Sociedade

INAC: Obra da pista que Patrice e Varela anunciaram não arrancou

Eneias Santos, Presidente do Conselho de Administração do INAC-Instituto Nacional da Aviação Civil, em entrevista à imprensa livre, e a margem do workshop em alusão ao dia internacional da aviação civil, esclareceu o conto do vigário, à volta do início para este ano das obras de alargamento da pista do aeroporto internacional. « O que eu ouvi da parte do próprio governo é que havia uma perspectiva. Acredito que ela não terá efectivado porque já estamos no final do ano», afirmou o Presidente do INAC.

Em Março passado o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Afonso Varela, garantiu numa reunião com a comunidade internacional que as obras de alargamento da pista do aeroporto internacional seriam lançadas no primeiro semestre de 2017.

Em Abril, o Primeiro Ministro Patrice Trovoada no regresso da visita a República Popular da China, anunciou que « o aeroporto vai acontecer. O aeroporto é uma prioridade para arrancar ainda este ano».

Em Dezembro de 2017, o Presidente do INAC, garante que não existe nenhuma obra em curso no espaço aeroportuário com vista ao alargamento da pista. « Haverá muitos factores que condicionam isto. Somos um Estado muito depende de outros Estados. Tive conhecimento que mesmo na preparação de todo o dossier, há várias situações que tem que ser ultrapassadas, e acredito que isso pode ter condicionado esta situação», pontuou Eneias Santos.

O leitor deve ouvir as declarações do Presidente do INAC :

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. Joao Carlos

    19 de Dezembro de 2017 as 8:08

    Parabéns ao Tela Nón, pelo brilhante trabalho que faz ao trazer estas questões…. Enquanto o Primeiro Ministro se diverte com o escândalo entorno da cervejeira Rosema, a verdade é que ele ainda não justificou aos são-tomenses porque razão as obras do aeroporto não tiveram lugar como prometido. Esta evidenciado que este Primeiro Ministro e o Governo em geral nãoo têm soluções para o País, por isso devem ser julgados nas eleições do próximo ano….

  2. Pedro Costa

    19 de Dezembro de 2017 as 14:33

    Em torno de tudo quanto se anunciam neste país, nada se faz. Foi a central fotovoltaico, foram as barragens (que o país deveria ter pelo menos uma), foi o porto das águas profundas, foi o hospital de referência (este país devia ter algo melhor que o que temos actualmente), etc, etc.
    Como podemos apostar no turismo que seria uma mais valia? É difícil! Neste país nada se faz de jeito; vai-se atamacando as coisas e o povo contenta-se com o mínimo dos mínimos (chafariz e ruelas).
    Com muita pena minha, mas este país não vai lá.

    • Camblá!

      20 de Dezembro de 2017 as 10:26

      Não é? E ainda ficam as dúvidas se não há já empréstimos feitos para essas obras. E se for, onde para o dinheiro?

  3. Martelo da Justiça

    19 de Dezembro de 2017 as 19:13

    O Pais não tem dirigentes credíveis porque eles não são sérios. Desta forma, acham que alguém vai conceder financiamento a São Tomé e Príncipe para projetos desta envergadura como Aeroporto e Porto de aguas profundas? È melhor esperar sentado para não cair. Quando pararmos de optar pelo dinheiro em vez de eleger personalidades impolutas para governar o Pais, verão que tudo vai correr bem. Alguém defendia que o Patrice Trovoada faz bem em viajar constantemente para conseguir financiamento para o Pais. Isto foi me dito há 2 anos. Eu dizia a esse meu amigo que não é necessário sobretudo hoje que temos todos os meios de comunicação necessários para o efeito. O que se passa é que esse Senhor tem o vicio de viajar. Que ele viaja por sua conta, ninguém tem nada a ver com isso. Mas viajar constantemente a nossa custa é que não pode ser. Hoje esse meu amigo dá-me razão. De tanta viajem não se vê nada de nada. Este Senhor é um autentico manipulador. Com não bastasse o banho que andou a dar as pessoas para comprar as suas consciências, as mentiras as promessas falsas e ganhou as eleições, interferiu nas instituições eleitorais para que tivesse na Presidência um Pau Mandado que está lá para fazer figura de decoração. Agora com o poder de dinheiro, decidiu também interferir na vida do maior Partido da oposição com vista a enfraquece-lo tendo em vista as próximas eleições. Decididamente estamos perante um ilusionista e malfeitor que está no poder para se enriquecer e resolver os seus problemas. De contrario é o que se vê. A constante degradação e empobrecimento da população. A questão que se coloca é a seguinte: Até quando essa desgraça?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo