Desporto

Crise na selecção nacional de futebol

Os jogadores, recusam entrar em estágio para o jogo da próxima quarta – feira frente a Serra – Leoa, enquanto a Federação de Futebol ou o Governo não pagar um subsídio simbólico a favor das suas famílias.

Depois da euforia, que marcou a primeira vitória de São Tomé e Príncipe numa eliminatória de futebol, para competição internacional, frente ao Lesoto, os jogadores nacionais, estão desmotivados para o jogo com a Serra Leoa, previsto para 29 de Fevereiro, referente a eliminatória para o CAN-2013.

Descontentes com a falta de condições logísticas, os jogadores recusam integrar o Estágio que deveria começar na última quarta – feira. Exigem um subsídio simbólico para garantir pão às suas famílias enquanto decorre o estágio.

Derilson Afonso, vulgo Avô, defesa central e capitão da selecção nacional, explica a situação. «Esta é a selecção do país, daí que esta situação tem a ver também com o Governo. A Federação disse-nos numa reunião que não tem condições para financiar mais esta campanha para o CAN – 2013», referiu.

O pagamento de um subsídio aos jogadores em estágio, é a principal reivindicação. «Estamos a colaborar com a federação, treinando e estava previsto a entrada em estágio na última quarta – feira. Nós decidimos não entrar no Estágio até a resolução do problema. Todos temos família. Para entrar no estágio temos que deixar alguma estabilidade na nossa casa. É o mesmo que acontece quando um dirigente viaja. Ele não viaja para deixar a sua família de mãos a banar», precisou o capitão da selecção nacional.

Derilson Afonso, prosseguiu: «No estágio fico com barriga cheia. E a minha família em casa como fica. Os jogadores devem estar aqui concentrados. Estamos aqui a deus dará», reforçou.

Os jogadores contestam ainda o facto das equipas técnica e médica da selecção nacional terem já recebido valores superiores a 11 milhões de dobras, como estímulo pelos resultados alcançados nos últimos jogos. Referem que os dirigentes da Federação de Futebol recebem subsídios ou salários mensais, enquanto os jogadores transpiram dentro das quatro linhas, sem receber uma compensação em fase de Estágio para as suas famílias.

Apesar da crise aberta, o seleccionador nacional, Gustavo Clemente, garante que «a moral e o empenho dos jogadores continuam em alta, e espero que possamos ultrapassar esta situação que é comprometedora», declarou o seleccionador nacional.

Por sua vez a Federação de Futebol, que anualmente recebe 250 mil dólares da FIFA, diz que o valor não está indicado para financiar directamente a equipa nacional de Futebol.

Contactado pelo Téla Nón, o Secretário de Estado da Juventude e Desportos Abnildo d´Oliveira, disse que para já, não se pronuncia sobre o assunto, porque a Federação de Futebol tem autonomia financeira e administrativa.

Abel Veiga

    33 comentários

33 comentários

  1. Pedro Cravid

    23 de Fevereiro de 2012 as 15:28

    Ficam em casa manda parar lá os politicos irem representar o país jogando a bola,o capitão disse e disse bem”no estagios têm barriga cheia e em casa como será?..”em STP os jogadores não são profissionais por isto os governantes deve assumir as responsábilidades.Estimulem os jogadores não basta estar apresentar nas alturas das glórias.

  2. Espirito Santo

    23 de Fevereiro de 2012 as 15:37

    Tudo agora é politiquice, tudo agora é televisão e a FSF em vez de resolver o problena dentro da instituição também veio a praça publica falar. è assim o nosso país.

  3. Baga Tela

    23 de Fevereiro de 2012 as 16:35

    Quando Pachire entrou FSF eu fiquei convicto de que o nosso futebol iria melhorar. O último resultado da nossa seleção fez-me acreditar que o trabalho de grupo estava a ser feito.

  4. Engenheiro( LISBOA)

    23 de Fevereiro de 2012 as 17:07

    Têm razão!!! Uns trabalham e sacrificam e outros enchem a barriga fora das quatro linhas??? É no mínimo uma grande falta de consciência e um atrevimento e falta de respeito aos jogadores e amor por aquilo que é nacional e ainda mais, se eu bem me lembro a selecçaõ nunca chegou tão longe.
    IMPIEDOSOS!!!

  5. Sara Cardoso

    23 de Fevereiro de 2012 as 17:28

    Esta não entendi: se a Federação de Futebol recebe anualmente 250 mil dólares da FIFA, como é que esse valo não pode estar indicado para financiar a selecção nacional de futebol?
    Se o país almeja e sonha participar em grandes competições internacionais tem que ter condições para tal, não é só querer.

  6. rapaz de riboque

    23 de Fevereiro de 2012 as 18:20

    que grande novidade tanta euforia sem ganharem nada já se previa que o xixi ia subir a cabeça deles comtantafome comoé que um bom atleta pode alimentar sóde fruta, banana e peixe deixem de conversas vamos trabalhar as roças ainda há pessoas que festejaram uma simples vitopia como tivessem sido campeões do mundo

  7. conterrâneo

    23 de Fevereiro de 2012 as 18:44

    Pagam ao rapazes pelo menos 500 euros cada um.
    Feita as contas, se forem 22 jogadores selecionados, isso rondará cerca de 12 mil euros.

    É o que um dirigente leva quando viaja para 3 semanas.

    Queremos futebol ou não?

  8. N.C

    23 de Fevereiro de 2012 as 20:33

    Africa e tudo igual.Os dirigentes africano nunca pensam em prol do colectivo.Recentemente aconteceu o mesmo com a selecao angolana.Como querem que a seleccao consiga resultados dentro do campo,quando nao criem condicoes logisticas e finacieras para acompanhar essa aspiracao?Como e possivel a federacao recer um plafon de 250 mil dolares e este nao benefeciar a selecao nacional?Sera que essa federecao presta as contas e apresenta relatorios?

  9. zé cabra

    23 de Fevereiro de 2012 as 20:55

    credo meu Deus que gente é essa não ha nada nesta terra que comece e acaba em paz tudo acaba em confusão em em criticas,em invejidade. em feitiçaria,poça há remédio nunca mais se entendem , mas é em tudo como se diz quem não tem vergonha todo mundo é seu é assim que vive o meu povo já nasceram sem vergonha e nunca vão a ter

  10. Socorro

    23 de Fevereiro de 2012 as 22:29

    Nem sei se um Chefe de Estado Maior das Forças Armadas de um país dito “sério” devia ser presidente duma federação de futebol.
    Mas enfim, estamos a falar duma novela chamada S.Tomé e Príncipe.

  11. credo

    23 de Fevereiro de 2012 as 23:41

    eu entendo a posição do avô mais isso não é novidades pra ninguem, falam em 250 mil dólares isso não é nada pra a FSF, acho que tamos a passar por uma boa fase agora não é momento pra isso, e digo mais em qualquer seleção do mundo os jogadores jogão por amor a camisola tudo bem que as condições são outra mais o que um jogador cer é representar o seu pais.pesso disculpas ao avô mais acho que ele precisa de imformar melhor, a FSF os 250 mil dólares não é só pra a seleção mais sim pra todas as modalidades despotivas de s.tomé e príncipe, joga por amor a camisola que passo a passo com trabalho e resultados vais ter premio que é aquilo que um jogador pode receber da seleção o resto é treta ya .

  12. credo

    23 de Fevereiro de 2012 as 23:55

    e desde já lanço um apelo a téla nón no sentido de juntos angariamos tonativos pra ajudar os familiares dos jogadores da nossa seleção é tudo da minha parte e que parem de por culpa no governo por tudo e por nada, o fotubol é tão lindo pra se mesturar com politica.

  13. Anca

    24 de Fevereiro de 2012 as 1:05

    Existem dois objectivos, que tanto o país(população/território), as autoridades competentes, os atletas, a sociedade civil organizada, bem como os cidadãos, jamais devemos perder;

    1º- A selecção de futebol subiu no Rankink da FIFA;

    As Autoridades competentes, a sociedade civil organizada, aos cidadãos SãoTomenses;

    Desperdiçar a oportunidade, o esforço e investimento feito até então, enquanto país(território/população/poder-autoridades competentes), significa “burrice” desperdícios de tempo e dinheiro, falta de ambição e visão para o desenvolvimento do desporto nacional, tanto para a Federação, para os atletas, bem como, para a própria sociedade civil Sãotomense no geral;

    Pois que constitui, modo de ser estar e fazer, de pequenez, mesquinho, fechado, pouco ambicioso.

    Pois que em cada meta, deve estar subjacente um objectivo,

    Em cada objectivo, um esforço conjunto de todos,

    Pois que cada esforço, tem sabor a conquista, à vitória.

    Isso traduz, ao longo do tempo em investimento, para o desenvolvimento e modernização que se quer sustentável a nível do desporto nacional – nesse caso o futebol nacional.

    Pois que com atitudes e intrigas mesquinhices, falta de visão e pouca ambição, poderá, constituir desperdícios de investimento para, futebol SãoTomense, bem como no desporto nacional, pelas instituições internacionais, bem como nacionais, que com estas atitudes, mostramos ao mundo, de desleixo, da sociedade SãoTomense, pela sua selecção de futebol.

    Façamos se necessário uma contribuição nacional, uma campanha de forma a angariara apoios nacionais internacionais, para apoiar a nossa selecção nacional, pois todos saímos a ganhar, se a nossa selecção, estiver representada no CAN 2012, na Africa do Sul

    2º-Participar num evento desportivo deste, é ocasião e oportunidade rara.

    Aos Atletas;

    A vossa reinvidicação e descontentamento é legitima.

    Mas há um ditado que diz;

    Nas costas dos outros devemos ver a vossa.

    Vou citar um exemplo;

    A bem pouco tempo, terminou a CAN, aqui nos países vizinhos, Gabão e Guiné Equatorial, sabem a oportunidade, que significou, para muitos jogadores, de vir a ter uma carreira desportiva internacional bem remunerada, sabem?

    Vejam o caso Didier Drogba, por exemplo, onde começou e onde está, o Luís leal, o Luís boa Morte, dentre muitos outros.
    Que vos sirvam de exemplo e motivação, alerta de oportunidade, de objectivo, de ambição, se qualificarem e estiverem presentes no CAN 2012, com a transmissão mundial, como é séria na verdade uma oportunidade, para mediante esforço, empenho, conseguirem um contrato, com uma grande equipa de futebol e ter uma carreira futebolística bem remunerada à nível internacional, uma oportunidade de mudar de vida, de o quanto podem vir a dar melhores condições de vida a vossa família, vejam e reflictam na figura Eusébio, de Drogba, do Luís Leal, Luís Boa Morte, dentre muitos outros.

    Por vezes na vida a oportunidade, está a nossa frente, e desperdiçamos, coma mesquinhices e intrigas derivada da nossa visão, comportamento/pensamento pequeno, característico do nosso ser SãoTomense.

    Pois acreditem em vós;

    Acredita em ti;

    Veja em cada meta, um objectivo.
    Em cada objectivo, um esforço individual e conjunto.
    Porque cada esforço tem um sabor a conquista de oportunidades, a conquista à vitória.

    Em cada conquista de oportunidades, poderá estar a mudança de vida(familiar), à felicidade.

    Conquistem o tempo, a oportunidade que têm hoje, tentem;

    Só saberão no fim, da meta.

    Acreditem

    Nas costas dos outros,(para o mal ou para bem), devemos ver a nossa. Mediante seguir os passos certos e a fórmula do comportamento e pensamento humano certa, através da visão de bons exemplos, e boas práticas.

    Agarra à oportunidade hoje, o teu tempo é hoje e agora.

    Hoje e agora podes

    Acreditem

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem a todos

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    • Luis

      24 de Fevereiro de 2012 as 11:16

      Meu Caro Anka, concordo contigo.
      Pena é os nossos jogadores não poderem entender o que escreveste, talvez por defice de conhecimentos.

  14. Sukulumêçu Abre olho

    24 de Fevereiro de 2012 as 8:25

    O Sr. Jerónimo Salvaterra deveria ter vergonha na cara pelo que disse na TVS. Se referiu aos premios que eles receberam aquando da vitória sobre Lesotho. OOlha isto não tem nada a ver com o que a federação tem que dar aos jogadores.

  15. Preto

    24 de Fevereiro de 2012 as 8:44

    Os dirigentes santomenses são mesmo MAUS. Então para onde vão os 250.000 Dolares?
    Devem pensar que os atletas são “escravos”. Por um lado a FIFA é culpada! Mandem uma carta a FIFA!

  16. Bloco operatório do principe

    24 de Fevereiro de 2012 as 8:59

    Rapaz do Riboque, acontece que a euforia não se pode ter somente quando se ganha grandes coisas.. o stp nunca atingiu tal obejctivo no futebol, por isso a razão desta euforia, ainda que não entra no livro de historias do futebol mundial mas serve todavia para elevação do pais ou da pessoa envolvida…acho-te um pouco pessimista nos teus comentários. Devemos ser mais prudentes e solidarios com os herois da terra porque, tu talvez nunca aspiraste em fazer grandes feitos na vida..Pergunto-te:quando tu terminaste a 4º classe não ficaste satisfeito, e mesmo digo com 9º, e o 11º se tu chegaste la, não te conheço, teveste razão de sorires, mesmo sabendo que ainda não atingiste a Universidade… Amigo, quando se ganha qualquer coisa seja pessoal, seja colectiva existe sempre razão de ser euforico..saudações minhas…

  17. TRISTEZA

    24 de Fevereiro de 2012 as 12:11

    só conversa para boi dorme, ele merecem, saco vazio não fica de pé,ok…….

  18. Mimi

    24 de Fevereiro de 2012 as 12:22

    Era bom ouvir o que Federacao de Futebol tem a dizer acerca deste caso. Sera que os pagamentos foram feitos ilegalmente? Terá havido algum incumprimento de algum acordo prévio para com os jogadores? CAso nao, cabe a eles patrioticamente representar o pais ou entao pedir subsidios ao Governo. Pq a barra nao pode pesar simplemente na federacao, endividada como anda…

  19. José de Sousa

    24 de Fevereiro de 2012 as 14:22

    Sinceramente, é uma pena. Trata – se da Equipa de todos Nós e cenas que estão a acontecer são lamentaveis.É triste, pois, jogadores estarem a reclamar dinheiro, dirigentes e equipa técnica estarem na boa e a federação exige aos jogadores para fazerem sacrificio.
    Neste tabuleiro, nem o Governo nem a federação, pois, não saem bem. Governo porque deveria dar apoio, suficiente, e não é o secretário de Estado vir dizer que a federação tem autonomia, deixa-la no campo: é mesma coisa que dizer lavo as mãos e eles que desarasquem. A federação, por outro lado, tem dupla responsabilidade porque está a gerir mal diversos dossiers: por exemplo, o caso do atleta expulso, Adilson, é a federação e mais niguem que tem que pagar a multa a FIFA e ponto final.2, onde que se viu pais a comerem e filhos ficarem na toleira, e pedir a eles para aguentarem. Tudo aponta, que, o dinheiro da FIFA (300 mil dólares, e não 250 mil) Já acabou,e a federação está a ver navios. Agora, é Governo que desconfia que o fundo foi mal gerido e é a Federação que não quer dizer a verdade e nisto, pois, quem está a pagar são os jogadores. sr. Celestino Andrade, disse lá, em São Tomé, na televisão, que, a federação já não tem dinheiro gasto nos jogos com Congo e Lesotho.Quero saber como vão fazer o campeonato de futebol . Por outro lado, a TVS disse que emprestaram ao BISTP mais de 200 mil dólares e o Governo de duas transches em 40 mil e 20 mil. Isto está a ir para um mau caminho e pelos vistos, tudo aponta que a inspecção da FIFA vai entrar nisto.
    reclama – se , pois, que não há dinheiro, isto até é verdade, e que a selecção precisa, como é que os empresários vão colocar dinheiro nas mãos de pessoas como Celestino Andrade, Leonel vangente, seu irmão chefe de Secretaria da Federação, por sinal, foi expulso do gabinete do Primeiro – Ministro por alegado desvio de fundos e Frederico da Glória, acusado na praça pública , também, pelo desvio de fundos. O Sr. Presidente da federação está em viagens, e adquiriu um carro zero quilometro de procedencia dúvidosa. Enfimm… estão em S.Tomé e Príncipe. Só lá em S.Tomé é que um chefe de Estado maior das forças armadas ausenta- se do quartel e, fica, mais de 15 bdias fora e , agravado com uma crise na selecção com jogadores a reclamarem por melhores condições o Governo não se pronuncia e tudo está na boa. estás , também, num periodo de carnaval e é pena que, pelo andar, no dia 29, a minha Terra vai receber uma grande surra dos serraleoneses. E a quem se deve assacar responsabilidades? Estamos cá para ver. Não me crucifiquem o Avô, pois, ele só deu vos aqueles que estão a sofrer.A federação no seu comunicado, de facto, confirma que deu dinheiro e esqueceu dos atletas e, coitado dos tr~es atletas do príncipe que apenas se deu 400 mil dobras, em quatro semanas de estadia em São Tomé. jogadores recebem 20 mil para transporte e onde que está autocarro que, segundo consta, foi adquirido para trabalhos de selecção. Ou talvés o Sr. leonel Vangente, pôs, ou incluiu na frota de autocarros para fazer frete na sua empresa de autocarros?
    Um abraço, muito, maogoado.

  20. oldayr salgueiro

    24 de Fevereiro de 2012 as 16:04

    Não entendo o secretario de estado do desporto a seleção nacional não é de FSF mas sim da nação é do pais e o 250 mil dolares por ano faz-se todas despesa da FSF realiza campeonato, pagam os trabalhadores e despesa como H2O , luz e net , combustivel e manutenção de viaturas e outras coisas e mais nao esquece que esse será o 4º jogo da seleção em menos de 3 meses aonde fica o governo, tem que dar umas mão .Acrescentando os times ainda recebem botas , caneleiras e equipamentos ofertado pela FSF e o que governo faz pelo desporto nada.Quem falou do tal 500 euros falou bem.obg

  21. Macalacata

    24 de Fevereiro de 2012 as 18:15

    Muito bem rapazes voces estao no vosso direito.O banho nao deve ser dado somente no momento de campanha.Se nas urnas dao banho a milhares porque nao dar banho agora a duas duzias?

  22. lino

    25 de Fevereiro de 2012 as 14:40

    Sem banho, nada de jogar a bola.
    tem de ser assim.
    Força pessoal.
    eheheheh…Ganda cegada!!

  23. fia guinhôn de bôdô dâua

    25 de Fevereiro de 2012 as 16:55

    Então em que ficamos? os jogadores tenhem direito aos subsidios ou não? se sim, então porque não lhes dão já, antes da deslocação.Acho bem.Até serviria como insentivo/estimulo…olha, isto tudo não é novidade prá mim porque fui jogador e fiz parte da seleccão sub17 jogos da lusofonia em Moçambique97.Uma vergonha!

  24. fia guinhôn de bôdô dâua

    25 de Fevereiro de 2012 as 18:11

    estágio em Água-Izé nem pra comer tinhamos;alojamento semelhante a uma cavalariça.Ficaram selecionado 23 e na vespera de viagem eliminaram 5 só viajaram 18 jogadores.Os 5 lugares foi preenchido pelos familiares dos dirigentes(mulher e filhos etc)em passeio. Chegamos a Moçambique o acto central ja se tinha realizado,alguns figurinos miúdos Moçambicanos é que se fizem representar com bandeira de S.Tomé e Principe prá desfarçar…chegamos tarde,tivemos que jogar 4 dias seguidos: Brasil 0-1/Guiné 1-0/Moçambique 1-4/Cabo-Verde 3-0;ficamos no 5ºlugar a pessar dos pessares.No regresso,já no aeroporto de Moçambique queriam que fosse nós a pagarmos os impostos aeroportuarios.Descordamos completamente,dando origem a uma descução acessa entre os jogadores e os dirigentes.Não pagamos e já em S.Tomé obrigaram-nos a pedir desculpas pelo incidente e alguns jogadores ficaram penalizados ao ponto de serem excluidos da selecção.Força Selecção.Coragem rapazes vocês estão no vosso pleno direito.

  25. Flá

    25 de Fevereiro de 2012 as 23:30

    Essa responsabilidade é da federação e do governo.

    Estão a levar o bom nome do Paía além fronteiras,não tem de ser um subsidio simbólico deve ser pago ou melhor ser atribuido um salário,ter seguros,prémios e muito mais.vocês estão a dar o vosso melhor,não devem sentir-se inferiores e humildes neste bassunto.a priceira assistencia financeira deve ser feita a jogadores,e não a os derigentes que não fazem nada,e tenhem carro viagens,hotel,altos salarios.e uns que fazem alguma coisa;é que chupam no dedo.uma miséria uma vergonha dos politiqueiros desse pais.QUEM MERECE GOVERNAR ESSE PAIS È A TROIKA::::::::::::::::

  26. Flá

    25 de Fevereiro de 2012 as 23:31

    Estão, ao invé de “então”

  27. Digno de Respeito

    26 de Fevereiro de 2012 as 3:00

    Este é o problema de sempre em STP, uns querem ser mais espertos que outros…. terrível mania já está entranhado no sangue de cada ser que pratica bem ou mal…
    Cada um luta com a arma que tem para fazer valer seus direitos.

    Estamos perante o caso de (in)legitimação?

  28. mosssad

    26 de Fevereiro de 2012 as 9:27

    sao tome e principe e uma vergonha, os dirigentes corruptos nao podem dar umas migalhas ao jogadores que vao representar o pais??? onde fica o orgulho pela bandeira nacional? eles tem direitos a algum subsidio tendo em conta que vao representar o Pais, e a fifa da dinheiro para cubrir estas despesas e nao para alimentar as mulheres dos dirigentes,.

    Sera que o PInto da Costa nao tem olhos para isso? o Patrice Trovoada onde esta? que em e esse ministro dos Desportos? esse nunca jogou ou fez algum desporto na vida por isso olha para o futebol so na televisao.

  29. Sidnei Paulino

    26 de Fevereiro de 2012 as 14:19

    Olá, meu nome é Sidnei e sou brasileiro.
    Gostaria de saber se algum de vcs, tem fotos das camisas atuais da seleção de São Tomé e Principe.Se puderem me passar por email fico muito agradecido.
    Meu email é:
    dinei282@gmail.com
    Espero que a seleção de vcs superem esse problema e faça uma grande partida contra Serra Leoa!
    Abraço a todos!!!

  30. Preto

    27 de Fevereiro de 2012 as 9:43

    Se nao ha condições, acabem com a seleção e pronto, cada vai a sua vida.

  31. jorge

    4 de Março de 2012 as 18:46

    o chefe estado maior, e presidente da feder. ser pachire deveria ser um exemplo para o desporto nacional, ja fes um bom trabalho no desportivo militar 6 de Setembro desde o seu inicio, o que sera.

  32. djunha

    21 de Maio de 2012 as 19:46

    gamba; eu gostei da vossa atitude,esses merdas so querem para eles è por isso que o nosso pais esta cada vez pior, mas deus nao dorme, um dia toda essa merda vai acabar, mas nao deixes de fazer aquilo que gostas ,claro o futebol ,força mano .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo