Economia

BAD disponibiliza 8 milhões de dólares para combate contra a pobreza

O montante de 8 milhões de dólares vai cobrir o período que vai de 2012 à 2016. São 5 anos em que o Banco Africano de Desenvolvimento pretende ajudar São Tomé e Príncipe no combate contra a pobreza, na assistência institucional. Sectores primários da economia como agricultura, serão os principais alvos do investimento do BAD, que alertou o Governo no sentido de apostar nos sectores produtivos. A instituição financeira pan-africana advertiu também o executivo a melhorar a gestão dos recursos financeiros, de forma mais transparente possível.

    10 comentários

10 comentários

  1. CAMP

    17 de Abril de 2012 as 23:01

    Os santomenses unidos em torno de um so objectivo, o de levar STP rumo ao tao esperado desenvolvimento e luta contra pobreza. As nossas autoridades e decisores politico os peco que usem a transparencia e o bom senso, pois temos todas as ferramentas para vislumbrarmos futuro melhor

  2. bili ue

    18 de Abril de 2012 as 7:42

    Patrice abre olho parte desse dinheiro ficara na posse dos senhores directores desse projecto pouco ou nada chegara ao agricultor isso esta na moda. Muita robalheira em nome do agricultor combate contra a pobreza. Canavial precisa de uma melhor estrada e outra importantes comunidades agricolas.

    • lobato

      18 de Abril de 2012 as 14:14

      O quê vocês querem mais.Já não prometemos que vamos fazer uma auto-estrada de guadalupe a aeroporto? Deixem de ser oportunistas.

  3. Põe boca não tira

    18 de Abril de 2012 as 9:16

    Mais um dinheiro fácíl para nossos dirigentes, alegria total. Os agricultores, pescadores, sector privado nacional sempre na miseria

  4. caboverdiano

    18 de Abril de 2012 as 10:40

    claro para combate a pobresa ao olhos inocente deles mais quando essa quantia xegar na ilha ja tem enderesso certo para seguir porque quem realmente vivi em situacao preucaria nao vai ver nem nem elastico que ata o montante malditos governantes,deputados k fengem k tao ali a defender povinho ou seja politico geral de
    stome e principe que por mim ja deveria ser varrido da cadeira politica de STP.

  5. nós

    19 de Abril de 2012 as 11:14

    Já se sabe que em STP quem ganha com isso são os Directores.

  6. ney

    19 de Abril de 2012 as 11:51

    Mais um donativo para contribuir para má gestão do país…pk na realidade todos nós sabemos k esse donativo nunca ira cumprir o seu objectivo. mas esperemos k o governo seja capaz de fazer algo em prol do desenvolvimento de todos nós. são tomé e principe não se limita apenas as nossa casas ou melhor a nossa “bolha” é no seu todo k constitui o país… seja como for é uma ajuda ao país convem k tenhamos isso bem presente

  7. jonas

    22 de Abril de 2012 as 12:05

    Vamos ser construtivo, esse dinheiro vai contribuir para melhoria da condição de aqueles que realmente trabalham nesse paíse e eram esquecidos, agricultores , pescadores, etc. mas também que aconselhar aos mesmo que façam bom uso dessa oportunidade, se pensarmos bem eles não são realmente os mais esquecido, já tiveram muitos apoios.

    O que temos que fazer é falar certo no momento certo. os que mais beneficiam com esses fundos são as tais ONG que são representantes desses grupos… os pescadores , agricultores teem que começar responder por si proprios e deixar de ser teleguiados pelas marapas, PNAPF, zatonadil, etc… esses senhores e senhoras são os maiores benefiarios desses recurso. Cuitado dos directores de estados…

  8. Milagrosa

    12 de Julho de 2012 as 12:37

    Olhar, ver e observar.
    Pelo vistos estas plantas são roubadas. Da maneira que foram extraídas no terreno, sem raiz. Como é possivel acabar com a pobreza assim, nem com 1 Milhão e dolar para cada foro.

  9. Manuela de Ceita

    12 de Julho de 2012 as 12:40

    Sejam mais sensivel, no tempo do chefe 30, este trabalhador seria punido.
    Plantas de bananeiras sem raiz e muita rapidez, com enxada, nunca! Picareta.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo