Destaques

Projecto do OGE para 2016 é mais “gordo” que o Orçamento do Cidadão de 2015

Por imperativo legal, o Primeiro-ministro Patrice Trovoada convidou ao seu gabinete os partidos políticos com assento parlamentar e as centrais sindicais, para dar-lhes a conhecer algumas linhas do projecto do Orçamento Geral do Estado para o ano 2016.

Nos encontros de terça – feira, os partidos políticos e as centrais sindicais foram informados, que o projecto do Orçamento de Estado, para o próximo ano dá prioridade aos sectores da saúde, agricultura, educação e infra-estruturas. O OGE está avaliado em 170 milhões de dólares, Isto segundo as declarações das forças políticas que se reuniram com Patrice Trovoada.

Um valor superior ao Orçamento do Cidadão do ano 2015, ainda em execução e que atingiu 154 milhões de dólares. Um orçamento elaborado no contacto porta a porta entre o Primeiro-ministro e os cidadãos.

Na altura da sua apresentação no Parlamento, em Abril passado, o Primeiro-ministro garantiu ter já em mãos 98% do valor orçamentado, para executar em 6 meses os compromissos assumidos directamente e de porta em porta com os cidadãos.

Os partidos políticos da oposição que estiveram no Palácio do Governo, manifestaram ansiedade, em conhecer os meandros do OGE para 2016, e sobretudo o nível de execução do Orçamento do Cidadão de 2015, cujas verbas, pelo menos 98% delas, eram favas contadas nas mãos de Patrice Trovoada.

Abel Veiga

    9 comentários

9 comentários

  1. Antonio Josè

    18 de Novembro de 2015 as 12:42

    Este PT brinca demais. Para 2015 o PT não conseguiu nem metade de financiamento para OGE e agora diz ter um OGE 2016 mais gordo! Quem vai financiar? Este PT , ADI mais os comparsas Varela, Americo, Vila Nova estão a abusar muito deste povo. Mais é bom para este povo.

  2. Armesio Santos

    18 de Novembro de 2015 as 13:19

    Jornalista ou escritor/plantador de favas.
    Estamos ca STP, a necessitar de agricultores, mesmo de favas, q é mesmo bom. No entretanto é natural estar num gabinete tranquilo e escrever. Trabalhar nada…é o Pais qos politicos criaram…fazer o quê

  3. "beleza africana"

    19 de Novembro de 2015 as 9:10

    Cuidado com aquilo que se chama de “gordo”. Nem tudo que é gordo é bom.O “gordo” é fofo por dentro. A morte é rápida e fulminante. Esvazia rápido, principalmente quando se sabe que as finanças do país anda de mal a pior.

    • Dim MaK

      6 de Dezembro de 2015 as 12:13

      diz-me uma coisa!!! vcs so sabem ter críticas negativas? Nao é em vao que acho que jornal tela non nao passa de um tipo de partido politico quando devia ser um jornal… falaste em abusar do povo, so quero que enumeres todos os abusos do PT Varela Américo e o vila nova; para com o povo!!!

  4. Blaga Pena

    19 de Novembro de 2015 as 9:36

    Quem diria!
    O nosso Patrice trovoada agora a contar cebolas e cenouras na mãe em conversa com palaies! Quem diria!? A ganancia política e a necessidade de fazer blefe deixa os homens fora do normal e obriga-os a deixar o egoísmo pessoal ainda que disfarçado.
    Depois de fazer parte do grupo nos por cá dançando mão no chão, com as mãos no chão e rabo para cima, em pleno espaço publico, vem agora o nosso Patrice simular comprar cebolas e cenouras no mercado. Mas como os homens mudam quando se trata de fazer teatro?
    Ate que os angolanos tem razão quando dizer que o que esta a dar e a política. Vai em frente Patrice, porque muito brevemente voltaras a levar os cães e gatos para o exterior do pais. So esperamos que deixes cá ficar as empregadas.

  5. João Gomes

    19 de Novembro de 2015 as 17:33

    “O OGE está avaliado em 170 milhões de dólares…”! Curiosidade-qual o montante do autofinanciamento indicado?

  6. Seabra

    28 de Novembro de 2015 as 22:52

    …deixar o PT no governo,é ser conivente com a CORRUPÇÃO e pouca VERGONHA desta casta REPUGNANTE…A.Varela e companhia.

    • Dim MaK

      6 de Dezembro de 2015 as 12:15

      quem é que querias que la estivesse?

  7. Dim MaK

    6 de Dezembro de 2015 as 12:20

    mas será que aqui so ha gente pra falar mal do governo. vejo aí pessoas que mal conhecem a política, mal conhece a realidade de sao tome, gente que ne, quarta classe deve ter e vêm pra aí fala isso e aquilo do governo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo