Governo Cabo-verdiano protesta em relação ao caso de Justiça Privada perpetrada em Monte Macaco

O Consulado de Cabo Verde em São Tomé e Príncipe, em nome do Governo cabo-verdiano enviou uma nota de protesto ao Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades Salvador Ramos, pedindo as autoridades são-tomenses, que os factos em torno da acção de Justiça Privada ocorrida contra o seu cidadão Ilídio Moreira, sejam devidamente averiguados e que a justiça seja feita.

No entanto o Téla Nón apurou que as investigações em torno do caso, estão em Banho-maria. O caso ocorreu na passada sexta – feira, mas até esta quarta – feira, a polícia competente para tratar do assunto, a PIC (polícia de investigação criminal), ainda não estava ao corrente do assunto. A Associação Cabo-verdiana de Acção Social, que está a dar apoio ao cidadão cabo-verdiano violentado, diz que a Polícia de Ordem Pública, é que está a tratar do processo.

Segundo a ONG cabo-verdiana, a Polícia de Ordem Pública, já terá conduzido o processo para o ministério público. Daí que as investigações fundamentadas do caso, com vista ao apuramento de provas materiais e não só, poderão ficar comprometidas. Note-se que o trabalho de investigação da polícia competente na matéria, é factor determinante para o esclarecimento de qualquer caso, e consequentemente para o êxito da justiça.

Abel Veiga

  1. img
    boca calada Responder

    aperta…Adelino Isidro tem k ser preso, malvado !!!

  2. img
    Santa Marta Responder

    Fazer um cidadão perder uma perna só por ter utilizado um cacho de banana enquanto outros andam ai a roubar bilhões e permanecer impune é muito triste.
    Será que esses inesperientes recem nomeados terão talento para lidar com esse caso? aguardamos.

    • img
      xikito Responder

      Terao sim.

  3. img
    Carlos Ferreira Responder

    É um episódio muito triste. Até então ouvimos duas versões de factos que necessitam de ser devidamente investigados, sem ver a cor de camisola, a fim de tudo ser esclarecido. Uma verdade já sabemos, O Sr. Ilídio tem pernas amputadas em consequência dos disparos de caçadeira de um guarda da propriedade privada do Adelino Izidro. Outros factos que circundam têm q ser ditos e esclarecidos para o bem dos povos de STP e CVerde. Essas acções não podem passam impunes como se nada se tratasse. Que justiça seja feita.

  4. img
    La vamos nós Responder

    Em STP deveria haver pena de morte pk isso não se deve fazer a um cidadão, esse homem não é gente, mas sim um mostro deveria ser morto, peço a gorveno saotomense a justiça, se isso não acontecer significa que o nosso tribunal não funciona

    • img
      Paracetamol 500mg Responder

      Não se deve ir até esse ponto da pena de morte, mas sim condena-lo a pena máxima de prisão. Não vamos ser como os Americanos e chineses que matam por vingança ou fazem as justiça morte por morte. Vamos ser civilizados de cabeça erguida.
      Defendo a prisão do sr. Adelino Isidro, por este e por outros motivos.

      • img
        móço lazon Responder

        Sabias as falas meu caro.
        “”Não se pode corrigir um erro cometendo um outro ainda pior””!!

      • img
        Amadeu Responder

        Nem no tempo colonial, o castigo do branco na roça era asim…. tão desumano como hoje é…..

  5. img
    Tinito Responder

    Sugiro à população de Monte Macaco e arredores, para que façam justiça com as suas proprias mãos.
    A barbaridade deve ser paga com barbaridade, quando a lei não funciona.
    Foi assim que aconteceu em Far Oeste, e terá que acontecer na zona de Monte Macaco, porque o país está cansado de assistir a justiça feita pelo sr. Adelino Isidro.
    O normal seria condená-lo a ele e ao seu guarda, também com um tiro de caçadeira no joelho para cada um. Se a população não o pode fazer, então acabem com o reino deste senhor na zona, incendiando tudo o que ele tem nesta zona.
    Não podemos continuar a admitir justiça de primeira, de segunda, de terceira e agora a justiça privada.
    Devemos dizer: STOP

    • img
      m Responder

      Apoiado! Queimam tudo, ate mesmo a roca deste monstro. A populacao devem se unir para tal. Dente por dente!
      Agora e grande oportunidade para cacar este animal que anda a solta exibindo guarda costas com AK47. Aonde esta a policia/ forcas armadas para retirar armas de guerra nas maos deste delinquente?

    • img
      Leguela Responder

      O senhor se fosse daqueles que põe mãos à terra dava para ver que o senhor Izidro tem razão, neste caso. Os ladrões têm que ser severamente punidos.Não me importa se é caboverdiano, forro, angolar, nigeriano ou gabonês. O certo é que roubou. E contra ladrões em S. Tomé e Príncipe não se pode ter meias palavras. Antigamente criava-se porcos, galinhas, patos,cabras, perus. Plantava-se bananeiras, matabaleiras nos quintais. Em S. Tomé mais ninguém é proprietário de nada. O governo distribuiu terras à muita gente. Em vez de cuidarem dos seus lotes preferem roubar dos vizinhos. As nossas antigas glebas já não são trabalhadas. Os ladrões ficam simplesmente à espreita à espera de uma primeira oportunidade para roubar. Este caso aconteceu com um caboverdiano como poderia acontecer com um português caso metesse os pés no sítio errado. Se mais um ou dois ladrões tivesse o mesmo destino, provavelmente a situação de roubo em S. Tomé ganhava outro contorno. E se fossem os senhores a serem assaltados constantemente? E sempre com a justificação de matar fome? Mas no entanto, o ladrão também é daqueles beneficiários de lote? Qual seria a vossa reacção?

      • img
        Dlima Responder

        Oh Sr/Srª Leguela, tu ñ sabes o que dizes.
        Todos nós sabemos que o cidadão caboverdiano errou ao deitar as mãos naquilo que ñ lhe pertence, e quanto a isso devia ser punido sim, mas ñ desta forma.
        O que aqui se coloca em questão é o facto de a justiça ter sido feita em privado. Segundo o que nos tem dado a conhecer o jornal, o cidadão ja havia sido detido pelo guarda sem oferecer qualquer tipo de resistência, e como tal, o mais correcto era entregá-lo as autoridades competentes para ser punido de acordo com a lei, e ñ da forma como foi.

        Quem o sujeito Adelino Ezidro (Bin Laden Santomense) pensa que é para estar a cilindrar as pessoas desta forma?

        Haja justiça

      • img
        Dlima Responder

        Baseando na teoria da “justiça privada” do sujeito Adelino Ezidro… Se o cidadão caboverdiano foi alvejado numa perna, ao ponto de ser-lhe amputada a mesma, pelo facto de ter furtado duas pinhas de banana, entao, esse sujeito (o mandante do crime) devia ter sido baleado na cabeça com uma caçadeira por tudo quanto fez e tem feito de mal as pessoas.

      • img
        DaoSaa Responder

        Deves ser, ou um estúpido ou um benefiário daquele outro estúpido. Acho ainda, que deverias estar no teu canto. Deves querer um estado de direito dentro de um outro estado de direito.Básico

      • img
        h silva Responder

        So gostaria de perguntar a senhor leguela se todo o que esse senhor tem ele herdou da família?axas que matar e fazer justiça?o tiro pegou na perna como poderia ser num outro lugar(órgão vital.santa ignorância tua…O que a população Sao-tomense deveria fazer com esses ditos senhores da praça?Era assa-los todos não?Não sou a favor a roubo ,mas não sou estupido ao ponto de axar esse atitude de uma forma de correção.porque se não haveria nenhum politico vivo nesse pais.Espero que tribunal não tenha mãos leve nesse caso,assim tornara moda.Desejo uma vida saudável e conformismo a vitima do massacre.Viva o dialogo e a justiça.

        • img
          h silva Responder

          pk se não, não haveria…quis eu dizer

      • img
        fernanda alegre Responder

        SR. LEGUELA:

        a minha primeira reacção era ti matar, o facto de uma pessoa ter roubado, não dá ninguém direito de fazer tal coisa.

        Tbm já deu para perceber, vc é daqueles que vive de esmola de sr.Izidro..neh..

        De certeza que vc proprio já robou e se calhar muitas vezes e esta inpune…

        Se todos aqueles que andam a roubar no nosso País fosse pune..talves nem restava o chefão..nem tão pouco vc….

        malvado..

    • img
      Verdade Verdadeira Responder

      concordo plenamente consigo,quando poder legal nao funciona ou tenta proteger o infractor,tem se,que recorrer ao plano “B”. Ou seja,olhos nos olhos dentes por dentes.
      O srº adelino Isidro anda a abusar. A populaçao do Monte Macaco ja deviam agir violentamente.

    • img
      Paracetamol 500mg Responder

      Cuidado com delfim neves. Ele pode andar por ai disfarçado e atiçar mais a população contra o Sr. Adelino Isidro.

      Certo é que o mesmo não tem tido boas condutas atropelando todos e tudo pela sua frente, como se fosse um Deus. Por isso deve ser julgado como todos os cidadãos.

      Agora, se mandas queimar tudo, porquê que não mandas queimar também os pertences dos ministros que andaram a saquear stp durante anos e anos a fios?

      Vamos analisar a situação com cabeça fria e fazer pressão p que o Sr. Adelino responda em tribunal pelo mal cometido.
      Agora, devia-se perguntar, porque que não tentaram salvar a perna do homem no hospital? Porque motivo cortaram-lhe logo a perna?
      N se sabe os detalhes da questão, e muitos opinam como se soubessem de todos os pormenores.
      Boca de santomense é terrível…

  6. img
    De Cabo Verde Responder

    Quando assisti ontem, acompanhada por outras pessoas, essa reportagem, muitos me disseram ” então é assim que funciona a justiça no seu país?”, respondi que não, que acredito na justiça do meu país e que de certeza o culpado será responsabilizado. Espero que assim seja.

    • img
      Paracetamol 500mg Responder

      Em cabo verde, os cidadão pensam que em STP, os caboverdianos são maltratados, que há xenofobia, que são relegados a miséria. Isto porque os jornalistas caboverdianos quando vêm a stp, levam a má imagem, ou seja levam a historia mal contada, denegrindo a sociedade santomense.
      Acho que o Governo de STP devia fazer uma reportagem de como é que os caboverianos foram parar em stp e com que objectivo, e porque ficaram em stp. Porque, em cabo verde, há uma contra informação muito grande sobre a realidade dos caboveridanos em stp.
      E tb, deve-se acabar com o oportunismo de nacionalidade, Ora é caboverdiano, ora é santomense. Os caboverdianos devem assumir uma só nacionalidade. Porque quando é para distribuição de terras eles são beneficiados.
      Resta saber se julio Isidro não é caboverdiano também.

      • img
        h silva Responder

        Lol.quando assinam acordos tem k saber oq fazem…alias os cabo verdianos que estão em STP , não foram de ferias e ai ficaram como acontece com muitos que vão a Portugal.Sao anos e anos ali.todos tem direitos a nacionalidade,alias axo que deveria haver uma lei k os tornavam imediatamente são-tomenses. são essas atitudes que fazem os jornalista cabo verdianos passarem essa imagem de são tome la fora.a forma como são descriminados em SÃO TOME,precisamente pk no príncipe a maioria e da descendência.vive muitos anos ai 24 anos antes de emigrar e sei como e a vida dos cabo verdianos e os descendentes oq diz respeito a direitos em Sao tome.Contas muito poucos foram os descendentes k tiveram padrinhos na cozinha para ir de bolsa e etc.Nao e msm coisa alias não só em são tome como no mundo .igualdade dos direito, só msm na teoria dos direitos humanos pk nem la sabem que isso nunca ira funcionar. então axo melhor nao falarmos de direitos em sao tome.Fosse um angolano que esse homem fez isso ai sim queria ver onde isto ia parar. vão gozando enquanto pode.

  7. img
    Carlos Ceita Responder

    Não conheço os detalhes do caso por isso não devo tomar partido. Sendo que sou de opinião que a vida humana deve ser em toda a sua plenitude inviolável. E faz muito bem o governo cabo-verdiano vir a publico defender um cidadão seu perante um acto condenável. Não sei se o nosso governo estaria a altura. Todavia espero é que não façam disto um bicho-de-sete-cabeças com estória de que existe racismo contra os caboverdianos em São Tomé e Príncipe. Pois que ainda há bem pouco tempo um cidadão senegalês foi brutalmente assassinado em cabo verde. Já para não falar de episódios atropelos aos direitos dos caboverdianos nas grandes zonas de Lisboa pela polícia publica. Não vejo muitos pronunciamentos nem uma gota de lágrima das autoridades caboverdiana. Ainda tenho na memória o caso – este sim de racismo que foi a morte do caboverdiano Alcindo Monteiro por uma cabeça rapada. Terão reagido a este facto?

    • img
      Filipe Samba Responder

      Ao
      Senhor Carlos Ceita
      Por favor, o senhor que deixe de comparar o tempo , lugar e espaço onde ocorreram os incidentes.
      O incidente de Lisboa deve ser reclamado pela Missão Diplomática Cabo-verdiana de Portugal.
      O senhor deveria saber que todos os políticos de São tome e Príncipe estão armados de arma de fogo, enquanto os roceiros descendentes de Angola, Cabo-Verde e Moçambique só têm machins, Picareta, Apa e Gancho. ( isto é o circo e comédia)
      Existe muitos casos de criminalidade violenta e agressão em São tomé e Principe, quantas mulheres diariamente são agredidos pelos seus maridos
      É urgente, que façam a qualificação do crime cometido em Monte Macaco
      Com cordialidade e respeito

  8. img
    optimista Responder

    MEU DEUS. O PIOR É QUE A NOSSA JUSTIÇA NÃO VAI PUNIR O SR ADELINO IZIDRO, O MANDANTE DO CRIME. TALVEZ PODERÃO PUNIR APENAS O GUARDA QUE DISPAROU A ARMA. O SR ADELINO IZIDRO JÁ AGREDIU O DEPUTADO DELFIM NEVES, O JUÍZ DE LEMBÁ E NUNCA FOI PUNIDO. EXIBE ARMA DE FOGO AK-M, AMEAÇAS PESSOAS, ANDA ESCOLTADO, ETC. ADELINO É UM SUPER HOMEM EM S.TOMÉ. ATÉ AGORA NENHUM JUÍZ CONSEGUIU CONDENAR O SR ADELINO IZIDRO. TODOS ASSISTEM E NINGUÉM FAZ NADA. MEU DEUS ATÉ QUANDO S.TOMÉ IRÁ MUDAR ? ATÉ QUANDO HAVERÁ JUSTIÇA NESTE PAÍS ? ATÉ QUANDO O SR ADELINO IZIDRO SERÁ CONDENADO PELOS CRIMES COMETIDOS ? SERÁ QUE O ESTADO SANTOMENSE É UM ESTADO FALHADO ? SERÁ QUE O ESTADO SANTOMENSE É UM ESTADO COLAPSADO ? MEU DEUS ATÉ QUANDO ? ISSO QUE TEM MUDAR. NÃO É POSSÍVEL. NÃO É POSSÍVEL MEU DEUS.. ONDE JÁ VIU ? QUAL É O PAPEL DO ESTADO ? MEU DEUS ONDE JÁ SE VIU ? SÓ EM S.TOMÉ E PRÍNCIPE.

    • img
      Fernado Spencer Responder

      O Adelino Izidro é o câncro dos Advogados, da sociedade, do MLSTP, do Fradique e possivelmente do Dr. Manuel Pinto da Costa.

      Afinal qual é a diferencia entre roubar processos no tribunal da RDSTP e roubar duas pinhas de banana, numa roça concedida pelo estado.

      Quintas Espirito Santo, Posser da Costa e outros dirigentes do MLSTP, enviem com urgência o Adelino para um manicómio. Ele apresenta todas as características de um psicopata. Até vocês estão em risco. Psicopatas também têm um senso distorcido de consequências potenciais das suas acções, não apenas para os outros, mas também para eles mesmos.
      ´
      O psicopata típico tem deficits ou desvios em várias áreas: relacionamento interpessoal, emoção e auto-controle. Psicopatas ganham satisfação através de comportamento anti-social, e não experimentam vergonha, culpa ou remorso por suas acções. Psicopatas não têm senso de remorso ou culpa por qualquer mal que possam causar a outros. Ao invés disso, eles racionalizam o comportamento, culpando outra pessoa ou negando a acção.
      O psicopata também não possui empatia em relação a outros em geral, resultando em falta de tato, insensibilidade, e desdenho. Psicopatas têm charme superficial decorrente da disposição de dizer qualquer coisa sem preocupação de precisão ou verdade.

  9. img
    optimista Responder

    DESCULPE, ISSO TEM QUE MUDAR…

  10. img
    voz do emigrante Responder

    So mesmo em s.tomé,o senhor adelino isidro granda ladrao de bilhoes de euros em negocios escuros manda dar tiro a ponto de outro ficar sem uma perna ele foi tirar a banana para comer meu deus que a justiça seja feita que prendam o adelino isidro

  11. img
    "Nós por cá e a nossa maneira" Responder

    …sou da opnião de que devem ser punidos os culpados pela pratica de tais atos, porque é de uma barbaridade termenda……..mas é preciso não esquecer que furto em propriedade agriculas alheias é assustador e tem sido alarmante……os pequenos agricultores passam ano interio a cultivar para no final da estação recolher algo, simplesmente não conseguem porque alguem foi furtar…..é preciso que as pessoas deixem de furtar em platações alheias……furtam tudo que lá estiver…..cacau, café, banana verde, porcos e porcas estejam prenhas, galinhas,madeiras, etc,etc,etc,.-…..estamos hoje a incitar populações a se revoltarem contra seja ele quem for…e esquecem-se que existem pessoas que são furtados todos os dias e que dependem deste cultivo para sobreviverem…….o problema de furto nos campos, lotes, pequenas e medias empresas em STP é assustador…..e não é para o consumo, sim para irem vender ao desbarrato no mercado…..hoje em dia já não se pode comprar carne de porco no mercado, porque não se sabe se a carne que se esta a comer é de uma porca que estava prenha….portanto é preciso ver a realidade e depois andar a insitar a população ou comunidade a revolta…..reafirmo é preciso punir e bem os culpados pela pratica de tal ato….

    • img
      Leguela Responder

      Aqui está o exemplo de um homem justo!

    • img
      h silva Responder

      concordo com td dito,mas não da direito a tortura.ha cadeia para ladroes,nao so de banana como etc…

  12. img
    Malapê téma Responder

    Ouvi que o Adelino Izidro foi ouvido hoje de manhã, quinta-feira, por um juiz e foi obrigado a pagar ao homem lesado(sem uma perna) 40(quarenta)euros pelos danos causados. Quem manda, pode. Santomé, telá ô! país é!

    • img
      luisó Responder

      40 euros?
      e se fosse ao contrário quanto é que tinham de dar ao izidro?

  13. img
    Alguém Diz Responder

    A Luz da Escuridão – Justiça Cega

    S
    ou ignorante total da Lei que abrange ou protege os senhores feudais a fazerem a justiça com as suas próprias mãos. Existem Leis , Políticas e Autoridades para punirem atos desses. A Injustiça não existe na natureza. Os animais sabem a lei: a força, a força, a força. Quem é fraco cai e faz o que o forte quer; os fortes depois do mandato, tendem sempre fugirem das suas responsabilidades atirando a culpa ao fraco.
    Não será STP de todos os são-tomenses? Porquê a justiça ou melhor a injustiça só incide sobre os mais pobres ( Será justificada com o desfecho do caso.)
    Os mais ignorantes desse País são aqueles que de uma forma ou de outra tiveram oportunidades de terem tido um nível académico ou gozarem de um estatuto Político-social, acham-se serem os melhores ou os mais importantes do que os outros. Acredito que a Justiça em são Tomé e Príncipe possa estar cega mas à tempo de recuperar a sua visão; nada ou ninguém está acima da Lei ,seja ele quem for.
    Já viram algum animal forte cair ou ser atacado e assassinado por os mais fraco ,numa selva injusta?,Já não há a mais breve compaixão entre os animais. Não há a mais breve compaixão entre a água e as plantas, entre a terra que desaba e os pequenos animais acabados de nascer. A natureza avança com o que é forte e a injustiça avança com o que é “fraco”: qual a dúvida? Há atitudes em que é emergente adoptar medidas rígidas para pôr cobro.
    Os “Animais” já não se entendem? A Ganância, Corrupção, Roubo da Receita Pública, Atos Ilícitos, o abuso de poder, má distribuição do bem Público, conquista de terras á luz da escuridão pelos , Caça ao homem como se tratasse de animais ou aves, a não compreensão da realidade Sócio-económica do País , tortura, massacre, e” morte” do seu próprio irmão(povo) .É um simplesmente erro cometidos pelos poderosos de STP, e “á Luz escura” da nossa Justiça.
    Será que os “poderosos” deste País não prestam as contas a Justiça?
    Não há animais injustos. Não há inundações injustas ou desabamentos da maldade. A injustiça não faz parte dos elementos da natureza.
    Um País só se pode desenvolver quando é cortada pela raiz a Injustiça e a Corrupção. Com isso tudo, todos os São-tomenses aguardam com muita atenção o desfecho judicial deste triste episódio que deixou um pai de família sem uma perna complicando ainda mais a sua sobrevivência.
    Que a justiça seja feita de forma justa.

    Nota. Em muitos dos parágrafos referiu-se: Povo, Irmão, São-tomenses…Apesar de se tratar de um Cidadão “Cabo-verdiano”, Lembra-se que eles nasceram ou vieram, residem ou residiram, trabalharam ou trabalham, e sofreram ou sofrem tanto como nós para o desenvolvimento de STP. Logo devem ser tratados como filhos da Terra.

    • img
      Leguela Responder

      Os senhores têm que aprender a separar as águas!Este não é um caso de nacionalidades!Fala apenas no caso ladrão/proprietário!

  14. img
    carlos Responder

    kero intervenção da autoridade caboverdiana nesse processo pork o sr Adelino Izildro tem dinheiro suficiente para manipular esta investigação pork estre homem não pode sair impune nesta neste caso tem k fazer justiça para um bom nome de stomé

  15. img
    rapaz de riboque Responder

    povo caboverdiano não cruzem os braços sobre o que aconteceu protestem mostrem a vossa indignação ca e nos quatro cantos do mundo vamos todos unir contra o que aconteceu

  16. img
    Voz da razão Responder

    Sr. Filipe Santos
    Não se diz “Apa” mas sim “Pá”.
    Obrigado.

    • img
      Filipe Samba Responder

      À
      Voz da Razão
      Os meus cumprimentos,

      Muito obrigado pela correcção

      Uma mão lava a outra com duas seremos felizes

    • img
      Filipe Samba Responder

      Á
      Comunidade Internacional e Amigos de São tomé e Principe
      O senhor Abel V.
      Deve ser promovido com um premio nobel, pelo seu trabalho

  17. img
    Esperança em ver o país a desenvolver Responder

    O senhor Adilino isildro tera que ser punido por mal que fez assim a justiça desse país não andara
    Ou governo tem medo do senhor Adilino Isildro?
    Tera que fazer o sacarna sofrer como fez o pobre o homem sofrer devido duas pinhas de banana.

  18. img
    Tomba Aly Responder

    Autoridade com legitimidade de fazer justiça é o Tribunal e não o Governo. Não metam o governo nisto. Deixem de politiquices. Chamem pelos tribunais.
    Quando Governo deu ordens de expulsão ao cidadão Camaronês por ter produzido bebidas que põe em causa a saúde pública, muitos acusaram o Governo de incompetencia e que seria os Tribunais a admisnitrar a justiça.

    Agora chamem pelos tribunais e deixem o Governo trabalhar.

    Também sou de opinião que tanto o senhor Adilino como Guarda devem ser chamados à justiça.

    A evocação e ser cidadão caboverdiano ou angolano é que não abona nada. Ladrão é ladrão. Abel é de origem CAbo Verdiana por isso está a posicionar desta maneira.

    A notícia não é por indivíduo ser ou não cabo verdiano, e sim pelo fato de ser baleado e em consequencia ser amputado uma perna por causa de cachos de banana.

    Apelo aos leitores e comentadores do Tela Nom para se fixarem mais nos argumentos dos factos apresentados. Porque há comentários que associam a outras coisas.

    Façamos do Tela Nom espaço de reflexão e de debate de ideias.

    Força Abel

  19. img
    Lucileide Lima ( GIBELA) Responder

    Senhores Jornalistas,Diplomatas e comentaristas:

    Esta questão só tem tratamento no forum dos Tribunais de forma que a verdade venha ao de cima. Não vale a pena trazer sentimentos de xenofobia nem argumentos políticos.Realmente tem havido muitos roubos aos nossos pequenos agricultores e o estado tem se revelado incapaz de resolver o problema o que por si só é preocupante. Há uns meses atraz na zona de Santana dois Ladrões de nacionalidade caboverdiana mataram o guarda da roça que por sinal era um sãotomense (foro de Santana)o caso simplesmente foi entregue aos Tribunais. Temos tido informações através do hospital que tem havido vários casos de agressões e ferimentos a bala a muitos indivíduos que fizeram a opção consciente de de furto de animais, bananas como forma de sobrevivência ao invés de trabalho honesto. Nos telejornais temos registado um alto índice de criminalidade entre caboverdianos. Por isso Não vale a pena politzar nem publicitar o apelo a vingança, porque o sãotomense não é um povo violento disso já demos provas. Não generalizam. Uma coisa é certa nunca vi um ladrão tão acarrinhado pela imprensa. fui…

  20. img
    Feijoada Responder

    O Sr. Adelino Izildro deve ter dossier de todos os santomenses.

    Vejamos:
    1º O caso de ONG-Back ( Adelino X Gegé ”Juiz de Lembá -outro bisneiro)local: Bar Papa-figo.
    2º O caso Rambo atira Primeiro ( Adelino X Delfim ”outro bisneniro) Local: Campo de Milho.
    3º O caso Comando mata ( Adelino X Aida )Local: Roça Monte macaco.

    4º O caso de venda de Enco: Graças ao Adelino Izildro ( Man Rafa, carlos Tiny e Outros).

    5º Devios de processos no tribunal ( Adelino Izildo).

    Estes foram publicados. E outros casos não publicados? So tenho a dizer: O homemzinho é Tecnocrata.

    Independentemente dele bater também têm dossier de corrupção praticados pelos altos dirigentes deste país. Portanto meus caros ninguem se atreve em interpor um processo judicial ao Homem da época.

    Um Adelino Izildo deve ser o Procurador Geral de República. ”Um verdadeiro Ladrão é que deve ser o Gurada da Roça”. De certeza absoluta que teremos um país com as pessoas certas na cadeia.

    Sou daqui….

  21. img
    kua li tassondu Responder

    Claro k o governo tem medo do adilino izidro! abuzado k o senhor adilino izidro e ainda e capaz de dar bafatada ao Primeiro Ministro e au Presidente da Rpublica.e em relacao au senhor leguela, realmente niguem tem o direito de roubar oki ker k seja no lote de ninguem ok,mais 2 cachos de banana nao pode custar uma perna desde uma vez k o senhor adivogado em causa e um ladrao de diploma na sociedade santomense, se nos povo de stp fossemos a dar tiros nas pernas das pessoas k roubam ou roubaram em stp muitos senhores da nossa praca estariam hoje sem uma perna outros ja perdiam a vida de tanto roubar. eu nao estou a defender o senhor caboverdiano mas sim o direitos humanos,e nao so ladrao k rouba ladrao tem 100 de perdao!!!!!!!!

  22. img
    flogá Responder

    Sr. Abel Veiga

    Gostaria de lhe sugerir que nãoretirasse alguns dos comentários que fazem apelo a violência contra o cidadão Adelino Izidro ou contra a destruição das suas propriedades porquanto apesar de reconhecer que se trata de um caso grave de violação de Direitos Humanos não temos o direito de enveredar ou apelar publicamente a prática de actos igualmente ilícitos tais como atentados contra o Direito a integridade física e o Direito de propriedade. Obrigado

  23. img
    flogá Responder

    Errata: “não retirasse” de ser substituido por “retirasse”

  24. img
    Alguém Diz Responder

    SENHOR ADVOGADO RECOMENDO QUE FAÇA UMA BOA LEITURA E MEDITAÇÃO DESTA DECLARAÇÃO.

    É CERTO QUE SENHOR NÃO SABE OU DESCONHEÇA/NÃO RESPEITE ESTA SIGLA”DUDH”Ver imagem do D.R. em formato PDFPreâmbulo

    Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e dos seus direitos iguais e inalienáveis constitui o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo;

    Considerando que o desconhecimento e o desprezo dos direitos do homem conduziram a actos de barbárie que revoltam a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os seres humanos sejam livres de falar e de crer, libertos do terror e da miséria, foi proclamado como a mais alta inspiração do homem;

    Considerando que é essencial a protecção dos direitos do homem através de um regime de direito, para que o homem não seja compelido, em supremo recurso, à revolta contra a tirania e a opressão;

    Considerando que é essencial encorajar o desenvolvimento de relações amistosas entre as nações;

    Considerando que, na Carta, os povos das Nações Unidas proclamam, de novo, a sua fé nos direitos fundamentais do homem, na dignidade e no valor da pessoa humana, na igualdade de direitos dos homens e das mulheres e se declararam resolvidos a favorecer o progresso social e a instaurar melhores condições de vida dentro de uma liberdade mais ampla;

    Considerando que os Estados membros se comprometeram a promover, em cooperação com a Organização das Nações Unidas, o respeito universal e efectivo dos direitos do homem e das liberdades fundamentais;

    Considerando que uma concepção comum destes direitos e liberdades é da mais alta importância para dar plena satisfação a tal compromisso:

    A Assembleia Geral

    Proclama a presente Declaração Universal dos Direitos do Homem como ideal comum a atingir por todos os povos e todas as nações, a fim de que todos os indivíduos e todos os órgãos da sociedade, tendo-a constantemente no espírito, se esforcem, pelo ensino e pela educação, por desenvolver o respeito desses direitos e liberdades e por promover, por medidas progressivas de ordem nacional e internacional, o seu reconhecimento e a sua aplicação universais e efectivos tanto entre as populações dos próprios Estados membros como entre as dos territórios colocados sob a sua jurisdição.

    Artigo 1.º

    Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

    Artigo 2.º

    Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação. Além disso, não será feita nenhuma distinção fundada no estatuto político, jurídico ou internacional do país ou do território da naturalidade da pessoa, seja esse país ou território independente, sob tutela, autónomo ou sujeito a alguma limitação de soberania.

    Artigo 3.º

    Todo o indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.

    Artigo 4.º

    Ninguém será mantido em escravatura ou em servidão; a escravatura e o trato dos escravos, sob todas as formas, são proibidos.

    Artigo 5.º

    Ninguém será submetido a tortura nem a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes.

    Artigo 6.º

    Todos os indivíduos têm direito ao reconhecimento em todos os lugares da sua personalidade jurídica.

    Artigo 7.º

    Todos são iguais perante a lei e, sem distinção, têm direito a igual protecção da lei. Todos têm direito a protecção igual contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.

    Artigo 8.º

    Toda a pessoa tem direito a recurso efectivo para as jurisdições nacionais competentes contra os actos que violem os direitos fundamentais reconhecidos pela Constituição ou pela lei.

    Artigo 9.º

    Ninguém pode ser arbitrariamente preso, detido ou exilado.

    Artigo 10.º

    Toda a pessoa tem direito, em plena igualdade, a que a sua causa seja equitativa e publicamente julgada por um tribunal independente e imparcial que decida dos seus direitos e obrigações ou das razões de qualquer acusação em matéria penal que contra ela seja deduzida.

    Artigo 11.º

    1.Toda a pessoa acusada de um acto delituoso presume-se inocente até que a sua culpabilidade fique legalmente provada no decurso de um processo público em que todas as garantias necessárias de defesa lhe sejam asseguradas.
    2.Ninguém será condenado por acções ou omissões que, no momento da sua prática, não constituíam acto delituoso à face do direito interno ou internacional. Do mesmo modo, não será infligida pena mais grave do que a que era aplicável no momento em que o acto delituoso foi cometido.
    Artigo 12.º

    Ninguém sofrerá intromissões arbitrárias na sua vida privada, na sua família, no seu domicílio ou na sua correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Contra tais intromissões ou ataques toda a pessoa tem direito a protecção da lei.

    Artigo 13.º

    1.Toda a pessoa tem o direito de livremente circular e escolher a sua residência no interior de um Estado.
    2.Toda a pessoa tem o direito de abandonar o país em que se encontra, incluindo o seu, e o direito de regressar ao seu país.
    Artigo 14.º

    1.Toda a pessoa sujeita a perseguição tem o direito de procurar e de beneficiar de asilo em outros países.
    2.Este direito não pode, porém, ser invocado no caso de processo realmente existente por crime de direito comum ou por actividades contrárias aos fins e aos princípios das Nações Unidas.
    Artigo 15.º

    1.Todo o indivíduo tem direito a ter uma nacionalidade.
    2.Ninguém pode ser arbitrariamente privado da sua nacionalidade nem do direito de mudar de nacionalidade.
    Artigo 16.º

    1.A partir da idade núbil, o homem e a mulher têm o direito de casar e de constituir família, sem restrição alguma de raça, nacionalidade ou religião. Durante o casamento e na altura da sua dissolução, ambos têm direitos iguais.
    2.O casamento não pode ser celebrado sem o livre e pleno consentimento dos futuros esposos.
    3.A família é o elemento natural e fundamental da sociedade e tem direito à protecção desta e do Estado.
    Artigo 17.º

    1.Toda a pessoa, individual ou colectivamente, tem direito à propriedade.
    2.Ninguém pode ser arbitrariamente privado da sua propriedade.
    Artigo 18.º

    Toda a pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de mudar de religião ou de convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos.

    Artigo 19.º

    Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão.

    Artigo 20.º

    1.Toda a pessoa tem direito à liberdade de reunião e de associação pacíficas.
    2.Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação.
    Artigo 21.º

    1.Toda a pessoa tem o direito de tomar parte na direcção dos negócios públicos do seu país, quer directamente, quer por intermédio de representantes livremente escolhidos.
    2.Toda a pessoa tem direito de acesso, em condições de igualdade, às funções públicas do seu país.
    3.A vontade do povo é o fundamento da autoridade dos poderes públicos; e deve exprimir-se através de eleições honestas a realizar periodicamente por sufrágio universal e igual, com voto secreto ou segundo processo equivalente que salvaguarde a liberdade de voto.
    Artigo 22.º

    Toda a pessoa, como membro da sociedade, tem direito à segurança social; e pode legitimamente exigir a satisfação dos direitos económicos, sociais e culturais indispensáveis, graças ao esforço nacional e à cooperação internacional, de harmonia com a organização e os recursos de cada país.

    Artigo 23.º

    1.Toda a pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha do trabalho, a condições equitativas e satisfatórias de trabalho e à protecção contra o desemprego.
    2.Todos têm direito, sem discriminação alguma, a salário igual por trabalho igual.
    3.Quem trabalha tem direito a uma remuneração equitativa e satisfatória, que lhe permita e à sua família uma existência conforme com a dignidade humana, e completada, se possível, por todos os outros meios de protecção social.
    4.Toda a pessoa tem o direito de fundar com outras pessoas sindicatos e de se filiar em sindicatos para a defesa dos seus interesses.
    Artigo 24.º

    Toda a pessoa tem direito ao repouso e aos lazeres e, especialmente, a uma limitação razoável da duração do trabalho e a férias periódicas pagas.

    Artigo 25.º

    1.Toda a pessoa tem direito a um nível de vida suficiente para lhe assegurar e à sua família a saúde e o bem-estar, principalmente quanto à alimentação, ao vestuário, ao alojamento, à assistência médica e ainda quanto aos serviços sociais necessários, e tem direito à segurança no desemprego, na doença, na invalidez, na viuvez, na velhice ou noutros casos de perda de meios de subsistência por circunstâncias independentes da sua vontade.
    2.A maternidade e a infância têm direito a ajuda e a assistência especiais. Todas as crianças, nascidas dentro ou fora do matrimónio, gozam da mesma protecção social.
    Artigo 26.º

    1.Toda a pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. O ensino técnico e profissional deve ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar aberto a todos em plena igualdade, em função do seu mérito.
    2.A educação deve visar à plena expansão da personalidade humana e ao reforço dos direitos do homem e das liberdades fundamentais e deve favorecer a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e todos os grupos raciais ou religiosos, bem como o desenvolvimento das actividades das Nações Unidas para a manutenção da paz.
    3.Aos pais pertence a prioridade do direito de escolher o género de educação a dar aos filhos.
    Artigo 27.º

    1.Toda a pessoa tem o direito de tomar parte livremente na vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar no progresso científico e nos benefícios que deste resultam.
    2.Todos têm direito à protecção dos interesses morais e materiais ligados a qualquer produção científica, literária ou artística da sua autoria.
    Artigo 28.º

    Toda a pessoa tem direito a que reine, no plano social e no plano internacional, uma ordem capaz de tornar plenamente efectivos os direitos e as liberdades enunciados na presente Declaração.

    Artigo 29.º

    1.O indivíduo tem deveres para com a comunidade, fora da qual não é possível o livre e pleno desenvolvimento da sua personalidade.
    2.No exercício destes direitos e no gozo destas liberdades ninguém está sujeito senão às limitações estabelecidas pela lei com vista exclusivamente a promover o reconhecimento e o respeito dos direitos e liberdades dos outros e a fim de satisfazer as justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar numa sociedade democrática.
    3.Em caso algum estes direitos e liberdades poderão ser exercidos contrariamente aos fins e aos princípios das Nações Unidas.
    Artigo 30.º

    Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada de maneira a envolver para qualquer Estado, agrupamento ou indivíduo o direito de se entregar a alguma actividade ou de praticar algum acto destinado a destruir os direitos e liberdades aqui enunciados.

    • img
      DaoSaa Responder

      Acho que é perca do tempo, este Adelino Isidro, supostamente fez a sua advogacia na secretaria, pelo que desconheçe o estado de direito. Por isso e por outra razãoi deve ser tratado da mesma forma. Enche- com palada de machim e com dois tiros na penas, nas duas nesse caso.

  25. img
    Erlander Responder

    Este é mais um exemplo do tipo de sociedade que temos em S. Tomé e Príncipe, onde os senhores do puder podem tudo e os outros não podem nada. Mas será que existe democracia em S. Tomé e Príncipe? Onde está a Justiça Santomense? Aonde iremos parar com este estado de coisa? São perguntas que carecem de uma resposta.
    Acredito que estas minhas questões não têm uma resposta convincente. Pois vivemos numa sociedade ditatorial e anárquica, onde para além de existe divisões e classes sociais, existe também desobediência e guerra entre os senhores do puder, ninguém respeita ninguém. Penso que chegou a hora de nós sairmos a rua e exigir os nossos direitos e a justiça social, nós temos que reclamar. Afinal S. Tomé é de todos e não é de ninguém. Eu também não gostava de ser mal – tratado noutros países.
    Penso que Cabo Verde tem toda obrigação de pedir justiça para este caso.
    Além de mais, o mandante que diz ser advogado, deveria estar interditado de exercer a função e internar atrás das grades, ele mais o seu cúmplice

  26. img
    VIOGO Responder

    Tou convencido que isso não vai dar nada. Adelino Izidro manioula tudo e todos; com certeza que ele já tentou fazer isso morrer lá na PN. Inestiguem para ver. Todé o processo contra ele morre. Espero que o Governo Caboverdiano presssione STP para que este abuso e acto desumano seja tratadp com todo o rigor da lei. O guarda preendeu o ladrão e telefonou A.I e este quando chegou mandou dar tiro e torturar. Isto é a verdade. O guarda é o menos culpado porque foi obrigado a dar tiro. Se A.I não for condenado espero que o Governo Caboverdiano e a Amnistia Internacional denuncie a ustiça santomense para que o poder tenha vergonha nesta terra. Bandidos! Sem escrupulos!

  27. img
    vice Responder

    eu acredito na procuradoria geral da republica e tenho a certeza de que este homem terá o que merece…

    • img
      DaoSaa Responder

      Eu gostaria de ser como tu, que acredita na PGR, mas entretanto, faz uma semana e nada foi feito… Por isso, acredito que esta situação só terá uma final mais ou menos feliz com uma resposta igual a este Maluco, porque não acredito que não seje.

  28. img
    STP Responder

    Esta é a oportunidade única para os “SENHORES E SENHORAS da lei” de S.T.P. mostrarem o que valem. Vamos ver se valeu ou não a pena formar todo esse pessoal na área; se vale a pena os cidadãos suportarem as despesas desse pessoal, a estrutura e o sistema que temos.
    “O país vale, quanto vale os seus homens”
    Provem agora, a Cabo-Verde, aos são-tomenses e ao mundo que vale a pena investir, negociar e viver tranquilamente em S.T.P.
    Isto vale para todos da área…

  29. img
    optimista Responder

    SERÁ QUE OS POLICIAS DA PIC, PN, PROCURADORES DO MP, JUÍZES, DEPUTADOS, MEMBROS DO GOVERNO,PR, TÊM ASSIM TANTO MEDO DO SR ADELINO IZIDRO ?
    COM TUDO ISSO, O SR DR ADELINO IZIDRO TORNOU-SE NO HOMEM MAIS FAMOSO DE S.TOMÉ E PRÍNCIPE NO 2011. SE CALHAR O MESMO SERÁ A FIGURA DO ANO 2011. MEU DEUS… ONDE JÁ SE VIU ?

  30. img
    aspirina Responder

    olha é assim quando eu deparei-me com a notícia não quis acreditar.sinceramente isso é muito triste fazer um ser humano assim por causa de galho de banana. esse adelino isidro é um desgraçado de pessoa. Ele não merece exercer a função que exerce.Por causa de um galho de banana homem foi amputado uma perna ,e aquelas pessoas que fartam de roubar dinheiro de povo incluindo este porcaria de advogado Coitado do homem.É uma grande vergonha para nossa terra perante cabo verde e o mundo.Jesus há-de fazer justiça tarde ou cedo. A justiça divina tarda mas não falha. E aquele guada que obdeceu barbamente aquela ordem deveria ter uma mão bem pesada na justiça. Mas como nosso tribunal não fuciona tudo vai dexer na água de bacalhau.

  31. img
    Bom leitor Responder

    Esta atitude do governos de Cabo Verde, vem reforçar a qualidade de um País sério que é CV, defendendo os seus cidadãos, uma realidade que não acontece com os governantes de STP.Por esta razão que os seus cidadão têm orgulho do seu País pela forma como o mesmo os defendem, já um Santomense não pode dizer o mesmo, por somos dirigidos por um bandos dos oportunos. Espero que o governo de CV pressione a justiça santomense de forma a resolver esta situação do modo que o seu infractor não seja impune como maiorias das vezes devido a miséria do governantes que temos.

  32. img
    Dos Santos Responder

    Povo de Sao Tome, se Adelino Izidro(carrasco)se no toma un castigo de verdade nos tem que sai rua grita kidalee pa ve se coiza muda porque ta demais,eles juntou robo zinco ninguem falo nada,stp trading nada,agora coisa de petroleo assinou com porta fechado,xe nos tambem ne genti;nos tem que vi pa rua grita pau de kidale.

  33. img
    lourdes barros caboverdiana Responder

    congretule com a nossa embaixada e o nosso governo, agradecia as autoridades santomeses que fizessem a justiça por nos nao estamos numa selva de pedra, e que o tal proprietario nao è o REI DA SELVA, sabemos muito bem que justiça santomense funciona a base do dinheiro. O Governo santomense deve lembrar que entre nos somos um pais irmaos.aguardamos com ansiedade a justiça para que a nossa relaçao seja sa. Nos os caboverdianos dentro e fora de caboverde estamos chocado com essa pustura.repudiamos a esse tipo de comportamento a qualquer tipo de ser humano.Sr Adelino Izidro o respeito è bom e nos gostamos. PASSAR BEM

  34. img
    caboverdiana vice presidente Responder

    SR; ADELINO IZIDRO a AFCV djunta mo em Paris tomou conhecimento da triste noticia. Ficamos a saber que o senhor tem o habito de fazer e mandar fazer justiças com as proprias mao ou por meio dos teus CAPANGAS, mas dado a nossa relaçao com santome acreditamos a justiça injusta de santome. A nossa associaçao esta disposta em ajudar a vitima mesmo com meios financeiros para que a justiça seja feita. Esperamos que desta vez esse processo nao desaparece do tribunal como os outros.
    A Vitima Sr.ILIDIO MOREIRA podes contar com a Associaçao dos caboverdianos e com a AFCV Djunta mo de Paris para o apoio Monetario se isso vier a necessario. Coragem Associaçao dos Caboverdianos em Santome. estamos juntos nessa luta pela justiça. LB

  35. img
    Kaka santos Responder

    Esse individuo devia ser saneado imediatamente da ordem dos advogados e ser julgado e condenado severamente por esse hediondo crime.Tudo em nome dum estado de direito que defenda a sociedade civil contra actos de prepotencia.Por um Stp justo a luta continua.Mesmo o gatuno tem direito a um julgamento legal.

  36. img
    Rogerio da silva Responder

    e pa isso nao e conversas longas entao si foste un filho de un governente de stp pour un cidadao cv,como filho de patrice au qulquer governente pessado serias como??????????????????????? isso nao tem nada ver com nacionalidade pour favor os cabo verdianos sao pessoas com nos ser humano entao aonde estar a justica

  37. img
    Rogerio da silva Responder

    Aonde eata ajustica em stp????????????na mao de povos au gorverno

  38. img
    Digno de Respeito Responder

    Eis que chegou mais um momento para que a Entidade judicial possa dar prova da sua existência funcional. Os olhos estão de todos (nacionais e internacionais) estão bem arregalados para apreciar o desfecho deste triste episódio.
    É triste perder uma perna por um cacho de de bananas. Ao menos que o atirador procurasse entender o motivo que levou a ao suposto furto (se que se pode considerar). Perante isso, acho que o lado humano já não funciona na nossa terra. O coração é maior que a razão… triste, triste …

  39. img
    Repercução Responder

    “Entretanto, estou a acompanhar de muito perto o caso do natural de Cabo Verde que, em S.Tomé, terá sido vítima de maus tratos, actos de tortura e de gravíssimas ofensas ao corpo e saúde por parte de de um proprietário de terras. Contactos com o nosso consulado e inclusivamente contactos directos com o Presidente de STP(ainda hoje) vimos mantendo na PR, sem esquecer, naturalmente, as articulações necessarias com o Governo de CV.” Presidente da república de Cabo Verde na sua página de Facebook.

  40. img
    barão de água-izé Responder

    a gravidade desta situação merecia a intervenção directa do Governo e do Presidente para rápidamente se esclarecerem os factos e punir os responsáveis. Nimguém pode nem deve estar acima da lei, mesmo que tivesse assinado a independência de STP.

  41. img
    MOMTEMACAQUENHO Responder

    minha gente voces estao a falar todo isso do Doutor ADELINO ISIDRO, porque voces nao sabem quem «e adelino ISIDRO PARA A POPULACAO DE MONTE MACACO… eu sou de monte macaco e vou dizer pra voces quem «e o sr. adelino la naquela roca.
    pois adelino e DEUS para a a populacao de monte macaco tanto é que gracas a ele muita gente d la tem estado a sobreviver. iso de embaixada de cabo verde a pedir justica en nome do ilidio eles deverian ter vergonha de dizer isso no publico, porque se Ilidio e todos os cabos verdianos tivesse ajuda da enbaicha da e de todas as organisacoes caboverdianas em sao tome e nao so, nao passaria oque aconteceu com ilidio. mas acontrario disso, estamos aqui jogados a nossa sorte en sao tome e principe… ilido eu digo pra voces que nao é primeira vez que ele rouba na roca do sr adelino e outras rocas. ele vive de robo e mais robo tanto é que propio sr. adelino ja deu ele varias oportunidades depois d ele ser pego a roubar saco e sacos de banana. primeira vez nandou ele plantar varias bananeiras como pagamento, segunda ves nmandou ele capinar terceira vez nandou regar as plantas 4 vez mandou lavar piscina asimm sucessivamente parece eu vos digo ja faz decima vez que pegan ilidio a robar la naquela roca.. propi eu dou sr. adelino razao porque se fosse na minha roca dessa ves eu matava ele propio.
    la no momte macaco quando chega momento pra AULA iniciar sr adelino que da cuase toda mae ajuda com material escular. UM DE JUNHO MESMA COISA… RECETA MEDICA TODO MUNDO VAI TER COM SR ADELINO PRA PEDIR DINHEIRO.. AQUEL DIA UMA SENHORA DEU CORPO FOGO LA GRACAS AO DOUTOR ADELINO QUE MULHER NAO MORREU.. MUITA GENTE ELE AJUDOU A ABRIR KIOSKE, FAZER CASA, COMPRAR MOTA E MUITO MAIS …ELE É DEUS DOS MOMTEMAQUEQUENSES… HOSE PORQUE GUARDA DEU ILIDIO TIRO PARTIU PE VOCES TODOS ESTAO A MANDAR BOCA? ILIDIO MERECEU MORTE poderia dar ele na cabeça assim ele nao teria boca pra mentir e dizer que sr. doutor adelino estava la a mandar da ele tiro porque se fosse pra da ele tiro sr. daria a muito tempo.. sr. adelino é um homem que ja tirou ladrao na cadeia e deu trabalho la na roca pra melhorar de vida voces vem mandar boca que ele é que mandou dar ladrao tiro? SO QUEM NAO CONHECE DOUTOR ADELINO ACREDITARIA NA SEMELHANTE MENTIRA AINDA POR CIMA VINDO DA BOCA DO MAIOR LADRAO MENTIROZO BANDIDO COMO ILIDIO. VIVA ADELINO IZIDRO
    APELO A TODOS OS CAMPONESES E PROPRIETARIS QUE FACAM O MESMO MAS NAO DEICHA LADRAO COM VIDA PORQUE ASSIM DEPOIS VAI MENTIR E DISER QUE DOMO E QUE MANDOU COM ACOTECEU COM DOUTOR ADELINO

Deixe um comentario

*