00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

12 de Julho de 2016

Num acto central encoberto pela campanha para as eleições Presidenciais de 17 de Julho, o dia mais importante da República Democrática de São Tomé e Príncipe, foi marcado pelo desfile das forças de defesa e segurança. O Discurso do Presidente da República Manuel Pinto da Costa centrado no apelo a União Nacional, como sendo uma emanação da conquista da independência nacional, foi escutado no local pelo corpo diplomático e algumas individualidades nacionais.

O Primeiro Ministro e Chefe do Governo, Patrice Trovoada não marcou presença na Tribunal do acto central dos festejos do 41º aniversário da independência de São Tomé e Príncipe.

 

Para história do dia fica o discurso do Presidente da República - Discurso do PR – 12 de Julho de 2016

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Guida Gostosa Responder

    Mas isso já roça aos extremos! Como é que um Primeiro-Ministro de um país não marca presença no acto central do dia nacional do país que ele governa? O facto de não ser natural de STP, leva-lhe a cometer esses exageros? Até quando os santomenses vão aturar os caprichos de Patrice Trovoada?

  2. img
    Kkkk Responder

    12 de Julho não diz nada a Patrice trovoada. Com isso ele quero nos dizer que o seu país é o seu nariz e adi.

  3. img
    Maria Silva Responder

    Nós é que somos burros ……..
    O Patrice sabe que stp é uma nima d’ouro , e tem tirado o maior proveito disto , tem sapateado em cima de nós e ainda aplaudimos pela suas atrocidades !
    Um tipo sem ideias concretas, sem visao ( visao para malandragem) sem planos etc , o Patrice tem passado em cima dos nossos princios , nossa gente, da nossa historia prova disto é este ultimo 12 de julho na qual nem esteve presente!
    Sumú ê lìvla anca n’boca de cassô ê….

  4. img
    Jõao Pedro Responder

    Não tenho melhorias de um 12 de julho tão mal preparado e tão pobre como este. Simplemente um 12 de julho Nogento

    Não sei como é que se pode desrespeitar tanto assim os valores, princípios e os símbolos da Nação.

  5. img
    badiu di stp Responder

    Para quando a justificação do Senhor Primeiro ministro pela sua ausência neste acto tão importante para a Nação santomense. Ou será que teve dois actos centrais no dia 12 como foi no dia 1 de Junho.

    Santomense nu abri oudju

  6. img
    Claudino Faro Responder

    Como é possível a ausência do Primeiro- Ministro num evento de Estado de tamanha importância? Será que não se consegue distinguir o pessoal do profissional, do estado-nação da vida privada? Como dizia o meu professor haja paciência para pouca inteligência, nesta terra. Tudo porque não há responsabilização.

  7. img
    Quilixe Furtado Responder

    Estamos sempre a subir.
    Deixem-nos trabalhar!
    Evaristo o mais alto. Doa quem doer.
    Vou mandar e fazer o que quero qd tiver la em cima o meu capanga Evaristo. Caralho.

  8. img
    Rato Responder

    Aquele sacana de Patrice nao foi pk ele nao seria protagonista naquela festa.
    Mania feia!!!

Deixe um comentario

*