do centro de formação profissional de Budo-Budo.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. Zumbakuê

    23 de Outubro de 2010 as 14:39

    É de louvar o trabalho do centro de formação. STP

  2. rapaz de riboque

    23 de Outubro de 2010 as 18:27

    agora é ter tarbalho para estes jovens forma-los e nao emprega-los o que vale

  3. BLAGA PENA

    24 de Outubro de 2010 as 7:11

    O Centro de Formaçao Profissional Budo Budo é um sector importante e de grande significado para o desenvolvimento do país.
    É de agradecer essa iniciativa

  4. Edson

    24 de Outubro de 2010 as 12:29

    De facto, este centro de formação tem vindo a contribuir imensamente na formação de recursos humanos. Instituições como esta, deve receber um apoio incondicional do governo para sua continuação.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo