Sociedade

Suspeitas de Assassinato nas Instalações da Polícia Judiciária de STP

MANIFESTO SOCIAL Nº3/2021

Há muito que em São Tomé e Príncipe a população vem clamando pela justiça e o fim da impunidade de alegados crimes cometidos pelas autoridades policiais por suposto abuso de autoridade e excesso de zelo. O mais recente acontecimento deste género é datado de 26 de Março de 2021.

Um Cidadão que esteve foragido há mais de dois meses por golpear gravemente a sua companheira com uma catana, entregou-se voluntariamente nos Serviços Prisionais e de Reinserção Social. Entretanto, menos de três horas depois de se proceder a transferência do suspeito para a Polícia Judiciária surgira a notícia de que este viria a falecer.

Tendo em conta as críticas e comentários que este assunto tem vindo a suscitar por parte dos cidadãos são-tomenses, tanto no interior do país, como na diáspora, o Observatório Transparência STP, num exercício do ato de cidadania, junta a sua voz às daqueles que têm manifestado as suas dúvidas, questões e indignação sobre este caso. São Tomé, 30 de Março de 2021.

Observatório Transparência STP + transparencia > efectividade

VEJA O VÍDEO : 

    12 comentários

12 comentários

  1. SANTOMÉ CU PLIXIMPE

    1 de Abril de 2021 as 6:51

    Muito bem. O caso do ILISIO TEIXEIRA tb deve ser esclarecido…..o povo agradece

  2. Santo

    1 de Abril de 2021 as 8:16

    Quando ele golpeou a mulher com golpes da catana e que deixou-a inutilizada, porquê que não fizeram manifestação?

    • Vanplega

      1 de Abril de 2021 as 15:48

      Ès burro ou quer fazer-nos todos de burro?

      Jà que ele entregou cabia a justiça( tribunais) ñ a PJ de matar o cidadāo.
      E achas que fizeram justiça ou colocaram a instituiçāo em causa.

      Senhora Ministra da Justiça, em quanto decorre a investigaçào suspende esses senhores. Todos envolvidos devem ser suspensos das suas actividades, passam todos envolvidos a civil, sem direitos a armas de fogo.

      Para bem da sociedade

  3. Povinho

    1 de Abril de 2021 as 10:26

    Santo, o manifesto não é contra o crime do delinquente e sim a incompetência e a falta de professionalismo por parte da PJ. Foi necessário deter os seus familiares para capturar o criminoso? Em que sistema a PJ funciona? São Tomé é tão grande que não se consegue deter um infractor? Por outro lado, se conseguiram capturá-lo, a lei consente em tirar a vida ao infractor? É de lamentar e repudiar a agressão bárbara do jovem, mas nós temos a justiça. O shr África jà pensa que é o dono da PJ. Agora deve ser levado a justiça. Ninguém pode estar a cima da lei.

  4. adalberto correia

    1 de Abril de 2021 as 10:57

    Estes senhores Jerónimo Moniz e Nilton Medeiros querem confundir a opinião pública com imagens de Andim Média.
    DE :
    00:00-3:19 Imagens de assassinatos durante a Governação de Ex Primeiro-ministro Patrice Trovoada.
    Muito embora em falta as imagens do assassinato a queima roupa com bala de pistola de guerra MAKAROF em que morreu um jovem pelas mãos sanguinárias de ELÍSIO TEXEIRA, enquanto ministro da justiça do ADI.

  5. Matrusso

    1 de Abril de 2021 as 12:33

    Lady.
    Um criminoso protegido.
    1* Crime
    Com fio de catana descascou a cerebro da sua parceira, pondo todo meolo a vista do mundo.
    2* Crime pôs se em fuga foragindo se da justiça
    Agora analtecido por entregar se e morrer ou ser morto com provavel paulada sei la de quė na cabeça.
    Francamente.

  6. Sem assunto

    1 de Abril de 2021 as 16:49

    Ok! Esta tudo bem explícito.
    O que fez o tal Lady, alvejar intencionalmente uma pessoa com a catana com intuito de a tirar vida, não é nada, aliás é aceitável e aplaudido por todos.
    A sua morte em investigação, esta sim deve ser matéria de repudio e alarme por parte de todos, francamente!
    Vão passear.

  7. Sem assunto

    1 de Abril de 2021 as 17:00

    A pergunta número 1 é 2 são nulas, não nos atire areia aos olhos Observatório transparência.
    O que se sabe é de que haverá dois inquéritos sendo o da sanção disciplinar aberto pela Administração Públicas e criminal aberto pela Procuradoria Geral da República, em momento nenhum foi-mencionando inquérito interno, ou seja da PJ.
    Deixem de aldrabices, charlatões.

  8. Seabra

    1 de Abril de 2021 as 21:37

    A PJ deve ser PROFUNDAMENTE remodelada porque há muitos bandidos, vadios, criminosos INFILTRADOS que são cúmplices com os assassinos etc.
    O caso do atroz assassinato do economista Jorge Santos, ainda não foi JUSTICIADO por causa da NEGLIGÊNCIA e/ou proteção dos agentes da PJ…eles recuperaram todos os elementos no domicílio do malogrado onde teve lugar o crime. A empregada de casa do falecido, MARLENE, que esteve presente como participante durante o ato violento de assassinato não foi julgada e condenada assim como os bárbaros que massacraram o Jorge Santos até tirá-lo a vida.
    O inquérito privado está a avançar muito bem e muitas cabeças da PJ vão cair de vez. Quem vivra verá!

  9. Lima

    3 de Abril de 2021 as 0:20

    Pois é senhores do observatorio,tudo bem.Palavras bonitas ,recordacoes das leis.Mas pergunto-lhes quando é que os senhores vao comecar a explicar tambem a esse povo que nao pode e nem deve teansformar esse pais num pais onde ele é que faze as suas leis ,roubando,violando,assassinando sem ter em conta que justamente nesse pais ha leis e que as pessoas nao devem cometer o crime, o roubo, a violacao de jovens utilisando garafas, voolacao de criancas sem serem punidos.Os senhores mostraram o que esse individio fez?Ele cometeu uma grande barbaridade.Ja pensaram nos familhares dessa senhora?Voces pensaram nos filhos?Entao por favor quando comecarem a educar essa gente e que eles cumpram as leis entao pode-se por em causa o que aconteceu na pj.Os senhores devem reparar que hoje ninguem respeita as autoridades nem as leis naquela terra.Mais aonde estamos?Numa republica das bananeiras?Essa anarquia tem que parar.Talvez so quando de facto forem presos e mesmo mortos saberao que nao podem continuar a fazer aquilo que fazem.Esta-se a reparar as ruas mete-se o sentido interdito,mas o que acontece os motoqueiros passam na mesma,os automoveis passam na mesma retirando o sinal que foi colocado.Mas pensam que isso deve ser?Voces que possuem esse orgao de comunicacao é vosso dever de cidadao dar informacoes educativas para sensibilizar esse povo que infilizmente nao possui grandes conhecimentos ou nao querem prepositadamente respeitar as coisas.Eu nao quero com tudo isso dizer que a morte desse individio nao deve ser punido,mas nao precisa tudo o que voces foram buscar para dizer como, se ele so tivesse matado uma galinha que estava atravessando a estrada.Nao foi isso.Ele cometeu crime grave mesmo se a senhora felizmente nao morreu.Voces que andam na Europa toda, acham que de uma maneira geral o que acontece nesse pais de cerca de 200000 pessoas é normal?Porque razao o observatorio nao fez a mesma coisa com aquilo que ele cometeu?
    Facam conferencias,vao as escolas expicar os jovens dessa terra o que é respeitar o outro,respeitar as leis,respeitar os polocias.Uma vez assisti no servico de imigracao e fronteiras um homem ir ter com a sua mulher fardada porque a mesma trabalha naquela adiministracao e dar uma chapada na mulher logo de manha.Isso é normal?Para alem de ela ser uma mulher ele nem repeitou o facto de ela estar fardada naquele momento e por seguinte estava a representar a lei.Por favor senhores da mass media, voces teem um grande poder entao utilisem-o para por esse pais mais direito,mais educado,mais respeitoso.
    Vamos tentar fazer o que existe de melhor nesses paises todos onde voces andam e nao tomar so maos exemplos.E tambem da vossa responsabilidade o.bom andar dessa terra.
    Coragem,expliquem bem ao povo o que é a democracia.

  10. Arlindo Fernandes

    5 de Abril de 2021 as 9:17

    Sou um homem pacífico. Não sou a favor de mortes. No entanto é bom reflectir não só sobre o que esse jovem de apenas 23 anos fez, mas também, o que ele vinha fazendo. Quantas pessoas que gostaríamos que esse jovem mutilasse ou matasse? Se com 23 anos ele fez das suas, estaríamos a defender que ele deveria continuar vivo para continuar a executar as suas barbaridades? Aqueles que defendem a conduta desse criminoso certamente o fazem porque não aconteceu com seus familiares ou são iguais a ele. Esse jovem foi um cara juramentado de morte, por isso tinha que morrer. Como? não sei. A nação toda estava em risco e com medo. Todos que cometem crimes desta natureza ( premeditado e cruel) deveriam ter o mesmo fim.

    • Seabra

      8 de Abril de 2021 as 17:50

      Existe PENA DE MORTE na constituição da lei de STP, senhor Arlindo Fernandes? Neste caso trata-se de assassinato e não de condenação a pena de morte depois de um eventual julgamento .
      Pergunto, será que cada um de nós vamos fazer a justiça por nós mesmos? Para que serve a PJ, os Tribunais…os serviços da justiça?
      Neste caso os assassinos que torturaram o nosso Jorge Santos( Marlene, o caveiro do cemitério e os mandários deste assassinato),já os teriámos eliminados porque até então( 3 anos em junho 2021) não houve justiça visto que a PJ tem abafado o caso para proteger os criminosos ou até mesmo por alguns deles fazerem parte dos participantes, pois que há muitos delinquentes neste serviço.
      A PJ precisa de ser destruída e re’construir,selecionar com rigor os novos agentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo