Sociedade

Covid-19 : Para já está afastado o risco da penúria se instalar em STP

Os comerciantes e as agências de transitários que operam em São Tomé e Príncipe, foram convocados pelo governo nesta semana, para uma reunião de análise da situação do stock de produtos alimentares no mercado nacional.

As firmas comerciais tranquilizaram o governo e o país, de que não há motivos para pânico. O stock dos produtos alimentares está assegurado, e as agências de transitários garantiram que novo carregamento de comida e outros bens e serviços, chega a São Tomé já no próximo mês de Abril.

«Deixar uma mensagem de tranquilidade para o povo de São Tomé. Temos neste momento um navio a operar no porto de Leixões e que irá sair de Portugal no dia 2 e chegará a São Tomé no final do mês de Abril, transporta cerca de 185 contentores e a maioria da carga é alimentar», declarou, o representante de uma das empresas de transitários.

São Tomé e Príncipe depende em mais de 85% da importação de bens e serviços, para satisfazer as necessidades da sua população. A maioria da importação é feita a partir do mercado português.

O Governo através do secretário de Estado do Comércio, prometeu sancionar os cidadãos ou grupos económicos que tentarem açambarcar os produtos no mercado, para promover a especulação dos preços.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. A a Z

    21 de Março de 2020 as 20:27

    Olho aberto e mão bem pesada com os açambarcadores. Uma linha aberta para denunciar essa espécie daninha. Punir severamente seja quem for que tente tirar proveito desta situação para encher os bolsos. Obrigado.

  2. Filho da terra

    21 de Março de 2020 as 20:33

    Quando é que o governo abre uma linha telefónica sobre o Covid-19? Quem quiser obter ou dar uma informação para onde deve ligar? Obrigado.

  3. Manuel do Rosario

    22 de Março de 2020 as 14:34

    Ummmmmm é bem melhor prevenir. Esta pandemia tem repercussões por vários meses para não referir anos. Aconselho a intensificar no plantio de matabala, mandioca, bananeira, batateira, milho entre outros produtos que a nossa terra bem reproduz. De salientar há variedades de batateiras que em menos de dois meses estão produzidas. Mas para isso a chuva terá q fazer a sua parte.

  4. Vanplega

    23 de Março de 2020 as 2:33

    Agora, sonos todos iguais. Tanto ricos como pobres, estao em casa, resguardado do virus Crovid-19.
    Todos em pes de igualidades.

    Aonde esta esse carrao, que so o Rico pode comprar? Guardado na garagem, barcos de recreios, as grandes festas com senhores, nao ha, nao pode dar, se der ainda vao presos.

    Este crovid-19, veio mudar tudo isto. Veio ensinar os povos que nao somos nada.
    Quem diria que o estado punha todo mundo em casa e dar de comer e beber, sem trabalhar. Este virus, mudou todo por ai fora

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo