Guiné Equatorial vai esticar cabo de fibra óptica para a ilha do Príncipe

José Cassandra, Presidente do Governo da Região Autónoma do Príncipe, considerou como grande oportunidade para o Príncipe, a abertura manifestada pelo Presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, no sentido de fomentar trocas comerciais com a ilha, mas não só.

A Guiné Equatorial vai esticar o cabo de fibra óptica da sua capital Malabo, para a ilha do Príncipe. «A fibra óptica não passa ainda pelo Príncipe. Falamos sobre isso com o Presidente da Guiné Equatorial que está disponível para apoiar-nos a fazer a conexão com o cabo que vem dos Camarões e passa por Malabo, e de Malabo fazer a conexão com a ilha do Príncipe. É uma oportunidade. Temos que nos abrir para a região do Golfo da Guiné Equatorial», referiu José Cassandra a saída do encontro com o Presidente da Guiné Equatorial.

O cabo de fibra óptica que trouxe celeridade e alta qualidade a rede das telecomunicações para a ilha de São Tomé não chegou a ilha do Príncipe.

O Presidente do Governo Regional do Príncipe, recordou que a ilha do Príncipe está a dois passos da Guiné Equatorial. «Entendemos que devemos tirar partido do relacionamento que temos com os países do Golfo da Guiné». Precisou.

No encontro com Teodoro Obiang Ngema Mbasogo, José Cassandra foi convidado a visitar a Guiné Equatorial ainda neste ano. O Chefe de Estado do país vizinho propôs também ao Governo da Região do Príncipe, a constituição de geminação entre a ilha autónoma e uma das cidades da Guiné Equatorial.

José Cassandra, prometeu levar a comunicação social são-tomense, para a visita à Guiné Equatorial, prometida por Teodoro Obiang Nguema MBasogo.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Batepá Responder

    Congratulo-me com o facto de haver a disponibilidade da Guiné e Equatorial em apoiar a ligação da Fibra Óptica. Contudo, é preciso clarificar o seguinte: o que sempre esteve em discussão é a possibilidade de se aproveitar a presença do navio (que é muito oneroso o seu aluguer) aquando da ligação do cabo para a ilha do Ano Bom e fazer a ligação para a Região Autónoma e, desta forma reduzir os custos associados. Naturalmente, que o país deverá dispor dos recursos financeiros para suportar a extensão em si. Tenhamos presente que o projecto de Fibra Óptica foi financiado, em grande parte, pelo Banco Mundial.
    Estou de acordo com o reforço das relações sul sul, mas a questão que se coloca é a seguinte: em que moldes e com que produtos/serviços?
    Façamos o trabalho de casa, concentremos num objectivo comum (bem-estar da população), tendo presente que isso só será possível se houver trabalho, disciplina e transparência na gestão da coisa pública.
    Batepá

  2. img
    Adimirado Responder

    Essa amizade súbita só veio confirmar as minhas suspeitas, TEMOS PETRÓLEO.
    E os nossos irmãos já chegaram com os maravilhosos acordos (De ma fé).
    Espero que n fiquemos com apenas 20% do nosso próprio petróleo.
    AMEM.

  3. img
    Rodrigo Cardoso Cassandra Responder

    Finalmente o Príncipe poderá vir a ter o cabo de fibra optica uma coisa que poderia ser feita pelo país vai ser feita por um país irmão e vizinho só porque estes dirigentes de Santomistas só pensam no país deles.
    espero que sege uma porta aberta para o Príncipe e que venha a dar muitos frutos no futuro,, eu sempre disse que o Príncipe só descolará com esforços dos Pricipienses se contarmos com os Santo mistas eles nunca se lembrarão do Principe ,, obrigado presidente Pinto da costa ,, obrigado presidente Obian já fui Rodrigo Cardoso Cassandra

    • img
      Tomé cu Tóni Responder

      Meu caro!

      Ha uma dezenas de anos o Sr. foi meu professor. E naquela altura falava da Republica Democratica de S. Tomé e Principe com orgulho.

      É normal, que neste momento a vontade de defender o seu imão fale alto. Mas nunca se esqueça que STP é um arquipelago, formado por duas ilha:Sao Tome e Principe.

      “eu sempre disse que o Príncipe só descolará com esforços dos Pricipienses se contarmos com os Santo mistas eles nunca se lembrarão do Principe” TRISTE E VERGONHOSA AFIRMAÇÃO

      Durante muito tempo, STP foi dirigido pelos filhos de Principe.

      Quantos filhos de Principe que deixaram de construir ali, para erguer preddios em sao tome?

      O facto de agradecer Presidente da Republica, significa que nem o Sr. se revê nas suas afirmações.

      É verdade que o Principe tem progredido, mas nao lhe fica bem achar que todo sucesso é por causa do seu irmão. Ha uma equipa que trabalha com ele, inclusive conselheiros de Sao Tomé.

      Abraços

    • img
      San jan obtê Responder

      Sr digo fica muito mal ao Principe ao seu irmão estás suas parvoíces. Daquilo que sei o Toze é um nacionalista, pode-se que lá nas intimidades seja o oposto. País e um e único.imagina se os da Ilha maior tiverem um comportamento semelhante. …

  4. img
    Original Responder

    Se não envolverem o Patrice neste projeto,isto não vai dar em nada.
    Cuidado que o Patrice por vaidade ou por ego,gostar conjugar o verbo na 1ºa pessoa do singular.
    Verdade ou mentira?

  5. img
    sadô conk Responder

    Estivemos diante de uma semana recheada de boas noticias para o progresso das nossas queridas ilhas. Contudo, estranha – me imenso o facto de nós santomenses ñ evidenciarmos estes acontecimentos, mas sim, fazendo o contrario, destacar a personalidade do PR e do PM. Quanto ao sr. Dico cassandra sinceramente mas triste fico, porque é uma pessoa que actualmente desempenha um cargo politico na Ilha do principe, devido a influencia do irmão e que ja deveria revelar certa maturidade conforme escreve. Importa salientar que com o mesmo o principe ñ progrediu outrora quando o sr. Dico era director da EMAE e nem quando o mesmo criou uma empresa fiticia no ramo da Jardinagem, deixando assim dividas salarias e tambem com a segurança social (crime de fraude fiscal). Quem diz o que quer, acaba de ouvir o que não quer. Paçôo

  6. img
    Fernando Responder

    Estava a demorar! Nem percebi por que razão o Príncipe não foi logo contemplado desde o início. Enfim… Parabéns!

    • img
      João Furtado Responder

      Eu também estava a admirar pelo facto de Príncipe não ter sido contemplado com cabo submarino quando s.tomé teve. Isto foi de muito má-fé. Sou de Cabo Verde mas reconheço isto. Cabo verde fez isto com todas as suas ilhas. Quando se faz estes investimentos deste calibre não se pode deixar uma zona para trás. Isto só provoca ódios e problemas. Não era preciso s.tomé fazer isto até por aquilo que eu ouço dos naturais de s.tomé o príncipe está menos desenvolvido que s.tomé. Deoxando o príncipe sem este investimento o atraso iria aumentar ainda mais. VIVA O PRÍNCIPE. PARABENS.

  7. img
    Ta ligado Responder

    Até hoje, eu não consegui entender porquê que a ilha do Príncipe não foi contemplado com o projecto. Mas já que existe a iniciativa apesar de anos depois, me sinto feliz com a notícia.

  8. img
    Cauê Livre Responder

    Não sendo eu do Príncipe tenho de reconhecer que de vez em quando há certos dirigentes políticos cá em S.Tomé que discriminam a ilha irmã do Príncipe. Este caso de rede de fibra ótica foi muito mal gerido principalmente pelo governo do senhor Rafael Branco. Nós somos muito pequeninos para existir estas discriminações em relações aos outros nossos irmãos. Ou existia fibra ótica para todos ou não existia para ninguém. É muito chato uns terem acesso a tudo e outros não terem nada. É esta política que está a contrinuir para nos afastar cada vez mais dos nossos irmão do Príncipe. Eu sentiria o mesmo se fosse marginalizado.

  9. img
    Graça Oliveira Responder

    a ilha do príncipe merecia mais respeito. Quem construiu esta ideia de cabo submarino deveria incluir o príncipe neste projeto desde o início. Até parece que são 2 países independentes um do outro. Os nossos irmãos do príncipe têm razão sim senhor.

  10. img
    Vaima Shamar Responder

    Cautela aí! Cabo de fibra óptica se estica muito quebra (no sentido real e figurado…)

Deixe um comentario

*