Livro de poesia de Conceição Lima com tiragem de 32 mil exemplares no Brasil

O livro ‘’A Dolorosa Raiz do Micondó’, da autoria da poetisa e jornalista Conceição Lima foi lançado pelo Ministério da Educação do Brasil com uma tiragem de 32 mil exemplares.

A colectânea de poesia, que é o segundo livro da escritora são-tomense, foi publicada no âmbito do PNBE, Programa Nacional de Bibliotecas Escolares do Brasil, o que dá uma grande visibilidade e expansão à obra. Editado no Brasil pela editora Geração Editorial, a obra foi seleccionada para o PNBE num conjunto de mais de 400 títulos.
Micondo-1-280x429Em declarações ao Téla Nón, Conceição Lima disse estar muito feliz pelo reconhecimento da sua obra e pela projecção que isso representa da literatura são-tomense. «Saber que contribuo para elevar o nome e a cultura de São Tomé e Príncipe é muito gratificante e deixa-me realmente muito feliz», afirmou. ’

Pelo que o Téla Nón apurou a obra em causa tem sido objecto de teses de licenciatura, mestrado e doutoramento no Brasil e também em Portugal e em França.

São Lima que publicou três livros pela Editorial Caminho, de Lisboa, é o nome mais traduzido da literatura são-tomense, nomeadamente nas línguas alemã, árabe, francesa, italiana,  galega, espanhola, inglesa, servo-croata, turca e shona.

Em 2010, ‘’A Dolorosa Raiz do Micondó’’de São Lima, foitraduzido para o alemão pela  editora Delta de Estugarda em edição bilingue juntamente com ‘’O Útero da Casa’’, o seu livro de estreia.

Foi igualmente traduzido para o espanhol, pela editora Baile del Sol, de Espanha em 2009 e pela editora Perro y Rana, da Venezuela em 2013. Uma edição bilingue em italiano pela editora House Kolibris está em fase de publicação.

Ainda no Brasil, sabe o Té Nón, que a editora Leya Brasil adquiriu os direitos do terceiro livro de Conceição Lima,’’O País de Akendenguê’’, que se candidatou ao PNBE para 2015.

Mais conhecida por São de Deus Lima, a escritora é jornalista de profissão, pertencendo aos quadros da TVS – Televisão São-tomense.

Em São Tomé, trabalhou e exerceu cargos de direcção na imprensa escrita, na Rádio Nacional e na Televisão.

Foi correspondente da ANOP, actual agência Lusa de Portugal, do diário Público de Lisboa e da Rádio France Internacional. Durante 14 anos, foi jornalista e produtora dos Serviços de Língua Portuguesa da BBC, baseada em Londres.

Conceição Lima é licenciada em Estudos Africanos, Portugueses e Brasileiros pelo King’s College de Londres e possui o grau de Mestre em Estudos Africanos pela School of Oriental and African Studies, SOAS, de Londres, com especialização em Governos e Políticas em África.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Juca Valentim Responder

    São de Deus Lima,

    muito obrigado por ser santomense.

  2. img
    Maya Responder

    Siga sempre em frente, São!

  3. img
    Blaga-pena Responder

    Antes se tudo, deixo as minha felicitações à São Deus Lima. De igual modo fica aqui os meus parabéns à S. Tomé e Príncipe por ter tido a sorte de ver nascer nestas ilhas uma santomense deste fenomenal calibre – Um Génio, que contribui para promover o país além-fronteira. Tenho pena q entre os santomenses continue existindo uma ou outra individualidade q persiste em menosprezar marginalizar e abater, na ignorância total dos factos. Mas, como DEUS É GRANDE, a inteligência vence sempre a força e o abuso do poder, pois o q se tenta ignorar por capricho internamente é fortemente valorizado externamente pelos sábios. São Lima, mereces todo o carinho do povo santomense

  4. img
    Tchuka Responder

    Parabéns à jornalista e escritora, pelos lindos poemas. Bôa continuaçao, saùde!
    Aproveito do espaço, para desejar um FELIZ ANIVERSARIO AO Gabriel da Costa, que hoje completou os seus 60 anos de vida…viva velhinho, velhinho, velhinho, como saùde, amor, paz e muita alegria. Bençaos abundantes, caro amigo!
    Da malta da GB

  5. img
    Elsa de Noronha Responder

    São Tomé e Príncipe precisa de filhas e filhos que o projectem, que valorizem os seus melhores compatriotas e se orgulhem daquilo que temos de bom. Deixarmos de ser pequenos e invejosos.

  6. img
    Gente daqui Responder

    Bem-hajas, SAO.

    Bem-haja S. TOME E PRINCIPE

  7. img
    Doutor Chagas Responder

    Portanto esta tiragem do livro da São no Brasil deve corresponder às tiragens de todos os autores santomenses contemporâneos juntos. Ou talvez até ultrapasse…isso é obra, sim senhor.

    PARABÉNS DRA SÃO!

  8. img
    Gerhard Seibert Responder

    Que excelente notícia para São Tomé e Príncipe. Muitos parabéns à São Deus Lima por este grande sucesso. De facto, já vi várias vezes os seus livros nas livrarias cá no Brasil.

  9. img
    Liesbeth Vandekerckhove Responder

    Querida gente em Sao Tome e Principe,

    ate no outro lado do mundo, na Australia, ha gente feliz em ouvir esta noticia fabulosa.
    Sera que Deus existe mesmo? Ao menos ha uma em STP. :)
    Grande exemplo para a juventude do vosso pais.
    (Lamento a ausencia de acentos no meu teclado australiano)

    Com muito carinho para o vosso povo, e uma familia em particular,

    Liesbeth Vandekerckhove

  10. img
    Blaga-pena Responder

    Na sequencia do meu precedente comentário, aproveitaria para desejar coragem e muita calma, pois soube q os senhores, Patrice Trovoada e Afonso Varela (autênticos LOBOS disfarçados em CORDEIROS) acabaram com o programa ” CARTA NA MESA”, q o povo tanto aprecia. Não era de esperar outra coisa desses Patifes senão esse tipo de atitude de autentica EXCLUSÂO de todos aqueles q tentam informar com a verdade ao povo! Fizeram isso no XIV governo, não se podia esperar outra coisa no VXI. São como os TOUROS, pois varrem tudo q esteja pela frente. Ainda bem q DEUS é GRANDE.

  11. img
    Eusebio Neto Responder

    Querida São Deus Lima, como já disse alguém, “OBRIGADO POR SERES SANTOMENSE” . E de compatriotas como tu que eu e o povo santomense precisamos. Vida longa e saudável são os meus maiores desejos. Feliz Natal e prospero 2015 com mais obras tuas para o bem de S. Tome e Príncipe.

  12. img
    Munõz Responder

    Querida São

    Quando se fala de intelectuais santomenses, tu sim deverias ser considerada “a melhor de todos os tempos”, mas não precisas de te catalogar como a melhor, porque o teu trabalho está à vista, o reconhecimento também. Tu és sem dúvida alguém que nos orgulha, tu és no seio de tanta mediocridade que nos assola uma pessoa seguramente iluminada.

    Nem o Patrice, nem o Varela te conseguirão calar, terão que levar contigo, porque sabem o poder e a força que têm as tuas palavras, as tuas opiniões, as palavras que consegues usar como ninguém em STP.
    És uma vencedora. És o nosso orgulho, és o orgulho de STP

Deixe um comentario

*